09 secretaria municipal de desenvolvimento econômico

548 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

09 secretaria municipal de desenvolvimento econômico

  1. 1. SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Embora a questão do desenvolvimento econômico esteja diretamentevinculada à orientação da política macroeconômica do país, afetada, muitas vezes,por variáveis internacionais, também compete ao município, consideradas suaslimitações institucionais e financeiras, a elaboração, o planejamento e aimplementação de políticas voltadas ao desenvolvimento local e regional. Nessaperspectiva, o governo Edinho empenhou-se, de todas as formas possíveis, paracriar alternativas de melhoria da qualidade de vida a todos os que moram,trabalham e buscam sobreviver, com dignidade, na cidade de Araraquara. Com base nesse princípio, a gestão Edinho Silva pautou-se pela compreensãode que o desenvolvimento não pode ser visto apenas sob o aspecto do crescimentoeconômico, mas como meio de superação da pobreza, da violência, dasdesigualdades, da inclusão social e cultural, da participação democrática e dagarantia dos direitos de cidadania. Por essa razão, deu prioridade às micro, pequenas e médias empresas,promovendo sua qualificação gerencial, implantando políticas de acesso ao crédito efomentando o desenvolvimento de uma cultura exportadora. Estimulou a economiasolidária, o cooperativismo e a agricultura familiar, como fatores decisivos parademocratizar a renda e gerar postos de trabalho. Ao mesmo tempo, com base no pleno conhecimento das potencialidades enecessidades do município, empreendeu esforços e gestões, em âmbito estadual enacional, numa ação planejada e responsável, para atrair investimentos, semrecorrer aos mecanismos da guerra fiscal. Cumpriu, assim, um importante papel nabusca de novas alternativas para o desenvolvimento local e regional. As iniciativas do governo Edinho Silva voltaram-se, também, com grandeênfase, para o setor dos pequenos produtores rurais, criando canais decomercialização para seus produtos, em articulação com o programa municipal desegurança alimentar, facilitando o acesso de alimentos da agricultura familiar àpopulação de baixa renda, em atendimento às suas necessidades nutricionais. As várias iniciativas tomadas pela atual administração contribuíram, ainda,para o crescimento do setor de comércio, prestação de serviços e turismo, atestadopelos crescentes índices de faturamento do comércio e pelo incremento dosnegócios de hotelaria e gastronomia. Ao mesmo tempo, o governo municipal teve a percepção clara de que odesenvolvimento econômico-social e o combate à pobreza não são atribuiçõesapenas das várias esferas do poder público, mas estão, em grande medida,
  2. 2. vinculados à participação dos vários segmentos da sociedade civil organizada,universidades, associações de empresários e trabalhadores. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico foi reestruturada viabilizando aspropostas do Programa de Governo, com a criação de quatro CoordenariasMunicipais: Agroindústria e Segurança Alimentar; Indústria e Tecnologia; Turismo,Comércio e Prestação de Serviços e Economia Social e Solidária. E a Criação doCEAT – Centro de Atendimento ao Trabalhador, visando a qualificação eprofissionalização, a melhoria da prestação de serviços e o combate aodesemprego. Todas as ações do governo Edinho Silva no campo de desenvolvimentoeconômico podem ser avaliadas pelos resultados obtidos, que revelam a ampliaçãoe diversificação das atividades econômicas no município. COORDENADORIA DE INDÚSTRIA E TECNOLOGIAAtração de empresas: Araraquara recebeu investimento de 53 novas empresas.Essas receberam incentivos da lei nº 5119, para ampliação e/ ou instalação de suasunidades, resultando na geração de novos empregos diretos e criando condiçõesfuturas para o aumento da arrecadação do município. No trabalho de promoçãopara atração de novas empresas, o governo municipal apresentou comoargumentos, as características da cidade, sua posição geográfica, a qualificação desua mão-de-obra e a possibilidade de parceria com as universidades. Empresa Setor Atuação 1. Air Products Brasil Ltda Químico 2. Aquaquimica Químico 3. Citrotec Metal mecânico 4. Engefer Metal mecânico 5. Epema Plástico 6. Epoxi Life Resinas 7. Fiac do Brasil Metal mecânico 8. GM Metal mecânico 9. Habibs Alimentação 10. Helibombas Metal mecânico 11. Jaguar Metal mecânico 12. Kids Belt Têxtil 13. Lufa Refratário 14. Luferco Metal mecânico 15. Medalha Pizza Alimentação 16. Metal Tempera Tratamento térmico 17. Oximaq Químico 18. Power & Motion Metal mecânico 19. Schincariol Distribuição 20. Sucroalcool Químico 21. Reciclara Plástico 22. Festa Fácil Plástico
