A descoberta de ouro e a ocupação das regiões mineradoras
 
Problematização do tema <ul><li>Século XVIII; </li></ul><ul><li>Produção aurífera no Brasil colonial; </li></ul><ul><li>Pr...
 
“Olhos da Metrópole” <ul><li>Exploração de ouro e pedras preciosas; </li></ul><ul><li>Atendimento dos interesses metropoli...
Dinâmica interna <ul><li>Desenvolvimento de outras atividades econômicas; </li></ul><ul><li>Interesses da população mineir...
Contexto histórico da descoberta <ul><li>Debilidade sócio-econômica portuguesa; </li></ul><ul><li>Concessões à Inglaterra;...
 
Fluxo populacional para Minas Gerais <ul><li>Corrida do ouro; </li></ul><ul><li>Ocupação das regiões mineradoras; </li></u...
 
O regimento de 1702 <ul><li>Arrecadação tributária; </li></ul><ul><li>Implantação do sistema de datas; </li></ul>
Sistema de datas <ul><li>Distribuição de terras destinadas à mineração de acordo com o número de escravo dos mineradores; ...
Tratado de Methuen (1703) <ul><li>Acordo entre Portugal e Inglaterra; </li></ul><ul><li>Conhecido como tratado de “Panos e...
 
Tratado de “panos e vinhos”
As técnicas de mineração <ul><li>Métodos primitivos; </li></ul><ul><li>Rápido esgotamento; </li></ul><ul><li>Ouro de aluvi...
 
O distrito diamantino <ul><li>Regulamentações especiais; </li></ul><ul><li>Série de proibições no comércio de diamantes; <...
 
Consequências da mineração <ul><li>Crescimento populacional; </li></ul><ul><li>Transferência do eixo econômico para o Cent...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A descoberta de ouro e a ocupação das

12.204 visualizações

Publicada em

A descoberta de ouro no Brasil do século XVIII.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
12.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.507
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
140
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A descoberta de ouro e a ocupação das

  1. 1. A descoberta de ouro e a ocupação das regiões mineradoras
  2. 3. Problematização do tema <ul><li>Século XVIII; </li></ul><ul><li>Produção aurífera no Brasil colonial; </li></ul><ul><li>Produção do conhecimento sobre a Minas setecentista; </li></ul>
  3. 5. “Olhos da Metrópole” <ul><li>Exploração de ouro e pedras preciosas; </li></ul><ul><li>Atendimento dos interesses metropolitanos; </li></ul>
  4. 6. Dinâmica interna <ul><li>Desenvolvimento de outras atividades econômicas; </li></ul><ul><li>Interesses da população mineira; </li></ul><ul><li>Sociabilidade; </li></ul><ul><li>Religiosidade; </li></ul>
  5. 7. Contexto histórico da descoberta <ul><li>Debilidade sócio-econômica portuguesa; </li></ul><ul><li>Concessões à Inglaterra; </li></ul><ul><li>Mineração: alternativa para a solução da crise portuguesa no século XVIII; </li></ul>
  6. 9. Fluxo populacional para Minas Gerais <ul><li>Corrida do ouro; </li></ul><ul><li>Ocupação das regiões mineradoras; </li></ul><ul><li>Descoberta de novos veios auríferos; </li></ul><ul><li>Estabelecimento de vias de comunicação e abastecimento; </li></ul><ul><li>Estradas reais, comércio tropeiro, monções, etc.; </li></ul>
  7. 11. O regimento de 1702 <ul><li>Arrecadação tributária; </li></ul><ul><li>Implantação do sistema de datas; </li></ul>
  8. 12. Sistema de datas <ul><li>Distribuição de terras destinadas à mineração de acordo com o número de escravo dos mineradores; </li></ul>
  9. 13. Tratado de Methuen (1703) <ul><li>Acordo entre Portugal e Inglaterra; </li></ul><ul><li>Conhecido como tratado de “Panos e Vinhos”; </li></ul><ul><li>Provocou o aumento do déficit comercial português; </li></ul>
  10. 15. Tratado de “panos e vinhos”
  11. 16. As técnicas de mineração <ul><li>Métodos primitivos; </li></ul><ul><li>Rápido esgotamento; </li></ul><ul><li>Ouro de aluvião; </li></ul><ul><li>Trabalho escravo; </li></ul><ul><li>Contribuição africana nas técnicas de exploração de ouro; </li></ul>
  12. 18. O distrito diamantino <ul><li>Regulamentações especiais; </li></ul><ul><li>Série de proibições no comércio de diamantes; </li></ul><ul><li>Cobrança da Capitação; </li></ul><ul><li>Dificuldade de controle da população residente na região mineradora; </li></ul>
  13. 20. Consequências da mineração <ul><li>Crescimento populacional; </li></ul><ul><li>Transferência do eixo econômico para o Centro-Sul; </li></ul><ul><li>Transferência da capital para o Rio de Janeiro, em 1763; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento do comércio interno; </li></ul><ul><li>desenvolvimento de atividades comerciais e urbanas. </li></ul>

×