Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Autogestão,
Conhecimento
e Controle Popular
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Lim...
Quem está
nos governando?
Quem está
nos governando?
$
R$
US$
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
queremos?
precisamos?
ou
dispensamos?
O que podemos
fazer?
COMPARTILHAR
CONHECIMENTOS
E AÇÕES
97,5%
2,5%
Total Global
(água)
2,5% do Total Global
(água doce)
68,9%
Água doce
Água salgada
29,9%0,3% 0,9%
Geleiras e nev...
Fonte: Organização das Nações Unidas
para a Agricultura e Alimentação - FAO
Disponibilidade de água por habitante em milha...
Hoje 1,8 bilhão de pessoas sofre por falta de água
- 5 milhões de mortes por ano.*
Em 2050 serão 9,2 bilhões de pessoas
e ...
Residencial
Fonte: Organização das Nações Unidas
para a Agricultura e Alimentação (FAO)
Uso da água no mundo
70%
22%
8%
Ag...
Se o menor consumo é o residencial, por que
estão culpando as pessoas e as residências
pela crise de abastecimento de água...
E o Brasil???
Disponibilidade hídrica
**Fonte: Recursos Hídricos no Brasil e no Mundo - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecime...
Uso da água no Brasil
11% Animal
72%
Irrigação
7% Industrial
9% Urbano*
1% Rural
Fonte: Conjuntura de Recursos Hídricos no...
1
2
12
7 4
8 5
116
9
3
10
01 Região Hidrográfica Amazônica
02 Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia
03 Região Hidrográfic...
O maior aquífero
do planeta!
Os dois maiores aquíferos do planetaOs dois maiores aquíferos do planeta
- VÍDEO
1
Alter do Chão
outubro/2010
Jornal Hoje - 06/10/2010 -http://www.youtube.com/watch?v=EyTvMfj2mVo
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
BIOMA AMAZÔNIA
BIOMA CERRADO
BIOMA
PANTANAL
BIOMA
CAATINGA
BIOMA MATA
ATLÂNTICA
BIOMA
PAMPA
BIOMAS
BRASILEIROS
BIOMA AMAZÔNIA
BIOMA CERRADO
BIOMA
PANTANAL
BIOMA
CAATINGA
BIOMA MATA
ATLÂNTICA
BIOMA
PAMPA
NORTE
CENTRO-
OESTE
NORDESTE
S...
BIOMA AMAZÔNIA
BIOMA
PANTANAL
BIOMA
CAATINGA
BIOMA
PAMPA
NORTE
NORDESTE
CENTRO-OESTE
SUDESTE
SUL
REGIÕES e BIOMAS
BIOMA MA...
Mapa das regiões políticas e grandes Regiões Hidrográficas do Brasil.
Quem controla esta riqueza natural?
1
2
12
7
4
8
5
11...
Foto: Ibama em www.wwf.org.br
Estima-se que 18% da amazonia já
foi desmatada*
Estima-se que 18% da amazonia já
foi desmata...
foto: http://www.ibama.gov.br/publicadas/no-para-56-propriedades-sao-notificadas-a-retirar-o-gado-criado-em-area-desmatada-...
www.yakatuxingu.org.br
Rio Xingu
Desmatamento das matas
ciliares gera asseroamento
dos rios
Desmatamento das matas
ciliare...
Usina de Belo Monte - Rio Xingu - PA www.facebook.com/belomonteoficial
Opção por um tipo de
desenvolvimento que degrada
a n...
http://meioambiente.culturamix.com/natureza/pantanal-mato-grossense
Pantanal MatogrossensePantanal Matogrossense
3 - Bacia...
Expansão da pecuária e cultivo de soja no Centro-Oeste rumo ao Norte.
Estima-se que entre 15% a 40% do Pantanal já foi dev...
CERRADO
** *2009 -https://www.ufmg.br/online/arquivos/028424.shtml
* 2010 www.ibge.gov.br
** www.cpac.embrapa.br/download/...
http://www.mma.gov.br/biomas/caatinga
Processo de
desertificação
CAATINGA
46%
do território desmatado
- 2009*
*
Desmatament...
Mata Atlântica* 1500 Mata Atlântica* 2010 - 88%** desmatada
*www.micoleao.org.br
**www.ibge.gov.br
55
1111
99
1010
66
88
4...
PAMPA
MATA
ATLÂNTICA
Fonte: Mapa de Biomas do Brasil - IBGE, 2004
Rio de Janeiro - esc. 1:5.000.000
REMANESCENTES
PROBIO -...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
Média do uso residencial da água
30%
descarga em
vaso sanitário
20%
lavagem
de roupa
35%
higiene
pessoal
10%
cozinha e
águ...
ÁGUA VIRTUAL
Exportação de Água - 2013
Carne
Bovina
1.499.903 toneladas
23.248.496.500 m3 de água
Suina
517.330 toneladas
3.052.247.000...
Exportação de Água - 2013
198.523.033.927m³ de água
=200 Sistemas Cantareira
Abasteceria a RMSP por 100 anos
*http://www2....
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
RIOS AÉREOS ou VOADORES
http://riosvoadores.com.br/
Outro efeito do
desmatamento é
a quebra dos rios
voadores, que
são ori...
Rios Voadores - VÍDEO
2
Pesquisa Fapesp: http://www.youtube.com/watch?v=lyp83uYdtbk
Mesmo havendo
evaporação e
concentração de
água sobre a
Amazônia não há
evaporação
suficiente e nem
correntes que a
empurre...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
E o estado de
São Paulo???
E o estado de
São Paulo???
Uso da água em São Paulo
3% Animal
37%
Industrial
1% Rural
22%
Irrigação
37%
Urbano*
3% Animal 1% Rural
Fonte: Conjuntura ...
Fonte:http://planetasustentavel.abril.com.br/blog/planeta-agua/
40%
30%
Residencial
40%
Industrial
30%
Irrigação
30%
Urban...
ÁGUA VIRTUAL
Complexo residencial
Parque Jardim
Quantos litros de água
foram usados para construir
este conjunto de prédio...
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/08/1504804-juiz-embarga-
complexo-de-luxo-em-construcao-na-marginal-pinheiros....
ÁGUA VIRTUAL
Shopping Cidade Jardim
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/08/1504804-juiz-embarga-complexo-de-luxo-e...
Desde 2001 tentando despoluir, mas não conseguiu. Dinheiro público
investido e nenhum resultado positivo.
Pq. Augusta
Uma das últimas áreas verdes da região central de São Paulo.
No dia 04/03/2015 foi realizada sua reintegração ...
Inventário Florestal da Vegetação Natural de São Paulo
Governo do estado de São Paulo - 2005
MONOCULTURA DE EUCALIPTOS
em São Paulo
DESERTO VERDE
1,2litro a 46,2litros* de água/dia por árvore,
dependendo da fisiologi...
DESERTO VERDE
Empobrecimento de nutrientes no solo, bem como seu ressecamento;
A desertificação de amplas áreas, pelos efei...
Rio Tietê
Sud Menucci - Noroeste SP
Rio Tietê
Sud Menucci - Noroeste SP
No interior, áreas ainda protegidas
da degradação ...
Mas é preciso tomar medidas
que mantenham os rios limpos.
Mas é preciso tomar medidas
que mantenham os rios limpos.
627Km ...
Rio Tietê
São Paulo - SP
Já foram gastos R$3,6 bilhões
e deve consumir mais
de R$11 bilhões até 2020
Já foram gastos R$3,6...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
Pesquisas e avisos são dados há décadas.
Terra
Adaptado de: http://www.e-escola.com.br/Ensino-Geografia/sistemasolar.htm
CICLO SOLAR
de gleissberg
CICLO SOLAR
de gleissberg
80 a 90 anos
de duração
80 a 90 anos
de duração
80 a 90 anos
de duraçã...
Previsão de
35 a 45 anos
com redução
da chuva.