  3. 3. 23. Tesla do Brasil Metal mecânico 24. TCR Químico 25. Essências Crisci Químico 26. Ytowork Químico 27. Daca Distribuidora Distribuição 28. Luma Metal mecânico 29. Laponia – Volvo Automotores 30. Luiz XV – Citroen Automotores 31. Paulo Ferro Usinagem Metal mecânico 32. Abifer Metal mecânico 33. Madeireira São Geraldo Madeira 34. Gás Brasiliano Gás Natural 35. ARS Energia Geração Energia 36. EDS Software 37. BR Distribuidora Distribuição 38. Distribuidora Santa Cruz Distribuição 39. Votorantim Distribuição 40. Coca-Cola Distribuição 41. Panarello Distribuição 42. Friozem Distribuição 43. Capital Realty Distribuição 44. Cast Software 45. SHX Software 46. Biopetro Industrial / produção de biodiesel 47. Vetro Fábrica de tanques e tubulações 48. TV Ara Estúdio e Transmissão 49. GE Hydro Metal Mecânico 50. BRASIL MULTILOG LOGISTICA 51. AGA - ARMAZENS LOGISTICA 52. GD Solutions Software 53. Prósintese BiotecnologiaDestaque para os seguintes empreendimentos: • Lançamento do condomínio Mega Intermodal pela empresa Capital Realty, a unidade terá investimento de R$ 45 milhões com capacidade estática de 12 mil posições pallets (projeto em fase de aprovação). • Vinda da empresa Friozem Logística que irá investir R$ 13 milhões na construção de um armazém refrigerado, o projeto está em fase de aprovação e serão gerados cerca de 200 empregos diretos e 300 indiretos.Apoio ao pequeno e médio empresário • Doação ou permissão de uso de mais de 60 áreas para expansão de micro e pequenas empresasGeração de emprego • Mais de 17 mil empregos com carteira assinada foram criados de 2001 a 2008 segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregos) do Ministério do Trabalho e Emprego
  4. 4. INICIATIVAS, PROGRAMAS E PROJETOS DESENVOLVIDOS E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL • Criação da lei nº 6212 de 15/12/2004, que dispõe sobre a criação do Pólo de Tecnologia de Informática do Município de Araraquara, e atraiu importantes empresas de Tecnologia da Informação, como EDS, SHX, GD Solutions. • Realização de cursos de Qualificação Aeronáutica e de Tecnologia da Informação (Planseq - Plano Setorial de Qualificação Profissional) com recursos do FAT – Fundo de Amparo ao Trabalhador, formando 1.700 alunos na área aeronáutica e 262 alunos na área de T.I., no período de 2006 àa2008. O governo Federal investiu mais de R$ 1,5 milhão nos Plaseqs realizados em Araraquara. Os cursos contaram também com o apoio de empresas do setor e ainda instituições de ensino. • Cursos de qualificação em T.I. em parceria com a empresa Microsoft:Desafio Digital / Aluno Monitor 2006 e 2007 – 251 formandosStudent to Business 2007 e 2008 – 254 formandos.It Academy 2008 – 91 formandos / 160 cursando.Great2b 2008 – 86 cursandoImagine cup 2008 – Projeto em desenvolvimento. • Criação do CEFET – Centro Federal de Educação Tecnológica, com a expectativa de qualificação de 1.800 profissionais de nível técnico nas áreas de Mecatrônica e Tecnologia da Informação. A obra está estimada em R$ 5 milhões. Os recursos são do governo federal. Araraquara foi escolhida entre as 12 cidades do estado que receberão os CEFETs. Este importante centro qualificará mão-de-obra para cidade e região, possibilitando que as nossas empresas cresçam e que outras aqui se instalem em função da qualificação do profissional. • Reestruturação do projeto “Incubadora de Empresas”, em parceria com o SEBRAE e o Instituto AEQUITAS, possibilitando a adequação da incubadora às necessidades e vocações da cidade na busca e desenvolvimento de novas tecnologias, com efetivo aumento de sua capacidade empregatícia
