Baterias de Empilhadores - Eng Orlando Santos

5.560 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.560
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
119
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Baterias de Empilhadores - Eng Orlando Santos

  1. 1. Eng. Orlando Santos 2012
  2. 2. Recarga de baterias Principais riscos:
  3. 3. Riscos As baterias são objetos pesados, suscetíveis, só por isso, de causarem acidentes durante o seu manuseamento.
  4. 4. Riscos A energia elétrica do acumulador é suscetível de criar arcos elétricos.
  5. 5. Riscos A sua carga e auto descarga liberta gases ricos em hidrogénio altamente explosivos.
  6. 6. Carregadores de baterias Estes equipamentos devem apresentar: Marca CE Declaração de conformidade CE Outras marcações de qualidade Manual de instruções em Português.
  7. 7. Incendio e explosão O processo de carregamento da bateria liberta gases, sobretudo, oxigénio e hidrogénio.
  8. 8. Incendio e explosão O hidrogénio é um gás altamente explosivo, podendo qualquer faísca, chama ou outro tipo de fonte de ignição, provocar uma explosão.
  9. 9. Incendio e explosão É necessário que se adotem as medidas necessárias para que seja possível evitar situações semelhantes.
  10. 10. Nas zonas de carregamento esubstituição de baterias: Não se deve fumar( colocar sinalização); Caso se trate de recintos fechados, deve assegurar-se uma ventilação adequada e eficiente; Deve haver extintores, para cuja utilização deverá solicitar-se formação adequada.
  11. 11. Normas de segurança na utilizaçãode baterias
  12. 12. Norma (1) As baterias de tração devem ser carregadas com intervalos regulares. Uma bateria de tração nunca deve ser descarregada para além do valor mínimo indicado pelo seu fabricante ( densidade de eletrólito).
  13. 13. Norma (2) Se a fabrica trabalhar por turnos, a mudança das baterias deve ser feitas de acordo com o parágrafo n.º 1.
  14. 14. Norma (3) Para além das normas internas de segurança que possam existir em cada fábrica, as seguintes regras deverão ser escrupulosamente cumpridas:
  15. 15. Normas de segurança na utilização Proibição de fumar ou de fazer lume nas áreas de carga das baterias ou na sua proximidade.
  16. 16. Normas de segurança na utilização Assegurar-se de que os guinchos, correntes ou argolas de suspensão não contactem com os terminais ou cabos da bateria.
  17. 17. Normas de segurança na utilização O eletrólito é altamente corrosivo e como tal qualquer derrame deve ser imediatamente limpo.NUNCA ADCIONAR ÁGUA DESTILADA ACIMADO NÍVEL RECOMENDADO
  18. 18. Normas de segurança na utilização Desligar sempre primeiro a bateria do empilhador, antes de a retirar.
  19. 19. Normas de segurança na utilização Desligar sempre primeiro a bateria do empilhador, antes de adicionar eletrólito.
  20. 20. Normas de segurança na utilização Cada empilhador deverá trabalhar apenas com as baterias que são recomendadas pelo fabricante, no que respeita a peso, dimensões, voltagem e amperagem.
  21. 21. Normas de segurança na utilização Antes de por o empilhador em marcha, depois de ter estado a bateria à carga, assegurar-se de que o cabo de carga está desligado.
  22. 22. Normas de segurança na utilização Se a bateria não apresentar carga completa após um período normal de carga, comunicar o facto imediatamente antes de começar a trabalhar.
  23. 23. Normas de segurança na utilização Cargas rápidas fora dos períodos normais de carga não devem ser feitas a menos que superiormente autorizadas.
  24. 24. Normas de segurança na utilização Verifique-se os batentes da bateria estão em bom estado e travam perfeitamente a bateria.
  25. 25. Normas de segurança na utilização Nunca movimente um empilhador sem a tampa da bateria colocada.
  26. 26. Normas de segurança na utilização Não utilizar extensões. A utilização de uma extensão errada pode ser a causa de incêndio ou choques elétricos. No caso de absoluta necessidade da sua utilização, deverão ser providas de condutor de terra e ter uma seção mínima de 1.5 mm2.
  27. 27. Riscos particulares Chumbo : o Decreto Lei nº 274/89, de 21 de Agosto, transpõe para legislação Nacional a Diretiva nº 82/605/CEE, relativa à proteção dos trabalhadores contra os riscos resultante da exposição ao chumbo e aos seus compostos iónicos nos locais de trabalho.
  28. 28. Riscos particulares O anexo 1 deste diploma, entre outras, considera as seguintes atividades como suscetíveis de apresentar um risco de absorção de chumbo: As áreas destinadas ao carregamento e armazenamento de baterias.
  29. 29. Riscos de chumbo O chumbo é absorvido pelo organismo por duas vias principais:
  30. 30. Riscos de chumbo Por via respiratória ( a mais importante) – parte do chumbo inalado chega ao sangue através dos pulmões. Por via digestiva – normalmente devido à ingestão de bebidas e alimentos com poeiras neles depositados.
  31. 31. Efeitos psicológicos Quando em determinadas concentrações no sangue, sentem-se os primeiros sintomas de intoxicação: Fadiga e sono excessivo; Falta de apetite; Dores de estomago, acidez e má digestão; Dores musculares; Palidez.

×