Por: Camilo Caliz, Diretor de Serviços de Comunicações para a América Latina da Ericsson
Uma revolução na
comunicação móve...
Em um estudo realizado pela Ericsson, pode-se
observar que o número de minutos de voz no
mundo aumentou em dois dígitos pe...
Hoje em dia, mais de 300 redes LTE operam
comercialmente em 97 países do mundo. Delas, 36
se encontram em 17 países da Amé...
Existem atualmente 12 bandas de frequência
diferentes que foram implementadas nessas redes
em todo o mundo, o que se concl...
Somos uma empresa líder mundial no fornecimento de tecnologias de comunicação,
oferecendo serviços, software e infraestrut...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Uma revolução na comunicação móvel se aproxima na região: A tecnologia de voz sobre LTE (VoLTE)

677 visualizações

Publicada em

Por: Camilo Caliz, Diretor de Serviços de Comunicações para a América Latina da Ericsson

Quando falamos sobre redes LTE, conhecidas também como 4G, nos referimos principalmente a dados, ou melhor, a dados de alta velocidade. E não é incomum. O serviço é afinal uma tecnologia “all-IP” (tudo em IP), que utiliza ao máximo a troca eficiente de pacotes de dados para fazer downloads de arquivos de texto, vídeos e fotografias em altas velocidades.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
677
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
119
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Uma revolução na comunicação móvel se aproxima na região: A tecnologia de voz sobre LTE (VoLTE)

