REVIVENDO A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA ATRAVÉS DE ATIVIDADES EM SALA DE AULA<br />Grupo:<br />Danielliferraz<br />Edir Amaral<...
O ENSINO ATUAL DE MATEMÁTICA<br /><ul><li> Aula Expositiva
 Descontextualizada
 Aprendizagem Mecânica</li></ul>Consequências:<br /><ul><li> Acúmulo de fórmulas e algoritmos
 Matemática vista como um corpo de   conceitos verdadeiros e estáticos
 Criada ou descoberta por gênios</li></li></ul><li>BOYER (1996)<br />A matemática originalmente surgiu como parte da vida ...
A HITÓRIA DA MATEMÁTICA COMO UMA FERRAMENTA NO ENSINO<br /><ul><li>Tendências da Educação Matemáticas</li></ul>   -Históri...
Desta forma, a educação assume um caminho diferente. Ao invés de ensinar a praticidade dos conteúdos escolares, investe-se...
Chata
Desestimulante
Desinteressante</li></li></ul><li>A DIFICULDADE PARA MUDAR<br /><ul><li>Implantação de um currículo de Matemática que se c...
Ausência de literatura adequada.
A natureza imprópria da literatura disponível.
Mudança de postura em relação ao conteúdo programático de matemática.</li></li></ul><li>METODOLOGIA<br /><ul><li>Aplicação...
Professor e alunos de uma turma de 1° ano do ensino médio de uma escola de Belém.
Objetivo de verificar a situação no que tange a utilização da História da Matemática no processo de ensino atual da mesma....
Através de vídeos e textos reproduzidos.
Irrelevante durante a graduação.
Utilizada de maneira inadequada</li></li></ul><li>QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você sabe quem foi Pitágoras?<br />Não<br />Si...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Artigo oficial

2.036 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.036
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.265
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo oficial