Efeito Noé
Efeito José
http://www.ciespcampinas.org.br/_libs/dwns/3226.pdf
...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
SISTEMAS PRODUTORES DE ÁGUA - SABESP
1 Cantareira
2 Alto Tietê
3 Rio Claro
4 Rio Grande
5 Guarapiranga
6 Alto Cotia
7 Baix...
3 principais sistemas que abastecem a RMSP3 principais sistemas que abastecem a RMSP
Imagem adaptada de:
https://www.facebook.com/aguasualinda
Avanços da urbanização sobre os mananciais da RMSP
Expansão da urbanização na Região Metropolitana de São Paulo e fontes
d...
Represa
Guarapiranga
Represa
Billings
Represa
Taiaçupeba
Represa
Paiva Castro
Jundiaí
Reservatório
Jundiaí
MANCHA
URBANA
M...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
70 cidades70 cidades
BACIA DO PCJBACIA DO PCJ
ÁGUAS DE SÃO PEDRO
ITU
CAMPO LIMPO PTA.JUNDIAÍ
JARINÚ
SÃO PEDRO
PEDRA BELA
P...
Sistema Cantareira e Bacia Hidrogáfica PCJ
(Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí)
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
1
2
Sistema Cantareira e Bacia Hidrogáfica PCJ
(Rios Piracicaba...
Transferência da Bacia Hidrogáfica PCJ para o Sistema Alto-Tietê
Concessão a partir de 2007
para vender o tratamento da água
e esgoto à população.
3º protesto em Itu contra a crise
de aba...
R$30 milhões para obra de adutora
dos Ribeirões Mombaça e Pau D’alho até
a ETA 1 - 22,5km.
objetivo: + 280 l/s de aumento ...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
foto: dedoverde.com.br
Serra do Japi - Jundiaí
Tombada em 1983 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico
Arqueológic...
Japi
em tupi-guarani significa nascente de rios
Serra do Japi - Jundiaí
foto: http://www.bioventura.com.br/japi.html
Serra ...
Coca-Cola em JundiaíCoca-Cola em Jundiaí
Jundiaí
Campo Limpo Paulista
Várzea Paulista
Jundiaí
Campo Limpo Paulista
Várzea Paulista
Algumas das cidades abastecidas
...
JundiaíJundiaí
Sistema CantareiraSistema Cantareira
Disputa de água entre as
empresas da região da
Bacia PCJ e da RMSP ent...
IaraIara
Projeto da Sabesp
parado há 3 anos, pronto,
de barragem no rio
Jundiaí, entre
Campo Limpo Paulista
e Atibaia.
Pro...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
DE QUEM
É A CULPA?
DE QUEM
É A CULPA?
$
R$
US$
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
2002
2012
1994
TORNA-SE EMPRESA MISTATORNA-SE EMPRESA MISTA
HAPPY DAYHAPPY DAY
ABRE SEU CAPITAL NA BOLSA DE VALORESABRE SE...
fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira
e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014
DIVISÃO DE AÇÕE...
Sabesp VÍDEO
3
SPressoBR Brasil - http://www.youtube.com/watch?v=Jdl0VvsR6zk
2003 2013
lucro líquido
R$13,11 bilhõesR$13,11 bilhões
lucro líquido
fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira
e ...
DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO
SISTEMA CANTAREIRA - 2003/2014
adptado de: http://super.abril.com.br/crise-agua/ofundodopoco.sh...
2003 2013
lucro
R$4,37 bilhõesR$4,37 bilhões
para acionistaspara acionistas
lucro
fonte: Relatório da Diretoria Econômico ...
LUCRO DA SABESP - 2009/2013
2009 2010 2011 2012 2013
lucro (bilhões R$) 1,37* 1,63** 1,22** 1,90** 1,92**
acumulado (bilhõ...
em 2013
remessa máxima de 25%
para os acionistas.
lucroestatuto da sabesp:
Chegou a 60,5%Chegou a 60,5%
de 833mi - 504,1mi...
2002 2012
investimentos
R$17,3 bilhões
investimentos
R$17,3 bilhõesfonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira
e de...
??????????
investimentosinvestimentos
ELEIÇÕES 2014
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=SwXBVbrCK2w
VÍDEO
4
Eleições SP
Se houve
investimentos,
então, por que???
Se houve lucro e
investimentos,
então, por que???
Reservatório
Jaguari-Jacaréi em
Bragança Paulista,
Joanópolis, Nazaré.
2014
Perdas com vazamentos
2013 - 31% da água
tratada foi perdida
51% das tubulações têm mais de 30 anos
fonte: Sabesp
BANHEIRO DA ESTAÇÃO LUZ INTERDITADO TODOS OS DIAS POR
FALTA DE ÁGUA, DESDE 2014.
SEGUNDO INFORMAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COMEÇ...
Moradores da Vila São Pedro, na zona sul de São Paulo, enchem baldes de água
em caminhão-pipa, no sexto dia de falta de ág...
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2015-03-06/temporal-causa-alagamentos-fecha-avenidas-e-causa-transtornos-no-metro...
JD. NOVO PANTANAL
ZONA SUL DE SP
http://brasil.elpais.com/brasil/2015/03/10/politica/1425990397_113643.html
O mesmo da marginal Pinheiros!
Enquanto a população recebe multa e
e aumento na conta, eles recebem
descontos de até 75% e pagam menos
de R$ 7,00 por m³ ...
Estado de
Calamidade
Pública
Estado de
Calamidade
Pública
Estado de Calamidade Pública
Ocorrência de pelo menos 02 tipos de danos, dentre os
03 previstos.
DANOS
HUMANOS
MATERIAIS
A...
Não aguarde o Estado decidir quando estaremos
no estado de Calamidade Pública. O povo organizado
é que precisa decidir iss...
Organize-se em coletivo com sua comunidade,
bairro, região. Fique atento ao que os movimentos
organizados estão divulgando...
Organize-se em coletivo com sua comunidade,
bairro, região. Fique atento ao que os movimentos
organizados estão divulgando...
Tome as atitudes necessárias para não passar
por dificuldades graças às empresas e ao governo.
Estado de Calamidade Pública...
Faltar água da rua em sua residência por um dia inteiro
já é motivo de séria preocupação. O estado de Calamidade
Pública é...
Fique atento ao que os movimentos
organizados estão divulgando.
Estado de Calamidade Pública - Nível 2
- Danos Humanos: de...
Não espere por aqueles que causaram danos à
você e sua comunidade. Não se guie por eles, guie-se
pelo coletivo à que faz p...
- Tomar o uso da propriedade privada, assegurando-se ao proprietário indenização ulterior na hipó-
tese de ocorrência de d...
- Observar, na execução e implantação de obras emergenciais, toda a legislação ambiental pertinen-
te (leis, portarias e r...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
Crise de
abastecimento
não é novidade
para o governo.
Crise de
abastecimento
não é novidade
para o governo.
Crise de
abastecimento
não é novidade
para o governo.
Crise de
abastecimento
não é novidade
para o governo.
Crise de
abastecimento
não é novidade
para o governo.
QUEM ESTAVA
NO GOVERNO???
QUEM ESTAVA
NO GOVERNO???
$
R$
US$
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
http://www.dolarhoje.com.br/cotacao-acoes-sabesp/
Valorização das ações da Sabesp durante
a crise no abastecimento da água...
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
06 março de 2001
31 dezembro de 2002
01 janeiro de 2003
30 de março de 2006
----
01 janeiro ...
Crise da ÁGUACrise da ÁGUA
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Campo Limpo Pta.
Base Popular
Organização
Alcione Don...
LUTA
DE CLASSES
LUTE
PELA ÁGUA
Praticar a
- Democracia Direta,
- Assembleia Popular para superar
a representatividade que apenas representa
o interesse p...
Mobilização através de
- Movimentos Sociais autônomos;
- Comitês de Bairros/Regiões;
- Fragmentar e compartilhar o poder;
...
Na crise de abastecimento de água,
o próprio povo precisa aplicar a
decretação do estado de calamidade
pública e suas resp...
Composição da diretoria dos Comitês
de Bacias Hidrográgicas em SP - BACIA DO PCJ
1/3
sociedade
civil
1/3
estado
1/3
municí...
Atividades práticas autônomas e formação
sobre nossas reivindicações.
A (des)educação deles aí abaixo tem apenas a finalida...
