Oobj CT-e

262 visualizações

Publicada em

OBRIGATORIEDADE EM 2013 Emissor de conhecimentos ficais eletrônicos integrável ao ERP, com integração nativa com SEFAZ para transmissão e validação de documentos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Oobj CT-e

  1. 1. Conhecimento de Transporte Eletrônico CT-e
  2. 2. Sobre a E-Sales e OobjFocada no desenvolvimento de comunidades de negóciosa E-Sales oferece aos seus clientes uma plataforma abrangente decomunicação e integração com seus parceiros, agregando valor aosseus processos, conhecimento do negócio e informação estratégicapara a tomada eficaz de decisões.Integrante do Grupo E-Sales a Oobj foi pioneira nodesenvolvimento de soluções de Documentos Fiscais EletrônicosDF-e , participando dos projetos-piloto de desenvolvimento da NF-e CT-e nacionais.Missão Prover a integração e a comunicação de processos interempresariais, com excelência e sustentabilidade.Valores Valorizando pessoas, fomentando sonhos. Fazer do negócio do cliente o nosso. Orientação à inovação e à criatividade. Busca pela excelência e superação. Ética e sustentabilidade.
  3. 3. Sobre a E-Sales e OobjNossos produtos entregam a informação certa, na medida exata, com a qualidade e segurança exigidas, no parceiro, meio, local e forma pactuados, no exato momento em que ela é necessária, pelo método mais eficiente, com follow-up garantido e custo adequado
  4. 4. Objetivos Oobj CT-e Conformidade Fiscal e Automação do CTRC Automação da Emissão de Conhecimentos de Transporte: Absorver o máximo de tarefas e procedimentos envolvidos na emissão do CT-e: o Otimização e customização do processo de faturamento. o Minimizar o impacto sobre a operação do sistema de faturamento. o Prover uma camada estável de comunicação com a SEFAZ. Atendimento de exigências legais: Depois do CT-e autorizado pela SEFAZ, a solução envia automaticamente um e-mail com o DACTE e o XML do conhecimento para o embarcador e o destinatário. Gestão dos CT-e: Portal Web com controle de acesso de usuários, gerência do ciclo de vida dos CT-e e reimpressões, filtro dos CT-e, envio por e-mail, acionamento de contingência, relatórios e configurações.
  5. 5. O que é o Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e) Arquivo eletrônico XML contendo as informações fiscais da prestação de serviço, assinado digitalmente através do certificado digital. Transmitido pela Internet para Secretaria da Fazenda que fará uma pré- validação do CT-e e devolverá, em tempo real, um protocolo de recebimento e autorização de uso. Para acompanhar a prestação de serviço será impressa uma representação gráfica do Conhecimento de Transporte Eletrônico, intitulado DACTE (Documento Auxiliar do CT-e), em papel comum. Conterá impressa, em destaque, a chave de acesso para consulta do CT-e na Internet. Os Postos Fiscais de Fronteira irão validar, através do código de barras do DACTE, se o CT-e foi realmente autorizado pela SEFAZ. Fonte : http://www.cte.fazenda.gov.br
  6. 6. O que é a solução Oobj CT-e Um Middleware emissor de Conhecimentos de Transportes Eletrônicos, que se interpõe entre o sistema de gestão da empresa (ERP) e o sistema receptor de CT-e da Secretaria de Fazenda. Este sistema roda em um Data Center integrado ao ERP da transportadora. Todo o processo é realizado em um portal web, que além da emissão do CT- e, permite monitoramento, impressão dos DACTEs, gestão e guarda legal dos CT-e já emitidos. Como a solução funciona:
  7. 7. O que é a solução Oobj CT-e Características Integração total com qualquer ERP – através do XML, txt, extrator de DB. Implantação simples e rápida, com máxima redução de impacto. Gerenciamento com logs para auditoria e controle do ciclo do CT-e Tratamento de Contingência por FS, DPEC, SCAN. Carta de Correção Eletrônica relativa a determinado CT-e. Automação - realiza automaticamente as atividades envolvidas na emissão e não exige nenhuma interação humana direta. Interface de fácil entendimento. Robustez - diversos algoritmos implementados para minimizar a frequência e o impacto de falhas de comunicação sobre o sistema de faturamento e a proteção deste com relação às frequentes alterações na estrutura do CT-e.
  8. 8. Módulos Oobj CT-e: Validador de CT-e Saída Emissão de CT-e validado automaticamente pelo FISCO. Critica as informações do CT-e emitido em relação ao layout da SEFAZ. o Permite o desenvolvimento de críticas customizadas de acordo com a necessidade do cliente. o Estas críticas podem ser enviadas por e-mail, armazenadas em arquivos texto ou banco de dados; Valida os arquivos gerados pelo ERP e realiza a conferência das informações com algoritmos próprios: o Facilita o entendimento do usuário., o Suprime falhas fiscais,proporcionando maior segurança. o Realiza a conferência dos arquivos traduzidos de TXT para XML, bem como outros formatos utilizados no processo de integração com o ERP.
  9. 9. Módulos Oobj CT-e:Validador de CT-e de Saída Dados de preenchimento são carregados automaticamente, do sistema de ERP)
  10. 10. Módulos Oobj CT-e: Recebimento de NF-e/CT-e O que diz a Legislação: o “§ 1º O tomador do serviço deverá, antes do aproveitamento de eventual crédito do imposto, verificar a validade e autenticidade do CT-e e a existência de Autorização de Uso do CT-e, conforme disposto na cláusula décima oitava.” Como a solução Oobj CT-e atende: Módulo Recebe DF-e o Recebimento automático de CT-e e NF-e. o Monitora conta de e-mail receptora. o Valida o CT-e e NF-e (Estrutura XML, Assinatura Digital, Destinatário). o Verifica autenticidade e integridade junto à SEFAZ. o Disponibiliza a entrada automática para o ERP, fazendo conversão para o layout CONEMB ou no formato que o TMS recebe. o Notifica acerca do recebimento de CT-e e NF-e inválido. o Elimina digitação. o Solução integrada com @EDI e Entregou.com.
  11. 11. Módulos Oobj CT-e: Recebimento de NF-e/CT-e Painel Recebe DF-e – recepção de NF-e e CT-e Campos de filtros de pesquisa de CT-e e NF- e recebidos Lista dos documentos recebidos
  12. 12. Módulos Oobj CT-e: Registro de Entrada Possibilita a conferência da entrada da mercadoria física (DANFE), com o XML recebido. Verificação da autorização do XML pela SEFAZ de Origem através da leitura da chave de Acesso do DANFE ou digitação do protocolo de entrega. Evita a entrada de uma mercadoria com NF-e já cancelada ou não autorizada na SEFAZ. Integrado a Manifestação do Destinatário, novo evento da NF 2G: torna possível fazer a Manifestação na entrada das mercadorias. Várias empresas estão usando este processo para todo controle de mercadoria que entra na empresa
  13. 13. Módulos Oobj CT-e: Registro de Entrada Painel de registro de Entrada Registro de entrada Detalhamento dos CT-e recebidos
  14. 14. Módulos Oobj CT-e: Download Público Portal web para os clientes da empresa usuária do Oobj CT-e, para download dos XML de todos os DF-e por ela emitidos. o Atende ao Ajuste SINIEF 04/2009 que prevê , em sua Cláusula 9ª, que “O emitente do CT-e deverá encaminhar ou disponibilizar o arquivo eletrônico (XML) do CT-e e seu respectivo protocolo de autorização ao tomador do serviço, observado leiaute e padrões técnicos definidos em Ato COTEPE."
  15. 15. Módulos Oobj CT-e: Demais Módulos Assinador Eletrônico de Arquivo XML - Realiza a assinatura digital de CT-e nos formatos A1, A3 ou HSM. Suporta assinatura para matriz e filiais. Módulo Central - Portal de controle de todo o processo do CT-e: contingência para SCAN e DEPEC e controle de séries de CT-e. Controle de usuários, perfis, inutilização e cancelamento. Monitoramento de erros de processamento de CT-e. Comunicador - para acessar todas as secretarias de fazenda. Gerenciador de Impressão - Processamento de CT-e recebidos e impressão de DACTE
