Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais

4.119 visualizações

Publicada em

Um estudo do Consultor Artístico-Pedagógico Ney Wendell
para a ONG Casa do Sol em Salvador-Bahia- Brasil. São caminhos para a avaliação e sistematização das diversas atividades.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.119
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais

  1. 1. 2011 Instrumentos Pedagógicos para Projetos Sociais Avaliaç ão e Sistematização Um estudo do Consultor Artístico-Pedagógico Ney Wendell para a ONG Casa do Sol em Salvador-Bahia- Brasil
  2. 2. Instrumentos Pedagógicos Segue um conjunto possível de utilização de diversos instrumentos pedagógicos para os educandos, educadores, coordenação e toda a equipe, focando na organização de dados e também na sistematização mais dinâmica e com seus processos mais contínuos e autônomos. Instrumento Pedagógico = Meio de Sistematização = Clareza Organizacional = Qualidade de Resultados
  3. 3. <ul><li>Avaliação Contextualizada </li></ul><ul><li>A pessoa em foco. </li></ul><ul><li>Sua voz, expressão, ideias, formas e caminhos de conhecer, gestos, lugar de onde fala, manifestação social e cultural, seguindo sua SINGULARIDADE. </li></ul><ul><li>O processo de avaliar como momento único de aprendizagem, que segue o interesse, a disponibilidade e a percepção de si e do outro. </li></ul><ul><li>A cada passo uma abertura para dinamizar e flexibilizar. </li></ul><ul><li>Caminho pedagógico e pessoa estão juntos, valorando o ser integral que é cada um. </li></ul><ul><li>Avaliar é abrir um novo olhar. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Instrumento Humanizado </li></ul><ul><li>O instrumental deve seguir os contextos e as possíveis individualidades que cada grupo possui, compreendendo as diferenças como riquezas pedagógicas; </li></ul><ul><li>A pessoa como centro em sua forma ímpar de pensar, sentir e fazer; </li></ul><ul><li>O instrumento é meio para se refletir e agir pelo e para o desenvolvimento humano; </li></ul><ul><li>A escuta é base para re-avaliar continuadamente os instrumentos. </li></ul><ul><li>Os instrumentos são para o outro e feito com o outro. </li></ul>
  5. 5. Para os Educandos - Ficha de Inscrição : material que serve para a seleção e dá acesso aos educandos na instituição. - Ficha de Matrícula : para os alunos já selecionados fazerem o preenchimento e assinarem ou os seus responsáveis; - Marco Zero : questionário para ser aplicado em formato de entrevista ou preenchimento pelo próprio educando, em que se constará questões relacionadas aos índices de Renda, Educação e Saúde - IDH, seguindo os potenciais de impactos do programa educacional; - Marco Final : seguindo as questões do Marco Zero, este questionário irá trazer pontos chaves para serem cruzados e assim efetivar um diagnóstico final do desenvolvimento de cada educando e do grupo, a ser preenchido no final do período do projeto;
  6. 6. - Lista de Presença : lista para ser assinada pelos educandos ou assinaladas pelo educador a cada dia de atividade; - Avaliação do Educador : ficha de análise que cada educando vai falar e apontar as dificuldades e as conquistas de cada educador, seguindo pontos como conteúdos, metodologias, materiais utilizados, uso do tempo, relação etc.; - Auto-avaliação educando : em alguns momentos o educando deverá escrever sobre si mesmo ou o educador anotar as suas considerações, focando no aprendizado próprio, na participação, na relação com os outros etc.
  7. 7. Para Educadores - Oportunidade Educativa : plano de aula mais aberto e criativo, que abre espaço para flexibilidade e tem como foco o conteúdo voltado para o desenvolvimento humano e as devidas competências pessoais, cognitivas, sociais e produtivas; - Unidade Educativa : é como o plano de curso, mas que segue a idéia base da oportunidade, em que cada grande conteúdo é formado por um conjunto de oportunidades; - Monitoramento do Educador : a cada dia de atividade o educador pode preencher um quadro de monitoramento de sua aula, colocando pontos centrais do desenvolvimento da oportunidade educativa e a apreensão sensível dos educandos;
  8. 8. <ul><li>Plano de Formação de Educadores : para o ano específico do projeto é fundamental ter um plano sequêncial de conteúdos, vivenciais, produções teóricas e prática etc., construídas com e para os educadores. </li></ul><ul><li>- Avaliação dos Educandos : instrumental simples de acompanhamento individual de cada educando com anotações específicas de cada educador e que seja numa frequência semanal, seguindo questões como comportamento, relação, atenção, disposição etc. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Para Coordenação </li></ul><ul><li>Quadro de Planejamento Semestral : quadro com descrição de dia e mês, com espaço para escrever acontecimentos principais na datas específicas e que deve ficar em tamanho grande na parede da sala dos educadores. Estas anotações servirão para posterior sistematização e construção do relatório; </li></ul><ul><li>Monitoramento da Coordenação : ficha de avaliação organizada por temas e áreas para que cada coordenador posso se guiar e efetivar sua análise do desenvolvimento das diversas atividades; </li></ul><ul><li>Monitoramento das Reuniões : em cada encontro deverá ser definido uma pessoa presente para efetivar a sistematizações de todos os pontos que foram discutidos, seguindo um formato que posso contemplar todos os campos dialogados e que facilita a leitura posterior; </li></ul><ul><li>Manual de Procedimentos : para cada tipo de atividade pedagógica como evento X, inicio, meio e final das aulas, reunião pedagógica, construção de relatório, montagem de produto artístico, encontro com pais etc., pode ter uma descrição de tudo que é necessário e como é feito dentro de um quadro que traga 'o que, quem e quando&quot;. </li></ul>
  10. 10. - Murais Pedagógicos : em locais da instituição é importante ter tipos de diferentes de murais que atendam as idades específicas dos educandos, que facilite a comunicação para educadores e a equipe, além de ser um espaço de divulgação de informações importante sobre a instituição como sua história e com fotos e depoimentos (formação para visitantes) etc.; - Painel com Organograma de Funções : colocar um painel na sala de educadores e coordenação um quadro que explicite as diversas funções da equipe e suas relações mais democráticas e circulares e menos na inflexibilidade hierárquica; - Quadro de Distribuição das Atribuições da Equipe : este é um documento que fica disponível para todos da equipe e que descreve detalhadamente cada função em suas atribuições.  
  11. 11. - Memória de Comunicação : é necessário aquivar e com cópias todos os materiais de divulgação que foram produzidos e que foram publicados por algum instrumento físico ou virtual de mídia. - Lista de Presença de Reuniões : em qualquer reunião que seja feita é imprescindível se ter uma assinatura dos participantes como forma de comprovação da participação; - Avaliação dos Familiares : um questionário que é utilizado semestralmente ou em outros momentos para que os familiares avaliem o desenvolvimento das atividades e seu envolvimento também;
  12. 12.   Para Todos - Cadernos de Anotações : cada pessoa da equipe deve ter um caderno (formato de encadernação com folhas de ofício) com uma capa da instituição e que deverá ser utilizado nas reuniões, nas construções individuas de atividades e para qualquer outras anotações relacionadas a instituição, colocando sempre data e o que está sendo anotado. Isto serve como memória pessoal e é um instrumento fundamental para se construírem os relatórios; - Relatórios : os relatórios devem ter, antecipadamente, suas formas organizadas para que cada um possa ajudar na sua escrita ao longo dos meses e semestres, devendo contemplar as diversas demandas de informações qualitativas e quantitativas; - Registro Foto : é fundamental se ter um registro de imagens de todos os tipos de atividades e com organização para sair a marca da instituição e dos patrocinadores; - Registro Vídeo : neste momento é imprescindível ter sempre uma coleta de depoimentos que depois será utilizado nos relatórios audio-visuais;
  13. 13. - Grupo de Emails da Equipe : para o diálogo virtual e também uma melhor dinamização de alguns processos formativos é importante se efetivar uma lista de emails, com regras claras do uso; - Arquivo Físico : a parte pedagógica necessita de armários com a organização de diversas pastas que tragam anos, temáticas e áreas específicas e que facilite a utilização para todos, mantendo sempre o exercício de guardar todos os documentos e com suas devidas cópias; - Arquivo Virtual : os arquivos nos diversos computadores devem ser sistematizados para que tenham nomes e seqüências fácies de serem sistematizados e arquivados posteriormente, exemplo de “Computador Paulo”, abre pasta “Oportunidades Pedagógicas 2011.1” e abre pasta “Março”, e vários outros exemplos que sejam para facilitar localização.
  14. 14. - Banco de dados Virtuais : atualmente é possível se ter um banco de dados dentro de um site ou num email específico e que seja de fácil acesso para todos da equipe, podendo-se se colocar artigos, relatórios, dados específicos, comunicações etc. - Auto-avaliação da equipe : este tipo de avaliação serve para que cada um se coloque como pessoa, que está vivendo um momento de trabalho com outros e que está ali aprendendo e que isto precisa ficar claro em seu desenvolvimento humano e quais as dificuldades e conquista.
  15. 15. Construção Solidária de Ney Wendell em Janeiro de 2011 para a ONG Casa do Sol Contato: ney.arte@hotmail.com Se nos transformamos, mudamos nosso entorno, agimos no mundo, assim como o mundo age em nós. Se quisermos um mundo melhor, temos de nos tornar melhores. Marilu Martinelli

×