Instituições
oficiais não são
suficientes.
Instituições
oficiais não nos
representam.
ANA
AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
Não se submeter à instituições que
estão à serviço do interesse privado
São instituições ou ...
Se organizar em rede
para lutar
Controle e Autogestão dos trabalhadores
e da população sobre as empresas e órgãos
públicos...
Mapeamento para controlar:
- estações de abastecimento;
- nascentes;
- tratamento de esgoto;
- empresas que usam a água co...
Alternativas e autonomia na
distribuição e armazenamento de água;
Tornar pública todas as empresas que
lidam com tratament...
ACABAR
COM O MODELO
SÓCIO-ECONÔMICO
QUE TEMOS,
O CAPITALISMO
ACABAR
COM O MODELO
SÓCIO-ECONÔMICO
QUE TEMOS,
O CAPITALISMO
Lute pela água!
Ela não é mercadoria.
Não vá passar sede ou apuros
por causa de empresário
ou governo. Eles não estão
nem ...
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular

2.210 visualizações

Publicada em

Crise no abastecimento de água. A má gestão, a defesa do interesse privado e dos acionistas, o descompromisso com o interesse público, o descaso com a natureza, o desmatamento em São Paulo, no Norte e em todo o Brasil, a falta de investimentos, tudo somado levou à crise do abastecimento de água.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
51
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crise da água - Autogestão, Conhecimento e Controle Popular

  1. 1. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Autogestão, Conhecimento e Controle Popular Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autogestão, Conhecimento e Controle Popular
  2. 2. Quem está nos governando? Quem está nos governando?
  3. 3. $ R$ US$ ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
  4. 4. queremos? precisamos? ou dispensamos?
  5. 5. O que podemos fazer?
  6. 6. COMPARTILHAR CONHECIMENTOS E AÇÕES
  7. 7. 97,5% 2,5% Total Global (água) 2,5% do Total Global (água doce) 68,9% Água doce Água salgada 29,9%0,3% 0,9% Geleiras e neves eternas Águas subterrâneas Rios e lagos Solo, pântanos e geadas Fonte: Plano Nacional de Recursos Hídricos – Secretaria de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente Distribuição da água existente na Terra 2,5% do Total Global (água doce) 0,3% 0,9% Distribuição da água existente na Terra
  8. 8. Fonte: Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação - FAO Disponibilidade de água por habitante em milhares de m³ América do NorteAmérica do Norte EuropaEuropa ÁsiaÁsia América LatinaAmérica Latina ÁfricaÁfrica 1950 2000 1950 2000 1950 2000 1950 2000 105m³ 28,3m³ 1950 2000 37,2m³ 17,5m³ 5,9m³ 4,1m³ 9,6m³ 3,3m³ 20,6m³ 5,1m³ Repare na queda de mais de 70% na América Latina e na África Lute pela Água! Ela não é mercadoria. 1950 2000 1950 2000 1950 2000 1950 2000 105m³ 28,3m³ 1950 2000 37,2m³ 17,5m³ 5,9m³ 4,1m³ 9,6m³ 3,3m³ 20,6m³ 5,1m³
  9. 9. Hoje 1,8 bilhão de pessoas sofre por falta de água - 5 milhões de mortes por ano.* Em 2050 serão 9,2 bilhões de pessoas e 50% sofrendo por falta de água* *Fonte: FAO - Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação Hoje 1,8 bilhão de pessoas sofre por falta de água - 5 milhões de mortes por ano.* Em 2050 serão 9,2 bilhões de pessoas e 50% sofrendo por falta de água* Acesso percapita/dia Algumas regiões da África 15 L/dia São Paulo 200 L/ dia Europa - 140 a 200 L/dia Estados Unidos - 200 a 250 L/dia** ** Clarke & King, 2001 Acesso percapita/dia Algumas regiões da África 15 L/dia São Paulo 200 L/ dia Europa - 140 a 200 L/dia Estados Unidos - 200 a 250 L/dia**
  10. 10. Residencial Fonte: Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) Uso da água no mundo 70% 22% 8% Agricultura Industrial Uso da água no mundo 70% 22% Agricultura Industrial Residencial 8%
  11. 11. Se o menor consumo é o residencial, por que estão culpando as pessoas e as residências pela crise de abastecimento de água? Por que há uma campanha enorme pedindo para que as pessoas economizem água? Por que as indústrias e o agronegócio não são responsabilizados? 70% 22% 8% Agricultura Industrial 70% 22% Agricultura Industrial 8% ResidencialResidencial
  12. 12. E o Brasil???
  13. 13. Disponibilidade hídrica **Fonte: Recursos Hídricos no Brasil e no Mundo - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, 2001 Abundante: > m3/hab/ano*20.000 • Básica: > 2500 m3/hab/ano • Pobre: < m3/hab/ano2500 • Crítica: < m3/hab/ano1500 Brasil: m3/hab/ano**+36.000 São Paulo: m3/hab/ano2.694 Pernambuco: m3/hab/ano1.270 Detém 12%*** a 16% da água doce do planeta ***Fonte: Fatos e Tendências - http://arquivos.ana.gov.br/imprensa/publicacoes/fatosetendencias/edicao_2.pdf *Fonte: Organização das Nações Unidas
  14. 14. Uso da água no Brasil 11% Animal 72% Irrigação 7% Industrial 9% Urbano* 1% Rural Fonte: Conjuntura de Recursos Hídricos no Brasil - www.ana.gov.br - 2010 *Urbano não é sinônimo de residen- cial. Nesta classificação estão inclu- sos todos os tipos de estabelecimen- tos no meio urbano (shoppings, faculdades, bancos, lojas, residênci- as, lava-car, escritórios, restaurantes etc.). Então o consumo residencial é bem menor do que o que parece.
