Motores de busca

578 visualizações

Publicada em

Projeto de formação: Técnicas de uso de motores de busca.

Publicada em: Internet
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
578
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Motores de busca

  1. 1. Jan. 2014 Projecto de formação: Técnicas de uso dos motores de busca
  2. 2. Introdução Este trabalho trata-se de um projecto de cunho tecno-pedagógico que se enquadra no âmbito da disciplina Novas Tecnologias Informacionais na Educação com a finalidade de capacitar os alunos com conhecimentos teórico-práticos que lhes permitem o uso eficiente de motores de busca nas pesquisas do seu quotidiano académico através da internet como uma ferramenta que veio modernizar as formas de os professores e alunos acederem as informações dentro e fora de sala. Neste aspecto, os motores de busca desempenham um papel fundamental o que torna a pesquisa mais organizada e menos cansativa. Isto exige que o usuário conheça no mínimo as técnicas de uso para poderem fazer as suas pesquisas sem constrangimentos. Considerando estas situações, realizamos este projecto tendo inicialmente como público-alvo os estudantes da Universidade de Cabo Verde, campus palmarejo com maior inclinação aos do primeiro ano uma vez considerando as dificuldades de pesquisas na internet que enfrentam devido a razões diversas, uma das quais o desconhecimento das técnicas de uso dos motores de busca. O projecto estrutura-se em três partes fundamentais: Na primeira traça-se matriz de planificação de actividades do projecto, na segunda apresenta-se o quadro de planificação das sessões de formação e descrição detalhada do processo de avaliação adoptado e, finalmente, na terceira parte segue-se a conclusão onde transparece as espectativas do impacto do projecto e algumas considerações sobre o mesmo.
  3. 3. 1. Matriz de Planificação de Atividades do Projeto Tecno-pedagógico. Projecto Orientação didáctica para uso de Motores de Busca: Google, Youtube, Metacrowler, Kartoo, Ação Com este projecto pedagógico pretendemos capacitar os alunos com conhecimentos que lhes permitem o uso eficiente de motores de busca nas pesquisas do seu quotidiano académico. Tema/lema “Para o melhor aproveitamento das pesquisas, melhores técnicas de uso de motores de busca” Justificação A sociedade actual está marcada fortemente pelo uso da internet, disponibilizando cada vez mais inúmeras possibilidades de pesquisas. Para isso, saber usar de forma eficiente os motores de busca em actividades investigativas da/na academia constitui um desafio aos alunos universitários na sua carreira académica, já que as dificuldades são imensas, mesmo sem os alunos perceberem, sobretudo no primeiro ano de universidade. Segundo Bozzetti e Silva (s/d) “Os sistemas de busca na web foram desenvolvidos com o intuito de auxiliar as pessoas no melhor aproveitamento do seu tempo na internet, trazendo aos usuários formas mais rápidas e categorizadas para encontrar o que procuram”. Para a população académica, convém que os alunos saibam fazer o melhor uso de motores de busca. Por isso, pensamos fazer todo o sentido a realização deste projecto, com o objectivo de capacitar os formandos no domínio de motores de busca para pesquisas académicas. Data Início-7 de Abril de 2014 Término-2 de Maio de 2014 Novas Tecnologias e Informacionais na educação Docente: Magno Rocha Ano Letivo: 2013/2014
  4. 4. Local (enquadramento) UniCV-Universidade de Cabo Verde (Campus de Palmarejo) A Universidade de Cabo Verde (UniCV), criada em 2006, é a primeira instituição pública de ensino superior do país localizada na cidade da Praia com a missão de criação, difusão e promoção da cultura, ciência e tecnologia, articulando o estudo e a investigação, de modo a potenciar o desenvolvimento humano, como factor estratégico do desenvolvimento sustentável do país. Muito recente, tendo apenas sete anos de existência (2006- 2013), a institucionalização da UniCv deve-se á fusão de duas faculdades em diferentes locais: ISE, localizado em Praia e o Instituto Superior de Engenharia e Ciências do Mar -ISECMAR, em Mindelo, sendo em 2007 mais uma unidade agregada-INIDA- localizada em S. Jorge dos Órgãos. Com as suas unidades associadas no período 2006-2007 (INIDA, ISECMAR) e outras universidades cooperativas, tem desempenhado um papel fundamental para o desenvolvimento de Cabo Verde no tangente a formação de recursos humanos cada vez mais e melhor qualificados, capazes de operar a partir de uma base tecnológica inovadora para fazer frente às necessidades do mercado nacional cada vez mais exigente e respondendo desta maneira às demandas sociais nos seus domínios diversos. Tempo Previsto Esta formação terá a duração de um mês, com duas sessões semanais de uma hora e trinta minutos cada. Formado Responsável Cleide Correia e Gilson Pires Formadores Convidados Magno Rocha- Docente e membro do NaEaD na UniCV, Campus de Palmarejo. Luísa Inocêncio- Docente na UniCV; e assessora em EaD: Sede do NaEaD: Campus do Palmarejo. Grupo Alvo Alunos do 1º ano da universidade de Cabo Verde –Campus de Palmarejo.
