O movimento operário brasileiro

41.600 visualizações

Publicada em

O movimento operário brasileiro ao longo do século XX.

Publicada em: Educação
0 comentários
24 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
41.600
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4.055
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
303
Comentários
0
Gostaram
24
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O movimento operário brasileiro

  1. 1. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX Quadro de Tarsila do Amaral, com o título “Operários” www.revistapesquisa.fapesp.br
  2. 2. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NO INÍCIO DO SÉCULO XX Em 1912, 67% dos trabalhadores têxteis eram mulheres. Em 1918, mais de 50% do operariado fabril era constituído de menores, como podemos constatar neste trecho de artigo publicado em um jornal da época: “Assistimos a entrada de cerca de 60 menores, às 7 horas da noite (...) Essas crianças saem às 6 horas da manhã. Trabalham, pois, 11 horas a fio em serviço noturno, apenas com um descanso de 20 minutos (...) O pior é que elas se queixam de serem espancadas pelo mestre de fiação (...) Alguns apresentam mesmo ferimentos produzidos por uma manivela. Trata-se de crianças de 12, 13 e 14 anos”. www.pcarp.usp.br
  3. 3. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX "São Paulo é uma cidade morta: sua população está alarmada, os rostos denotam apreensão e pânico, porque tudo está fechado, sem o menor movimento. Pelas ruas, afora alguns transeuntes apressados, só circulavam veículos militares, requisitados pela Cia. Antártica e demais indústrias, com tropas armadas de fuzis e metralhadoras. Há ordem de atirar para quem fique parado na rua. Nos bairros fabris do Brás, Moóca, Barra Funda, Lapa, sucederam-se tiroteios com grupos de populares; em certas ruas já começaram fazer barricadas com pedras, madeiras velhas, carroças viradas e a polícia não se atreve a passar por lá, porque dos telhados e cantos partem tiros certeiros. Os jornais saem cheios de notícias sem comentários quase, mas o que se sabe é sumamente grave, prenunciando dramáticos acontecimentos." Dias, Everardo. "História das Lutas Sociais no Brasil". Apud Bandeira, M. et alia, op. cit., pp. 56-57.
  4. 4. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX 1901 - Euclides da Cunha funda o Clube Internacional Filhos do Trabalho, em S. José do Rio Pardo. Os anarquistas começam a se publicar A Lanterna , o principal jornal anti-clerical brasileiro.
  5. 5. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX A fundação da Confederação Operaria Brasileira (COB) em 1906 , por iniciativa de sindicatos do Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul e Pernambuco foi um dos mais importantes marcos no processo de mobilização do operariado brasileiro. I Congresso Operário do Brasil, Rio de Janeiro, 1906 www.cecac.org.br
  6. 6. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX 1907 – LEI ADOLFO GORDO A Lei Adolfo Gordo foi uma lei de repressão aos movimentos operários de São Paulo no início do século XX. Propunha, entre outras medidas, a expulsão de estrangeiros envolvidos em greves. Foi proposta pelo deputado Adolfo Gordo e aprovada no ano de 1907 e, com base nela, foram expulsos 132 estrangeiros somente naquele ano, número bastante quando considerado que entre 1908 e 1921 houve apenas 556 expulsões, de acordo com o historiador Cláudio Batalha, em seu livro O Movimento Operário na Primeira República . Imigração italiana no Brasil www.wikipedia.com.br
  7. 7. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX 1917 - Greves agitam São Paulo. É fundado o jornal A Plebe. Um operário morreu, e agora? A situação era tensa. Um grupo de operários chegou à porta do cotonifício Crespi e conclamou os trabalhadores a aderirem ao movimento grevista, que havia se iniciado há dias. A polícia, decidida a não permitir piquetes, interveio violentamente. O saldo do conflito: um morto. A vítima chamava-se José Martinez, era sapateiro e tinha apenas 21 anos. Depois deste dia São Paulo não seria mais a mesma. Enterro do sapateiro anarquista José Martinez www.vermelho.org.br
  8. 8. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX No ano de 1917 , Edgard Leuenroth fundou o periódico anarquista A Plebe . Este periódico sofreu várias intervenções policiais e por diversos períodos teve a sua circulação suspensa. Edgard Leuenroth encerrou definitivamente a publicação do A Plebe no ano de 1949. www.ifch.unicamp.br
  9. 9. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX 1920 - Realiza-se no Rio de Janeiro o Terceiro Congresso Operário Brasileiro. Assinaturas dos delegados participantes do 3º C.O.B., 1920. Da esquerda para a direita a primeira assinatura é de Edgard Leuenroth. DULLES, Anarquistas e Comunistas no Brasil, p. 115.
  10. 10. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX 1922 - O Partido Comunista é fundado no Brasil por um grupo de ex-anarco-sindicalistas. Fundadores do Partido Comunista Brasileiro. Acervo Fundação Joaquim Nabuco www.fundaj.gov.br
