SEMINÁRIOESTADUAL DEMMAPROF. EDUARDO FIGUEIRA RODRIGUES CABO FRIO 15/11/2013
 AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
COMO DEFINIR A PREPONDERÂNCIA
VAMOS ENTENDER… Treinar de acordo com as demandasenergéticas da nossa modalidade. Via aeróbia e a via anaeróbia, que é d...
SISTEMAS ENERGÉTICOS• ATP: Só é capaz de ser utilizada em contrações queduram, no máximo, três segundos• ViaAnaeróbica alá...
SISTEMAS ENERGÉTICOS Via aeróbica: A desvantagem da via aeróbicaé a sua lentidão, sendo dependente de váriasenzimas, de o...
SISTEMAS ENERGÉTICOS Se você luta 3 rounds de 3 minutosexaustivamente com uma intensidadealtíssima, e com períodos curtís...
UMA BOA VISÃO…Treino aeróbio“ Com isso podemos concluir que o treinoaeróbio para os esportes de combate é opróprio treino ...
VANTAGENS DO TREINO INTERVALADO DE LUTA Reduz o excesso de treino Diminuir risco de over training Controle total do tre...
MMA
A POTÊNCIA E MANUTENÇÃO DAMESMA É IMPORTANTE???
COMO PODEMOS VERIFICAREVOLUÇÃO NOS TREINOS ?
POTÊNCIA = FORÇA X VELOCIDADEETAPA 1 - FILMAR TODOS OS TREINOS.ETAPA 2- ANALISAR OSVÍDEOS VERIFICANDOVELOCIDADE DOS GOLPES...
TREINAMENTO DE FORÇA, TREINAMENTOESPECÍFICO OU CIRCUITO?TUDO TEM SEU TEMPO!
QUANTO A FORÇA… NÃO HÁRESISTÊNCIA
O LPO NAS LUTAS O LEVANTAMENTO OLÍMPICO E O POWERLIFTINGPARA POTÊNCIA E FORÇA NAS LUTAS.
O que é força? Força é o produto massa (carga) pelaaceleração. a = taxa de variação de velocidade emfunção do tempo.a = ...
Fatores que interferem na força Neurais – melhoria na coordenação intermuscular eintramuscular, na relação agonista-antag...
O treinamento de força Força máxima – maior força que o sistemaneuromuscular pode produzir a partir de umacontração volun...
O que é potência? É a quantidade de trabalho realizado porunidade tempo. A potência mede avelocidade com que a força real...
Transferência para o treinamento Envolve maior quantidade de grupos musculares emrelação aos outros exercícios, oferecend...
TENDÊNCIAS MUNDIAIS DEPREPARAÇÃO FÍSICA PARA MMA.A CADA DIA OBSERVAMOSO CRESCIMENTODA PREPARAÇÃO MODELO NÃO LINEAR.DIMINUI...
Copa X Combat Periodização individual para Filipe lopes21/nov MACROCICLOMesociclo 1 Mesociclo 2Média da intensidade Pré te...
O QUE PODE SER FEITO DIANTEDE TANTAS VALÊNCIAS?? Preparar inicialmente de forma linear(periodização) o lutador Para que c...
edufigueirarodrigues@terra.com.brOBRIGADO E BONS TREINOS!!
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Seminário estadual de mma
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminário estadual de mma

822 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
822
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário estadual de mma

