TCS AppMobile

287 visualizações

Publicada em

Gestao de desenvolvimento aplicativo para dispositivo móvel

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
287
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TCS AppMobile

  1. 1. PROPOSTA PARA GERIR UMA EQUIPE VIRTUALNO DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARADISPOSITIVOS MÓVEIS:Caso Oktoberfest 2012.Edson Luis TrevisaniFábio Carlos MachadoLuana DuarteSanthyago Gallão
  2. 2. Este trabalho acadêmico tem como objetivo apresentarum estudo sobre o desenvolvimento de aplicativos paradispositivos móveis, utilizando-se da gestão de umaequipe virtual.
  3. 3. • Dos desastres naturais à maior festa alemã das Américas;• Uma ideia para marcar a história;• De uma comunidade para Blumenau
  4. 4. ObjetivosObjetivo Geral• Propor o desenvolvimento de aplicativo para a Oktoberfest deBlumenau a ser realizada em 2012, utilizando uma equipevirtual, possibilitando novas oportunidades de melhorias noaplicativo utilizado na Oktoberfest de Blumenau 2011.Objetivos Específicos• Propor estudo de melhoria no aplicativo Oktoberfestutilizando uma equipe virtual;• Propor estudo que possibilitem o desenvolvimento doaplicativo Oktoberfest em vários sistemas operacionaisdisponíveis em dispositivos móveis.
  5. 5. JustificativaA finalidade deste trabalho acadêmico é aproveitar asoportunidades geradas pelo aplicativo da Oktoberfest 2011desenvolvido para o sistema operacional Android. Dessa formautilizando uma equipe virtual para desenvolver essas melhorias eatingir também outras plataformas, com intuito de divulgar osserviços oferecidos pela Oktoberfest 2012 nestes dispositivosmóveis, facilitando aos usuários acesso as informações do evento.
  6. 6. Fundamentação Teórica• Turismos e Turismo de Eventos• Oktoberfest e Ferramentas Tecnológicas para ocrescimento do evento• Desenvolvimento de Software• Equipes Virtuais• Segurança da Informação
  7. 7. TurismoSegundo Wahab apud Arendit (1999), o turismo é uma atividade humanaintencional que acontece no tempo livre das pessoas e tem efeitos sociaise econômicos. Os efeitos sociais do turismo estão diretamenterelacionados com o lazer, já os efeitos econômicos estão relacionadoscom a geração de empregos, renda e impostos.
  8. 8. De acordo com Funari e Pinsky (2003, p.53) oturismo de eventos é:Uma atividade de entretenimento, com grande valor social, culturale, sobretudo, histórico. Suas atividades constituem um verdadeiro mixde marketing, entretenimento, lazer, artes e negócios. Tal a suaimportância no contexto social, cultural, econômico e político da cidadee região e, em alguns casos até mesmo do país, podemos denominá-los de agente do patrimônio histórico-culturalTurismo de Eventos
  9. 9. Oktoberfest e Ferramentas Tecnológicaspara o crescimento do eventoConforme Mauch e Vasconcellos (1994), o principal motivo dacriação da festa em 1984 era restabelecer o ânimo da populaçãoabatido pelas enchentes de 1983 e 1984. A comissãoorganizadora da festa previa um público de 40 mil pessoas, porémao final da mesma constatou-se que estas expectativas forammais do que dobradas e o público geral chegou à marca de 102mil pessoas.
  10. 10. Na divulgação das primeiras edições da Oktoberfest, de acordo comZucco, Moretti e Reis (2010), não havia um plano de comunicação demarketing para divulgação do evento. Os meios utilizados pelasagências de divulgação foram os tradicionais(rádio, televisão, jornal, cartazes e outdoors).De acordo com a Nielsen, 83% das agências brasileiras acreditam queo marketing em smartphones pode ser melhor explorado e 62% delaslançaram campanhas de marketing em 2010, sendo que nestesentido, este número cresceria para 87% em 2011. A maioria destascampanhas usam recursos multimídia como download de jogos, músicae vídeo e que apenas em 2011, pelo menos 50% destas campanhasatingiriam usuários de iPhone.Oktoberfest e Ferramentas Tecnológicas parao crescimento do evento
  11. 11. Desenvolvimento de SoftwareEngenharia de SoftwareSegundo Pressman (2010, p.33) engenharia de software éuma área que integra processos, métodos e ferramentaspara o desenvolvimento dos mesmos, para isso forampropostos diversos modelos de engenharia desoftware, contendo um conjunto de atividades, tarefas eprocessos.