  5. 5. (aproximadamente 150 empregos diretos) e previsão de faturamento anual de 25 milhões de Reais. COORDENADORIA DE AGROINDÚSTRIA E SEGURANÇA ALIMENTARCentral de Abastecimento Solidário"Herbert José de Souza"Inaugurada em Julho de 2007, a Central de Abastecimento Solidário abriga aCoordenadoria de Agroindústria e Segurança Alimentar, agregando o Banco deAlimentos, a Central de Pré-processamento, a Vaca Mecânica, o Centro Regional deReferência em Segurança Alimentar e Nutricional, além de sediar as gerências deAbastecimento; Abastecimento Institucional e Alimentação Escolar e Agricultura.Localizada na Vila Xavier, a Central fica em local privilegiado, cujas dependênciasforam totalmente adequadas às novas atribuições, através de reformas, ampliaçõese construções, além da aquisição de equipamentos.Banco de Alimentos: Promove a distribuição solidária de alimentos, recebendo,processando e distribuindo-os de forma segura.Em 2008, até o mês de Novembro, coletou-se 158.977 kg de alimentos,distribuídos mensalmente para 35 entidades do Fome Zero Araraquara queatendem uma média de 2.650 pessoas.O banco de alimentos recebe alimentos perecíveis e não perecíveis. Dentre osperecíveis predominam os hortifrutis provenientes de agricultores familiares viaPrograma de Aquisição de Alimentos. Quanto aos alimentos não perecíveisdestacam-se os biscoitos e sucos que foram doados pela empresa KRAFT FOODS,que no ano de 2008 somaram cerca de 9 toneladas.Além destes, o banco recebe mensalmente 1.750 kg de açúcar cristal doado pelaUSINA MARINGÁ e eventualmente feijão e farinha de mandioca doada pela CONAB.O banco de alimentos apóia as ações e atua em conjunto com o Comitê Ação daCidadania nos eventos para arrecadação e distribuição de alimentos como adistribuição de frangos (6 ton.) para a campanha do Natal sem Fome realizada emDezembro de 2008.Ampliação*** Está previsto um projeto para ampliação do banco de alimentosmediante convênio com Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome(MDSCF) no valor total de R$ 174.477,20. Deste valor R$77.000,00 estão previstospara a aquisição de equipamentos permanentes, R$12.000,00 para materiais deconsumo e R$ 85.477,20 para a ampliação do espaço físico. Os objetivos desteprojeto são os aumentos das capacidades de armazenamento e do processamento
  6. 6. mínimo, a implantação da unidade de produção de polpa de frutas para sucos e aconstrução de uma sala para o atendimento nutricional dos beneficiários. O prazopara conclusão do projeto de ampliação está previsto para meados do ano de 2009.Pré-Processamento Alimentar: No processamento mínimo os alimentos sãohigienizados, descascados e cortados automaticamente, embalados a vácuo emembalagens com barreira a gases (nylon-poli) e em seguida armazenados sobrefrigeração. Passam pelo processamento os seguintes alimentos: Abobrinha,Abóbora, Acelga, Alface, Batata, Beterraba, Berinjela, Cebola, Cebolinha, Cenoura,Chuchu, Couve, Pepino, Salsa e Repolho.Os alimentos pré-processados são destinados à Alimentação Escolar e aoRestaurante Popular, facilitando e oferecendo ganho de tempo ao preparo dasrefeições, além de permitir uma maior variedade no cardápio.As atividades iniciaram-se em Agosto de 2007, sendo que no ano de 2008 foramprocessados 41.313 kg de alimentos até o mês de Novembro.Centro Regional de Referência em Segurança alimentar e NutricionalO Centro Regional de Referencia em Segurança Alimentar e Nutricional foiimplantado em 2007 mediante convênio com o CONSEA-SP e suas ações abrangemAraraquara e mais 18 cidades da região central.O espaço conta com uma cozinha semi-industrial e sala destinados à capacitaçãoem segurança alimentar e nutricional. Além do curso para a equipe operacional dobanco de alimentos e restaurante popular, foi também realizado nos dias 11, 18 e25 de Junho de 2008 o Curso do SESI “Alimente-se Bem”. Esse curso foiorganizado pela diretoria do Fome-Zero de Araraquara e participaram 25colaboradores das entidades sociais de Araraquara responsáveis pela manipulação epreparo dos alimentos.O objetivo do curso é uma reciclagem de conhecimentos com vistas a melhorarcada vez mais a variedade e a qualidade nutricional da alimentação.Suco de Laranja na Merenda EscolarEste programa é conduzido em parceria com a Sucocítrico Cutrale (empresa lídermundial em suco de laranja) que faz a doação do suco de laranja concentradodesde o ano de 2001. Mais de 12 mil alunos se beneficiam deste diferencial poisconsomem o suco de laranja (excelente fonte de vitamina C) em índices queultrapassam o consumo anual per capta deste produto no Brasil.
