Efesios introdução

3.156 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
101
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
206
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Efesios introdução

  1. 2. Questões introdutórias <ul><li>A carta foi escrita na prisão (3:1; 4:1), tem muita afinidade com Colossenses e talvez tenha sido escrita logo após esta. As duas cartas podem ter sido levadas simultaneamente ao seu destino por m cooperador de Paulo chamado Tíquico (6:21 ; Cl 4.7). </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Cesaréia ou Roma são locais possíveis para a redação desta carta. Se foi em Cesaréia, foi em torno de 55-57 d.C, se foi em Roma provavelmente em 60 ou 61. </li></ul>
  3. 4. Contexto histórico <ul><li>Éfeso era uma das maiores cidades do Império Romano, capital da província chamada Àsia Menor, cujo terrirório pertence hoje á Turquia. Localizava-se ás margens do rio Caístro. Entre suas construções, destacava-se o templo da deusa Diana, também conhecida como Artêmis. </li></ul>
  4. 5. Templo de Artêmis
  5. 6. <ul><li>Os cultos ali realizados incluíam a prostituição em seus rituais. Tal edificio estava entre as Sete Maravilhas do Mundo Antigo. O templo foi incendiado no dia que nasceu Alexandre Magno . Depois o mesmo ofereceu-se para reconstruí-lo mas foi recusado pelos efésios que o reconstruíram ainda mais esplêndido do que antes. </li></ul>
  6. 8. <ul><li>Havia em Éfeso uma grande biblioteca e um lugar para 25.000 pessoas sentadas </li></ul>
  7. 9. Ruínas da biblioteca
  8. 10. Teatro
  9. 11. <ul><li>No fim se sua segunda viagem missionária, Paulo visitou Èfeso, onde deixou Àquila e Priscila (At 18:18-21). </li></ul><ul><li>O propósito imediato de Paulo ao escrever Efèsios , está implícito em 1:15-17. em oração ele anseia que seus leitores cresçam na fé, no amor, na sabedoria e na revelação do Pai da glória. </li></ul>
  10. 12. <ul><li>Provavelmente ele a escreveu como carta circular ás igrejas de toda província da Àsia. Muitos crêem que Efèsios é mesma carta aos Laodicensses mencionadas por Paulo em Cl.4.16. </li></ul>
  11. 13. Cap 1: 1-13 <ul><li>1.1,2-As saudações seguem a forma de uma carta típica do primeiro século: o escritor é mencionado primeiro e o destinatário em seguida; depois vem uma benção ou votos desejando que todos estejam bem de saúde. A diferença está no conteúdo da benção: as cartas pagãs mencionam deuses e deusas que não existem, como Diana e Apolo </li></ul>
  12. 14. <ul><li>Os apóstolos invocam o único Deus verdadeiro e seu Filho Jesus Cristo para abençoar seus leitores. Em Efésios Paulo se refere a si mesmo como um apóstolo por que ele foi pessoalmente comissionado por Jesus com autoridade para pregar o evangelho. O termo santos refere-se a todos cristão separados por Deus. </li></ul>
  13. 15. <ul><li>1:3-14 </li></ul><ul><li>Deus tem nos abençoado em Cristo. Este trecho apresenta diversos fatos importantes sobre o plano eterno de Deus para nossa salvação. Entre eles: </li></ul>
  14. 16. <ul><li>1) Recebemos bênçãos espirituais (3). </li></ul><ul><li>(2) Entramos em regiões celestiais (3). Mesmo enquanto estamos na Terra, Deus habita em nós e nós nele (João 14:17,23; 1 Coríntios 6:19; Gálatas 3:27). </li></ul>
  15. 17. <ul><li>(4) O plano para nossa salvação é eterno (4). Ele nos escolheu (4) e nos predestinou segundo o bom propósito de sua vontade (5,11). O texto aqui não sugere nada de predestinação arbitrária segundo o capricho de Deus. A idéia é que tudo que Deus tem feito desde a eternidade tinha o propósito de nos salvar. </li></ul>
  16. 18. <ul><li>(5) Ele quer pessoas santas e irrepreensíveis (4). </li></ul><ul><li>1. Em que não há que repreender. </li></ul><ul><li>2. Correcto. </li></ul><ul><li>3. Perfeito. </li></ul>
  17. 19. <ul><li>(6) Recebemos a adoção de filhos (5). Que privilégio de entrar na família de Deus como filhos dele! Os cristãos são primogênitos de Deus (Hebreus 12:23) e irmãos de Jesus (Hebreus 2:11-13). </li></ul><ul><li>(7) Deus nos concedeu sua gloriosa graça no seu amado Filho (6). A história da salvação é uma história de graça e amor. </li></ul>
  18. 20. <ul><li>(8) Temos a redenção/remissão dos pecados pelo sangue de Cristo (7). &quot;...sem derramamento de sangue, não há remissão&quot; (Hebreus 9:22). </li></ul><ul><li>(9) Deus derramou sobre nós abundantemente sua rica graça pela revelação de sua vontade (7-9). Pela revelação do mistério eterno, Deus nos oferece a salvação que ele preparou desde a eternidade. </li></ul>
  19. 21. <ul><li>(10) Todos os aspectos do plano dele se convergiram em Cristo no tempo determinado por Deus (10). </li></ul><ul><li>(11) Em Cristo, fomos feitos herança (11). Não somente recebemos a herança como primogênitos, mas também nos tornamos a herança de Deus para a glória dele (12). Ele nos recebe! </li></ul>
  20. 22. <ul><li>12) A mesma salvação que Deus ofereceu aos judeus foi também concedida aos gentios (13). Eles foram selados com o mesmo Espírito da promessa. Judeus e gentios recebem a salvação da mesma fonte e pertencem ao mesmo Espírito. </li></ul>
  21. 23. <ul><li>(13) O Espírito é o penhor (garantia, sinal, entrada) da nossa herança (14). As afirmações do Espírito sobre a nossa salvação nos consolam enquanto aguardamos a vinda de Cristo e a glória eterna. (Veja 2 Coríntios 1:22; 5:5; Romanos 8:16-17). </li></ul>

×