Eduardo Benatti CV 2012

269 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
269
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Eduardo Benatti CV 2012

  1. 1. EDUARDO BENATTI Rua Cataguás, 30 – apto 101 – 04624-060 – Campo Belo – São Paulo, SP Tel: (011)45083877 res. - (019)9761-3877 cel. - Email: eduardobenatti@uol.com.br RHODIA - GERENTE INDUSTRIAL Mar 2007 – HojeGerente Industrial das plantas de sílica – Brasil e VenezuelaEstratégia Industrial: Responsável pela definição da estratégia industrial de Sílica para América Latina em conjunto com o diretor denegócios englobando, desde custos industriais e análise de portfólio de produtos até plano de investimentos plurianuais para aumento decapacidade, melhorias de qualidade, segurança industrial e meio ambiente.Resultados alcançados em 2007-2012:• Produtividade: Aumento de 18% na capacidade de produção no último ano através de pequenos projetos e melhorias contínuas.• Qualidade: Melhora sensível nos indicadores de qualidade através de projetos específicos, passando a qualidade de um patamar de 60% de produto Premium para 95% garantindo assim flexibilidade total do portfólio de produtos.• Lançamento e coordenação de projeto estratégico de investimento para ampliação da unidade• Gerenciamento de plano de competitividade do negócio abrangendo toda a parte industrial, supply chain, análise de portfólio, compras de matérias primas e alternativas tecnológicas.• Implementação de projeto de automação industrial de paletização com redução de 60% do custo de mão de obra da seção de acabamentoResponsabilidade de Budget: CP= 140 MR$ / ano - CNP= 38 MR$/ ano Investimentos= 2 a 30,0 MR$.Segurança / Meio Ambiente: Guardião das boas práticas de segurança industrial ditadas pelo grupo em nível mundial. Gestão dasanalises periódicas de segurança de processo (HAZOP).Gestão dos indicadores de segurança de acidentes e incidentes através de reuniões periódicas com a equipe.Gestão de reclamações/reivindicações das comunidades vizinhas com elaboração do respectivo plano de ação. Gestão de efluentesgerados e respectiva destinação.Eliminou as fichas higiene na unidade bem como reduziu a zero o numero de reclamações da comunidade referente a ruídos. Atingiu 15anos sem acidentes com afastamento e 6,5 anos sem acidentes categoria 2.Produtividade: Gestão do nível de produtividade através de indicadores, FMC (Full Manufacturing Cost), NVC (No Variable Cost), VC(Variable Cost), OEE (Overall Equipment Effectiveness) com elaboração de benchmarks e conseqüente gestão dos planos de ações eprojetos de investimentos.Em 4 anos elevou a produção de 28.000 ton./ano para 34500 ton./ano em 2010 atingindo recorde histórico da unidade.Manutenção: Responsável Manutenção da unidade e criação dos planos integrados de manutenção (PMI), criou o motor de otimização dosPMI de maneira a garantir a evolução constantes das manutenções preventivas e preditivas e diminuição contínua da manutenção corretiva.Gestão através de indicadores específicos.Processo: Responsável pela gestão da equipe de processos e pela definição de prioridade dos estudos de melhorias e do portfólio denovos projetos, bem seguir as tendência tecnológica definidas pela matriz.Qualidade: Gestão global da qualidade através de análise de indicadores tais como RFT (Right First Time), indicadores específicos deprocesso CPK, etc. Gestão dos planos de ação e projetos gerados para solução de problemas ou melhorias contínuas.Custo: Responsável pela análise de todos os custos de produção, CNP (custo não proporcionais) e CP (custos proporcionais), gestão doscustos unitários de manufatura analisando todo o portfólio de produtos.Recursos Humanos: Responsável por uma equipe de 120 pessoas entre operadores, supervisores e engenheiros. Elaboração de planostreinamentos, entrevistas de avaliações e feed-backs, planos de carreira, sucessão e recrutamento.Manutenção: 14 pessoas administradas através relação matricial com outras plantas do complexo de Paulínia.Processo: 3 pessoas para desenvolvimento contínuo dos processos de fabricação. 25/7/20121/3
  2. 2. RHODIA - GERENTE DE PROJETOS E INVESTIMENTOS 2000 – Fev 2007Gerenciamento: Avaliar as complexidades técnicas e gerenciais dos investimentos, sendo o responsável por garantir a formação ecomando das equipes multidisciplinares para o desenvolvimento do empreendimento, além de ser o contato oficial com os clientes“Unidades de Negócio”. Orientar os liderados e as equipes na decisão de soluções dos diversos problemas dos investimentos.Gerenciamento de projetos específicos com interfaces internacionais.Nessa função liderou a equipe na execução de mais de 300 projetos entre pequenos médios e grandes.Comandar o departamento tornando-o uma ferramenta para viabilidade dos diversos projetos.Administração de contratos: – Coordenação de contratação de empresas prestadoras de