  1. 1. Por: Camilo Caliz, Diretor de Serviços de Comunicações para a América Latina da Ericsson Uma revolução na comunicação móvel se aproxima na região: A tecnologia de voz sobre LTE (VoLTE)
  2. 2. Em um estudo realizado pela Ericsson, pode-se observar que o número de minutos de voz no mundo aumentou em dois dígitos percentuais durante 2012 e 2013. Então, enquanto a rede LTE for usada pelos operadores como fonte de renda, ao mesmo tempo que habilita os serviços de OTT, representa também, e de maneira exemplar, um método adicional para que os operadores possam competir ou colaborar entre si, e possam criar e oferecer novos serviços. Essa colaboração está gerando um novo ecossistema de serviços de comunicação como tecnologias de Voz sobre LTE (VoLTE), combinadas com as outras que estão surgindo como Rich Communication Suite (Suíte Enriquecida de Comunicações ou RCS) e Web Real Time Communications (Web em Tempo real ou WebRTC). Deve-se ter em mente que a construção, distribuição e expansão de serviços de voz sobre redes de última geração são partes fundamentais das redes móveis da próxima geração e isso não se consegue da noite para o dia. Atualmente, são mais de 300 redes LTE prontas, com previsão de entrarem em serviço em 128 países até 2017, quase o dobro do número de redes ativas atualmente, o que demonstra que a comunicação pessoal atual se aprimorou durante um tempo relativamente pequeno e continua em constante evolução. Quando falamos sobre redes LTE, conhecidas também como 4G, nos referimos principalmente a dados, ou melhor, a dados de alta velocidade. E não é incomum. O serviço é afinal uma tecnologia “all-IP” (tudo em IP), que utiliza ao máximo a troca eficiente de pacotes de dados para fazer downloads de arquivos de texto, vídeos e fotografias em altas velocidades. Muitos operadores começaram a implementar a tecnologia LTE unicamente como um serviço de dados; contudo, quando se trata dessa rede, não deveríamos nos referir a essa tecnologia como a última geração de banda larga móvel, mas também como a última geração de serviços de comunicação de voz. Isso pode ser uma surpresa para muitos, já que os serviços de voz são percebidos de forma global como um negócio em queda livre, uma vez que estão sendo substituídos por aqueles oferecidos amplamente pelos conhecidos OTT (Over The Top ou Sobre a Rede). Aqui nos referimos ao Viber, WhatsApp e WeChat, habilitados ironicamente por HSPA e ainda mais pela rede de última geração. É importante ressaltar que a voz ainda tem uma demanda global importante no que se refere à América Latina. O serviço de voz e SMS já é representado por 81% da população, o que significa que a demanda nessa “onda” de tecnologia e nos ecossistemas de voz sobre LTE estão crescendo rapidamente.
  3. 3. Hoje em dia, mais de 300 redes LTE operam comercialmente em 97 países do mundo. Delas, 36 se encontram em 17 países da América Latina. Porto Rico (5), Brasil (6) e Colômbia (4), são os países latino-americanos que contam com o maior número de redes móveis de quarta geração em operação atualmente. Como resultado, espera-se que a quantidade de conexões com rede de última geração em todo mundo passe dos bilhões em 2017. Em 2017, essa tecnologia representará uma de cada oito das mais de 8 bilhões de conexões móveis totais previstas para esse momento. Em 2012, a Coreia do Sul realizou avanços significativos e provas com a tecnologia VoLTE. Os usuários da Coreia do Sul utilizaram os serviços de voz sobre LTE na rede da operadora LG U+. Os Estados Unidos fizeram seu próprio serviço com o MetroPCS. Até então, as redes comerciais LTE não passavam suas chamadas de voz para uma rede 2G ou 3G quando saíam de sua rede de cobertura, mas em março de 2013, no marco do Mobile World Congress em Barcelona, os engenheiros da operadora Telefônica na Alemanha ficaram encarregados de demonstrar que o padrão SRVCC (Single Radio Voice Call Continuity ou Continuidade de Chamada de Voz em Rádio Único) permite realizar a transferência da rede de última geração para a rede 3G. A prova realizada com essa tecnologia na Telefônica Alemanha habilitada pela Ericsson também integrou a tecnologia Wi-Fi como um complemento para a rede móvel, podendo-se dizer que o Wi-Fi também oferece os últimos avanços e contributos, além de um rendimento semelhante ao de LTE e permite o roaming entre várias operadoras e países. De acordo com a GSMA, calcula-se que o número total de conexões LTE em toda a América Latina será de 77 milhões no final de 2017, isto é, 10% do total de conexões da região nessa data. Um estudo recente calcula que cerca de 20% da população mundial encontra-se atualmente dentro do alcance de cobertura da rede 4G, e levando-se em conta que as operadoras continuarão ampliando a cobertura durante os próximos anos, espera-se que tais redes estejam disponíveis para metade da população mundial em meados de 2017. A implementação dessa tecnologia depende principalmente da atribuição do espectro para a rede de última geração. Atualmente, espera-se que 465 redes LTE comerciais estejam em serviço em todo o mundo em 2017 (de acordo com a GSMA). Pioneiros que transformaram a VoLTE em realidade Hoje em dia, mais de 300 redes LTE operam comercialmente em 97 países do mundo. Delas, 36 se encontram em 17 países da América Latina.
  4. 4. Existem atualmente 12 bandas de frequência diferentes que foram implementadas nessas redes em todo o mundo, o que se conclui que o mercado LTE global está em constante evolução. Especificamente nos mercados que foram pioneiros digitais como Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão, a migração para redes de última geração está bastante avançada em comparação com os mercados em desenvolvimento como o México, onde o compromisso dos assinantes não cresceu tanto como nesses países. O futuro da voz sobre LTE Alguns dos fatores que promovem e impulsionam o crescimento de LTE e VoLTE continuam sendo: um espectro adequado para as operadoras móveis, disponibilidade de dispositivos LTE acessíveis e a implementação de tarifas inovadoras. A partir desses fatos, de 2015 em diante, o desenvolvimento vertiginoso da VoLTE será inevitável, uma vez que já existem quase todos os elementos necessários para comprovar que essa tecnologia está para revolucionar a forma em que, até o momento, a comunicação móvel é efetuada, cujo padrão de desenvolvimento é considerado o mais rápido da história.
  5. 5. Somos uma empresa líder mundial no fornecimento de tecnologias de comunicação, oferecendo serviços, software e infraestrutura para operadoras de rede móvel e fixa em todo o mundo, em um ambiente de constante evolução. Cerca de 40% do tráfego móvel global passa pelas redes da Ericsson, além de gerenciarmos redes que servem mais de 1 bilhão de assinantes no mundo todo a cada dia. Com mais do que 35.000 patentes concedidas, temos um dos mais fortes portfólios de patentes da indústria. Nossa visão é ser o condutor principal de uma comunicação para todos. Ao usar a inovação para capacitar as pessoas, as empresas e a sociedade, estamos viabilizando a Sociedade Conectada, em que tudo o que pode ser conectado é conectado. O conteúdo deste documento está sujeito a revisão, sem aviso prévio, devido à contínua evolução da metodologia, design e manufatura. A Ericsson não terá nenhuma responsabilidade por qualquer erro ou dano de qualquer espécie resultante da utilização deste documento. Ericsson Telecomunicacoes S.A. - São Paulo Rua Maria Prestes Maia, 300 Sao Paulo-SP CEP 02047-901 Brasil Telefone: +55 11 2224 2000 ERC-14:000063 Upb © Ericsson AB 2014 Ericsson SE-126 25 Stockholm, Sweden Telephone +46 10 719 0000 www.ericsson.com

×