Pacientes especiais

2.457 visualizações

Publicada em

TCC Odontologia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.457
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pacientes especiais

  1. 1. 31/01/2013 Universidade Metodista de São Paulo Faculdade da Saúde Introdução ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO À • Pacientes Especiais PACIENTES COM NECESSIDADES • Especialista em pacientes com necessidades especiais ESPECIAIS • Familiarização do acadêmico com paciente com necessidades especiais Camila Carvalho Treviso Orientador: Profª. Dra. Érika Josgrilberg Guimarães http://johannaterapeutaocupacional.blogspot.com.br/ Peres et al. (2005); Carvalho e Araújo 2010/06/estimulando-o-desenvolvimento-de- (2004); Silva et al.(2005) uma.html ProposiçãoO objetivo deste trabalho é verificar por meio de revisão de Revisão de Litertura eliteratura quais devem ser as condutas clínicas e éticas do cirurgiãodentista frente ao atendimento de pacientes com necessidades Discussãoespeciais. 1
  2. 2. 31/01/2013 Revisão de literatura e Revisão de literatura e Discussão Doença Periodontal Discussão Higiene Dentre os pacientes com necessidades especiais é comum ocorrer a doença Por conta de limitações motoras os autores observaram que pacientes com periodontal, por deficiência no controle da placa bacteriana, dificuldade na necessidades especiais possuem uma higiene oral precária. Porém com o higienização por limitações motoras e comportamentais; e até pela associação de tempo o paciente com deficiência mental tornam-se colaboradores com a medicações que interferem no estado de saúde gengival do indviduo. higiene oral juntamente a família e responsáveis quando conscientizados e treinados por um determinado período de tempo. Carvalho e Araújo (2005); Sampaio et al. (2004); Menezes et al. (2011); Haas et al. Imagem cedida pela Profª.Dulce Cabelho Passarelli http://layannaleite.blogspot.com.br/2011/06/cr http://drajacquelinefidelis.blogspot.com.br/201 (2009) e Oliveira et al. (2004) Carvalho e Araújo (2005); Oliveira et al. esce-mercado-para-dentistas-de.html 1_04_01_archive.html (2004); Sampaio et al. (2004); Menezes et al. (2011); Haas et al. (2009) Revisão de literatura e Revisão de literatura eHiposalivação Discussão DiscussãoPaciente com transtornos mentais e comportamentais geralmente fazem o uso Contenções Físicas e Psicológicasde medicamentos psicoativos que causam xerostomia/hiposalivação e influênciamna prevalência da doença cárie e periodontal. Paciente em idade adulta onde não há cooperação e a força é muito maior a contenção física não possibilita o cirurgião dentista um livre e seguro manejoSendo essencial realizar orientação de higiene e controle de placa. indicando-se a anestesia geral. Imagem cedida pela Profª.Dulce Cabelho Passarelli http://www.rosaliearruda.com/2012/05/pacientes-com- Hass et al. (2009); Carvalho e Araújo http://www.folhadecampolargo.com.br/vernoticia.p necessidades-especiais.html Castro et al. (2010) (2004); Campos et al.(2006) hp?id=863 2
  3. 3. 31/01/2013 Revisão de literatura e Revisão de literatura e Discussão DiscussãoAnestesia Geral Atendimento MultidisciplinarPaciente em idade adulta onde não há cooperação e a força é muito maior a É de extrema importância a ação multidisciplinar para ocontenção física não possibilita o cirurgião dentista um livre e seguro manejo diagnóstico, planejamento e tratamento adequado a cada paciente.indicando-se a anestesia geral.Sob anestesia geral o tratamento extenso se torna menos traumático econtrolável, limitando a procedimentos de uma única sessão http://www.odontomagazine.com.br/pt/2011/07/19/o http://dresdras.com/2012/01/06/odo http://espacoautista.blogspot.com.br/2012_10 Marta (2011); Menezes et al. (2011); dontologia-hospitalar-uma-abordagem-diferenciada-da- ntologia-para-pacientes-com- _01_archive.html Haas et al. (2009); Peres et al. pratica-odontologica/ Marta (2011); Castro et al. (2010) (2005); Silva et al. (2005) necessidades-especiais/ Revisão de literatura e Revisão de literatura e Discussão DiscussãoSocialização do acadêmico Estudo na graduaçãoO atendimento durante a graduação proporciona melhor experiência e Incentiva e elimina medo e insegurança do aluno e futuro profissional.familiarização com o paciente e a conduta clinica a ser seguida e enfatizam anecessidade de se obter profissionais habilitados para atender estes pacientes. http://estomatologiaonline.net/ http://www.deniseribeiro.com.br/especialid ade.php http://www.oirs.com.br/blog/tag/saude- Silva et al. (2005); Carvalho e Araújo Amaral et al (2011); Moraes et al. bucal/ (2004) (2006) 3