  7. 7. Programa Soja é SaúdePrograma é desenvolvido em parceira com a UNESP onde está localizada a usina deprodução do leite de soja. A distribuição é realizada duas vezes por semana eatende em torno de 250 crianças carentes cadastradas que possuem intolerância àlactose ou alergia à proteína do leite de vaca. Há previsão de outra unidade deprodução de leite de soja em parceria com o município de Américo Brasiliense, quefuncionará na Central de Abastecimento Solidário na Vila Xavier. Esta iniciativapermitirá aumentar a capacidade produtiva além de garantir a entrega regular doproduto mesmo em casos de manutenção dos equipamentos de uma das unidadesde produção.Programa “Direto do Campo”Destinado à venda direta, no varejo, de produtos hortícolas provenientes daprodução agrícola dos agricultores familiares de Araraquara e de assentamentosrurais. Visa a comercialização de alimentos a preços mais acessíveis aosconsumidores de baixa renda.Tem como objetivos:a) Estimular a diversificação da produção agrícola municipal;b) Promover a auto-sustentabilidade financeira da agricultura familiar,melhorando a condição sócio-econômica e com isso estimulando a criação de novosempregos rurais;c) Incentivar o trabalho e a organização associativa;d) Ser instrumento da política de abastecimento e segurança alimentar.O Programa é constituído por 4 projetos: Projeto Feira do Produtor (Praça Pedro deToledo); Projeto Integração (Terminal Central de Integração); Projeto Pró Orgânico(Praça e Terminal) e Projeto Itinerante (a ser reestruturado).A Prefeitura do Município é responsável pelo apoio logístico como transporte dosprodutores e produtos, locais de grande circulação para montagem das feiras, alémdo empréstimo das barracas. Atualmente conta com 31 produtores que vendemseus produtos no sábado e um dia da semana no Terminal Integração. Apenas 2produtores participam exclusivamente da Feira do Produtor.Número de participantes• Projeto Feira do Produtor: 31• Projeto Integração: 27• Projeto Pró-orgânico: 2Volume médio comercializado/mês: aproximadamente 21,3 ton.• Valor médio comercializado/mês: R$ 27.135,17
  8. 8. • Renda média bruta/mês: R$ 875,33Programa de Aquisição de AlimentosO Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) tem a finalidade de incentivar aagricultura familiar e compreende ações vinculadas à formação de estoquesestratégicos e à distribuição de produtos agropecuários para pessoas em situaçãode insegurança alimentar. Destina-se a aquisição de produtos produzidos poragricultores familiares que se enquadrem no Programa Nacional de Fortalecimentoda Agricultura Familiar.Araraquara assinou convênio com o Ministério de Desenvolvimento Social ecombate à Fome em Dez/2003 e recebeu R$ 600.000,00, para atender, na época,240 produtores com um valor máximo de R$ 2.500,00.Para o cumprimento do Programa foram necessários prorrogações de tempo, queforam realizadas de 2004 para 2005, de 2005 para 2006, de 2006 para 2007 e,finalmente de 2007 para 2008, o município atendeu à chamada do Edital deJustificativa, onde somente os municípios que contam com o Restaurante Popularem funcionamento, poderiam participar. Fomos contemplados com umasuplementação de R$ 203.000,00.• Em 2004 o Programa adquiriu R$ 167.868,55 em produtos provenientes de99 produtores totalizando 167.253,49 Kg de hortícolas, além de 640 vassourascaipiras.• Em 2005 foram R$ 213.144,89, totalizando 284.591,4 kg e 111 produtores.• Em 2006 foram R$ 175.694,20, totalizando 238.638,43 Kg e 87 produtores.• Em 2007 foram R$ 94.883,56, totalizando 93.456,79 Kg e 41 produtores.• Em 2008 foram R$ 146.166,22, totalizando aproximadamente 110.000 Kg e57 produtoresCom esse Programa já se atendeu aproximadamente 50 instituições, além dealguns itens para a Alimentação Escolar e Restaurante Popular, além dostrabalhadores da Frente da Cidadania.Microbacias HidrográficasConvênio assinado entre o município e a Secretaria de Agricultura e Abastecimentodo Estado de São Paulo, com recursos do Banco Mundial, para a implantação doPrograma Estadual de Microbacias Hidrográficas.Esse Programa tem como objetivo promover o desenvolvimento rural do Estado deSão Paulo. Desenvolvimento que visa propiciar aumento do bem estar daspopulações rurais, através da implantação de sistemas de produção agropecuária
