Dora landolfi programa mais educação

1.429 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
238
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dora landolfi programa mais educação

  1. 1. ESCOLA POLO MUNICIPAL PROF.ª DORA LANDOLFI DIREÇÃO: MIRTA ELOISA LANDOLFI SALINAS VIEIRA MARISTELA DONEDA
  2. 2. Identificação A Escola Polo Municipal Prof.ª Dora Landolfi situada àAvenida Brasil, 309, Distrito de Sanga Puitã, Município de PontaPorã, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil, foi criada peloDecreto n° 5032, de 14 de julho de 2006. Em 18 de julho de2006, em comemoração aos noventa e quatro anos do Municípiode Ponta Porã, sob a administração do Prefeito Flávio Kayatt e dasecretária Municipal de Educação, Prof.ª Maria Leny AntunesKlais, tendo como primeira Diretora a Prof.ª Mirta EloísaLandolfi Salinas Vieira, nomeada pelo Decreto nº 5042 de 17 dejulho de 2006, sendo que a mesma continua na direção da escolaaté hoje. Atualmente a escola possui 565 alunos nos turnosmatutino e vespertino, sendo que destes 292 estão inscritos noPrograma Mais Educação.
  3. 3. A escola possui uma área construída em alvenaria de 1050 m²distribuído da seguinte forma:Dez salas de aula sendo, sala de S T E (Sala de TecnologiaEducacional), sala para professores que funciona em conjunto coma Coordenação Pedagógica, ficando disponíveis para aulas, oitosalas de aula, sala de direção, sala para secretaria, salamultidisciplinar, sala de leitura, despensa, cozinha, dois banheirospara professores e funcionários, oito banheiros de alunos, maisdois para cadeirantes.Possui um playground com parque infantil, campo de futebolgramado, quadra de areia.A escola foi contemplada com PDE, com acessibilidade a fim deadequar algumas instalações para atender a alunos inclusivos comPNE, os quais frequentam a sala multifuncional. 
  4. 4. Extensão para Educação InfantilA extensão é separada do prédio oficial onde funciona a EducaçãoInfantil com 110 alunos, nos períodos Matutino e Vespertino.Boa área de lazer para aulas de recreação.
  5. 5. Relatório de Atividades Escolares Primeiro dia de Aula 06 de fevereiro
  6. 6. Carnaval Fevereiro 2012A Escola se prepara para o carnaval, festa tradicional onde todaescola se mobiliza na preparação da festa, Direção, Coordenação,Corpo Docente e alunos, e todos se divertem.
  7. 7. Dia da Mulher 08 de marçoOs professores trabalham com seus alunos a importância da mulher na famíliae na sociedade.
  8. 8. 2º Jogos Florais 13 de Março de 2012.Festividades em comemoração ao Centenário de Ponta Porã. Realizado na Praça do Paço Municipal.
  9. 9. Dia Mundial da Água 22 de Março de 2012.Trabalhando com nossos pequenos, cartazes, músicas, leituras,pesquisas com auxilio da sala de tecnologia, explanando o valor daágua em nossas vidas.
  10. 10. Semana da Alimentação De 26 à 28 de Março de 2012
  11. 11. Páscoa 04 de Março de 2012.Vida Nova, Ressurreição de JESUS.
  12. 12. Dia da Literatura Infantil Dia do Livro Dia de Monteiro Lobato 18 de Abril de 2012.
  13. 13. Coordenação em AçãoOs coordenadores em hora atividade dos professores, trazendosugestões e aulas diferenciadas para diminuir a defasagem deaprendizagem escolar.
  14. 14. Dia das MãesOs alunos e as Escola Polo Municipal Profª Dora Landolfiapresentam para as Mães as atividades desenvolvidas comcarinho e dedicação.
  15. 15. STE – Sala de Tecnologia Educacional
  16. 16. Sala Multifuncional
  17. 17. Projeto Violão Tem por objetivo promover a Escola como espaço de educação integral da comunidade em proldo desenvolvimento da sensibilidade e criatividade humana por meio do contato com alinguagem artística-músical visando a formação do cidadão capaz de contribuir ativamente comas mudanças sócio-culturais necessárias para a construção de uma sociedade mais ética e digna.
  18. 18. Projeto FanfarraCom este projeto a escola pretende aflorar os conhecimentosmusicais e instrumentais visando uma maior socialização entre osalunos.
  19. 19. Projeto Capoeira É uma expressão cultural brasileira que misturaarte-marcial, esporte, cultura popular e música.
  20. 20. APM – Associação de Pais eA escola Mestres para sociedade desenvolvendo abre as portas atividades que beneficiam a comunidade local.
  21. 21. Programa Mais Educação na EPM. Profª. Dora Landolfi DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO O Programa Mais Educação instituído pela Portaria Interministerial nº17/2007 e pelo Decreto nº 7.083, de 27 de janeiro de 2010, integra as ações doPlano de Desenvolvimento da Educação (PDE), como uma estratégia doGoverno Federal para induzir a ampliação da jornada escolar e a organizaçãocurricular, na perspectiva da Educação Integral. É a construção de uma ação intersetorial entre as políticas públicaseducacionais e sociais, contribuindo, desse modo, tanto para a diminuição dasdesigualdades educacionais, quanto para a valorização da diversidade culturalbrasileira. Promovendo a ampliação de tempos, espaços, oportunidadeseducativas e o compartilhamento da tarefa de educar entre os profissionais daeducação e de outras áreas, as famílias e diferentes atores sociais, sob acoordenação da escola e dos professores. Conforme o Decreto nº 7.083/2010, os princípios da Educação Integral sãotraduzidos pela compreensão do direito de aprender como inerente ao direito àvida, à saúde, à liberdade, ao respeito, à dignidade e à convivência familiar ecomunitária; e como condição para o próprio desenvolvimento de umasociedade republicana e democrática. Por meio da Educação Integral, sereconhece as múltiplas dimensões do ser humano e a peculiaridade dodesenvolvimento de crianças, adolescentes e jovens.