  5. 5. Pré-requisitos Pré-requisitos:  Alunos do primeiro ano de universidade de Cabo Verde (campus de palmarejo);  Conhecimentos básicos da informática em condição de usuário;  Conhecimento elementar da língua inglesa; Perfil de saída: Espera-se que no fim da formação os formandos tenham domínio no uso de motores de busca para pesquisas académicas (Google, Youtube, Metacrowler, Kartoo). Objectivo geral  Capacitar os formandos no domínio de motores de busca para pesquisas académicas. Objetivos específicos  Identificar os diferentes tipos motores de busca (Google, Youtube, Metacrowler, Kartoo);  Diferenciar os quatro motores de busca;  Explicar as técnicas de uso de motores de busca e visualização de Informações;  Desenvolver actividades de busca com os motores de busca seleccionados;  Realizar pesquisas na internet com a escolha criterial dos motores de busca; Metodologia A formação será sob regime presencial, com sessões teórico- práticas ao longo da formação. Tecnologia utilizado  Computadores;  Internet ;  Projector e tela;  Quadro;
  6. 6. Conteúdos Noções básicas da internet:  Conceito e caracterização;  Internet como suporte de difusão da informação;  Internet como potencializador do processo de ensino e aprendizagem; Motores de busca:  Introdução ao conceito de motores de busca;  Tipos e função;  Caracterização de motores de busca;  Motores de busca na Web (Google, youtube, Metacrowler, Kartoo);  Técnicas de pesquisa das informações nos motores de busca;  Uso e visualização das informações (arquitectura, a navegação, o conteúdo e o design);  Processo de comunicação dos resultados: “Aranha Robô” Spider; Web crawler; Avaliação No nosso projecto optamos pela avaliação formativa, em que vamos acompanhar continuamente o processo de ensino- aprendizagem que revelem os conhecimentos, as habilidades, as capacidades e as atitudes desenvolvidas durante a formação. Breve descrição das actividades Nós iremos acompanhar todas as actividades dos formandos dando feedback sempre que necessário. Cada grupo apresentará um trabalho sobre um motor de busca seleccionado por nós. No final, faremos o balanço da formação e cada formando receberá um certificado de formação como reconhecimento do seu esforço durante a mesma.
  7. 7. Primeira Etapa 1ª Semana Noções básicas da internet Actividade Objectivos Específicos Conteúdos Metodologias Estratégias Recursos Actividades dos Participantes Feedback 1ª Aula Apresentação do formador, formandos e do curso Levantamento das espectativas do curso pelos formandos Discussão dos critérios de avaliação Conhecer o curso, os formadores, os formandos e as suas espectativas em relação ao curso Apresentação do programa e dos formandos Dinâmica do grupo Debate (haverá um diálogo entre os formadores e os formandos sobre a negociação da forma de avaliação e também sobre as matérias que serão leccionadas ao longo da formação) Computador Data show Quadro e giz Interagir com os formandos e formadores Agradecer os formandos pela participação na formação Dar a conhecer as espectativas em relação ao curso 2ª Aula Introdução ao conceito da internet e sua caracterização Visualização de um vídeo: internet na educação Conhecer a origem, a evolução e a contribuição da internet no processo de ensino- aprendizagem A internet e o seu impacto na Educação: Conceito e caracterização da internet; Internet como suporte de difusão da informação; Internet como potencializador do processo de ensino e aprendizagem; Aulas interactivas/dinâmica dos alunos (Formador e alunos interagem, dando opiniões, apresentando dúvidas, e experiências práticas) Visualização de vídeos sobre a internet na educação Computador Data show, quadro e giz Altifalantes Opinar/intervir sobre os conteúdos apresentados durante a sessão; Anotar os aspectos importantes do vídeo Os formandos apresentarão a sua apreciação da aula