  9. 9. que garantam a sustentabilidade sócio-econômico e ambiental, com plenaparticipação e envolvimento dos beneficiários e sociedade civil organizada.O Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Araraquara, aplicando oscritérios de priorização de microbacias constantes no Manual Operativo doPrograma, em reunião realizada no dia 27/02/2002, classificou 2 microbaciaspertencentes ao município: Monte Alegre e Cabeceira do Boi.A SAA, através da CATI, é responsável pela elaboração do Plano de Trabalho e dosProjetos Individuais e acompanhamento das etapas de execução. Cabe aomunicípio o repasse de recursos na forma de materiais de consumo, no valor de R$200,00 reais por microbacia.O convênio é renovado anualmente, com prestação de contas e declaração dacontrapartida.A Microbacia do Monte Alegre envolve 149 propriedades rurais e abrange uma áreade 3.130 ha. A da Cabeceira do Boi envolve 60 propriedades rurais e uma área de2.804 ha.Patrulha AgrícolaEquipamento público de apoio ao pequeno produtor rural, adquirido no final de1999, com recursos provenientes de convênio firmado entre a Prefeitura doMunicípio de Araraquara e o Governo Federal.É constituída por um trator agrícola 90 cv (Valtra 800) e um trator New HollandTL-75, além dos seguintes implementos: grade aradora, arado de discos,subsolador, grade niveladora e semeadora.Entre 1999 a 2001, os equipamentos foram operados dentro do sistema padrão detrabalho das máquinas municipais.De 2002 a 2004, o município assinou convênio com o Centro de Desenvolvimento eintegração Rural (CEDIR), que estabelecia as regras para operacionalização daPatrulha Agrícola. A partir desta data, não foi possível assinar o convênio devido afalta de documentação das associações e/ou cooperativas interessadas.Em 13/06/08, foi assinado convênio entre a Prefeitura e a Cooperativa Unificadados Trabalhadores do Campo (UNICAMPO). Neste convênio, a Prefeitura passoupara a UNICAMPO a administração das máquinas no preparo e cultivo agrícola, emprojetos de Assentamento ou agricultores familiares.Os reparos e manutenção das máquinas são responsabilidade da UNICAMPO.Programa Pró-estrada
  10. 10. Programa instituído para melhoria de estradas municipais. O Governo do Estadoliberou para os consórcios intermunicipais 4 equipamentos: retroescavadeira, pácarregadeira, motoniveladora e trator de esteira.O Consórcio Intermunicipal Central é formado pelos seguintes municípios:Araraquara, Américo Brasiliense, Motuca, Matão e São Carlos.É realizado repasse ao consórcio a título de manutenção de equipamentos epagamentos de pessoal, atualmente no valor de R$ 3.500,00.Em Araraquara, os equipamentos têm atendido o Assentamento Monte Alegre(núcleos 3 e 6), Assentamento Bela Vista e esporadicamente o Bairro Bocaiúva.Alimentação Escolar: A Merenda Escolar atende a partir de sistemadescentralizado aproximadamente 40.000 estudantes:Número de alunos atendidos na merenda no ano de 2008• Creche – 4762• Pré escola – 3649• EMEF – 6231• CEC – 1074• EJA – 705• Especial – 61• Entidade – 2526• Ensino Fundamental – 13523• Ensino Médio – 6815Número de Unidades EscolaresN Creche e Pré escola – 35C EMEF – 13E CEC – 03C PEC – 02P Escolas Estaduais (Ensino Fundamental e Ensino Médio) – 27E Entidade – 26***** O cardápio é estipulado de acordo com as diferentes faixas etárias (anexo1), contamos com aproximadamente 275 de merendeiras que trabalham nasunidades da rede Municipal, no entanto estas são contratadas pela Secretaria deEducação. Elas recebem treinamentos semestrais para qualificação.Programa Criança na BalançaConsiste na avaliação antropométrica de crianças da rede municipal pública deensino pré escolar (cerca de 15.000 crianças), envolvendo o trabalho conjugado daPrefeitura e estudantes do Curso de Nutrição da Uniara, visando o combate à
  11. 11. desnutrição e à obesidade infantil, identificando áreas de maior risco na cidade econscientizando a comunidade sobre a necessidade da atenção e educaçãoalimentar nutricional.Em breve suas atuais atividades integrarão um programa maior, o Programa deNutrição Infantil “Criança na Balança”. Este se constituirá num conjunto de açõesvoltadas à vigilância nutricional, educação nutricional e suporte nutricional que,articulando-se com outras ações de política pública intersetorial, visará a promoçãoda segurança alimentar e nutricional da população infantil.Programa Alimentos EspeciaisTrata-se de um programa vinculado anteriormente à Secretaria Municipal deInclusão Social e Cidadania, assumido no ano de 2008 pela Coordenadoria deAgroindústria e Segurança Alimentar. Atende mais de 60 beneficiários, compostospor lactentes em situação de risco nutricional ou adultos que necessitem dietaespecial devido a agravos sérios à saúde.Restaurante PopularFornece refeições balanceadas a custo acessível à população em geral e emespecial aos beneficiários de ações sociais. Além disso, produz e distribui refeiçõesacondicionadas em Marmitex, destinadas aos servidores municipais e trabalhadoresdas Frentes da Cidadania.Inaugurado em 31 de Agosto de 2007, atendeu naquele ano 27.611 comensais emsuas instalações e forneceu 109.327 refeições acondicionadas em marmitex parafuncionários da Prefeitura Municipal.Em Março de 2008, foram fornecidas 2651 refeições aos servidores, 2066 àpopulação cadastrada e 6123 à população em geral. Ao convênio com o GovernoFederal, foi aprovado um aditivo para sua modernização e expansão.