Workshop: Documentação com fotografia 3D.

2.324 visualizações

Publicada em

Workshop oferecido no dia 26 de agosto de 2014 na Universidade de Caxias do Sul (UCS) pelo professor Deniol Tanaka, professor titular da Escola Politécnica da USP (EPUSP), doutor em Engenharia Metalúrgica pela EPUSP, mestre em Ciências pelo ITA e engenheiro mecânico pela UNESP. O workshop foi realizado com a participação de cerca de 40 pessoas, entre outras, graduandos de Engenharias e Fotografia, mestrandos e doutorandos de Materiais e profissionais de empresas.
A workshop formou parte da programação do 1º Seminário de Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social do Centro de Ciências Exatas e da Tecnologia (CCET) da UCS e foi patrocinado pelo Instituto Nacional de Engenharia de Superfícies.
ATENÇÃO: O arquivo original desta apresentação tem várias animações. Faça download do arquivo se deseja apreciar a apresentação com animações.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.324
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.506
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop: Documentação com fotografia 3D.

  1. 1. VIII Semana Acadêmica do CCET Workshop "Documentação com fotografia 3D” Relevo & textura Caxias do Sul, RS 26 agosto de 2014 Deniol Tanaka Documentação fotográfica- 1/97 dktanaka@usp.br
  2. 2. Relatório técnico-científico  Introdução  Desenvolvimento  Revisão da literatura  Materiais e métodos  Descrição de procedimentos, instrumentos e equipamentos  Ilustração com fotografia  Resultados  Discussão  Conclusão Documentação fotográfica- 2/97 dktanaka@usp.br
  3. 3. Relatório técnico-científico  Orienta apresentação textual  Não indica como documentar e apresentar ilustrações fotográficas Documentação fotográfica- 3/97 dktanaka@usp.br
  4. 4. φωςphosγραφίς φως phos ("luz") γραφίς (escrita) Documentação fotográfica- 4/97 dktanaka@usp.br
  5. 5. Registro fotográfico Detalhe dos tendões rompidos Detalhes para escala Dimensões? Tubo “riser” rompido Superfície da fratura Documentação fotográfica- 5/97 dktanaka@usp.br
  6. 6. Posição do objeto Fratura dútil Fratura frágil Documentação fotográfica- 6/97 dktanaka@usp.br
  7. 7. Posição da fotografia Buraco ou relevo? Documentação fotográfica- 7/97 dktanaka@usp.br
  8. 8. Ilusão devido a posição Alto ou baixo relevo? COLPAERT, Hubertus. Metalografia dos Produtos Siderúrgicos Comuns. S. Paulo, Edgard Blucher, 2008, 672p. Documentação fotográfica- 8/97 dktanaka@usp.br
  9. 9. Posição da fotografia CUIDADO AO GUARDAR AS FOTOGRAFIAS INDICAR A POSIÇÃO CORRETA Documentação fotográfica- 9/97 dktanaka@usp.br
  10. 10. Câmera fotográfica Documentação fotográfica- 10/97 dktanaka@usp.br
  11. 11. Câmera fotográfica – óptica & digital 35 mm SLR (Nikon FM) DSLR (Nikon D5100) Documentação fotográfica- 11/97 dktanaka@usp.br
  12. 12. Qualidade da imagem  Câmera fotográfica  Óptica - sensibilidade do filme  Digital - número de pixel  Lente  Foco  Abertura – luminosidade e profundidade de foco  Sensibilidade  Sensibilidade (resolução) do filme  Número de pixel  Tempo de exposição (velocidade do obturador) - luminosidade  Iluminação  Tipo e posição da fonte Documentação fotográfica- 12/97 dktanaka@usp.br
  13. 13. FOCO Abertura obturador Lente Documentação fotográfica- 13/97 dktanaka@usp.br
  14. 14. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco Documentação fotográfica- 14/97 dktanaka@usp.br
  15. 15. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco  Iluminação  Natural  Artificial  Com/sem refletor  Com/sem difusor Documentação fotográfica- 15/97 dktanaka@usp.br