  12. 12. SoftwareConforme Pressman (1995) a utilização de princípios deengenharia para desenvolver um software que sejaeconomicamente viável e confiável, descende da engenharia dehardware e sistemas, e devem ter como base métodos bemdefinidos, ferramentas de desenvolvimento e procedimentosestabelecidos de forma a oferecer uma construção de qualidade.Desenvolvimento de Software
  13. 13. Prikladnicki (2002, p.10) afirma que desenvolvimento distribuído desoftware é um modelo de desenvolvimento, onde os integrantes dasequipes que desenvolvem o projeto estão distribuídos em tempo eespaço, ou seja, as pessoas envolvidas no projeto estão distantesfisicamente, separadas geograficamente, sendo este modelo inseridono conceito de globalização.Desenvolvimento de Software
  14. 14. Equipes VirtuaisUma equipe é constituída por um grupo de pessoas que necessitam edependem da cooperação e da colaboração de todos os seus integrantespara atingir suas metas e seus objetivos.Segundo Duarte (2005, p.262) equipe trata-se de um grupo constituídopor indivíduos motivados para a realização de uma tarefa ou trabalho emcomum, que possuem finalidades definidas, e realizam suas tarefas deforma cooperativa, solidária e coesa.
  15. 15. Segurança da InformaçãoSêmola (2003, p.43) conceitua segurança da informação como sendo aárea do conhecimento que se dedica a proteção de ativos daorganização, contra acessos e ou alterações não autorizadas, etambém da indisponibilidade das informações.Classificações: Pública, Interna, Confidencial e Secreta.
  16. 16. Metodologia Natureza Aplicada; Pesquisa Quantitativa e Qualitativa.
  17. 17. DesenvolvimentoObjeto de Estudo A idéia dentro da comunidade Android Brasil – Projetos; A definição da equipe; O aplicativo da Oktoberfest 2011; Resultados.
  18. 18. ANÁLISE Pontos de melhoria e oportunidades;Sugestões apresentadas:Oktober Segura.Kinderhaus.Sistemas operacionais: Android, IOS e Windows Fone.Oportunidade:Campanha publicitária específica
  19. 19. PropostaGerenciar uma equipe virtual Definição do perfil dos membros da equipe; Recrutar os membros da equipe; Definir as tarefas e marcos; Elaborar o plano de entrega das tarefas.
  20. 20. Gerenciamento daComunicação Reuniões com os patrocinadores; Reuniões com a equipe; Troca de informações através da nuvem.
  21. 21. Entregas das tarefas Elaboração do cronograma; Definição dos marcos; A entrega das tarefas.
  22. 22. Riscos do Projetos Investimento; Apple Store; Windows Marktplace; Equipe Virtual.
  23. 23. Considerações FinaisO aplicativo Oktoberfest 2011VersusO aplicativo Oktoberfest 2012.O ensinamento do projeto.Com pessoas, atitude e tecnologia, o céu é o limite.
  24. 24. ReferênciasARENDIT. E. J. Introdução a Economia do Turismo. Campinas: EditoraAlínea, 1999.DUARTE, Geraldo. Dicionário de Administração – 2 Ed. – Fortaleza: RealceEditora e Indústria Gráfica Ltda, 2005.FUNARI, Pedro Paulo Abreu; PINSKY, Jaime. Turismo e PatrimônioCultural. 3.ed. rev. ampl. com novos textos. São Paulo: Contexto, 2003.HUNT, MOBILE ADS. Disponível em: <http://sharing.huntmads.com/report2011/BR-Relatorio%20anual2011-HUNTMobileAds.pdf>. Acesso em 05/04/2012.
  25. 25. ReferênciasNIELSEN. Disponível em:<http://blog.nielsen.com/nielsenwire/global/survey-says-ad-agencies-in-brazil-argentina-and-mexico-plan-to-expand-mobile-marketing/>. Acesso em05/04/2012.PRESSMAN, Roger S. Engenharia do Software, Editora: Makron Books, 3ª Edição – 1995.PRESSMAN, Roger S. Engenharia de Software, tradução Rosângela Ap. D.penteado, 6 Ed. Porto Alegre: AMGH, 2010.Prikladnicki, Rafael. Desenvolvimento distribuído de software e processosde software. Trabalho de Mestrado da Pontifícia Universidade Católica doRio Grande do Sul; Porto Alegre: 2002.SÊMOLA, Marcos. Gestão da Segurança da Informação: uma visãoexecutiva. 12.Ed. Elsivier; Rio de Janeiro: 2003.
  26. 26. ReferênciasZUCCO, Fabrícia Durieux; MORETTI, Sergio Luiz Do Amaral; REIS, Clovis.Comunicação Integrada de Marketing em Eventos Turísticos: Um estudo daOktoberfest de Blumenau-SC. Disponível em:<http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2010/resumos/R5-2329-1.pdf>. Acesso em 02/04/2012.

×