*** A refeição pode ser consumida pela população por um valor de R$ 2,00, paraos inscritos no bolsa família o custo é de R$ 1,00 e para os servidores Municipais édescontado da folha de pagamento um valor de 2% do seu salário.- A higienização geral e dos utensílios é realizada por cerca de 15 funcionários dafrente da cidadania e a manipulação dos alimentos é feita por cerca de 20merendeiras, que recebem treinamentos semestrais para qualificação.Bombeiros – fornecimento de gêneros alimentícios para o preparo das refeições -almoço e jantar para os Bombeiros. A cozinha conta com cerca de 4 merendeiras
  12. 12. que preparam cerca de 50 refeições diariamente incluindo os sábados, domingos eferiados. COORDENADORIA DE TURISMO, COMÉRCIO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS • Implementação do Conselho Municipal de Turismo e do Fundo Municipal de Turismo, para promover o fomento das atividades turísticas no município. • Criação do Centro Integrado de Turismo (CIT), que atua na captação e divulgação de informações sobre Araraquara e região, priorizando o atendimento a turistas e à população, disponibilizando material para consulta sobre a cidade, agenda de eventos, programação dos clubes da cidade e um arquivo de endereços úteis, com mais de 150 itens. • Aquisição dos Pavilhões da Facira para a criação do Centro de Eventos de Araraquara e Região - CEAR, com potencial para tornar-se, graças ao espaço disponível, um importante centro de eventos regional. • Realização, co-realização ou apoio a eventos de natureza científica, comercial, agro-industrial, cultural, esportiva, educacional, de lazer, e outros, realizados pela Prefeitura Municipal ou por instituições e ONGs. • Promoção de eventos regionais e locais, de caráter econômico, cultural, esportivo, educacional, integrando ações de várias secretarias e fundações: Carnaval da Cidadania, Seresta e Desfile do Aniversário da Cidade, Primeiro de Maio, Choro das Águas, Festivais Musicais e Shows, entre outros. • Parceria com a EPTV na realização do festival anual Viola de Todos os Cantos, no Centro de Eventos de Araraquara e Região. • Realização de shows, feiras e eventos no Centro de Eventos de Araraquara e Região, que vêm aumentando ano a ano: 20 eventos em 2001, 33 eventos, em 2002, 37 eventos em 2003, 42 eventos em 2005, 89 eventos em 2004, 50 eventos em 2006, 31 eventos em 2007. • Criação do site Visite Araraquara (WWW.visiteararaquara.com.br). • Iluminação dos corredores comerciais no final do ano.
  13. 13. COORDENADORIA DE ECONOMIA SOCIAL E SOLIDÁRIAPrograma Municipal de Economia Social e Solidária O Programa Municipal de Economia Social e Solidária é uma iniciativa daPrefeitura Municipal de Araraquara, que visa a implantação de ações e projetosintegrados em busca da construção de alternativas concretas para a geração detrabalho e renda, através da promoção de um desenvolvimento pautado no tripé dasustentabilidade, qual sejam, ações e projetos economicamente viáveis,ambientalmente sustentáveis e socialmente justos, apoiados nos princípios daeconomia solidária, que buscam o pleno desenvolvimento humano, a valorização dotrabalho decente e humanizado e da justiça social, um sistema de finançassolidário, a autogestão, a produção coletiva, o cuidado com o meio ambiente e aresponsabilidade com as gerações futuras.Ações e Projetos A incubação de empreendimentos populares e solidários consiste nadisponibilização de instrumentos públicos para incentivar o desenvolvimento degeração de trabalho e renda, no fomento do processo de formação para odesenvolvimento e o aperfeiçoamento de novos modelos sócio-produtivos coletivose autogestionários, com a qualificação dos trabalhadores para a gestão de seusnegócios e acesso a novas tecnologias. Com o objetivo de fortalecer os empreendimentos econômicos solidários egrupos da economia popular, através da articulação de redes e de ações voltadas aconstituição e recomposição de cadeias produtivas tendo como prerrogativa aconstrução de um novo modelo de desenvolvimento econômico, centrado napromoção do desenvolvimento sustentável, justo e solidário.Projetos incubadosAo todo são 09 projetos incubados, 292 pessoas beneficiadas diretamente. Cadaprojeto possui demandas e necessidades diferentes e, portanto, tratamentodiferenciado.– Padaria do Assentamento Monte Alegre VI: Construção da padaria com ponto decomercialização, aquisição dos equipamentos e apoio técnico a criação da AMA –
