Rtq c

590 visualizações

Publicada em

Aula CECONS sobre o RTQ-C

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
590
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rtq c

  1. 1. ITENS AVALIADOSO RTQ-C fornece uma classificação de edifícios através dadeterminação da eficiência de três sistemas: Envoltória; Iluminação; Condicionamento de ar. Método prescritivo: aplicação de uma equação geralFontes:Manual de Aplicação do Regulamento Técnico da Qualidade – RTQ-C;Portaria n. 372, de 17 de setembro de 2010 do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e ComércioExterior, Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e qualidade Industrial-INMETRO.
  2. 2. ENCE
  3. 3. DEFINIÇÕES E TERMOSRemeter ao Manual de Aplicação do Regulamento Técnico daQualidade – RTQ-CAberturasAmbientesÁreas condicionadasÂngulos de sombreamentoÁreas envoltória, permanência, proj. cobertura, proj. edif., útil ...Propriedades térmicas dos materiaisCOP (ar condicionado)DPI
  4. 4. APLICAÇÃOEDIFÍCIOS COMERCIAIS, DE SERVIÇOS E PÚBLICOS“Edifícios públicos e/ou privados usados com finalidade que não a residencial ouindustrial. São considerados comerciais, de serviços e públicos: escolas; instituições ouassociações de diversos tipos, incluindo prática de esportes; tratamento de saúde deanimais ou humanos, tais como hospitais, postos de saúde e clínicas; vendas demercadorias em geral; prestação de serviços; bancos; diversão; preparação e venda dealimentos; escritórios e edifícios empresariais, de uso de entidades, instituições ouorganizações públicas municipais, estaduais e federais, incluindo sedes de empresasou indústrias, desde que não haja a atividade de produção nesta última; meios dehospedagem. As atividades listadas nesta definição não excluem outras não listadas.”O RTQ-C define edifício comercial e de serviços por exclusão: os quenão são edifícios residenciais ou industriais
  5. 5. ENCE PARCIAL
  6. 6. ENVOLTÓRIA
  7. 7. EqNum - EQUIVALENTE NUMÉRICO
  8. 8. MÉTODO1.VERIFICAÇÃO DA APLICABILIDADE DO RTQ-C (Tensão deabastecimento, Área do Edifício)2.PRÉ-REQUISITOS / BONIFICAÇÕES3.ENVOLTÓRIA a) Determinação da orientação da fachada
  9. 9. MÉTODOb) Cálculo do FATOR ALTURA (FA) e do FATOR DE FORMA (FF)“O Indicador de Consumo (IC) é calculado especificadamente para cadaedifício analisado. Para tanto, são utilizados índices, como FA e FF, paracaracterizar o edifício e possibilitar avaliar de forma comparativa a eficiênciada envoltória dos edifícios.”c) Cálculo do Fator Solar das Aberturas (FS)d) Cálculo do Percentual de Abertura na Fachada (PAF)e) Cálculo dos Ângulos de Sombreamento AHS e AVSf) PROCEDIMENTO DE DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIA DAENVOLTÓRIAExemplo:ZB1, área de projeção (Ape) menor que 500 m²Equação adotadaComparação do ICenv com limites (escala numérica dividida em intervalos quedescrevem um nível de classificação de desempenho que varia de A a E)
  10. 10. MÉTODOComparação do ICenv com limites (IC escala numérica dividida em intervalos quedescrevem um nível de classificação de desempenho que varia de A a E)