  1. 1. REVIVENDO A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA ATRAVÉS DE ATIVIDADES EM SALA DE AULA<br />Grupo:<br />Danielliferraz<br />Edir Amaral<br />Suellen Pires<br />
  2. 2. O ENSINO ATUAL DE MATEMÁTICA<br /><ul><li> Aula Expositiva
  3. 3. Descontextualizada
  4. 4. Aprendizagem Mecânica</li></ul>Consequências:<br /><ul><li> Acúmulo de fórmulas e algoritmos
  5. 5. Matemática vista como um corpo de conceitos verdadeiros e estáticos
  6. 6. Criada ou descoberta por gênios</li></li></ul><li>BOYER (1996)<br />A matemática originalmente surgiu como parte da vida diária do homem, e se há validade no princípio biológico da “sobrevivência dos mais aptos” a persistência da raça humana provavelmente tem relação com o desenvolvimento de conceitos matemáticos. (1996, p.1).<br />
  7. 7. A HITÓRIA DA MATEMÁTICA COMO UMA FERRAMENTA NO ENSINO<br /><ul><li>Tendências da Educação Matemáticas</li></ul> -História da Matemática<br /><ul><li>NOBRE:
  8. 8. Desta forma, a educação assume um caminho diferente. Ao invés de ensinar a praticidade dos conteúdos escolares, investe-se na fundamentação deles. Em vez de ensinar o para quê, se ensina o porquê das coisas. (NOBRE,1996)</li></li></ul><li>A HITÓRIA DA MATEMÁTICA COMO UMA FERRAMENTA NO ENSINO <br /><ul><li> Utilizada de maneira inadequada</li></ul>Consequências:<br /><ul><li>Aula:
  9. 9. Chata
  10. 10. Desestimulante
  11. 11. Desinteressante</li></li></ul><li>A DIFICULDADE PARA MUDAR<br /><ul><li>Implantação de um currículo de Matemática que se complete com sua história.
  12. 12. Ausência de literatura adequada.
  13. 13. A natureza imprópria da literatura disponível.
  14. 14. Mudança de postura em relação ao conteúdo programático de matemática.</li></li></ul><li>METODOLOGIA<br /><ul><li>Aplicação de um Questionário de Pesquisa.
  15. 15. Professor e alunos de uma turma de 1° ano do ensino médio de uma escola de Belém.
  16. 16. Objetivo de verificar a situação no que tange a utilização da História da Matemática no processo de ensino atual da mesma.</li></li></ul><li>PROFESSOR<br /><ul><li>História da Matemática benéfica.
  17. 17. Através de vídeos e textos reproduzidos.
  18. 18. Irrelevante durante a graduação.
  19. 19. Utilizada de maneira inadequada</li></li></ul><li>QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você sabe quem foi Pitágoras?<br />Não<br />Sim<br />
  20. 20. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você sabia que os conceitos desenvolvidos por René Descartes (idealizador do plano cartesiano e da geometria analítica) tiveram uma grande importância para o desenvolvimento de tecnologias, dos dias atuais?<br /> R1: Sim, a idéia de plano cartesiano e geometria analítica tem <br />muitas aplicações como boa parte dos assuntos matemáticos.<br />R2: Não, sempre achei que esses assuntos não tivessem <br />nenhuma aplicação<br />
  21. 21. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você tem idéia de que boa parte dos assuntos e conceitos matemáticos como fração, números decimais, conjuntos, surgiram de necessidades cotidianas percebidas ao longo da história da humanidade?<br />Não<br />Sim<br />
  22. 22. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br /><ul><li> Como você vê a história da matemática?</li></ul>R1: Como um ramo de conhecimento matemático, que é tão importante quanto assuntos como geometria, álgebra, trigonometria,aritmética, uma vez que aborda o contexto histórico da necessidade de criação e desenvolvimento dos mesmos.R2: Como um conhecimento pouco aplicável e irrelevante para o processo de ensino aprendizagem da matemática se com parado a assuntos como geometria, álgebra, trigonometria,aritmética.R3: Como um conteúdo puramente teórico, entediante, que trata de pessoas e pensamentos que morreram antes de eu nascer.<br />
  23. 23. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br /><ul><li> Você acha que o conteúdo de história da matemática pode ser utilizado no processo de ensino-aprendizagem de matemática, com o intuito de aproximar o aluno dessa matéria, que por muitas vezes é vista como algo puramente abstrato, esquecendo-se que fora desenvolvido por humanos como você?</li></li></ul><li>QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />O percebe seu professor utilizar de alguma forma a história da matemática como uma ferramenta no processo de ensino aprendizagem de matemática?<br />Não<br />
  24. 24. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você acha que sua aprendizagem de matemática, poderia ser mais significativa se o seu professor utiliza-se em sua metodologia de aula a história de matemática?<br />Sim<br />
  25. 25. QUESTIONÁRIO - ALUNO<br />Você percebe um ganho na sua aprendizagem de matemática, com a utilização da história de matemática pelo seu professor na sala de aula?<br />Não<br />Sim<br />
  26. 26. REVIVENDO A HISTÓRIA DA MATEMÁTICA ATRAVÉS DE ATIVIDADES EM SALA DE AULA<br /> Atividade no 02: Semelhança de triângulos. <br />Material: trena ou fita métrica, duas varas de tamanhos variados, blocos de anotações ou pranchetas, uma calculadora (opcional). <br /> <br />a) De posse da trena, ou fita métrica, encontre as medidas do comprimento das sombras das duas varas fincadas verticalmente no chão. Encontre também a altura da vara menor. <br />b) Faça um desenho representando as varas e suas sombras. O que você observa? Os triângulos formados são semelhantes? Por quê? <br />c) Usando o conceito de semelhança de triângulos calcule a altura da vara maior. <br />d) Procure alguma construção ou objeto bastante alto dentro do muro da escola e encontre a sua altura.<br />
  27. 27. CONSIDERAÇÕES FINAIS<br />O uso da História da Matemática deve ser encarado como uma nova base teórica que terá as atividades em sala de aula como uma alternativa metodológica de ensino que facilitará o ensino do conteúdo de matemática, ou seja, o professor contextualizará o conteúdo em sala de aula e com as atividades mostrará toda sua trajetória ao longo dos anos de forma dinâmica e interativa, para que o aluno seja conduzido mais facilmente à aprendizagem através das capacidades de percepção e representação que o aluno apresenta de acordo com sua estrutura cognitiva, sua história e seu mundo real.<br />
  28. 28. REFERÊNCIAS<br />BOYER, Carl B. História da Matemática. São Paulo: Edgar Blucher, 1996. <br />NOBRE, S. Alguns“porquês” na História da Matemática e suas contribuições para a Educação Matemática. In: Cadernos CEDES 40. História e Educação Matemática. 1ª ed. Campinas, SP: Papirus. 1996.p.29-35.<br />

×