Guia pedagógico dia 17

569 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
569
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia pedagógico dia 17

  1. 1. 5-Escreve o algarismo que vem antes e o que vem depois 3ou6- Completa 1 3 5 um dois Quatro7-Pinta o gato que se encontra entre os caes: 76
  2. 2. 6.1. Tema 1- Comunicação e expressão na escola e na famíliaContexto sala de aulas Oralidade Escrita Leitura EscritaPatamar 1: Patamar 1 : Patamar 1 :O (a) aluno(a) produz, O (a) aluno(a) lê, pelo menos, O (a) aluno(a) escreve, compelo menos, três quatro frases escritas, utilizando autonomia, pelo menos, três frases,frases referentes ao o seu nome ou o nome de um(a) utilizando o seu nome ou o nome deestabelecimento de colega e léxico relativo ao um(a) colega e léxico relativo aorelações sociais e contexto escolar/familiar para a contexto escolar/familiar para aexpressão de expressão de sentimentos e expressão de sentimentos esentimentos. estabelecimento de relações estabelecimento de relações sociais. sociais.Patamar 2 (ver vol. 2) Patamar 2 (ver vol. 2) Patamar 2 (ver vol. 2) Competência terminal de Integração-1º ano:No final do 1ª ano, o(a) aluno(a) lê, produz oralmente e por escrito (ou ainda, na linguagem gestual);mensagens simples, de seis a oito frases, para exprimir sentimentos, descrever e narrar acontecimentosrelacionados com a vida pessoal, familiar e escolar, apoiando-se em suportes áudio, visuais, tácteise escritos. 6.1.1. Diagnóstico e orientaçãoMATERIAL ESCOLAR:Ponteiro (3 silabas) /apontadorCozinheiraCozinha, Professor, Janela, CadernoCola, Quadro, PortaGizA cola está na mochila.No escritório do gestorLapiseiraCanetamesaClips 77
  3. 3. Aprender e aprender, dando funcionalidade aos saberesAprender Para que? Saberes Saber ser InterdisciplinaridadeO que? Exemplos de Léxico Referir-se as Matemática: expressões pessoas do Relações espaciaisLéxico e Saudar, Sou o Joao Nomes dos contextoestruturas despedir, Como te/se colegas e escolar com Contagem de zero ae se apresentar, chama/s? demais respeito e cincoexpressoes apresentar elementos da correcaode alguem, O meu nome e escola; Cienciascomunicac nomear, Paulo Nomear os integradas:ao caracterizar e Nomes dos objectos de Conhecimento dorelativos falar da Ele e meu colega objectos da modo meio físico e socialao utilidade das de carteira sala; adequado escolar e familiarcontexto coisas nosala de contexto sala A caneta serve Adjectivosaulas de aula para escrever Empresta-me a borracha, por favorCondução das aprendizagens pontuais. A condução das aprendizagens pontuais deve ser sistemático mas fluido e flexível. Osmanuais devem ser usados numa perspectiva de complementaridade e sensatez pois, não se vaicumprir nenhum manual e sim levar os alunos a construírem as suas aprendizagens significativas.Neste sentido os manuais são materiais assim como o espaco sala, as ruas e os escritos dacomunidade e demais realidades materiais que suportam a escrita e demais conteudios escolaresOpcao 1: Partindo do contexto real: sala de aulas 78
  4. 4. Para introduzir os alunos no tema 1, o porfessor pode partir da sala de aulas e auxiliar-se de qualquer umdos três manuais do 1º ano.Saberes: Saberes fazer:Léxico relaitivo ao contexto sala Nomear os obejetos do contexto sala de aulas;de aulas Identificar os nomes desses objectos na sala e naConjuntos de1 a 5 elementos frase;Contagem de 1 a 5 Associar as palavras escritas com os objectos queExtruturas e expressões para representam na sala;nomear e contar os objectos da Associar nomes escritos em tipo impresso esala de aulas manuscrito;Extruturas e expressões para Montar as palavras e frases sobre o contexto sala dequalificar e se referir à utilidade aulas, usando letras moveis impresso e manuscrito;das coisas Copiar as frases para o caderno diário; Contar o número de letras existentes nessas palavras; Contar o número de palavras em frases do contexto sala de aulas; Agrupar as imagens dos objectos nomeados; Formar conjunto com 1 a 5 elementos;Aprendendo a oralidadeO professor pode perguntar aos alunos quais são os objectos da salaA medida que os alunos respondem, ele escreve os seus nomes no quadro, perguntando se está aescrever correctamente (recorde-se que os objectos, a esta altura, estão todos legendados):De seguida, o professor pergunta se na língua cabo-verdiana esses objectos são denominados damesma maneira.Depois 4 ou 5 objectos nomeados e identificados, o professor passa paara a dimensão frase e actosde fala para dar uma ordem, um pedido ou referir uma característica de um desses objectos, usandouma frase. Ex. O nosso quadro é de que cor? Para que serve? O professor pode chamar um aluno epedir –lhe que apague o quadro. Imaginemos que o aluno se chama Jose. De seguida pergunta paraa turma: o que e que o Jose fez? O professor faz um surtilegio e decide escrever o que é que o Josefez.Eis a frase: O Jose apagou o quadro 79