  15. 15. 1 2 12 7 4 8 5 116 9 3 10 01 Região Hidrográfica Amazônica 02 Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia 03 Região Hidrográfica do Paraguai 04 Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Oriental 05 Região Hidrográfica Atlântico Leste 06 Região Hidrográfica do Paraná* 07 Região Hidrográfica do Parnaíba 08 Região Hidrográfica do São Francisco 09 Região Hidrográfica Atlântico Sul 10 Região Hidrográfica do Uruguai 11 Região Hidrográfica do Sudeste 12 Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidental Bacias Hidrográficas * Bacia que abastece São Paulo, Matro Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Distrito Federal
  16. 16. O maior aquífero do planeta! Os dois maiores aquíferos do planetaOs dois maiores aquíferos do planeta
  17. 17. - VÍDEO 1 Alter do Chão outubro/2010 Jornal Hoje - 06/10/2010 -http://www.youtube.com/watch?v=EyTvMfj2mVo
  18. 18. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular BIOMASBIOMAS
  19. 19. BIOMA AMAZÔNIA BIOMA CERRADO BIOMA PANTANAL BIOMA CAATINGA BIOMA MATA ATLÂNTICA BIOMA PAMPA BIOMAS BRASILEIROS
  20. 20. BIOMA AMAZÔNIA BIOMA CERRADO BIOMA PANTANAL BIOMA CAATINGA BIOMA MATA ATLÂNTICA BIOMA PAMPA NORTE CENTRO- OESTE NORDESTE SUDESTE SUL BIOMAS e REGIÕES VEJA EM QUE BIOMA VOCÊ MORA
  21. 21. BIOMA AMAZÔNIA BIOMA PANTANAL BIOMA CAATINGA BIOMA PAMPA NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL REGIÕES e BIOMAS BIOMA MATA ATLÂNTICA BIOMA CERRADO
  22. 22. Mapa das regiões políticas e grandes Regiões Hidrográficas do Brasil. Quem controla esta riqueza natural? 1 2 12 7 4 8 5 11 6 9 3 10 NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL 01 Região Hidrográfica Amazônica 02 Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia 03 Região Hidrográfica do Paraguai 04 Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Oriental 05 Região Hidrográfica Atlântico Leste 06 Região Hidrográfica do Paraná* 07 Região Hidrográfica do Parnaíba 08 Região Hidrográfica do São Francisco 09 Região Hidrográfica Atlântico Sul 10 Região Hidrográfica do Uruguai 11 Região Hidrográfica do Sudeste 12 Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Ocidental Bacia Hidrográfica: Região compreendida entre divisores de água, na qual toda a água aí pre- cipitada escoa por um único exutório*. Fonte: Vocabulário básico de recur- sos naturais e meio ambiente - ibge. *Leito, rio ou várzea que recebe esta água. Água não é mercadoria. NORTE NORDESTE CENTRO-OESTE SUDESTE SUL
  23. 23. Foto: Ibama em www.wwf.org.br Estima-se que 18% da amazonia já foi desmatada* Estima-se que 18% da amazonia já foi desmatada* *fonte: http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-fazemos/Amazonia/ Maior abundância e disponibilidade - 80% das águas brasileiras - Problemas de saneamento 1 - Bacia Hidrográfica da Amazônia1 - Bacia Hidrográfica da Amazônia Maior abundância e disponibilidade - 80% das águas brasileiras - Problemas de saneamento
  24. 24. foto: http://www.ibama.gov.br/publicadas/no-para-56-propriedades-sao-notificadas-a-retirar-o-gado-criado-em-area-desmatada-ilegalmente Terras para pasto em Santarém - PA Brasil: líder mundial na exportação de carne bovina - 60% do mercado mundial. Brasil: líder mundial na exportação de carne bovina - 60% do mercado mundial. *http://www.agricultura.gov.br/animal/especies/bovinos-e-bubalinos Cerca de 84% da produção no Brasil atende ao mercado interno.* Cerca de 84% da produção no Brasil atende ao mercado interno.* Desmatamento para pastosDesmatamento para pastos
  25. 25. www.yakatuxingu.org.br Rio Xingu Desmatamento das matas ciliares gera asseroamento dos rios Desmatamento das matas ciliares gera asseroamento dos rios
  26. 26. Usina de Belo Monte - Rio Xingu - PA www.facebook.com/belomonteoficial Opção por um tipo de desenvolvimento que degrada a natureza e as culturas indígenas Opção por um tipo de desenvolvimento que degrada a natureza e as culturas indígenas
  27. 27. http://meioambiente.culturamix.com/natureza/pantanal-mato-grossense Pantanal MatogrossensePantanal Matogrossense 3 - Bacia Hidrográfica do Paraguai3 - Bacia Hidrográfica do Paraguai
  28. 28. Expansão da pecuária e cultivo de soja no Centro-Oeste rumo ao Norte. Estima-se que entre 15% a 40% do Pantanal já foi devastado. Mas nas áreas de planalto, onde está a maior parte das nascentes que abastecem o Pantanal, 59,3% da vegetação natural foi devastada. 2. www.ibge.gov.br Plantação de soja no Mato Grosso e pastagem substituindo o bioma. 3. http://www.ecodebate.com.br/2009/06/04/40-do-pantanal-ja-foi-devastado/ 4. http://memoria.ebc.com.br/agenciabrasil/ Estima-se que entre 15%² a 40%³ do Pantanal já foi devastado. Mas nas áreas de planalto, onde está a maior parte das nascentes que abastecem o Pantanal, 59,3% da vegetação natural foi devastada. 48% da soja do Brasil é exportada 5. http://www.agricultura.pr.gov.br/arquivos/File/deral/Prognosticos/soja__2013_14.pdf 49% da área plantada em grãos do país.49% da área plantada em grãos do país.¹ 48% da soja do Brasil é exportada 1. http://www.agricultura.gov.br/vegetal/culturas/soja 5 4 Plantação de soja no Mato Grosso e pastagem substituindo o bioma.
  29. 29. CERRADO ** *2009 -https://www.ufmg.br/online/arquivos/028424.shtml * 2010 www.ibge.gov.br ** www.cpac.embrapa.br/download/837/t 49%* a 60%*** desmatado Instituto de Geociências - UFMG Pastagem e campos de soja ocupando o bioma. Das oito maiores bacias hidrográficas brasileiras seis têm suas nascentes em áreas do Cerrado.** Abriga 40% da criação brasileira destinada à exportação*** Região Hidrográfica do Tocantins-Araguaia Região Hidrográfica do Paraguai Região Hidrográfica Amazônica Região Hidrográfica Atlântico Leste Região Hidrográfica Atlântico Sul/Sudeste Região Hidrográfica do Parnaíba Região Hidrográfica do São Francisco Região Hidrográfica do Paraná Região Hidrográfica Atlântico Leste 22 1212 7 88 6633 7 55 Região Hidrográfica Atlântico Sul/Sudeste 11 O segundo maior bioma do Brasil
  30. 30. http://www.mma.gov.br/biomas/caatinga Processo de desertificação CAATINGA 46% do território desmatado - 2009* * Desmatamento acumulado Vegetação remanescente Corpos d’água Escassez de água, falta de saneamento, doenças de veiculação hídrica 77 44 58 58 Bacia Hidrográfica do Atlântico Nordeste Oriental Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste Bacia Hidrográfica do Parnaíba Bacia Hidrográfica do São Francisco Escassez de água, falta de saneamento, doenças de veiculação hídrica Bacia Hidrográfica do Atlântico Nordeste Oriental Bacia Hidrográfica do Atlântico Leste Bacia Hidrográfica do Parnaíba Bacia Hidrográfica do São Francisco
  31. 31. Mata Atlântica* 1500 Mata Atlântica* 2010 - 88%** desmatada *www.micoleao.org.br **www.ibge.gov.br 55 1111 99 1010 66 88 44 04 Região Hidrográfica Atlântico Nordeste Oriental 05 Região Hidrográfica Atlântico Leste 06 Região Hidrográfica do Paraná 08 Região Hidrográfica do São Francisco 09 Região Hidrográfica Atlântico Sul 10 Região Hidrográfica do Uruguai 11 Região Hidrográfica do Sudeste Problemas: adensamento populacional, atividades agrícolas, parque industrial Problemas: adensamento populacional, atividades agrícolas, parque industrial Problemas: adensamento populacional, atividades agrícolas, parque industrial
  32. 32. PAMPA MATA ATLÂNTICA Fonte: Mapa de Biomas do Brasil - IBGE, 2004 Rio de Janeiro - esc. 1:5.000.000 REMANESCENTES PROBIO - MMA (2007) Limite Pampa Campestre Florestal Transição Água Antrópico rural Antrópico urbano 54% Desmatado 2009 PAMPA MATA ATLÂNTICA www.ibge.gov.br * * 99 1010 09 Região Hidrográfica Atlântico Sul 10 Região Hidrográfica do Uruguai Problemas: atividades agrícolas e industriais Problemas: atividades agrícolas e industriais
  33. 33. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Água virtualÁgua virtual
  34. 34. Média do uso residencial da água 30% descarga em vaso sanitário 20% lavagem de roupa 35% higiene pessoal 10% cozinha e água de beber 5% limpeza Águas cinzas e água negra. Estes termos designam respectivamente as águas mais fáceis de reaproveitar e a que requer mais complexidade no seu tratamento. Média do uso residencial da água
  35. 35. ÁGUA VIRTUAL
  36. 36. Exportação de Água - 2013 Carne Bovina 1.499.903 toneladas 23.248.496.500 m3 de água Suina 517.330 toneladas 3.052.247.000 m3 de água Soja Grão 42.796.103 toneladas 77.032.985.400 m3 de água Oleo 1.362.382 toneladas 7.356.862.800 m3 de água Farelo 12.173.343 toneladas 29.216.023.200 m3 de água Milho 26.621.303 toneladas 24.198.764.427 m3 de água Café 1.873.495 toneladas 37.469.901.600 m3 de água Total 198.523.033.927 m3 de água Dados das exportações: Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
  37. 37. Exportação de Água - 2013 198.523.033.927m³ de água =200 Sistemas Cantareira Abasteceria a RMSP por 100 anos *http://www2.ana.gov.br/Paginas/servicos/outorgaefiscalizacao/sistemacantareira.aspx 973,9 bilhões de litros* BILHÕES
  38. 38. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Rios VoadoresRios Voadores
  39. 39. RIOS AÉREOS ou VOADORES http://riosvoadores.com.br/ Outro efeito do desmatamento é a quebra dos rios voadores, que são originados pela concentração da evaporação da água sobre a Amazônia e o seu fluxo em direção ao sul da região, trazendo chuva passando pelo Centro- Oeste, Paraguai, São Paulo, chegando até a Argentina.