  11. 11. MÉTODO g) APLICAÇÃO DOS PRÉ-REQUISITOS : TRANSMITÂNCIA TÉRMICA Nível A Nível B Níveis C e D Ucob - Ucob - não Capacidade Ucob - Ucob - não Capacidade Capacidade Upar Upar Ucob UparZB cond artif cond artif térmica αpar αcob cond artif cond artif térmica αcob térmica (W/m²K) (kJ/m²K) (W/m²K) (kJ/m²K) (W/m²K) (W/m²K) (kJ/m²K) (W/m²K) (W/m²K) (W/m²K) (W/m²K)1 0,50 1,00 1,00 - - - 1,00 1,50 2,00 - - 2,00 3,70 -2 0,50 1,00 1,00 - < 0,50 < 0,50 1,00 1,50 2,00 - < 0,50 2,00 3,70 -3 1,00 2,00 3,70 - < 0,50 < 0,50 1,50 2,00 3,70 - < 0,50 2,00 3,70 -4 1,00 2,00 3,70 - < 0,50 < 0,50 1,50 2,00 3,70 - < 0,50 2,00 3,70 -5 1,00 2,00 3,70 - < 0,50 < 0,50 1,50 2,00 3,70 - < 0,50 2,00 3,70 -6 1,00 2,00 3,70 - < 0,50 < 0,50 1,50 2,00 3,70 - < 0,50 2,00 3,70 - 2,50 ≤80 < 0,50 < 0,50 1,50 2,50 ≤80 < 0,50 2,50 ≤807 1,00 2,00 2,00 2,00 3,70 >80 < 0,50 < 0,50 1,50 3,70 >80 < 0,50 3,70 >80 2,50 ≤80 < 0,50 < 0,50 2,50 ≤80 < 0,50 2,50 ≤808 1,00 2,00 1,00 2,00 2,00 3,70 >80 < 0,50 < 0,50 3,70 >80 < 0,50 3,70 >80
  12. 12. MÉTODO4. SISTEMA DE ILUMINAÇÃOa) PRÉ-REQUISITOS ESPECÍFICOS (Divisão dos circuitos de iluminação;Contribuição da luz natural; Desligamento automático do sistema deiluminação;b) PROCEDIMENTO DE DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIAA avaliação do sistema de iluminação deve ser realizada através de um dos seguintesmétodos: método da área do edifício, ou método das atividades do edifício.
  13. 13. MÉTODO4. SISTEMA DE ILUMINAÇÃO método da área do edifício
  14. 14. MÉTODO4. SISTEMA DE ILUMINAÇÃO método das atividades do edifício
  15. 15. MÉTODO4. SISTEMA DE CONDICIONAMENTO DE ARa) PRÉ-REQUISITOS ESPECÍFICOSb) PROCEDIMENTO DE DETERMINAÇÃO DA EFICIÊNCIA ***EMPREGO DA EQUAÇÃO GERAL***
  16. 16. MÉTODO ***WEB PRESCRITIVO***http://www.labeee.ufsc.br/projetos/s3e/webprescritivo
  17. 17. DIVULGAÇÃO / EXEMPLO DE APLICAÇÃO DO RTQ-R/RTQ-C Sobre Exemplo
  18. 18. Monografias CECONSRodrigo Manoel Aguiar Ferreira. Análise da envoltória de um edifício residencial construído emsistema não-convencional no contexto brasileiro. 2012. Monografia.Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Construções Sustentaveis) - UniversidadeTecnológica Federal do Paraná.Ana Claudia Menoncin Loper. Aplicação do regulamento técnico da qualidade para o nível deeficiência energética de edifícios comerciais, de serviços e públicos (RTQ-C) em um pavilhãoadministrativo do exército brasileiro, em Rio Negro-PR. 2012. Monografia.(Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Construções Sustentaveis) - UniversidadeTecnológica Federal do Paraná.César Augusto Vieira. Análise de conforto e stress térmico em uma academia de ginástica deCuritiba. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em ConstruçõesSustentaveis) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.Cheryl Chiara Castelli De Souza Schroeder. Estudo de caso: aplicação do regulamento técnico daqualidade para o nível de eficiência energética de edifícios comerciais, de serviços e públicos (rtq-c)em uma agência bancária em Maringá-PR. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização emPós-Graduação em Construções Sustentaveis) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

×