  4. 4. 31/01/2013 Revisão de literatura e Revisão de literatura e Discussão Discussão Promoção a saúde bucal e conscientização Acessibilidade Os consultórios não são equipados adequadamente para o A conscientização da família e orientação sobre higiene bucal, dieta e uso do atendimento. flúor tornam-se importantes para o bem estar do paciente. http://caminhosdoautismo.blogspot.com.br/2010/07/dentista-que-desafia-o- http://drajacquelinefidelis.blogspot. Menezes et al. (2011); http://odontologiaespecial.blogspot.com.br/2012/01/acessibilidade-na-odontologia-avancos.html / ASSCID : Australian society os special autismo.html com.br/2011_04_01_archive.html Marta (2011) care in dentistry. Silva et al. (2005) As principais condutas éticas: Conclusão - Manter as obrigações éticas de atendimento, que temos com todos os pacientes.As principais condutas clínicas: - Conhecer o assunto assim diminuindo o medo e eliminando o preconceito frente ao-Incentivo de saúde oral e ensinamento de técnica de higiene atendimento de pacientes com necessidades especiais.e orientação de dieta para os pacientes, pais e cuidadores. - não negar atendimento de urgência e saber encaminhar o paciente quando- Prevenção das doenças cárie e periodontal. necessário.-Equipe multidisciplinar para planejamento eexecução do tratamento odontológico. Imagem cedida pela Profª.Dulce Cabelho Passarelli Imagem cedida pela Profª.Dulce Cabelho Passarelli 4
  5. 5. 31/01/2013Referências• Peres AS, Peres SHCS, Silva RHA. Atendimento a pacientes especiais: reflexão sobre os aspectos éticos e legais. Rev. Fac. Odontol. Lins, Piracicaba. 2005; 17(1): 49-53.• Carvalho EMC, Araújo RPC. A saúde bucal em portadores de transtornos mentais e comportamentais. Pesq Bras odontoped Clín Integr, João Pessoa. 2004; 1(4): 65-75.• Silva ZCM, Pagnoncelli SD, Weber JBB, Fritscher AMG. Avaliação do perfil dos pacientes vom necessidades especiais da clinica de odotopediatria da faculdade de odontologia da PUCRS. Revista odonto ciência- Fac. Odonto/PUCRS. 2005; 50(20)• Oliveira LFA, Oliveira CCC, Gonçalves SRJ. Impacto de um programa de educação e motivaçao de higiene oral direcionado a crianças portadoras de necessidades especiais. Odontologia. Clín.- ciêntifica., Recife. 2004; 3 (3): 187-192.• Moraes ABA, Batista CG, Lombardo I, Horino LE, Rolim GS. Verbalização de alunos de odontologia sobre a iclusão social de pessoas com deficiência. Psicologia em Estudo, Maringá. 2006; 3(11): 607-615.• Campos JADB, Giro EMA, Orrico SRP, Oliveira APC, Lorena SM. Correlação entre a prevalencia de cárie e a utilização de medicamentos em pacientes com necessidades especiais institucionalizados e não institucionalizados. Salusvita, Bauru. 2006; 1(25): 35-42.• Sampaio EF, César FN, Martins MGA. Perfil odontológicos dos pacientes portadores de necessidades especiais atendidos no instituto de previdência do estado do Ceará. RBPS. 2004; 17(3): 127-134.• Haas NAT, Alves UM, Rocha VAF. O desafio do diagnóstico oral em pacientes especiais. RFO. 2009 3(14): 211-215.• Castro AM, Marchesoti MGN, Oliveira FS, Novaes MSP. Ver Odontol UNESP, Araraquara. 2010; 39(3): 137-142.• Menezes TO, Smith CA, Passos LT, Pinheiro HHC, Menezes SAF. Perfil dos pacientes com necessidades especiais de uma clínica de odontopediatria. RBPS, Fortaleza. 2011; 24(2): 136-141.• Amaral COF, Aquotte APC, Aquotte LC, Parizi AGC, Oliveira A. Avaliacao das expectativas e sentimentos de alunos de odontologia frente ao atendimento de pacientes com necessidades especiais. RFO, Passo Fundo. 2011; 16(2): 124-129.• Souza RC, Martins RB, Giovani EM. Prevalência de cárie em grupos distintos de pacientes com necessidades especiais. Rev Assoc cir dent. 2011; 65(4): 264-267.• Marta SN. Programa de assistência odontológica ao paciente especial: uma experiência de 13 anos. RGO- revista gaúcha odontol., Porto Alegre. 2011; 59(3):379-385. 5

×