  40. 40. Rios Voadores - VÍDEO 2 Pesquisa Fapesp: http://www.youtube.com/watch?v=lyp83uYdtbk
  41. 41. Mesmo havendo evaporação e concentração de água sobre a Amazônia não há evaporação suficiente e nem correntes que a empurre rumo ao sul.
  42. 42. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular São PauloSão Paulo
  43. 43. E o estado de São Paulo??? E o estado de São Paulo???
  44. 44. Uso da água em São Paulo 3% Animal 37% Industrial 1% Rural 22% Irrigação 37% Urbano* 3% Animal 1% Rural Fonte: Conjuntura de Recursos Hídricos no Brasil - www.ana.gov.br - 2010 USO URBANO?USO URBANO? Urbano não é sinônimo de residencial. Nesta classificação estão inclusos todos os tipos de estabelecimentos no meio urbano (shoppings, faculdades, bancos, lojas, residências, lava-car, escritórios, restaurantes etc.). Então o consumo residencial é bem menor do que o que parece.
  45. 45. Fonte:http://planetasustentavel.abril.com.br/blog/planeta-agua/ 40% 30% Residencial 40% Industrial 30% Irrigação 30% Urbano* Uso da água em São Paulo Urbano não é sinônimo de residencial. Nesta classificação estão inclusos todos os tipos de estabelecimentos no meio urbano (shoppings, faculdades, bancos, lojas, residências, lava-car, escritórios, restaurantes etc.). Então o consumo residencial é bem menor do que o que parece.
  46. 46. ÁGUA VIRTUAL Complexo residencial Parque Jardim Quantos litros de água foram usados para construir este conjunto de prédios?
  47. 47. http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/08/1504804-juiz-embarga- complexo-de-luxo-em-construcao-na-marginal-pinheiros.shtml Construído às margens do rio Pinheiros! Foi embargado em agosto de 2014, mas...
  48. 48. ÁGUA VIRTUAL Shopping Cidade Jardim http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/08/1504804-juiz-embarga-complexo-de-luxo-em-construcao-na-marginal-pinheiros.shtml De acordo com o juiz, as intervenções em área permeável e com vegetação, na várzea do rio Pinheiros e ao lado do parque Burle Marx, geram potenciais impactos ambientais e urbanísticos negativos de grande proporção. De acordo com o juiz, as intervenções em área permeável e com vegetação, na várzea do rio Pinheiros e ao lado do parque Burle Marx, geram potenciais impactos ambientais e urbanísticos negativos de grande proporção.
  49. 49. Desde 2001 tentando despoluir, mas não conseguiu. Dinheiro público investido e nenhum resultado positivo.
  50. 50. Pq. Augusta Uma das últimas áreas verdes da região central de São Paulo. No dia 04/03/2015 foi realizada sua reintegração de posse para a construção de mais prédios, numa região em que há centenas de imóveis desocupados. http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2015/03/ativistas-protestam-contra-reintegracao-do-parque-augusta.html
  51. 51. Inventário Florestal da Vegetação Natural de São Paulo Governo do estado de São Paulo - 2005
  52. 52. MONOCULTURA DE EUCALIPTOS em São Paulo DESERTO VERDE 1,2litro a 46,2litros* de água/dia por árvore, dependendo da fisiologia da árvore e das condições climáticas favoráveis à fotossíntese.* *http://www.agencia.cnptia.embrapa.br/gestor/eucalipto/arvore/CONTAG01_63_2572006132316.html EucaliptosEucaliptos
  53. 53. DESERTO VERDE Empobrecimento de nutrientes no solo, bem como seu ressecamento; A desertificação de amplas áreas, pelos efeitos alelopáticos (químicas liberadas pelas folhas e pelo ‘adubo’ de alguns eucaliptos) sobre outras formas de vegetação e a Conseqüente extinção da fauna; A ocupação de extensas glebas de terra, que poderiam estar produzindo alimentos; A criação de empregos apenas durante a implantação do plantio, mesmo assim para mão-de-obra desqualificada, com baixos salários, e o estímulo ao êxodo rural e o conseqüente inchaço das metrópoles. VIANA, Maurício B. O EUCALIPTO E OS EFEITOS AMBIENTAIS DO SEU PLANTIO EM ESCALA, 2004 Empobrecimento de nutrientes no solo, bem como seu ressecamento; A desertificação de amplas áreas, pelos efeitos alelopáticos (químicas liberadas pelas folhas e pelo ‘adubo’ de alguns eucaliptos) sobre outras formas de vegetação e a Conseqüente extinção da fauna; A ocupação de extensas glebas de terra, que poderiam estar produzindo alimentos; A criação de empregos apenas durante a implantação do plantio, mesmo assim para mão-de-obra desqualificada, com baixos salários, e o estímulo ao êxodo rural e o conseqüente inchaço das metrópoles. EucaliptosEucaliptos
  54. 54. Rio Tietê Sud Menucci - Noroeste SP Rio Tietê Sud Menucci - Noroeste SP No interior, áreas ainda protegidas da degradação no interior paulista. O rio por si só, num processo natural fez sua própria despoluição depois de ter passado pela Região Metropolitana de São Paulo, local em que são jogados a maioria os dejetos, esgotos e demais poluentes. O próprio rio denuncia o estado e as empresas demonstrando que basta parar de jogar estes poluentes para que o rio se limpe naturalmente.
  55. 55. Mas é preciso tomar medidas que mantenham os rios limpos. Mas é preciso tomar medidas que mantenham os rios limpos. 627Km de São Paulo627Km de São Paulo
  56. 56. Rio Tietê São Paulo - SP Já foram gastos R$3,6 bilhões e deve consumir mais de R$11 bilhões até 2020 Já foram gastos R$3,6 bilhões e deve consumir mais de R$11 bilhões até 2020 http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20140417/bilhoes-rio-continua-sujo/147396.shtml http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,sp-gasta-mais-r-1-bi-com-esgoto-no-tiete-imp-,1009365 Rio Tietê São Paulo - SP Despoluição - Início: 1992 - Continua recebendo esgotos e dejetos industriais. Despoluição - Início: 1992 - Continua recebendo esgotos e dejetos industriais.