  16. 16. Iluminação – reflexo e sombra Placa CDP (CastoDur Diamond Plates) Iluminação artificial com flash Documentação fotográfica- 16/97 dktanaka@usp.br
  17. 17. Iluminação – reflexo e sombra Placa CDP (CastoDur Diamond Plates) Iluminação artificial do ambiente interno Documentação fotográfica- 17/97 dktanaka@usp.br
  18. 18. Iluminação – reflexo e sombra Placa CDP (CastoDur Diamond Plates) Iluminação natural do ambiente externo Documentação fotográfica- 18/97 dktanaka@usp.br
  19. 19. Fratura de pistão - posição & iluminação Opposite TS ATS Reference TS FRONT REAR ATS Documentação fotográfica- 19/97 dktanaka@usp.br
  20. 20. Fratura de pistão - posição & iluminação Efeito do comprimento de onda da luz Documentação fotográfica- 20/97 dktanaka@usp.br
  21. 21. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco  Iluminação  Natural  Artificial  Com/sem refletor  Com/sem difusor  Posição do corpo e da fonte luminosa Documentação fotográfica- 21/97 dktanaka@usp.br
  22. 22. Ilusão devido a iluminação Direção da luz Direção da luz Documentação fotográfica- 22/97 dktanaka@usp.br
  23. 23. Posicionamento & iluminação Direção da luz Direção da luz CUIDADO COM A ILUMINAÇÃO PARA NÃO CRIAR ILUSÃO DE RELEVO Direção da luz Direção da luz COLPAERT, Hubertus. Metalografia dos Produtos Siderúrgicos Comuns. S. Paulo, Edgard Blucher, 2008. 672p. Documentação fotográfica- 23/97 dktanaka@usp.br
  24. 24. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco  Iluminação  Natural  Artificial  Com/sem refletor  Com/sem difusor  Posição do corpo e da fonte luminosa  Sensibilidade do filme Documentação fotográfica- 24/97 dktanaka@usp.br
  25. 25. Sensibilidade do filme – “velocidade” ISO 5800:1987 ISO linear (ASA) ISO log (DIN) Filmes comerciais 6 9° Kodachome 25 15° Agfacolor, Kodachrome 25 32 16° Kodak Panatomic-X 40 17° Kodachrome 40 (movie) 50 18° Fuji RVP (Velvia) 64 19° Kodachrome 64, Ektachrome-X 80 20° Ilford Commercial Ortho 100 21° Kodacolor Gold e Kodak T-Max (TMX) 125 22° Ilford FP4, Kodak Plus-X Pan 160 23° Fuji NPS, Kodak High-Speed Ektachrome 200 24° Fujicolor Superia 200 320 26° Kodak Tri-X Pan Professional (TXP) 400 27° Kodak T-Max (TMY) e Tri-X 400 800 30° Fuji NPZ 1000 31° Ilford Delta 3200 1600 33° Fujicolor 1600 3200 36° old Konica 3200 ISO linear = 100 128 2 ISO log 3 Documentação fotográfica- 25/97 dktanaka@usp.br
  26. 26. Sensibilidade do filme vs claridade Abertura fixa - f/127 ISO 100/21O ISO 1000/31O ISO 100/21O ISO 800/31O Documentação fotográfica- 26/97 dktanaka@usp.br
  27. 27. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco  Iluminação  Natural  Artificial  Com/sem refletor  Com/sem difusor  Posição do corpo e da fonte luminosa  Sensibilidade do filme  Tempo de exposição (velocidade obturador) Documentação fotográfica- 27/97 dktanaka@usp.br
  28. 28. Tempo de exposição (velocidade) Cuidado com corpo móvel Documentação fotográfica- 28/97 dktanaka@usp.br
  29. 29. Tempo de exposição (velocidade) Mínima velocidade sem tripé Problema Cuidado movimento da câmera Documentação fotográfica- 29/97 dktanaka@usp.br
  30. 30. Lente - Nikon 18-105mm VR VR (Vibration-Reduction) Documentação fotográfica- 30/97 dktanaka@usp.br
  31. 31. Lente VR (Vibration-Reduction) Sem VR Com VR Documentação fotográfica- 31/97 dktanaka@usp.br
  32. 32. Tempo de exposição (velocidade) - artístico (1/60) s (1/500) s Muito longo Muito curto Documentação fotográfica- 32/97 dktanaka@usp.br
  33. 33. Luminosidade X tempo de exposição Exposição longa sem tripé Normal Exposição longa Documentação fotográfica- 33/97 dktanaka@usp.br