  14. 14. Associação das Mulheres Assentadas do Monte Alegre VI, entidade responsável pelapadaria. (12 participantes).– Cozinha do Assentamento Monte Alegre III: Construção da cozinha junto aobarracão comunitário, aquisição dos equipamentos e apoio técnico a criação daAFAC – Associação familiar alimentícia comunitária do Monte Alegre III, entidaderesponsável pela Cozinha. (08 participantes).– Coosturara – Cooperativa de Costura de Araraquara: parceria com a Casa daCriança Cristo Rei. O grupo está incubado em espaço cedido pela Casa da Criança.A prefeitura fez a adequação do espaço e aquisição de equipamentos. Apoio técnicoa criação da Cooperativa, ainda em fase de regulamentação. (12 participantes).– Estamparia da Juventude; parceria com a Casa da Criança Cristo Rei. O grupoestá incubado em espaço cedido pela Casa da Criança. A prefeitura fez a adequaçãodo espaço e aquisição de equipamentos. Apoio técnico a criação da Cooperativa,ainda em fase de regulamentação. (26 participantes).- Mãos que criam – Associação dos artesãos de Araraquara. O grupo recebe apoiotécnico e espaço para comercialização cedido pela prefeitura. (18 participantes).– Kidelícia – grupo de mães de portadores de necessidades especiais. O gruporecebe apoio técnico e espaço para comercialização cedido pela prefeitura. (04participantes).– Lanchonete Solidária – grupo de mulheres que trabalharam na Frente daCidadania e na área de alimentação e que estavam desempregadas. O gruporecebe apoio técnico e espaço para comercialização cedido pela prefeitura. (08participantes).– Cooperativa Acácia de Catadores de Materiais Recicláveis de Araraquara. O Daaecede espaço físico e parte dos equipamentos. Apoio técnico para o desenvolvimentoda Coleta Seletiva, do Cooperativismo e da fabricação de artefatos de papel quesão comercializados na Loja Solidária. (144 participantes).– ATCAAR – Associação dos Trabalhadores do Comércio Ambulante de Araraquara.Apoio técnico e organização de eventos para fomentar o comércio ambulante. (60participantes).
  15. 15. A Loja Solidária criada em dezembro de 2008 é um espaço decomercialização e articulação de redes solidárias. A CTA cedeu o espaço, aPrefeitura reformou e adequou, comprou os equipamentos iniciais necessários eestá disponibilizando a todos os grupos apoiados pelo Programa Municipal deEconomia Solidária, exceto para ATCAAR devido às peculiaridades do projeto.Coleta SeletivaA Economia Solidária apoiou a implantação do Programa de Coleta SeletivaSolidária em 100% do município, através da organização dos catadores demateriais recicláveis e fomento ao seu desenvolvimento e autonomia;CEAT – Centro de Atendimento ao TrabalhadorA Administração do Centro de Atendimento ao Trabalhador, é de responsabilidadeda Prefeitura desde janeiro de 2006, até então era denominado como PAT – Postode Atendimento ao Trabalhador e administrado pela SERT.Total de vagas captadas:ANO Nº VAGAS2001 4802002 3742003 2812004 5352005 3542006 3.0552007 3.3982008 2.376ANO Nº ATENDIMENTOS2001 10.0012002 11.4402003 13.4312004 11.1742005 13.0542006 22.5602007 32.3082008 24.536
  16. 16. Total de colocações:ANO Nº COLOCAÇÕES2001 4712002 3722003 2812004 5352005 3542006 1.1952007 1.1792008 858** A partir de agosto /2008 todos os postos do estado de S. Paulo, estãotrabalhando com um novo programa de intermediação de mão de obra chamado“Emprega São Paulo”, Devido este programa ainda estar passando por ajustes nãotemos relatórios indicativos referente a captação de vagas, atendimentos ecolocação de trabalhadores no mercado de trabalho.Emprega São PauloPrograma de intermediação de mão de obra do governo estadual. Formatado pelaProdesp e IBM.• Não há necessidade de o trabalhador comparecer ao CEAT para realizar seucadastro, desde que, tenha possibilidade de cadastrar-se através de umcomputador com acesso a internet, acessando o sitewww.empregasaopaulo.sp.gov.br.• O trabalhador tem total controle de seu cadastro. Pode retirar, inserir oualterar informações, tanto profissionais como pessoais.• O próprio sistema faz a convocação do trabalhador, através do cruzamentode informações da vaga com o perfil do candidato. O trabalhador recebe umamensagem em seu email, com todas as instruções, com data e hora paracomparecimento à entrevista.• As empresas também tem a mesma possibilidade ao acessar o site parainserir e administrar suas vagas.• A empresa ou o candidato pode dar o resultado do encaminhamento.• O programa atinge todo estado de São Paulo, ou seja, a empresa ao inseriruma vaga, determina o raio de abrangência para a busca do candidato.