  11. 11. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX <ul><li>Em 24 de janeiro de 1923 , foi aprovado pelo Congresso Nacional a Lei Eloi Chaves , marco inicial da previdência social no Brasil. Através desta lei foram instituídas as Caixas de Aposentadoria e Pensão (CAP’s). </li></ul><ul><li>A propósito desta lei devem ser feitas as seguintes considerações: </li></ul><ul><li>A lei deveria ser aplicada somente ao operariado urbano. Para que fosse aprovado no Congresso Nacional, dominado na sua maioria pela oligarquia rural foi imposta a condição de que este benefício não seria estendido aos trabalhadores rurais. Fato que na história da previdência do Brasil perdurou até a década de 60, quando foi criado o FUNRURAL. </li></ul><ul><li>Outra particularidade refere-se ao fato de que as caixas deveriam ser organizadas por empresas e não por categorias profissionais. </li></ul><ul><li>A criação de uma CAP também não era automática, dependia do poder de mobilização e organização dos trabalhadores de determinada empresa para reivindicar a sua criação. </li></ul>
  12. 12. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX <ul><li>Proíbe o trabalho infantil; </li></ul><ul><li>Determina jornada de trabalho de oito horas, repouso semanal obrigatório, férias remuneradas, indenização para trabalhadores demitidos sem justa causa, assistência médica e dentária, assistência remunerada a trabalhadoras grávidas; </li></ul><ul><li>Proíbe a diferença de salário para um mesmo trabalho, por motivo de idade, sexo, nacionalidade ou estado civil; </li></ul><ul><li>Prevê uma lei especial para regulamentar o trabalho agrícola e as relações no campo (que não chegou a ser feita) e reduz o prazo de aplicação de usucapião a um terço dos originais 30 anos. </li></ul>1934 – GETÚLIO VARGAS É ELEITO E ELABORA UMA NOVA CONSTITUIÇÃO
  13. 13. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX O ESTADO NOVO E AS LEIS TRABALHISTAS <ul><li>Controle dos sindicatos; </li></ul><ul><li>Criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) em 1943, garantindo vários direitos aos trabalhadores; </li></ul><ul><li>Criação da Justiça do Trabalho, da carteira de trabalho, salário mínimo, descanso semanal remunerado, jornada de trabalho de oito horas e regulamentação do trabalho feminino de menores de idade; </li></ul>Comemoração do Dia do Trabalho, Campo do Vasco – Operários Desfilam com o Retrato de Getúlio Vargas , foto da Empresa Brasileira de Notícias de 1942, copiada da Revista Nosso Século - 1930-1945 , Capítulo VIII – &quot;O Estado Novo&quot;, da Editora Abril, págs. 172/173.
  14. 14. O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX História Uma semana mais tarde, eclodiria uma das mais importantes greves da história do sindicalismo, a &quot;Greve dos 300 mil&quot;, que paralisou São Paulo. &quot;Foi uma verdadeira escola para o movimento sindical&quot;, define Paul Singer, 71, atual secretário Nacional de Economia Solidária, e que na época era membro do comitê intersindical da greve e da comissão de salários da Elevadores Atlas. O movimento, que durou quase um mês, resultou na vitória dos grevistas, com aumento salarial de 32% --principal reivindicação dos trabalhadores. Foi na tarde da quarta-feira, 18 de março de 1953, que chegou o aviso: numa passeata chamada de &quot;Panela Vazia&quot;, 60 mil pessoas saíram pacificamente da praça da Sé rumo ao palácio Campos Elíseos (antiga sede do governo estadual), exigindo reajustes nos salários .
  15. 15. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX O MOVIMENTO OPERÁRIO DURANTE A DITADURA Apesar dos militares colocarem interventores nos sindicatos, os operários tiveram uma importante participação na luta contra a Ditadura. www.historianet.com.br
  16. 16. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX www.pco.org.br Numero 1 - Experimental Setembro de 1979 O Brasil que emergiu no final da década de 1970 era um país urbano e industrial. Em 1960 55% viviam no campo, em 1970, 44% e, em 1980, chegou a 37%. A classe operária esperou dez longos anos para retomar suas grandes mobilizações. Em maio de 1978 teve início o movimento grevista no ABC paulista. No ano seguinte as greves se espalharam por todo o país, realizaram-se grandes piquetes e gigantescas assembléias plebiscitárias. Destaque para as greves do ABC e de São Paulo, na qual morreu o líder operário Santos Dias .
  17. 17. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX set/1980 Em 1980 estourou uma nova greve entre os metalúrgicos do ABC, que durou 41 dias e terminou com a intervenção no sindicato, prisão da sua diretoria e o seu enquadramento na lei de segurança nacional. O governo militar, apesar da repressão, não conseguiu quebrar o movimento sindical combativo que renascia. www.pco.org.br
  18. 18. Ao lado das lutas operárias ocorreu o processo de unificação sindical através de fóruns intersindicais. A primeira Conferência Nacional das Classes Trabalhadoras (Conclat) ocorreu em agosto de 1981. Este foi o maior encontro sindical desde o golpe militar. Mas em 1983 o movimento sindical brasileiro se dividiu entre a CUT e a Coordenação Nacional das Classes Trabalhadoras (Conclat). Esta em 1986 se transformou em Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT). Várias centrais sindicais passariam a disputar a hegemonia do sindicalismo brasileiro.   www.histórianet.com.br O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX História
  19. 19. No fim da ditadura em 1985 coincidiu com o início do boom do movimento grevista no Brasil. Em 1984 foi 1,3 milhões de grevistas. Em 1895 este número chegou a 6,2 milhões. Este processo culminou em 1989 quando 16,6 milhões de trabalhadores do campo cruzaram os braços. Neste período ocorreram várias greves gerais e a mais importante foi justamente a de 1989 que paralisou mais de 40% da força de trabalho do país. www.vermelho.org.br O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX História
  20. 20. História O movimento operário brasileiro e suas conquistas no século XX machiparo.blogspot.com

×