  34. 34. Qualidade da imagem (fotografia)  Foco  Iluminação  Natural  Artificial  Com/sem refletor  Com/sem difusor  Posição do corpo e da fonte luminosa  Sensibilidade do filme  Tempo de exposição (velocidade obturador)  Abertura do obturador – luminosidade e profundidade de foco Documentação fotográfica- 34/97 dktanaka@usp.br
  35. 35. Lente - obturador Obturador (abertura) Documentação fotográfica- 35/97 dktanaka@usp.br
  36. 36. Abertura obturador – f/# Quantidade da luz proporcional à área f - distancia focal da lente D – diâmetro do diafragma Exemplo: lente 80 mm e f/16 f/1, f/1.4, f/2, f/2.8, f/4, f/5.6, f/8, f/11, f/16, f/22, f/32, f/45, f/64, f/90, f/128 Documentação fotográfica- 36/97 dktanaka@usp.br
  37. 37. Abertura obturador – resolução f/2.8 f/4 f/8 Imagem digital HDR Baixa resolução Baixa resolução Documentação fotográfica- 37/97 dktanaka@usp.br
  38. 38. Compensação HDR (High-dynamic-range) Documentação fotográfica- 38/97 dktanaka@usp.br
  39. 39. Compensação HDR (High-dynamic-range) Ver detalhe da técnico de HDR em: http://www.dicasdefotografia.com.br/o-que-e-hdr-por-que-usar-essa-tecnica Documentação fotográfica- 39/97 dktanaka@usp.br
  40. 40. Por de sol em Brno, Republica Tcheca Fotografia HDR por: Igor Documentação fotográfica- 40/97 dktanaka@usp.br
  41. 41. Câmera Nikon D5100 - HDR Documentação fotográfica- 41/97 dktanaka@usp.br
  42. 42. Compensação HDR (High-dynamic-range) Câmera digital Nikon D5100 Fotografia: Mariano Szklanny Cerro Tronador, Argentina Documentação fotográfica- 42/97 dktanaka@usp.br
  43. 43. Profundidade de foco Documentação fotográfica- 43/97 dktanaka@usp.br
  44. 44. Abertura X profundidade de foco f/22 f/2.4 Documentação fotográfica- 44/97 dktanaka@usp.br
  45. 45. Fotômetro – exposição X abertura Baixa profundidade de foco Alta profundidade de foco Sensibilidade Energia luminosa = Tripé Documentação fotográfica- 45/97 dktanaka@usp.br
  46. 46. Abertura X profundidade de foco f/2.8 & (1/250) s f/22 & (1/4) s Documentação fotográfica- 46/97 dktanaka@usp.br
  47. 47. Contraste entre objeto e fundo Documentação fotográfica- 47/97 dktanaka@usp.br
  48. 48. Contraste de cor - 1º e 2º plano Documentação fotográfica- 48/97 dktanaka@usp.br
  49. 49. Contraste & luminosidade Documentação fotográfica- 49/97 dktanaka@usp.br
  50. 50. Contraste & luminosidade Documentação fotográfica- 50/97 dktanaka@usp.br
  51. 51. Contraste de cor - 1º e 2º plano Documentação fotográfica- 51/97 dktanaka@usp.br
  52. 52. Contraste de cor - 1º e 2º plano Documentação fotográfica- 52/97 dktanaka@usp.br
  53. 53. Descrição relevo - textura Documentação fotográfica- 53/97 dktanaka@usp.br
  54. 54. Registro fotográfico Tendões rompidos Tubo “riser” rompido Superfície da fratura Documentação fotográfica- 54/97 dktanaka@usp.br
  55. 55. Exame visual – vista desarmada Relevo & textura? Como é esta superfície? Superfície de fratura do tendão do tubo “riser” Documentação fotográfica- 55/97 dktanaka@usp.br
  56. 56. Exame visual – desarmada Relevo & textura Documentação fotográfica- 56/97 dktanaka@usp.br
  57. 57. Dano na superfície – 2D vs 3D Documentação fotográfica- 57/97 dktanaka@usp.br
  58. 58. Fotografia 3D par estereográfico (visão esquerda e direita) Documentação fotográfica- 58/97 dktanaka@usp.br
  59. 59. Fotografias 3D – par estereográfica Visível da esquerda Visível da direita Não visível da direita (região sombreada) Stereobase: 1:40 Campo de visão da direita Campo de visão da esquerda Documentação fotográfica- 59/97 dktanaka@usp.br
  60. 60. Par estereográfica Vista pelo olho esquerdo Vista pelo olho direito Documentação fotográfica- 60/97 dktanaka@usp.br
  61. 61. MEV - elétron secundário Documentação fotográfica- 61/97 dktanaka@usp.br