serviços de engenharia e montagens eletromecânicas. – Elaboração de caderno de encargos técnicos e comercias, para contratação de projetos tipo Turn-Key.Tecnologia: Garantir a validação das tecnologias aplicadas nas soluções dos projetos, transferências de tecnologia de outros países.Segurança Industrial: Garantir que o processo de elaboração dos investimentos passe pelas fases de analise de segurança de processo.Planejamento e Controle Físico: Garantir o planejamento global dos empreendimentos de acordo com as necessidades de prazo dosclientes.Coordenação de Projetos: Orientar, os liderados gerentes de projetos, na contratação e coordenação de projetos em nível básico e deprojetos em nível de detalhamento, fases necessárias para o sucesso dos investimentos, evitando desperdícios nas demais fases dosempreendimentos.Coordenação de Suprimentos: Orientar os liderados na coordenação das compras, diligenciamento, inspeção, transporte e almoxarifado,tornando o departamento de engenharia o centro de logístico dos empreendimentos.Coordenação de Obras: Orientar os liderados na contratação e coordenação da obra civil e de montagem eletromecanica.Start-up: Orientar a equipe para a organização, de todos os envolvidos no projeto, no momento do start-up de maneira a assegurar aocliente final todo o apoio necessário.Budget Anual dos Investimentos Gerenciados: de 8 a 15 MUS$.Equipe Liderada: Liderados Diretos: Quatro pessoas, três engenheiros (coordenadores de projetos), Equipe de Terceiros: Em média vinte e cinco pessoas entre técnicos e engenheiros.Funções de RH: Elaboração de planos treinamentos, entrevistas de avaliações e feed-backs, planos de carreira, sucessão e recrutamento.RHODIA - ENGENHEIRO DE PROJETOS 1986 – 1999Iniciou na Rhodia como engenheiro de projeto pleno sendo promovido a engenheiro sênior onde atuou como especialista em automaçãoindustrial e gerente de projetos dentro da Engenharia central da Rhodia.Principais atividades desenvolvidas:• Coordenação de equipes de engenharia, e administração de contratos.Seleção e definição de equipes de trabalho junto a empresas de engenharia e gestão de custo prazo e equipes de projeto.• Gerenciamento técnico de recursos internos e equipes de engenharia externa na execução de projetos.• Analise e/ou definição de tecnologia adequada para o investimento através do desenvolvimento de estudos técnicos e econômicos (estimativas e analise de custo x beneficio).• Participação em negociações com fornecedores de equipamentos, materiais e serviços.• Desenvolvimento de tecnologia através de missões técnicas à Rhone Poulenc (França), e a outros fornecedores de know-how (transferência de tecnologia) avaliação e homologação de novos produtos e fornecedores.Outras atividades internas ao departamento de Automação:• Coordenação o desenvolvimento de software para geração e controle de todos os documentos de base para um projeto de automação industrial. Desenvolvimento do manual do software e implementação.• Coordenação desenvolvimento de procedimentos de ISO 9000 para engenharia de automação.Contrap - Controle e Aplicações - São Paulo - SP. 03/86 - 11/86Empresa de engenharia e montagens na área de automação e controle de processos onde tinha o cargo de chefe de engenharia desistemas era responsável por toda a concepção de controle de todas os projetos ofertadas pela empresa.Polysius Projetos Industriais Ltda.- São Paulo , SP. 05/80 - 03/86Empresa alemã fornecedora de know how para plantas completas de cimento e mineração. Começou na empresa como estagiário sendoefetivado em janeiro de 1980 como assistente de gerência na área elétrica e instrumentação. Em 1983 fez estágio, de três meses, naAlemanha.Experiência InternacionalJapão - Transferência de tecnologia para fiação de fibra poliéster -1990. Itália - Transferência de tecnologia para toda uma linha deprodução 1995/96. Áustria - Recepção de equipamentos e coordenação de interfaces entre fornecedores. Alemanha - Transferência deKnow-How de análise de gazes 1996 - Estagio de três meses na matriz da Polysius - 1983. França - Transferência de tecnologia dePolimerização poliéster - 1995. USA -Treinamento básico sistema Setcim - empresa Set Point.- 1996, França – 2007 – Industrial SílicaMeeting – 2011 – Ásia (China and Korea) – benchmark entre as plantas industrias. ◊ 25/07/2012◊ 2/3
  3. 3. FORMAÇÃO ACADÊMICAMBA em gerenciamento de projetos pela FGV. – Curso conveniado com PMI Americano - 2006Engenheiro Eletricista pela Fundação Armando Alvarez Penteado, 1980. INFORMAÇÕES ADICIONAIS• Brasileiro, natural de São Paulo, SP, nascido em 09/01/57, casado, duas filhas, Inglês, francês e bons conhecimentos de alemão.• Cursos e seminários: Vários cursos e seminários de especialização.• Domínio de microinformática - Excel, Word, Dbase etc. - Domínio do MS-Project• Inglês e Francês• Espanhol básico ◊ 25/07/2012◊ 3/3

×