Paulo Alvares - Planejamento BRT, BHTRANS

1.340 visualizações

Publicada em

Workshop Marketing BRT: Como atrair e cativar usuários, promovido por BHTRANS, Prefeitura de BH e EMBARQ Brasil - 31 de outubro e 1º de novembro, Belo Horizonte (MG)

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.340
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Paulo Alvares - Planejamento BRT, BHTRANS

  1. 1. Planejamento de Comunicação e Relacionamentol l l l l l l l l l l l l l l l l l l l BRT l BH l 2011 l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l l
  2. 2. Justificativa do Plano de ComunicaçãoConsiderando a amplitude dos ganhos gerados pelo novo SistemaBRT, podemos destacar alguns aspectos, como Justificativa do Planode Comunicação• Melhora na qualidade do ar• Redução da poluição sonora• Requalificação de inúmeras calçadas• Aumento da segurança• Favorecimento da geração de fluxo de pessoas nas regiões próximas às estações e corredores, o que fomenta o comércio local.• Tranquilidade no deslocamento (confiabilidade nos horários programados)• Ampliação dos meios de acesso às ofertas de esportes, lazer e trabalho em BH.
  3. 3. Justificativa do Plano de Comunicação• A construção de obras em espaços públicos, independentemente de sua necessidade e importância, sempre gera conflitos. A gestão desses conflitos é altamente estratégica, uma vez que vai monitorar as oportunidades de aplausos ou repúdio ao projeto em si ou aos seus empreendedores.• É imperativo que as pessoas que sofrem interferências da obra tenham interlocutores treinados e com sensibilidade para ouvir suas reclamações e críticas, para considerar sugestões e contribuições, para prestar informações e para estabelecer empatia que os tornem reconhecidos como parceiros efetivos e confiáveis num diálogo que vai ocorrer durante todo o processo.• Mediante o exposto acima, são muitas as razões para que se estabeleça um adequado Plano de Comunicação para o novo Sistema BRT e o relacionamento com seus stakeholders, mas bastam três justificativas para explicitar a bases conceituais que legitimam este Plano.
  4. 4. As Bases Conceituais do Plano de Comunicação• Comunicação - comunicar é preciso, é urgente e é permanente, porque a comunicação não admite vácuo: ou você se comunica do seu jeito ou alguém se comunica por você, às vezes de um jeito que não lhe convém.• Ética e Respeito - considerar que entre as pessoas diretamente impactadas pelas obras poderiam estar nossos pais, nossos avôs, nossos filhos ou outros familiares, sentindo medos, perdas, inseguranças e desconfortos que demandem informações esclarecedoras previstas no Plano de Comunicação.• Pragmatismo e Cartesianismo – lembrar que não se faz mais uma grande obra urbana só com dinheiro, engenharia e equipamentos, porque sem aceitação de contribuintes e eleitores os trabalhos podem parar por manifestações emocionais e liminares judiciais. E se os descontentes não tiverem acesso aos responsáveis pela obra certamente terão acesso fácil a jornalistas solidários em suas aflições.
  5. 5. Diretrizes do Plano de Comunicação• Praticar uma Comunicação que presta serviços à comunidade, informa sobre assuntos de interesse e estimula a participação do indivíduo nas questões públicas.• Assim, a obra do novo Sistema BRT vai possibilitar uma Comunicação Educativa, reforçando aspectos de comportamento no trânsito, solidariedade e circulação de informações para os que vivem contingências diferenciadas.• A Comunicação sozinha pouco resolve. Ela precisa estar respaldada em conceitos e procedimentos operacionais comprováveis e traduzíveis para a população.
  6. 6. CONCEITOS• Intencionalidade - manter o foco nos objetivos do Projeto• Clareza - levar informações compreensíveis para todos• Continuidade - não deixar vácuo na comunicação, evitando ruídos e boatos• Flexibilidade - atender às diferenças• Tempestividade - informar prontamente• Transparência – priorizar a verdade
  7. 7. PROCEDIMENTOS• Cronogramas anunciados com antecedência e cumpridos (qualquer alteração deve ser imediatamente comunicada).• Manter as áreas e canteiros de obra limpos e com remoção constante de entulhos.• Providenciar caminhões pipa para lavar ruas e praças com o objetivo de diminuir o incômodo e doenças causadas pela poeira.• Redirecionar o entulho e a terra retirados da obra em ações que beneficiem a Comunidade.• Sinalizar toda a área da obra para assegurar segurança aos empregados e moradores.• Informar os moradores e empregados da obra sobre o significado e importância das placas e de sua manutenção.• Respeitar os horários definidos por lei.• Reforçar o policiamento em regiões mais escuras, desertas ou com grande número de empregados estranhos à Comunidade.