  62. 62. Par esterofotográfica (3D) - paralela Documentação fotográfica- 62/97 dktanaka@usp.br
  63. 63. Imagens simultâneas – película fotográfica Solução caseira Solução profissional (duas câmeras em um) Documentação fotográfica- 63/97 dktanaka@usp.br
  64. 64. Câmera digital com recurso 3D Documentação fotográfica- 64/97 dktanaka@usp.br
  65. 65. Câmera digital com recurso 3D Documentação fotográfica- 65/97 dktanaka@usp.br
  66. 66. Imagens simultâneas - digital Duas câmeras em uma MPO - multi-picture file format Monitor lenticular  Duas lentes e dois detectores (2 CCDs)  Único arquivo de imagem (*.MPO) Documentação fotográfica- 66/97 dktanaka@usp.br
  67. 67. Arquivo MPO (*.mpo) - multi-picture file format Fotografias da direita e esquerda num mesmo arquivo e utilizados por câmeras e aparelhos de televisão 3D Documentação fotográfica- 67/97 dktanaka@usp.br
  68. 68. Visualização 3D 1. Óculos para visualização da imagem Documentação fotográfica- 68/97 dktanaka@usp.br
  69. 69. Visualização 3D 1. Óculos para visualização da imagem 2. Projeção e óculos ativos Documentação fotográfica- 69/97 dktanaka@usp.br
  70. 70. Projeção e óculos ativos Documentação fotográfica- 70/97 dktanaka@usp.br
  71. 71. Monitor/TV - projeção ativo Documentação fotográfica- 71/97 dktanaka@usp.br
  72. 72. Visualização 3D 1. Óculos para visualização da imagem 2. Projeção e óculos ativos 3. Projeção com luz polarizada e óculos passivos Documentação fotográfica- 72/97 dktanaka@usp.br
  73. 73. Projeção 3D óculos passiva - polarizado Documentação fotográfica- 73/97 dktanaka@usp.br
  74. 74. Projeção imagem 3D passivo Documentação fotográfica- 74/97 dktanaka@usp.br
  75. 75. Projeção imagem 3D passivo Documentação fotográfica- 75/97 dktanaka@usp.br
  76. 76. Projeção imagem 3D passivo Documentação fotográfica- 76/97 dktanaka@usp.br
  77. 77. Projeção imagem 3D passivo Documentação fotográfica- 77/97 dktanaka@usp.br
  78. 78. Visualização 3D 1. Óculos para visualização da imagem 2. Projeção e óculos ativos 3. Projeção com luz polarizada e óculos passivos 4. Projeção/impressão Anaglifo [óculos passivo – vermelho/azul(cian)] Documentação fotográfica- 78/97 dktanaka@usp.br
  79. 79. Imagem 3D Anaglifo Documentação fotográfica- 79/97 dktanaka@usp.br
  80. 80. Visualização 3D 1. Óculos para visualização da imagem 2. Projeção e óculos ativos 3. Projeção com luz polarizada e óculos passivos 4. Projeção/impressão Anaglifo 5. Impressão e projeção sem óculos [monitor/tela lenticular] Documentação fotográfica- 80/97 dktanaka@usp.br
  81. 81. 3D sem óculos – tela ou impressão lenticular Formato MPO Documentação fotográfica- 81/97 dktanaka@usp.br
  82. 82. Imagens Anaglifo Documentação fotográfica- 82/97 dktanaka@usp.br
  83. 83. Estereografia - Imagens fotográficas 3D Fotografia 2D Par estereográfico 3D (esquerda – direita) Documentação fotográfica- 83/97 dktanaka@usp.br
  84. 84. Imagem Anaglifo – 3D passiva Vermelho esquerda + Verde & azul (ciano) direita Anaglifo Imagem esquerda Imagem direita Canal de cores (RGB) Documentação fotográfica- 84/97 dktanaka@usp.br
  85. 85. Anaglifo Imagem esquerda Imagem direita Anaglifo Documentação fotográfica- 85/97 dktanaka@usp.br
  86. 86. Imagem Anaglifo Documentação fotográfica- 86/97 dktanaka@usp.br
  87. 87. Tubo “riser” – par estereográfico Documentação fotográfica- 87/97 dktanaka@usp.br
  88. 88. Superfície de fratura – tubo riser (Anaglifo) Documentação fotográfica- 88/97 dktanaka@usp.br
  89. 89. Corrosão pelo etanol - Anaglifo Documentação fotográfica- 89/97 dktanaka@usp.br
  90. 90. Dano na superfície Documentação fotográfica- 90/97 dktanaka@usp.br