  16. 16. Módulos Oobj CT-e: Demais Módulos Módulo Periférico - Controle de comunicação do sistema. Controle de contingência e garantia de processo de faturamento em Filiais, Distribuidores ou qualquer ponto de emissão, quando houver falhas de internet. Gerenciador de Conta de E-mail – Executa a troca de mensagens automatizada para os clientes que devem receber o arquivo XML autorizado pela SEFAZ. Gera um PDF em corpo de texto no e-mail, utilizando logo fornecido pelo cliente emitente, a fim de facilitar o recebimento pelo destinatário.
  17. 17. Contingência com Oobj CT-e Formulário de Segurança (FS) e Declaração Prévia de Emissão em Contingência (DPEC) o CT-e emitidos em contingência com o uso do FS ou DEPEC ficam na fila de processamento aguardando o retorno da conexão com a internet. Assim que for restabelecida a conexão, o CT-e é transmitido para a SEFAZ de origem para que seja autorizado, sem que haja a necessidade de interação humana (reenvio do CT-e pelo usuário). Sistema de Contingência do Ambiente Nacional (SCAN) o Emissão do CT-e com transmissão para o Sistema de Contingência do Ambiente Nacional (SCAN) para autorização e impressão de DACTE em papel comum, alterando a série do CT-e para a faixa de uso exclusivo do SCAN (900 a 999). o Na aplicação Oobj CT-e, todos os CT-e que chegarem com a faixa de numeração da série entre 900 a 999 serão transmitidos pelo SCAN.
  18. 18. Ganhos de Processo com Oobj CT-e Agilidade na integração de informações com outros estados, Receita Federal e SUFRAMA. Reduz custos de impressão, aquisição de papel, armazenagem de documentos impressos e elimina dificuldades burocráticas do processo tradicional. Reduz problemas com escrituração devido a erros de digitação de notas fiscais. Facilita o cumprimento das obrigações tributárias e aumenta a segurança no tráfego de informações fiscais. Substitui as vias impressas dos modais (todas as modalidades de transporte) por uma única via; toda a informação é transmitida antes da saída da mercadoria.
  19. 19. Ganhos de Processo com Oobj CT-e Muitas empresas (embarcadores) já exigem de seus transportadores o uso do documento eletrônico, quem se antecipar poderá manter o cliente e aumentar o seu mercado de atuação (O embarcador poderá também emitir o CT-e no MT). Guarda dos documentos fiscais eletrônicos emitidos e recebidos pelo prazo legal, para apresentação a administração tributária quando solicitado. Maior proximidade da empresa com os clientes através da disponibilização de acesso aos documentos fiscais eletrônicos no portal de relacionamento. Eliminar o risco de entrada de mercadorias com DANFE ou DACTE acobertados por NF-e ou CT-e inválidas.
  20. 20. O Que Dizem Nossos Clientes“A Oobj nos ajudou a entender o processo, e identificar oportunidades deganho com a adesão. Hoje, por exemplo, o faturamento de CT-e écentralizado, com as nossas 48 unidades emitindo CT-e à partir da matriz,com a impressão do DACTE nas filiais, que facilitou o trabalho da área fiscal.Além disso, a solução é robusta, hoje emitimos mais de 100 Mil CT-e pormês. Outro fator determinante é o suporte da Oobj, que é proativo, e nosatende com rapidez, característica importante para o nosso negócio, pois ofaturamento é quase todo feito na madrugada.” Isabel Dal Ross – Gerente deTI – Rápido Transpaulo. 48 unidades no país 100.000 CT-e/mês em média Todas as unidades já emitem CT-e com a solução Oobj-CT-e
  21. 21. Transportadores que já usam E-Sales Oobj
  22. 22. Embarcadores que já usam E-Sales Oobj

×