  8. 8. Segunda Etapa 2ª Semana Motores de busca (Google, youtube, Metacrowler, Kartoo) Actividade Objectivos Específicos Conteúdos Metodologias Estratégias Recursos Actividades dos Participantes Feedback 1ª Aula Divisão de turma em grupos de trabalho para caracterizar cada motor de busca Análise de textos que falam sobre motores de busca Compreender o conceito de motores de busca Caracterizar os diferentes motores de busca Identificar a função dos motores de busca Motores de busca: Introdução ao conceito Caracterização Função Metodologia explicativa Interacção professor- aluno (cada grupo irá pesquisar um tema na internet, usando diferentes motores de busca e no fim apresentar os resultados Computador Internet Data show Interacção entre os formandos Participação nas aulas Tomar apontamentos Apresentar dúvidas Elogiar cada grupo de trabalho consoante o desempenho demostrado 2ª Aula Intervenção de formadores convidados Identificar os tipos de motores de busca Caracterizar os motores de busca Tipos e caracterização dos motores de busca; Aulas expositivas e dinâmica dos alunos (Os formadores convidados fazem uma explanação sobre o conteúdo planificado) Computador Internet Data show Escreve, Interroga Procura informações online Apresenta dúvidas Consulta de textos na internet Agradecimento aos convidados Resumo por parte dos alunos sobre o que aprenderam
  9. 9. Terceira Etapa 3ª Semana Técnicas e estratégias de pesquisa nos motores de busca Actividade Objectivos Específicos Conteúdos Metodologias Estratégias Recursos Actividades dos Participantes Feedback 1ª Aula Realização de pesquisas na internet: Formação de grupos de trabalhos; Visualização de um vídeo sobre tutorial de busca Conhecer as técnicas de uso de motores de busca nas pesquisas online; Compreender as estratégias de pesquisas nos motores de busca; Técnicas e estratégias de pesquisa nos motores de busca Dinâmica do grupo Interacção formando- formador (Cada grupo realiza uma pesquisa sobre um mesmo tema e no fim fazem a comparação de resultados) Utilização de data show Computador Altifalantes Exercícios de aplicação Os participantes escutam, observam e comentam o vídeo Agradecer e elogiar os trabalhos dos formandos 2ª Aula Aula com convidado: Professor de multimídia Conhecer a interface e o design de cada motor de busca, Permitir a interacção dos formandos com a interface de cada motor de busca; motor de busca Uso e visualização das informações (arquitectura, a design); Aula interactiva (Os convidados explicam passo a passo os conceitos e as funcionalidades da interface) Utilizar a internet como veículo de pesquisa e comunicação dos resultados Data show Computador Internet Apresentar dúvidas Tomar apontamentos Fazer levantamento das dificuldades encontradas
  10. 10. Quarta Etapa 4ª Semana Processo de comunicação dos resultados: “Aranha Robô”, Spider; Web crawler Actividade Objectivos Específicos Conteúdos Metodologias Estratégias Recursos Actividades dos Participantes Feedback 1ª Aula Buscas na internet de textos que fala sobre os conceitos (Spider, Webcrawler e “aranha robô”), recorrendo a diversos motores de busca Explicar os conceitos: Spider, Webcrawler e “aranha robô” Compreender os procedimentos da comunicação dos resultados Analisar as formas de presentação de resultados por cada Processo de comunicação dos resultados: “Aranha Robô” Spider; Web crawler Metodologia interactiva (cada formando interage ajudando uns aos outros) Computador Internet Data show Consultar textos sobre o tema proposto pelo professor na internet Apresentação e comparação dos resultados Agradecer e elogiar os trabalhos dos formandos Compreender as dificuldades durante as aulas e apresentar alternativas de superação 2ª Aula Encontro solene/témino da formação Encontro solene: Formandos, formadores e formadores convidados, patrocinadores do projecto Atribuição de certificado de participação Fazer o balanço geral da formação Reforçar a importância prática do projecto realizado Considerações finais: Apreciação da formação Identificar as dificuldades encontradas Metodologia interactiva Convívio entre os participantes do encontro Computador Altifalante Microfone Escutam Intervêm Avaliam o curso Agradecimentos Ouvir a opinião dos formandos sobre o curso e conteúdos leccionados Reforçar a importância prática desse curso