  91. 91. Fratura de pistão de motor Otto Documentação fotográfica- 91/97 dktanaka@usp.br
  92. 92. Fratura de pistão de motor Otto Documentação fotográfica- 92/97 dktanaka@usp.br
  93. 93. Pedras – profundidade da imagem Documentação fotográfica- 93/97 dktanaka@usp.br
  94. 94. Orquídea – profundidade da imagem Documentação fotográfica- 94/97 dktanaka@usp.br
  95. 95. Anaglifo – orquídea – PROBLEMA da cor Documentação fotográfica- 95/97 dktanaka@usp.br
  96. 96. Anaglifo – carro – PROBLEMA da cor Anaglifo não reproduz vermelho Documentação fotográfica- 96/97 dktanaka@usp.br
  97. 97. Documentação fotográfica- 97/97 dktanaka@usp.br
  98. 98. LFS - PME - EPUSP Comunidade LFS Alexandre Martins Aluisio Jose Schuitek Amilton Sinatora André Paulo Tschiptschin Andre Rodrigues G Silveira Andrea Ranzan Ane Cheila Rovani Arthur Felipe P Pereira Carlos Alvarez Rosario Documentação fotográfica- 98/97 dktanaka@usp.br
  99. 99. Muito obrigado Perguntas ? dktanaka@usp.br Documentação fotográfica- 99/97 dktanaka@usp.br
  100. 100. Universidade de São Paulo - Brasil São Paulo Rondônia Paraná Documentação fotográfica- 100/97 dktanaka@usp.br
  101. 101. Universidade de São Paulo Distrito de Paiquerê , Londrina - PR Distrito de Paiquerê Fazenda Figueira (Mata do Barão) Estação Experimental Agropecuária Hildegard Geogina von Pritzelwitz ESALQ Reserva do Patrimônio Natural (RPN) doada em 2000, pelo ex-aluno Alexandre von Pritzelwitz Grandes remanescentes de fragmentos florestais nativos Documentação fotográfica- 101/97 dktanaka@usp.br
  102. 102. Universidade de São Paulo Distrito de Paiquerê , Londrina - PR Documentação fotográfica- 102/97 dktanaka@usp.br
  103. 103. Documentação fotográfica- 103/97 dktanaka@usp.br
  104. 104. Instituto de Ciências Biomédicas - ICB-5 Montenegro, RO Barco-hospital Floriano Riva Filho do ICB5 para atendimento da população e expedição científico-acadêmico 1990 – USP, Organização Mundial da Saúde (OMS) e Instituto Pasteur de Paris para pesquisar malária brasileira, que ocorria quase exclusivamente na Amazônia Documentação fotográfica- 104/97 dktanaka@usp.br
  105. 105. Instituto de Ciências Biomédicas - ICB-5 Centro Avançado em Montenegro, RO Criado em 2001 - Pesquisa de medicina, biologia, odontologia, fonoaudiologia e saúde da população & biodiversidade amazônica Fundação - 13 de fevereiro de 1992 Documentação fotográfica- 105/97 dktanaka@usp.br
  106. 106. Universidade de São Paulo Estado de São Paulo Ribeirão Preto Pirassununga Bauru Lorena Piracicaba São Paulo São Carlos Fundação - 1934  72 unidades  37 escolas  4 museus  4 hospitais  Docentes 5.222  Alunos 80.589  48.530 graduação  25.007 pós-graduação Documentação fotográfica- 106/97 dktanaka@usp.br
  107. 107. Universidade de São Paulo Cidade de São Paulo Campi:  Cidade Universitária  Complexo da Saúde  Faculdade de Medicina  Faculdade de Higiene & Saúde Pública  Hospital das Clínica  Faculdade de Direito  USP Leste I  USP Leste II Centros de Pesquisa:  Cidade Universitária  Casa da Dona Yayá  Centro de Saúde Escola Samuel Pessoa  Estação Ciência (R. Guaicurus, 1394 - Lapa)  FAU Maranhão, Maria Antonia e TUSP  Hospital Auxiliar Cotoxó  Hospital Estadual Sapopemba  Hospital Local Sapopemba  Museu de Arte Contemporânea (Ibirapuera e CUASO)  Museu Paulista (Ipiranga) e Museu de Zoologia  Núcleo de Apoio Social, Cultural e Educacional (NASCE - Ermelino Matarazzo)  Parque Ciência e Tecnologia (Parque Estadual das Fontes do Ipiranga) Documentação fotográfica- 107/97 dktanaka@usp.br
  108. 108. São Paulo - Capital Documentação fotográfica- 108/97 dktanaka@usp.br
  109. 109. Documentação fotográfica- 109/97 dktanaka@usp.br

×