  57. 57. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Sol e temperatura Sol e temperatura
  58. 58. Pesquisas e avisos são dados há décadas. Terra Adaptado de: http://www.e-escola.com.br/Ensino-Geografia/sistemasolar.htm
  59. 59. CICLO SOLAR de gleissberg CICLO SOLAR de gleissberg 80 a 90 anos de duração 80 a 90 anos de duração 80 a 90 anos de duração RIGOZO, N. R. Registros da atividade solar e de outros fenômenos geofísicos em anéis de crescimento de árvore / N. R. Rigozo - São José dos Campos: INPE, 1998. * * *
  60. 60. Previsão de 35 a 45 anos com redução da chuva. Efeito Noé Efeito José http://www.ciespcampinas.org.br/_libs/dwns/3226.pdf Prof. Antonio Carlos Zuffo - Unicamp Temperatura menor, menos evaporação e menos chuva. 2015 2025 2035 2045 2070 2080 2090 2005 2055 Temperatura maior, mais evaporação e mais chuva. 2105 Efeito Noé Efeito José CICLO SOLAR de gleissbergCICLO SOLAR de gleissberg RIGOZO, N. R. Registros da atividade solar e de outros fenômenos geofísicos em anéis de crescimento de árvore / N. R. Rigozo - São José dos Campos: INPE, 1998. * * *
  61. 61. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Reservatórios de água Reservatórios de água
  62. 62. SISTEMAS PRODUTORES DE ÁGUA - SABESP 1 Cantareira 2 Alto Tietê 3 Rio Claro 4 Rio Grande 5 Guarapiranga 6 Alto Cotia 7 Baixo Cotia 8 Ribeira da Estiva Produção 2013 = 70 m³/s
  63. 63. 3 principais sistemas que abastecem a RMSP3 principais sistemas que abastecem a RMSP
  64. 64. Imagem adaptada de: https://www.facebook.com/aguasualinda
  65. 65. Avanços da urbanização sobre os mananciais da RMSP Expansão da urbanização na Região Metropolitana de São Paulo e fontes de abastecimento de água. (Fonte: modificado de ISA, 2012) Avanços da urbanização sobre os mananciais da RMSP
  66. 66. Represa Guarapiranga Represa Billings Represa Taiaçupeba Represa Paiva Castro Jundiaí Reservatório Jundiaí MANCHA URBANA MANCHA URBANA
  67. 67. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Sistema Cantareira e interdependência da bacia PCJ Sistema Cantareira e interdependência da bacia PCJ
  68. 68. 70 cidades70 cidades BACIA DO PCJBACIA DO PCJ ÁGUAS DE SÃO PEDRO ITU CAMPO LIMPO PTA.JUNDIAÍ JARINÚ SÃO PEDRO PEDRA BELA PIRACICABA SALTO PAULÍNIA ITATIBA CAMPINAS CAPIVARI TUIUTI TORRINHA IPEÚNA RIO CLARO VALINHOS JOANÓPOLIS NAZARÉ PAULISTA SUMARÉ LOUVEIRA PIRACAIA COSMÓPOLIS VINHEDO LIMEIRA VÁRZEA PAULISTA RAFARD MONTE ALEGRE DO SUL MOMBUCA SALTINHO SANTA GERTRUDES MAIRIPORÃ CHARQUEADA ITIRAPINA NAZARÉ PAULISTA NAZARÉ PAULISTA MOGI MIRIM EXTREMA - MG ITAPEVA - MG CAMANDUCAIA - MG TOLEDO - MG SAPUCAÍ MIRIM - MG PEDREIRA SOCORRO
  69. 69. Sistema Cantareira e Bacia Hidrogáfica PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
  70. 70. ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS 1 2 Sistema Cantareira e Bacia Hidrogáfica PCJ (Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí)
  71. 71. Transferência da Bacia Hidrogáfica PCJ para o Sistema Alto-Tietê
  72. 72. Concessão a partir de 2007 para vender o tratamento da água e esgoto à população. 3º protesto em Itu contra a crise de abastecimento - 29/09/2014* *http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2014/09/1524482-protesto-contra-falta-de-agua-reune-400-pessoas-na-cidade-de-itu-sp.shtml «55 DIAS DE TORNEIRAS SECAS» 15/11/2014 http://ponte.org/nao-beba-agua-beba-cerveja/ 10 meses de racionamento de água
  73. 73. R$30 milhões para obra de adutora dos Ribeirões Mombaça e Pau D’alho até a ETA 1 - 22,5km. objetivo: + 280 l/s de aumento no abastecimento. Mais do que foi feito em 40 anos (incluindo os 7 anos da própria empresa).
  74. 74. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Região de JundiaíRegião de Jundiaí
  75. 75. foto: dedoverde.com.br Serra do Japi - Jundiaí Tombada em 1983 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico – CONDEPHAAT, da Secretaria de Estado da Cultura e, pela Unesco, reconhecida em 1992 como uma das reservas mundiais da biosfera.* *http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2013/06/serra-do-japi-e-referencia-em-biodiversidade-no-interior-de-sp.html Serra do Japi - Jundiaí
  76. 76. Japi em tupi-guarani significa nascente de rios Serra do Japi - Jundiaí foto: http://www.bioventura.com.br/japi.html Serra do Japi - Jundiaí Mais de 20 leis a defendem, mesmo assim os ataques de interesses imobiliários aumentaram nos últimos cinco anos. Mais de 20 leis a defendem, mesmo assim os ataques de interesses imobiliários aumentaram nos últimos cinco anos.* *http://dedoverde.com.br/japi/wp/?page_id=182
  77. 77. Coca-Cola em JundiaíCoca-Cola em Jundiaí
  78. 78. Jundiaí Campo Limpo Paulista Várzea Paulista Jundiaí Campo Limpo Paulista Várzea Paulista Algumas das cidades abastecidas pelo rio Jundiaí Empresa Mista com acionistas Empresa Mista com acionistas Empresa Mista com acionistas Empresa Mista com acionistas Algumas das cidades abastecidas pelo rio Jundiaí Bacia Hidrogáfica PCJ
  79. 79. JundiaíJundiaí Sistema CantareiraSistema Cantareira Disputa de água entre as empresas da região da Bacia PCJ e da RMSP entre si. A população, por enquanto, não tem poder de decisão sobre o uso da água. BACIA PCJBACIA PCJ BACIA PCJBACIA PCJ Disputa de água entre as empresas da região da Bacia PCJ e da RMSP entre si. A população, por enquanto, não tem poder de decisão sobre o uso da água.
  80. 80. IaraIara Projeto da Sabesp parado há 3 anos, pronto, de barragem no rio Jundiaí, entre Campo Limpo Paulista e Atibaia. Projeto da Sabesp parado há 3 anos, pronto, de barragem no rio Jundiaí, entre Campo Limpo Paulista e Atibaia. A população local se mobilizou para que o projeto não fosse efetivado, pois causaria danos ambientais e sociais às pessoas e à região. A barragem ficaria acima do nível de Campo Limpo Paulista, colocando em risco a população da cidade. A população local se mobilizou para que o projeto não fosse efetivado, pois causaria danos ambientais e sociais às pessoas e à região. A barragem ficaria acima do nível de Campo Limpo Paulista, colocando em risco a população da cidade.
  81. 81. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Responsáveis pela falta de água Responsáveis pela falta de água
  82. 82. DE QUEM É A CULPA? DE QUEM É A CULPA?
  83. 83. $ R$ US$ ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
  84. 84. 2002 2012 1994 TORNA-SE EMPRESA MISTATORNA-SE EMPRESA MISTA HAPPY DAYHAPPY DAY ABRE SEU CAPITAL NA BOLSA DE VALORESABRE SEU CAPITAL NA BOLSA DE VALORES
  85. 85. fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014 DIVISÃO DE AÇÕES DA SABESP Estado de São Paulo Bolsa de Valores de São Paulo Bolsa de Valores de Nova Iorque
  86. 86. Sabesp VÍDEO 3 SPressoBR Brasil - http://www.youtube.com/watch?v=Jdl0VvsR6zk
  87. 87. 2003 2013 lucro líquido R$13,11 bilhõesR$13,11 bilhões lucro líquido fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014
  88. 88. DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SISTEMA CANTAREIRA - 2003/2014 adptado de: http://super.abril.com.br/crise-agua/ofundodopoco.shtml 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SISTEMA CANTAREIRA - 2003/2014 Volume morto abaixo de zero
  89. 89. 2003 2013 lucro R$4,37 bilhõesR$4,37 bilhões para acionistaspara acionistas lucro fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014
  90. 90. LUCRO DA SABESP - 2009/2013 2009 2010 2011 2012 2013 lucro (bilhões R$) 1,37* 1,63** 1,22** 1,90** 1,92** acumulado (bilhões R$) 1,37 3,00 4,22 6,12 8,04 0,00 1,00 2,00 3,00 4,00 5,00 6,00 7,00 8,00 9,00 1,37 1,63 1,22 1,90 1,92 1,37 3,00 4,22 6,12 8,04 2009 2010 2011 2012 2013 *http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=208814&c=5117&q=Sabesp+tem+lucro+recorde+de+R$+1,37+bilh%E3o+em+2009 **http://jornalggn.com.br/fora-pauta/lucro-da-sabesp-e-falta-de-agua-em-sao-paulo
  91. 91. em 2013 remessa máxima de 25% para os acionistas. lucroestatuto da sabesp: Chegou a 60,5%Chegou a 60,5% de 833mi - 504,1mide 833mi - 504,1mi fonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014 lucroremessa máxima de 25% para os acionistas. em 2013
  92. 92. 2002 2012 investimentos R$17,3 bilhões investimentos R$17,3 bilhõesfonte: Relatório da Diretoria Econômico Financeira e de Relações com Investidores da Sabesp, março de 2014 anunciados pela Sabesp
  93. 93. ?????????? investimentosinvestimentos
  94. 94. ELEIÇÕES 2014
  95. 95. Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=SwXBVbrCK2w VÍDEO 4 Eleições SP
  96. 96. Se houve investimentos, então, por que??? Se houve lucro e investimentos, então, por que???