  17. 17. • Ao realizar o cadastramento, tanto a empresa como o candidato terá deoptar o segmento, se executivo, técnico, operacional ou emprego domiciliar. Asinformações prestadas são diferenciadas para cada segmento.• A vagas serão inseridas no sistema, após a validação dos dados doempregador e da vaga, por funcionários do CEAT.• O programa privilegia quem tem email. Portanto estamos orientando no atodo cadastramento, à todos os trabalhadores, que providencie um endereçoeletrônico (email).• Estamos divulgando todos os locais onde há acesso a internet gratuita.• Portal do Saber, Sesc, Ong Fonte, Correios etc• Caso não possua email, quando houver vaga com seu perfil, faremos aconvocação via telefone.• Hoje trabalhamos com nove computadores, todos com acesso a internet,através do intragov, para atendimento ao público e convocação de candidatos . Osequipamentos são de propriedade do Ministério do Trabalho.Convênio entre CEAT e CEBRAC – Centro Brasileiro de Cursos No dia 18 de outubro, o prefeito Edinho Silva firmou convênio com o Cebracpara o desenvolvimento do Projeto Cidadão em Ação, que visa buscar umatransformação nas pessoas de uma forma geral, sendo que este objetivo sematerializa por meio de uma qualificação norteada por informações objetivas sobrepontos importantes para sua inserção e manutenção no mercado de trabalho. O Cebrac é uma Agência de Treinamento Profissional que trabalha comcursos profissionalizantes informatizados. Tem por objetivo formar profissionaisqualificados, para atuar no mercado de trabalho integrando a relação doprofissional com a empresa. Os cursos que atualmente estão sendo ministrados são de “Atendimento aocliente e vendas” e, “Como elaborar um currículo” e “Como se comportar em umaentrevista”, “Rotinas administrativas”, “Administração de pessoal”, Marketingpessoal” etc A participação é gratuita e aberta a todos os inscritos no PAT. Os cursos têmtrês horas de duração e são certificados pelo Cebrac.Banco do Povo (relatório de dezembro de 2002 a dezembro 2008) Número de processos aprovados 693 Valor liberado R$ 2.126.136,51 Postos de Trabalho mantidos 1766
  18. 18. Resultados da política econômica • Recorde de novos postos de trabalho, no período de 2001 à 2008, com mais de 17.000 empregos registrados em carteira. • Continuidade do crescimento do nível de emprego nos anos seguintes, com o recorde de criação de 2.853 novos empregos com registro em carteira somente no primeiro trimestre de 2008. Até o mês de novembro, segundo dados do CAGED, foi registrado o saldo de 5.329 novos empregos criados em 2008. • Estímulo à produção orgânica de alimentos e à ampliação do mercado consumidor para seus produtos, por meio de parcerias para incentivar a agricultura regenerativa. • Fomento de setores anteriormente inexpressivos ou inexistentes na cidade e região como o setor turístico, voltado ao turismo de negócios. • Crescimento do número de empresas encubadas com a geração de 150 postos de trabalho e faturamento anual de R$ 25.000.000,00. • Lançamento do condomínio Mega Intermodal pela empresa Capital Realty, a unidade terá investimento de R$ 45 milhões com capacidade estática de 12 mil posições pallets (projeto em fase de aprovação). • Vinda da empresa Friozem Logística que irá investir R$ 13 milhões na construção de um armazém refrigerado, o projeto está em fase de aprovação e serão gerados cerca de 200 empregos diretos e 300 indiretos. • Criação de novos canais de comercialização para os pequenos produtores agrícolas, contribuindo, dessa forma, para a preservação de culturas perenes e o aumento do seu potencial de renda. • Incentivo à agricultura sustentável, graças à prática de plantio direto, técnica recomendada pela FAO (órgão das Nações Unidas para o setor de agricultura), que resulta numa menor necessidade de implementos agrícolas e preserva os nutrientes naturais da terra.

×