Erros Alimentares Fátima Oliveira TIC EFA B/3
 
Consumo de Sal em Excesso <ul><li>“ Em Portugal comemos tudo muito salgado”, comenta Nuno Nunes, que associa a esta tendên...
 
Elevado consumo de álcool. <ul><li>Os Portugueses continuam a ser um dos maiores consumidores mundiais de álcool per capit...
 
Elevado consumo de gorduras, <ul><li>Principalmente gorduras de má qualidade, gorduras saturadas, hidrogenadas, sobreaquec...
 
Saltar refeições . <ul><li>Estar muitas horas sem comer cria uma maior sensação de fome, que leva a pessoa a fazer posteri...
 
Comer demais <ul><li>Refeições muito volumosas, aliadas a uma vida cada vez mais sedentária, provocam o aumento de peso.”O...
 
Baixo consumo de legumes e produtos hortícolas. <ul><li>Para Nuno Nunes, é importante” recuperar o papel tradicional da so...
 
Baixo consumo de leite derivados. <ul><li>A osteoporose ainda é uma doença de elevada prevalência em Portugal. A carência ...
 
Elevado consumo de açúcar. <ul><li>O açúcar também faz parte de uma dieta saudável, mas não se deve exagerar na quantidade...
 
A minha opinião <ul><li>Gostei muito deste trabalho é diferente dos trabalhos  que fiz anteriormente, achei muito interess...
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Erros Alimentares Fatima

1.206 visualizações

Publicada em

Trabalhos realizados pela turma EFA - Ano Lectivo 2006/2008 -
Escola Básica 2, 3 de São Vicente - Vila do Bispo

Publicada em: Turismo, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Erros Alimentares Fatima

  1. 1. Erros Alimentares Fátima Oliveira TIC EFA B/3
  2. 3. Consumo de Sal em Excesso <ul><li>“ Em Portugal comemos tudo muito salgado”, comenta Nuno Nunes, que associa a esta tendência à ocorrência de doenças como hipertensão,AVC- Acidentes vasculares cerebrais(tromboses,embolias cerebrais) nos quais”somos o campeão da Europa)e aos acidentes cadiovasculares(enfartes…). Segundo a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS),cada pessoa deve consumir, por dia, no máximo 5 gramas de sal. Em Portugal”estamos a comer cerca do triplo, á volta de quinze gramas por dia”,sublinha o nutricionista. </li></ul>
  3. 5. Elevado consumo de álcool. <ul><li>Os Portugueses continuam a ser um dos maiores consumidores mundiais de álcool per capita, o que, para Nuno Nunes,”tem repercussões directas quer na nossa saúde individual e colectiva, quer na sinistralidade rodoviária e no local de trabalho, no baixo rendimento intelectual, na deterioração das relações interpessoais,etc. </li></ul>
  4. 7. Elevado consumo de gorduras, <ul><li>Principalmente gorduras de má qualidade, gorduras saturadas, hidrogenadas, sobreaquecidas e de múltipla utilização. Do ponto de vista calórico, um grama de gordura tem cerca de nove calorias, contrapondo ás quatro calorias conferidas por um grama de carbono(pão, arroz,etc.). </li></ul>
  5. 9. Saltar refeições . <ul><li>Estar muitas horas sem comer cria uma maior sensação de fome, que leva a pessoa a fazer posteriormente refeições demasiado pesadas. Aliás, a carência ailmentar(manifestada como hipoglicémia- baixa da glicose no sangue) é responsável pela quebra de rendimento intelectual, tanto na escola como no trabalho. </li></ul>
  6. 11. Comer demais <ul><li>Refeições muito volumosas, aliadas a uma vida cada vez mais sedentária, provocam o aumento de peso.”O excesso de peso é hoje um grave problema de saúde pública”, alerta o nutricionista.”Calcula-se que quase 50% da população nacional tem excesso de peso e,dentro destes, muitos são obesos”. Tal como estar muitas horas sem comer(resultando em hipoglicémia), comer demais também é prejudicial.”A maior parte dos acidentes de trabalho ocorre imediatamente antes ou imediatamente após o almoço. No primeiro caso por carência alimentar, no segundo por excesso alimentar: se está com fome, come demais, se come demais há uma chamada de sangue ao tubo digestivo, diminuindo a oxigenação cerebral, o que induz um aumento da sonolência e dificuldade de concentração e na execução de tarefas”. </li></ul>
  7. 13. Baixo consumo de legumes e produtos hortícolas. <ul><li>Para Nuno Nunes, é importante” recuperar o papel tradicional da sopa”, como forma de comer mais legumes e hortaliças. Muitas pessoas só comem alimentos de origem vegetais nas saladas, quando a melhor forma de o fazer é cozidos na sopa, uma vez que são mais facilmente digeridos e conservam todos os nutrientes na água da sopa. </li></ul>
  8. 15. Baixo consumo de leite derivados. <ul><li>A osteoporose ainda é uma doença de elevada prevalência em Portugal. A carência destes alimentos leva a uma grande falta de cálcio na infância, adolescência e inicio de idade adulta.”Só pensamos na osteoporose após a menopausa, o que é um erro”, adianta o especialista, que recomenda o tratamento precoce”com uma ingestão continuada e ao longo de toda a vida de alimentos ricos em cálcio”. </li></ul>
  9. 17. Elevado consumo de açúcar. <ul><li>O açúcar também faz parte de uma dieta saudável, mas não se deve exagerar na quantidade.”Não só porque ingerimos calorias a mais, mas também porque obrigamos o nosso pâncreas a um desgaste enorme”,explica Nuno Nunes. Quando o pâncreas é demasiado estimulado,”gasta a sua capacidade de produzir insulina”, o que, associado á obesidade, contribui ao longo dos anos, para o aparecimento da diabetes . </li></ul>
  10. 19. A minha opinião <ul><li>Gostei muito deste trabalho é diferente dos trabalhos que fiz anteriormente, achei muito interessante. </li></ul><ul><li>Acho que nós cometemos alguns excessos alimentares, mas se nos esforçarmos conseguimos ter uma alimentação mais saudável e equilibrada. </li></ul>

×