  97. 97. Reservatório Jaguari-Jacaréi em Bragança Paulista, Joanópolis, Nazaré. 2014
  98. 98. Perdas com vazamentos 2013 - 31% da água tratada foi perdida 51% das tubulações têm mais de 30 anos fonte: Sabesp
  99. 99. BANHEIRO DA ESTAÇÃO LUZ INTERDITADO TODOS OS DIAS POR FALTA DE ÁGUA, DESDE 2014. SEGUNDO INFORMAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COMEÇA ÀS 20H OS FUNCIONÁRIOS FICAM SEM ÁGUA ATÉ PRA BEBER E OS USUÁRIOS NÃO PODEM USAR O BANHEIRO. SOUBEMOS QUE NA LAPA COMEÇA 15H. BANHEIRO DA ESTAÇÃO LUZ INTERDITADO TODOS OS DIAS POR FALTA DE ÁGUA, DESDE 2014. SEGUNDO INFORMAÇÕES DE FUNCIONÁRIOS COMEÇA ÀS 20H OS FUNCIONÁRIOS FICAM SEM ÁGUA ATÉ PRA BEBER E OS USUÁRIOS NÃO PODEM USAR O BANHEIRO. SOUBEMOS QUE NA LAPA COMEÇA 15H. SITUAÇÃO EM NOVEMBRO DE 2014
  100. 100. Moradores da Vila São Pedro, na zona sul de São Paulo, enchem baldes de água em caminhão-pipa, no sexto dia de falta de água na região. As torneiras das casas localizadas nas ruas Niderau Felix Machado e Domingos Luiz Bueno estão secas desde o dia 08/10/14.* *http://noticias.uol.com.br/album/album-do-dia/2014/10/14/imagens-do-dia---14-de-outubro-de-2014.htm#fotoNav=16
  101. 101. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/sp/2015-03-06/temporal-causa-alagamentos-fecha-avenidas-e-causa-transtornos-no-metro-em-sp.html Alagamento Av. Aricanduva - São Paulo - 06/03/2015 Água tem, então não pode-se falar em crise hídrica. Há problemas sérios de gestão e de prioridades quanto aos governos. Água tem, então não pode-se falar em crise hídrica. Há problemas sérios de gestão e de prioridades quanto aos governos.
  102. 102. JD. NOVO PANTANAL ZONA SUL DE SP
  103. 103. http://brasil.elpais.com/brasil/2015/03/10/politica/1425990397_113643.html O mesmo da marginal Pinheiros!
  104. 104. Enquanto a população recebe multa e e aumento na conta, eles recebem descontos de até 75% e pagam menos de R$ 7,00 por m³ de água. Enquanto a população recebe multa e e aumento na conta, eles recebem descontos de até 75% e pagam menos de R$ 7,00 por m³ de água. A tarifa comercial comum é R$13,00. Eles consomem mais e pagam menos.* Imagem adaptada de: www.facebook.com/contadagua *http://brasil.elpais.com/brasil/2015/03/10/politica/1425995085_248814.html
  105. 105. Estado de Calamidade Pública Estado de Calamidade Pública
  106. 106. Estado de Calamidade Pública Ocorrência de pelo menos 02 tipos de danos, dentre os 03 previstos. DANOS HUMANOS MATERIAIS AMBIENTAIS Não espere que a Sabesp ou outra empresa, pública ou privada, o prefeito ou governador decidam sobre a dor ou sofrimento que você e sua comunidade estão sentindo. Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  107. 107. Não aguarde o Estado decidir quando estaremos no estado de Calamidade Pública. O povo organizado é que precisa decidir isso. Estado de Calamidade Pública - Situação de alteração intensa e grave das condições de normalidade em um determinado município, estado ou região, decretada em razão de desastre, comprometendo substancialmente suacapacidadederesposta; Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  108. 108. Organize-se em coletivo com sua comunidade, bairro, região. Fique atento ao que os movimentos organizados estão divulgando. - Prejuízos econômicos públicos que ultrapassam 2,77% da receita corrente líquida anual do Município, do Distrito Federal ou do Estado atingido; - Prejuízos econômicos privados que ultrapassem 8,33% da receita corrente líquida anual do Município, do Distrito Federal ou do Estado atingido. ou Estado de Calamidade Pública - Nível 1 Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  109. 109. Organize-se em coletivo com sua comunidade, bairro, região. Fique atento ao que os movimentos organizados estão divulgando. Estado de Calamidade Pública - Nível 1 - Danos Humanos: de um a nove mortos; e/ou até 99 pessoasafetadas. - Danos Materiais: de um a nove instalações públicas de saúde, de ensino ou prestadoras de outros serviços danificadas ou destruídas; e/ou de uma a nove unidades habitacionais danificadas ou destruídas; e/ou de uma a nove obras de infraestrutura danificadas ou destruídas; e/ou de uma a nove instalações públicas de uso comunitáriodanificadasoudestruídas. Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  110. 110. Tome as atitudes necessárias para não passar por dificuldades graças às empresas e ao governo. Estado de Calamidade Pública - Nível 1 - Danos Ambientais: poluição ou contaminação, recuperável em curto prazo, do ar, da água ou do solo, prejudicando a saúde e o abastecimento de 10% a 20% da população de municípios com até dez mil habitantes e de 5% a 10% da população de municípios com mais dez mil habitantes; e/ou diminuição ou exaurimento* sazonal e temporário da água, prejudicando o abastecimento de 10% a 20% da população de municípios com até dez mil habitantes e de 5% a 10% da população de municípios com mais de 10.000 habitantes; e/ou destruição de até 40% de Parques, Áreas de Proteção Ambiental e Áreas de Preservação Permanente Nacionais, Estaduais ou Municipais. Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  111. 111. Faltar água da rua em sua residência por um dia inteiro já é motivo de séria preocupação. O estado de Calamidade Pública é o povo organizado que precisa decidir. - Prejuízos econômicos públicos que ultrapassam 8,33% da receita corrente líquida anual do Município, do Distrito Federal ou do Estado atingido; - Prejuízos econômicos privados que ultrapassem 24,93% da receita corrente líquida anual do Município, do Distrito Federal ou do Estado atingido. ou Estado de Calamidade Pública - Nível 2 Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  112. 112. Fique atento ao que os movimentos organizados estão divulgando. Estado de Calamidade Pública - Nível 2 - Danos Humanos: dez ou mais mortos; e/ou 100 ou mais pessoasafetadas. - Danos Materiais: dez ou mais instalações públicas de saúde, de ensino ou prestadoras de outros serviços danificadas ou destruídas; e/ou dez ou mais unidades habitacionais danificadas ou destruídas; e/ou dez ou mais obrasdeinfraestruturadanificadaoudestruídas;e/oudez ou mais instalações públicas de uso comunitário danificadasoudestruídas. Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  113. 113. Não espere por aqueles que causaram danos à você e sua comunidade. Não se guie por eles, guie-se pelo coletivo à que faz parte. Lute em rede. Estado de Calamidade Pública - Nível 2 -DanosAmbientais:poluiçãoecontaminaçãorecuperávelem médioelongoprazodoar,daáguaoudosolo,prejudicandoa saúde e o abastecimento de mais de 20% da população de municípios com até 10.000 habitantes e de mais de 10% da populaçãodemunicípioscommaisde10.000habitantes;e/ou diminuição ou exaurimento a longo prazo da água, prejudicando o abastecimento de mais de 20% da população de municípios com até 10.000 habitantes e de mais de 10% da populaçãodemunicípioscommaisde10.000habitantes;e/ou destruição de mais de 40% de parques, áreas de proteção ambiental e áreas de preservação permanente nacionais, estaduaisoumunicipais. Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  114. 