  1. 1. SEMINÁRIOESTADUAL DEMMAPROF. EDUARDO FIGUEIRA RODRIGUES CABO FRIO 15/11/2013
  2. 2.  AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
  3. 3. COMO DEFINIR A PREPONDERÂNCIA
  4. 4. VAMOS ENTENDER… Treinar de acordo com as demandasenergéticas da nossa modalidade. Via aeróbia e a via anaeróbia, que é divididaem alática e lática. Anaeróbia com oxigênio eanaeróbia sem oxigênio; lático com lactato ealático sem lactato Prof. Italo vilardo
  5. 5. SISTEMAS ENERGÉTICOS• ATP: Só é capaz de ser utilizada em contrações queduram, no máximo, três segundos• ViaAnaeróbica alática (creatina-fosfato): Demora cerca de8 a 10 segundos, 3 vezes a mais do que o ATP, não é usadooxigênio e não gera acido lático• Via anaeróbica lática (glicolítica): mais potente, mas possuicomo desvantagem a produção de ácido lático, apósalguns segundos, causando dor e queimação. Em altaintensidade vai de 10 segundos a menos de 2minutos, para durar mais de 2 minutos, deve-se baixar aintensidade, passando a ser aeróbico Prof. Italo vilardo
  6. 6. SISTEMAS ENERGÉTICOS Via aeróbica: A desvantagem da via aeróbicaé a sua lentidão, sendo dependente de váriasenzimas, de oxigênio e da passagem depiruvato para dentro da mitocôndria.Para funcionar efetivamente, demora de 1 a 2minutos. Os exercícios tipicamente aeróbicossão de longa duração e intensidade moderada Prof. Italo vilardo
  7. 7. SISTEMAS ENERGÉTICOS Se você luta 3 rounds de 3 minutosexaustivamente com uma intensidadealtíssima, e com períodos curtíssimos dedescanso entre os rounds, você está maispróximo do sistema Anaeróbio lático, masentenda que somando esses roundstodos, mais o tempo que você espera dentrodo vestiário, o sistema aeróbio está sendobastante requisitado também. Prof. Italo vilardo
  8. 8. UMA BOA VISÃO…Treino aeróbio“ Com isso podemos concluir que o treinoaeróbio para os esportes de combate é opróprio treino de luta, sem configuraçãoalguma, com intervalos curtos e variados. Atransferência metabólica específica é muitomaior do que tentarmos transferir os ganhosobtidos numa corrida” Prof. Italo vilardo
  9. 9. VANTAGENS DO TREINO INTERVALADO DE LUTA Reduz o excesso de treino Diminuir risco de over training Controle total do treino Revela a principal característica do desempenho Detectar erros Prof. Italo vilardo
  10. 10. MMA
  11. 11. A POTÊNCIA E MANUTENÇÃO DAMESMA É IMPORTANTE???
  12. 12. COMO PODEMOS VERIFICAREVOLUÇÃO NOS TREINOS ?
  13. 13. POTÊNCIA = FORÇA X VELOCIDADEETAPA 1 - FILMAR TODOS OS TREINOS.ETAPA 2- ANALISAR OSVÍDEOS VERIFICANDOVELOCIDADE DOS GOLPES E VÍCIOS DEPOSICIONAMENTO .ETAPA 3- EXECUTAR PREPARAÇÃO FISICA ECORRIGIR FALHAS TÉCNICAS.ETAPA 4- FILMAR NOVAMENTEOSTREINOSOBSERVANDOAS EVOLUÇÕES.
  14. 14. TREINAMENTO DE FORÇA, TREINAMENTOESPECÍFICO OU CIRCUITO?TUDO TEM SEU TEMPO!
  15. 15. QUANTO A FORÇA… NÃO HÁRESISTÊNCIA
  16. 16. O LPO NAS LUTAS O LEVANTAMENTO OLÍMPICO E O POWERLIFTINGPARA POTÊNCIA E FORÇA NAS LUTAS.
  17. 17. O que é força? Força é o produto massa (carga) pelaaceleração. a = taxa de variação de velocidade emfunção do tempo.a = v = m/st
  18. 18. Fatores que interferem na força Neurais – melhoria na coordenação intermuscular eintramuscular, na relação agonista-antagonista, narelação agonista-sinergista. Biomecânicos – aproveitamento ótimo do sistema dealavancas do corpo. Musculares – relacionados a hipertrofia muscular. Psicológicos – mobilização de força diante de umasituação de alerta ou de teste.
  19. 19. O treinamento de força Força máxima – maior força que o sistemaneuromuscular pode produzir a partir de umacontração voluntária de forma estática oudinâmica (WEINECK, 1999). Resistência de força – capacidade do sistemaneuromuscular sustentar níveis de forçamoderado por intervalos de tempo prolongado(WEINECK, 1999). Força de potência – força produzida na unidadede tempo, ex.: mover uma carga em menortempo possível (ZATSIORSKY, 1999).
  20. 20. O que é potência? É a quantidade de trabalho realizado porunidade tempo. A potência mede avelocidade com que a força realiza umtrabalho.P = F x v =W
  21. 21. Transferência para o treinamento Envolve maior quantidade de grupos musculares emrelação aos outros exercícios, oferecendo um treinototal. Ativação e fortalecimento da musculatura intermediáriae profunda. A tripla extensão de tronco, joelhos e tornozelospromovida pelos exercícios possibilita a transferênciapara saltos e corridas. Gera maior demanda metabólica ao recrutar o maiornúmero de fibras musculares rapidamente.
  22. 22. TENDÊNCIAS MUNDIAIS DEPREPARAÇÃO FÍSICA PARA MMA.A CADA DIA OBSERVAMOSO CRESCIMENTODA PREPARAÇÃO MODELO NÃO LINEAR.DIMINUIÇÃO DO MODELO LINEAR DEPERIODIZAÇÃO.
  23. 23. Copa X Combat Periodização individual para Filipe lopes21/nov MACROCICLOMesociclo 1 Mesociclo 2Média da intensidade Pré temporada TemporadaSemanalG grande Potência PotênciaFC% Aeróbio especifico taticoS significativa Takedows Hipertrofia pliometria específicoFC% Aeróbio Específico específico isometria isomet específicoM média Circuito Aeróbio específico isometria Takedows psicológicoFC% Agilidade Pliometria Takedows potência videosPequena Não Aeróbio Equilibrio agilidade Preparação força isometria taticoUsar equilíbrio força isometriaSemana 1 Semana 2 Semana 3 Semana 4 Semana 5 Semana 6 Semana 7
  24. 24. O QUE PODE SER FEITO DIANTEDE TANTAS VALÊNCIAS?? Preparar inicialmente de forma linear(periodização) o lutador Para que construevalências como RML, Força e Potência pode seruma boa forma de preparação. Após esse trabalho, iniciar e manter umtreinamento não linear e específico, intercaladocom treinamento técnico, tático e psicológico.
  25. 25. edufigueirarodrigues@terra.com.brOBRIGADO E BONS TREINOS!!

×