  5. 5. De seguida, escreve a frase no quadro, descobrem as palavras que fazem parte da frase, identificamessas palavras na turma, produzem outras frases e, finalmente os alunos podem montar essa frasecom letras móveis impresso e manuscrito.Se houver tempo os alunos podem inventar mais frases usando palavras da sala de aulasQuando inventam a frase, podem dita-la ao professr que a escreve no quadro e explora –a comauxilio da turma.O professor explora a frase em língua cabo-verdiana e portuguesa, poe os alunos a contarem asletras que formam as palavras, identificam essas letras no painel mural, nos nomes dos colegas.O professor pode identificar alguma letra específica e pedir a um aluno que venha ao quadroescreve-la ou apaga-la, etc.Exploração dos manuaisOs manuais tem varias imagens, são ricos e coloridos.O professor pode pedir a turma para identificarem no manual, os objectos de que estivemos a falar.Pedir que identifiquem as cores e outras características e utilidade;So depois de muito bem exploradas,o professor avanca para a realização dos exercícios(completação de lacunas em língua portuguesa, mais conversas em ciências ou construção deconjuntos em matemática. 80
  6. 6. Exemplo 2: Partindo do manual de matemática:Saberes:Léxico relativo ao contexto sala de aulasConjuntos de1 a 5 elementosContagem de 1 a 5Extruturas e expressões para nomear e contar os objectos da sala de aulasExtruturas e expressões para qualificar e se referir à utilidade das coisasSaberes fazer:Nomear os obejetos do contexto sala de aulas;Identificar os nomes desses objectos na sala e na frase;Associar as palavras escritas com os objectos que representam na sala;Associar nomes escritos em tipo impresso e manuscrito;Montar as palavras e frases sobre o contexto sala de aulas, usando letras moveis impresso emanuscrito;Copiar as frases para o caderno diário;Contar o número de letras existentes nessas palavras;Contar o número de palavras em frases do contexto sala de aulas;Agrupar as imagens dos objectos nomeados;Formar conjunto com 1 a 5 elementos; 81
  7. 7. Exemplo 3: Partindo do manual das ciancias integradas Saberes: Elementos do meio físico e social escolar e familiar Léxico relativo ao contexto sala de aulas Conjuntos de1 a 5 elementos Contagem de 1 a 5 Extruturas e expressões para nomear e contar os objectos da sala de aulas Extruturas e expressões para qualificar e se referir à utilidade das coisasSaberes fazer:Nomear os obejetos do contexto sala de aulasIdentificar os nomes desses objectos na sala e na fraseAssociar as palavras escritas com os objectos que representam na salaAssociar nomes escritos em tipo impresso e manuscritoMontar as palavras e frases sobre o contexto sala de aulas, usando letras moveis impresso emanuscrito;Copiar as frases para o caderno diárioContar o número de letras existentes nessas palavras;Contar o número de palavras em frases do contexto sala de aulasAgrupar as imagens dos objectos nomeados.Formar conjunto com 1 a 5 elementos;Partindo do manual de Lingua portuguesa 1 82
  8. 8. Saberes:Léxico relaitivo aocontexto sala deaulasContagem de 1 a 5Extruturas eexpressões paranomear e contar osobjectos da sala deaulasExtruturas eexpressões paraqualificar e sereferir à utilidadedas coisas;Elementos do meio físico e social escolar e familiarSaberes fazer:Nomear os obejetos do contexto sala de aulasIdentificar os nomes desses objectos na sala e na fraseAssociar as palavras escritas com os objectos que representam na salaAssociar nomes escritos em tipo impresso e manuscritoMontar as palavras e frases sobre o contexto sala de aulas, usando letras moveis impresso emanuscrito;Copiar as frases para o caderno diárioContar o número de letras existentes nessas palavras;Contar o número de palavras em frases do contexto sala de aulasAgrupar as imagens dos objectos nomeados.Produzir oralmente ou por escrito, pelo menos uma frase, (no hipótese qualquer) para designar umacaracterística ou utilidade dos objectos da sala de aulaSaber fazer:Numa situação de contacto social, o aluno a presenta-se e pede ao outro para se apresentar:O meu nome é____________________________O meu colega de carteira chama-se ________________________ 83

×