  22. 22. DAS OFERTAS FORMATIVAS DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO/EDUCAÇÃO INTEGRAL O Programa Mais Educação é operacionalizado pela Secretaria de Educação Básica (SEB), por meiodo Programa Dinheiro na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação(FNDE), para as escolas nos territórios prioritários. Na Escola Polo Municipal Prof.ª. Dora Landolfi são oferecidos os seguintes macro-campos: Acompanhamento PedagógicoInstrumentalização metodológica para ampliação das oportunidades de aprendizado dos educandos emEducação Integral.
  23. 23. Letramento/AlfabetizaçãoDesenvolvimento da função social da língua portuguesa, comunicaçãoverbal, leitura e escrita.
  24. 24. Matemática Potencialização de aprendizagens matemáticas significativas por meio deresoluções de problemas, mobilizando os recursos cognitivos dos educandos.
  25. 25. Esporte e Lazer Atividades baseadas em práticascorporais, lúdicas e esportivaspromotoras de práticas desociabilidade, com ênfase no resgateda cultura local, bem como ofortalecimento da diversidadecultural.
  26. 26. Judô Estímulo à prática e vivência das manifestações corporais relacionadas àslutas e suas variações, como motivação ao desenvolvimento cultural, social,intelectual, afetivo e emocional de crianças e adolescentes. Acesso aosprocessos históricos das lutas e suas relações às questões histórico-culturais,origens e evolução, assim como o valor contemporâneo destas manifestaçõespara o Homem. Incentivo ao uso e valorização dos preceitos morais, éticos eestéticos trabalhados pelas lutas.
  27. 27. Tênis de MesaEsporte baseado em movimentos de interceptação, tendo como basea interceptação da trajetória feita pela bola; e a maneira como estaocorre é que define o sucesso ou fracasso de um dos atletas,proporcionando aos jogadores a prática concomitante dos sentidos:Tato e Visual.
  28. 28. Cultura e Artes Incentivo à produção artística ecultural, individual e coletiva,dos educandos comopossibilidade de reconhecimentoe recriação estética de si e domundo.
  29. 29. Percussão – iniciação musical por meio da Percussão. Técnicas de performance em diversosinstrumentos de percussão diversos por meio de uma abordagem integradora, tratando de aspectosrelacionados não só com a mecânica e a técnica instrumental, mas também como performance, apreciaçãoe criação musical. Integração social e desenvolvimento sócio-cultural pela valorização, reconhecimento erecriação das culturas populares.
  30. 30. Canto coral inicialização musical por meio do canto Coral. Propiciar ao educandocondições para o aprimoramento de técnicas vocais do ponto de vista sensorial,intelectual e afetivo, tornando-o capaz de expressar-se com liberdade por meioda música e auxiliando na formação do ouvinte. Integração social e valorizaçãodas culturas populares.
  31. 31. Segundo TempoOs Ministérios da Educação e do Esporte, em respeito àConstituição Federal, são direitos de cada cidadão, e é dever doEstado garantir o acesso à sociedade ao esporte e ao lazer econtribui para a reversão do quadro de vulnerabilidade social,atuando como instrumento de formação integral dos indivíduos.
  32. 32. A ALIMENTAÇÃOOs horários das refeições dos participantes doPrograma Mais Educação são: 07:00 às 07:30 hs - Café da manhã;
  33. 33. 11:30 às 12:30 hs – Almoço.
  34. 34. Após as refeições, participantes do Programa MaisEducação realizam a escovação.
  35. 35. O Programa Mais Educação visa fomentar, por meio de sensibilização, incentivo e apoio, projetos ou ações de articulação de políticas sociais e implementação de ações sócio-educativas oferecidas gratuitamente acrianças, adolescentes e jovens, e que consideram as seguintes orientações: Contemplar a ampliação do tempo e do espaço educativo de suas redes e escolas, pautada pela noção de formação integral e emancipadora; Promover a articulação, em âmbito local, entre as diversas políticas públicas que compõem o Programa e outras que atendam às mesmas finalidades;Integrar as atividades ao projeto político-pedagógico das redes de ensino e escolas participantes; Promover, em parceria com os Ministérios e Secretarias Federais participantes, a capacitação de gestores locais; Contribuir para a formação e o protagonismo de crianças, adolescentes e jovens;
  36. 36. Fomentar a participação das famílias e comunidades nas atividades desenvolvidas, bem como da sociedade civil, de organizações não governamentais e esfera privada; Fomentar a geração de conhecimentos e tecnologias sociais, inclusive por meio de parceria com universidades, centros de estudos e pesquisas, dentre outros; Desenvolver metodologias de planejamento das ações, quepermitam a focalização da ação do Poder Público em territórios mais vulneráveis; eEstimular a cooperação entre União, Estados, Distrito Federal e Municípios.

×