  11. 11. 2. Modelo e procedimentos de avaliação Como sabemos a avaliação é um componente indispensável e indissociável da prática pedagógica. Tendo esta definição da avaliação, optamos pela avaliação formativa que tem a função de dar feedback contínuo, mostrando como esses processos podem ajudar os formandos a reconhecerem a sua evolução durante a formação. Desse modo, apresentamos algumas estratégias para tornar a avaliação parte integrante da formação e ensino aprendizagem dos formandos assente no modelo de avaliação de Benjamin Bloom dando mais ênfase ao domínio cognitivo e os seus respectivos níveis. O domínio cognitivo na visão de Bloom está relacionado ao aprender, dominar um conhecimento. Envolve a aquisição de um novo conhecimento, do desenvolvimento intelectual, de habilidade e de atitudes. Nesse domínio, os objectivos foram agrupados em seis categorias e são apresentados numa hierarquia de complexidade e dependência (categorias), do mais simples ao mais complexo. Para ascender a uma nova categoria, é preciso ter obtido um desempenho adequado na anterior, pois cada uma utiliza capacidades adquiridas nos níveis anteriores. Fig 1: Domínio cognitivo e seus níveis de avaliação 2.1 Níveis do domínio cognitivo  Conhecimento: O formando consegue recordar, listar, identificar e definir os conteúdos leccionados nas sessões.  Compreensão: O formando é capaz de compreender, interpretar e explicar por palavras suas os conteúdos leccionados durante a formação com base em conhecimento prévio. Domínio cognitivo
  12. 12.  Aplicação: O formando consegue por em prática os conhecimentos teóricos em diferentes contextos de aprendizagem.  Análise: Os formandos conseguem separar uma informação em elementos componentes e estabelecer relações entre eles.  Síntese: Os formandos são capazes de construir mapas conceptuais dos conteúdos. Conseguem agregar várias informações e produzir novos conhecimentos.  Avaliação: Os formandos conseguem se posicionar diante dos conteúdos ou informações, apreciando-os avaliando-os, criticando-os e confrontando-os com base em critérios conhecidos. 2.2 Instrumentos de avaliação A avaliação será feita com base nos seguintes instrumentos avaliativos:  Dinâmica/Actividades em grupo  Exercícios de aplicação na sala de aula  Auto-avaliação  Participação na sala de aula  Debate 3. Considerações finais Na actualidade, onde o apelo visual é muito grande na web, sites mais rápidos, práticos e visualmente agradáveis tendem a conquistar os usuários (Buzzetti & Siva, s/d). Uma vez que novos espaços de construção do conhecimento emergiram com as novas tecnologias da informação e comunicação (TIC), este projecto apresenta uma proposta de formação nas técnicas do uso de motores de busca (Google, Youtube, Metacrowler, Kartoo) que considere aspectos de uso e Visualização de Informações visando tornar a busca na web cada vez mais eficiente e atractiva aos formandos. É um projecto de cariz tecno-pedagógico desenvolvido pensando nas dificuldades dos alunos que pela primeira vez realizam actividades de pesquisa online. Estamos convictos que com a implementação deste projecto, os formandos beneficiarão dos ganhos e passarão a ter conhecimentos que lhes permitem o uso eficiente de motores de busca nas pesquisas do seu quotidiano académico.
  13. 13. Pensamos que é um projecto que tem relevância técnico-científica para os estudantes universitários, mas, por se tratar de um projecto com fins pedagógicos visa desenvolver uma cultura de autonomia e reflexão nos alunos na realização das pesquisas. Também será relevante para que os estudantes obtenham uma visão mais aplicada, incorporando em suas pesquisas online as técnicas de uso de diferentes motores de buscas com a utilização prática dos mesmos. Como trabalhos futuros, pretende-se dar continuidade a este projecto e alargar o público-alvo por constatar que as dificuldades também se estedem a outros níveis académicos. Para isso, pretendemos, desde cedo, apresentar esta proposta de formação aos alunos do ensino secundário como forma de prepará-los para actividades de pesquisas online, o que contribui para realização de trabalhos científicos com qualidade. *FIM*
  14. 14. Bibliografia BLOOM, B.et al. (1974). Taxonomia de Objectivos Educacionais: Domínio Cognitivo. Ed. Globo, Porto Alegre BOZZETTI, B. T. & SILVA, I.C.S (s/d). Usabilidade na Visualização de Resultados de Ferramentas de Busca na Web. Brazil: Porto Alegre. Disponível em: http://www.uniritter.edu.br/graduacao/informatica/sistemas/downloads/tcc2k10/bruno_2 010_2.pdf, consultado 10 Dezembro 2013 Website http://www.scielo.br/pdf/gp/v17n2/a15v17n2.pdf, consultado em 25 de Janeiro de 2014 http://penta2.ufrgs.br/edu/bloom/teobloom.htm, consultado em 25 de Janeiro de 2014 http://pedagogia2010unieuro.blogspot.com/2010/05/taxonomia-de-bloom.html consultado em 25 de Janeiro de 2014

×