114. - Tomar o uso da propriedade privada, assegurando-se ao proprietário indenização ulterior na hipó- tese de ocorrência de danos à propriedade requisitada, visando à utilização de águas superficiais e subterrâneasdecorrentesdeoutorgasparticularesexistentesnoMunicípio/Estado/Região; - Exigir junto ao Departamento de Águas e Energia Elétrica do Estado de São Paulo – DAEE a suspen- são das outorgas de direito de uso de águas expedidos para particulares, cujas vazões sejam signifi- cativas,eaconcomitanteoutorga,enquantodurarasituaçãodecalamidadepública; - Instar a concessionária de água a captar a água desses reservatórios (águas subterrâneas ou super- ficiais) para distribuição e abastecimento público, seja por meio dos reservatórios públicos já exis- tentes, seja por transporte com caminhões pipa e, ainda, transposição para as estações de tratamen- todeáguamaispróximasatendidososatosadministrativospararegulamentararequisiçãoadminis- trativa; - Proibir qualquer autorização, licença, alvará ou liberação de qualquer novo empreendimento imo- biliário, de qualquer natureza e sob qualquer denominação, sejam loteamentos urbanos ou rurais, abertos ou fechados, residenciais ou industriais, decorrentes de parcelamento ou desmembramen- to do solo ou caracterizações como condomínios verticais ou horizontais ou incorporações imobiliá- rias,enquantonãoseregularizarminimamenteaofertadeabastecimentodeáguadoMunicípio; Algumas das consequências necessárias do estado de Calamidade Pública Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  115. 115. - Observar, na execução e implantação de obras emergenciais, toda a legislação ambiental pertinen- te (leis, portarias e resoluções dos órgãos ambientais competentes), bem como as necessárias licen- ças (prévia, de instalação e operação), outorgas, estudos e relatórios de impactos ambientais, e qua- isqueroutrosprocedimentosaplicáveis; - Rever as "tratativas" com particulares para captação de águas haja vista a desnecessidade de qual- quer acordo ou anuência desses particulares diante da prevalência do interesse público sobre o pri- vadoedopodersupremodoprópriopovo; - Zelar pelo princípio da impessoalidade, haja vista a existência de dezenas de outorgas a particula- res que podem ser suspensas, revogadas ou limitadas, especialmente aquelas cujas autorizações de usojáexpiraram,conformetabelasapresentadaspeloDAEE; - Implementar ampla e efetiva fiscalização sobre os pontos de captação de água irregulares, cujas outorgas estão vencidas, bem como sobre pontos clandestinos, viabilizando-se até mesmo a rever- sãodasoutorgasparaoMunicípio,semprejuízodeaplicaçãodesançõescabíveis. Algumas das consequências necessárias do estado de Calamidade Pública Fonte: http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=ef4651d8-e5dd-4113-b133-ec13508e19bd
  116. 116. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular HISTÓRICOHISTÓRICO
  117. 117. Crise de abastecimento não é novidade para o governo.
  118. 118. Crise de abastecimento não é novidade para o governo.
  119. 119. Crise de abastecimento não é novidade para o governo.
  120. 120. Crise de abastecimento não é novidade para o governo.
  121. 121. Crise de abastecimento não é novidade para o governo.
  122. 122. QUEM ESTAVA NO GOVERNO??? QUEM ESTAVA NO GOVERNO???
  123. 123. $ R$ US$ ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS
  124. 124. http://www.dolarhoje.com.br/cotacao-acoes-sabesp/ Valorização das ações da Sabesp durante a crise no abastecimento da água - março/2015 CAPITAL FINANCEIRO e suas influênciasCAPITAL FINANCEIRO e suas influências
  125. 125. ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS 06 março de 2001 31 dezembro de 2002 01 janeiro de 2003 30 de março de 2006 ---- 01 janeiro de 2003 31 dezembro de 2010 01 janeiro de 2007 31 dezembro de 2010 01 janeiro de 2011 31 dezembro de 2014 01 janeiro de 2015 ... 01 janeiro de 2011 31 dezembro de 2014 01 janeiro de 2003 31 dezembro de 2006 01 janeiro de 2015 ... ATUAL GOV. ESTADUAL GOV. FEDERAL MANDATOS ATUAL
  126. 126. Crise da ÁGUACrise da ÁGUA Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Campo Limpo Pta. Base Popular Organização Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Represa Jaguary/Jacaréi - foto: Sabesp - fev/2014 - 19,8% do volume Alcione Donate - Historiadora Edilson Timóteo - Cientista social Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Autonomia, Conhecimento e Controle Popular Conflito de interesses Conflito de interesses
  127. 127. LUTA DE CLASSES
  128. 128. LUTE PELA ÁGUA
  129. 129. Praticar a - Democracia Direta, - Assembleia Popular para superar a representatividade que apenas representa o interesse privado. Se organizar em rede para lutar
  130. 130. Mobilização através de - Movimentos Sociais autônomos; - Comitês de Bairros/Regiões; - Fragmentar e compartilhar o poder; É preciso superar a política tradicional, sua hierarquização, represen- tatividade, concentração de poder, inversão de valores, todas estas formas na política já demonstraram que não é assim que resolveremos nossos problemas; Se organizar em rede para lutar
  131. 131. Na crise de abastecimento de água, o próprio povo precisa aplicar a decretação do estado de calamidade pública e suas respectivas práticas em relação à água na crise de abastecimento; Não esperar pelos administradores públicos, pelo Estado, decretarem; Se organizar em rede para lutar
  132. 132. Composição da diretoria dos Comitês de Bacias Hidrográgicas em SP - BACIA DO PCJ 1/3 sociedade civil 1/3 estado 1/3 municípios = Comitês PCJ Esta é uma das bacias hidrográficas do estado de São Paulo. Cobre cidades como Campinas, Itú, Salto, Jundiaí, Campo Limpo Paulista e Várzea Pta. 2/3 Estado com maioria de empresas interessadas 1/3 http://comitespcj.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=256&Itemid=354 Empresas diretamente interessadas no uso comercial da água. Empresas diretamente interessadas no uso comercial da água. Não dá pra confiar. Não há epresentatividade para o uso residencial, para o usuário comum e nem há confiança para que este tipo de organização tome decisões sobre a nossa água de maneira imparcial, um bem natural que não é mercadoria.
  133. 133. Atividades práticas autônomas e formação sobre nossas reivindicações. A (des)educação deles aí abaixo tem apenas a finalidade de nos controlar, o Estado e as empresas são o mesmo grupo, a eles não interessa nossa autonomia. Se organizar em rede para lutar
  134. 134. Instituições oficiais não são suficientes. Instituições oficiais não nos representam.
  135. 135. ANA AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS Não se submeter à instituições que estão à serviço do interesse privado São instituições ou empresas públicas ou privadas que não se comprometem em atender ao interesse público, não é isso que está na mente dos homens e mulheres com poder de decisão sobre elas. Se organizar em rede para lutar
  136. 136. Se organizar em rede para lutar Controle e Autogestão dos trabalhadores e da população sobre as empresas e órgãos públicos que lidam com a água; DAAE DAE SAAE e DEMAIS EMPRESAS PÚBLICAS OU PRIVADAS
  137. 137. Mapeamento para controlar: - estações de abastecimento; - nascentes; - tratamento de esgoto; - empresas que usam a água como sua principal matéria prima; Se organizar em rede para lutar
  138. 138. Alternativas e autonomia na distribuição e armazenamento de água; Tornar pública todas as empresas que lidam com tratamento de água e esgoto; Se organizar em rede para lutar
  139. 139. ACABAR COM O MODELO SÓCIO-ECONÔMICO QUE TEMOS, O CAPITALISMO ACABAR COM O MODELO SÓCIO-ECONÔMICO QUE TEMOS, O CAPITALISMO
  140. 140. Lute pela água! Ela não é mercadoria. Não vá passar sede ou apuros por causa de empresário ou governo. Eles não estão nem aí pra ti, pra tua comunidade. Lute pela água! Ela não é mercadoria. Não vá passar sede ou apuros por causa de empresário ou governo. Eles não estão nem aí pra ti, pra tua comunidade.

×