  8. 8. OBJETIVOS• Criar e manter canais de comunicação que permitam a aproximação e o diálogo constante com as pessoas, incentivando a manifestação de sugestões, críticas e recomendações.• Identificar previamente possíveis crises no relacionamento entre Comunidade e os responsáveis pelas obras e cuidar para evitá-las, para abrandá-las e para tê-las como evolução nas relações entre as partes.• Articular demandas da Comunidade junto aos responsáveis pelas obras e também no sentido contrário.• Orientar motoristas e pedestres sobre a dinâmica das obras.• Orientar moradores da área de abrangência direta das obras sobre os seus impactos negativos e os impactos positivos.• Estimular a visão das comunidades impactadas para os benefícios de todo o Projeto do novo Sistema BRT.• Dar visibilidade aos benefícios da obra para toda cidade e região metropolitana.
  9. 9. PREMISSAS• Posicionar adequadamente o Projeto como uma das soluções da mobilidade urbana na capital.• Evidenciar o avanço na gestão das obras sob os seus diversos aspectos políticos, econômicos, urbanísticos, melhoria da qualidade de vida dos usuários do BRT, etc.• Evidenciar que esta obra será uma oportunidade de exercício de respeito pelo cidadão, criando espaços e promovendo oportunidade de ouvi-lo e de integrar suas sugestões.• Conduzir a Comunicação na ótica do receptor, conferindo legitimidade ao projeto.• Dotar a comunicação de tempestividade necessária para não criar vácuos nem preterir públicos.• Promover um relacionamento respeitoso com moradores, comerciantes e lideranças do entorno das obras.• Promover um diálogo consistente com lideranças econômicas, ambientais e populares.
  10. 10. PRÉ-LANÇAMENTO• Realização de evento interno na BHTRANS para alinhamento de informações sobre o BRT (Teatro Sesiminas).• Realização de campanha digital, via Portal da PBH, para escolha do nome do BRT.• Criação e produção de materiais de divulgação sobre o BRT, como: folders e apresentações institucionais (PPT para palestras).• Produção de vídeo sobre o BRT.• Elaboração de Press kit para imprensa com informações sobre o BRT.• Agendamento de visitas às redações.• Atendimento de rotina à imprensa para repasse de dados sobre o Projeto do BRT.
  11. 11. PRÉ-LANÇAMENTO• Realização de palestras sobre o BRT em entidades de classes e outras organizações de interesse que agreguem formadores de opinião. Exemplo: SICEPOT, CDL, ACM, S.M.E., FIEMG, etc. Necessidade de mapeamento e ativação de oportunidades.• Contratação de equipe multidisciplinar de Comunicação e Marketing para implementação do Plano.• Criação de uniformes, carros, placas de sinalização das obras, tapumes e sugestões de nomes para as estações.• Criação e produção de “Centro de Referência” para divulgação do Projeto BRT, através de ações itinerantes em eventos, reuniões etc. Recursos necessários: quiosque, folheteria, maquete, panfletos, cartilhas, vídeo etc.• Pré-lançamento – fase atual
  12. 12. PRÉ-LANÇAMENTO• Realização de media training para os profissionais da BHTRANS, PBH e parceiros envolvidos no Projeto BRT. Treinamento e alinhamento de discurso.• Mapeamento das associações comunitárias e demais entidades (igrejas, escolas, hospitais etc) que se encontram nos trechos impactados pelas obras. Parceria com a AMOS.• Criação de um Portal sobre o BRT.
  13. 13. Lançamento – Início das Obras• Realização de cerimônia oficial para assinatura de contrato para início das obras.• Realização de coletiva para imprensa.• Criação e veiculação de campanha publicitária para divulgação do Projeto BRT, suas vantagens e benefícios.• Atendimento especial à imprensa para repasse de dados sobre o projeto do BRT, investimentos, etapas de obras x corredores. Profissional da equipe de Comunicação do Projeto BRT.• Gestão dos riscos que envolvem o Projeto BRT: desqualificação pelos formadores de opinião, consultores especializados, imprensa, interesses político-partidários e também por parte da população. Detalhamento de ações de contingência.
  14. 14. Próximos passos• Manutenção no plano de comunicação e relacionamento;• Desevovimento de um plano de comunicação de marca;• Desenvolvimento de um plano de comunicação de mercado;
  15. 15. Obrigado! Paulo Alvares Big Ideias paulo@bigideias.com.br

×