CRP0357-2016-03

172 visualizações

Publicada em

Aula 03 de Produção gráfica: alfabetização visual.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
172
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRP0357-2016-03

  1. 1. CRP-0357 Produção Gráfica
  2. 2. Para casa: Coloquem um exemplo de HARMONIA
 e um de EQUILÍBRIO no seu GDocs.
 Justifiquem a escolha em um parágrafo.
  3. 3. Aula 3 Critérios de avaliação gráfica
 e alfabetização visual
  4. 4. exemplos
  5. 5. Centros da atenção, da comunicação,
 da composição, da ação.
  6. 6. Centros • Eu: centro primário,o mundo acontece ao redor de meu ponto de vista. • A gravidade e seus efeitos: eixos horizontais, verticais e todo tipo de paralelo. • O outro: centros de atenção em uma cena e seu diálogo com os centros e eixos principais. • O espectador: como ele percebe e interage com a cena que vê.
  7. 7. Análise simples: Onde está o centro de atenção? Onde deveria estar o centro de atenção?
  8. 8. Centros
 se equilibram Uma composição feita para dois ou mais centros se desequilibra quando um deles falta.
  9. 9. Eixos
 e verossimilhança Quadros em paredes têm eixos implícitos.
 Quebrá-los é arriscado.
  10. 10. Harmonia não é tranquilidade, mas unidade.
  11. 11. Harmonia pode estar expressa em: • Repetição • Cor • Estilo • Conteúdo • Tipografia • Continuidade • Proximidade • Semelhança
  12. 12. Equilíbrio é estabilidade. A falta de equilíbrio gera tensão:  algo prestes a cair desespera.
  13. 13. Simetria é mais fácil de entender, mas: Não existe na natureza. É previsível e monótona. É estática e imóvel.
  14. 14. Imagem vs. Fundo O olho separa a imagem do fundo: foco. Ao contrário dos textos, não se "lê" imagens de forma segmentada e contínua.
  15. 15. A ordem de “leitura”: • A cena. • Seus componentes. • A relação entre esses componentes. • Essa relação não é uma democracia. • Cada um "manda" por vez. • Quanto mais clara a separação entre imagem e fundo, maior a clareza da mensagem
  16. 16. Atenção: • A mensagem monótona ou irritante logo se transforma em fundo, instintivamente. • Para tentar recuperar a atenção do leitor a publicidade tenta gritar. • Isso tende a irritá-lo ainda mais.
  17. 17. Contraste Não é destaque: é o o que torna o mundo visível.
  18. 18. Relação Enxergamos as coisas
 por sua relação com o ambiente em volta. Por isso é necessário ter espaços em branco.
  19. 19. Três níveis de contraste: • Concordância: praticamente não há diferença entre os objetos, a comunicação é uniforme. • Conflito: a diferença entre os objetos é pequena o suficiente para ser notada, mas não grande o suficiente para determinar categorias. Normalmente causa desconforto visual. • Contraste: a diferença é significativa, determina uma clara divisão em categorias visuais.
  20. 20. Ênfase e Hierarquia Se todos gritam, ninguém escuta.
  21. 21. Ênfase: Atrai a atenção do leitor e o guia pelo conteúdo Determina ordem e hierarquia, evita a confusão e transmite a mensagem com maior eficiência.
  22. 22. Hierarquia: estabelece ordem. • Em um design bem executado, nada está em um lugar “por acaso”. • Como comida, em que temperos e quantidades não são aleatórios. • Ou como música, que as notas seguem uma ordem estabelecida • Ou como palavras em uma frase. • O design funciona como uma expressão verbal.
  23. 23. Não seja tímido nem indefinido. seja assertivo e fale claramente.
  24. 24. Formas São facilmente identificáveis.
  25. 25. Formas • Estabelecem relações entre os elementos visuais. 
 • O leitor compõe / decompõe o que vê em um exercício interativo. 
 • Como em uma língua estrangeira, ele “desvenda” um segredo com cumplicidade.
  26. 26. O olho humano busca a simplicidade Formas são estáveis, neutras,
 isoladas da confusão geral. Formas são simples, regulares,
 simétricas, fechadas.
  27. 27. Camadas Como um decote ou a janela do vizinho.
  28. 28. Camadas • O que não é mostrado, mas sugerido, provoca.
 • Atiçam a curiosidade e o interesse ativo do leitor.
 • Estimula os sentidos na busca de descobertas. 
 • Deixa transparecer, sugere novos tópicos.
  29. 29. Fluxo e Ritmo Como em música,
 orientam o público para uma rota específica.
  30. 30. Fluxo / Ritmo • Estabelecem continuidade, são confortáveis. 
 • Pode-se variar, mas a estrutura não deve mudar. 
 • Interromper o ritmo chama a atenção.
  31. 31. Texto, tecido e textura. • Tem origem no mesmo termo em latim.
 • A idéia era que o Calígrafo "costurava" o fio do pensamento. Quanto mais uniforme, melhor. • Linha de pensamento • Fio da meada
  32. 32. Simplicidade
 e Síntese Regra única: a mensagem deve ser
 CLARA e DIRETA, como uma bronca de pai.
  33. 33. Design: função • Não deve ser hermético, nem óbvio.
 • Deve gerar cumplicidade.
 • Deve compartilhar referências
 exclusivas a um grupo.
 • Deve ter sua identidade e personalidade.
  34. 34. O que faz o “bom” design? • Harmonia • Equilíbrio • Figura vs. Fundo • Ênfase, hierarquia • Formas • Camadas • Contraste • Fluxo / Ritmo • Simplicidade / Síntese
  35. 35. Gramática visual: • Harmonia = uniformidade, não paz. • Equilíbrio = estabilidade, não simetria. • Figura/fundo = diálogo, não interferência. • Contraste = visibilidade, não choque. • Hierarquia = ordem, não aleatório.
  36. 36. Gramática visual: • Formas = identificação, não imaginação. • Camadas = curiosidade, não pilhas. • Ritmo = continuidade, não rigidez. • Simplicidade = clareza, não obviedade.
  37. 37. FIMpg.eca.luli.com.br
  38. 38. Para casa: Identifique um cartaz do gigposters.com 
 que você acredite ser bem estruturado 
 e identifique nele os elementos de design 
 que o fazem eficiente. Justifique em seu GDocs. (copiando a imagem, não o link). Faça o mesmo com um poster
 escrito em uma língua não-latina.

×