SILÊNCIO PLENO CLASSE...
Apresentando a professora Romilda
Intemperismo é um conjunto
de fenômenos que levam à
transformação dos minerais, e
portanto, as rochas.
Os fenômenos podem ser:
Físicos ou mecânicos
Biológicos
Ou Químicos
O fator primordial para determinar o tipo
de intemperismo que o mineral sofrerá é
o clima da região.
Serão abordados também os
fenômenos da cristalização
de sais e congelamento da
água.
Comecemos então com
o Intemperismo Físico!
Com a professora Paula
No Brasil o Intemperismo Físico é muito
comum no nordeste brasileiro.
Variação de temperatura
Todos os corpos se expandem quando
aquecidos e se contraem quando
resfriados.
Desta forma, rochas submetidas a um
processo contínuo de expansão e contração
tendem a se fragmentar pelo enfraquecimento
...
Alívio de pressões
Algumas rochas são formadas nas profundezas da
crosta terrestre sob uma pressão muito elevada.
Conforme...
Veremos agora a Cristalização de Sais
e Congelação.
Com a professora Helena
E seu bico de papagaio...
A cristalização de sais, assim como a
congelação, é um fenômeno do
Intemperismo Físico.
Cristalizações de Sais
Este tipo de intemperismo ocorre
sempre que se dão as condições
propícias de clima quente e úmido e...
Os sais são provenientes da brisa marinha, respingos
das ondas e ressacas.
A solução salina ao encontrar a superfície
da rocha penetra em suas microfraturas,
abertas devido à fadiga por aquecimento...
A água da solução se evapora rapidamente em
virtude da presença de vento e sol. Esta
evaporação leva ao aumento da concent...
Congelação
A água da chuva ou de derretimento,
facilmente penetra em fraturas ou em planos
diversos existentes nas rochas....
Este tipo de intemperismo ocorre em
regiões com inverno rigoroso (temperaturas
abaixo de 0°C) e verão relativamente
quente.
Veremos agora o Intemperismo
Biológico.
MORRI!
Com a professora Janes
Exemplo de Intemperismo Biológico causado
pela ação das raízes das plantas na fendas das
rochas.
Exemplo de Intemperismo Biológico causado
por animais, no caso, ouriços do mar.
Veremos agora o Intemperismo
Químico.
Com o professor Douglas
O principal agente do
intemperismo químico é a água.
No Brasil é um fenômeno muito comum na Amazônia.
Existem três estádios na evolução
intempérica.
Estádios são estações,
transformações, etc.
Da dissolução do feldspato surge a argila.
O segundo estádio se dá quando os minerais
estão totalmente decompostos mas ainda se
percebe a textura original da rocha.
O terceiro estádio se dá na decomposição total da rocha,
sem a permanência da textura original, ao qual
chamamos simplesme...
O ferro e o manganês são os elementos mais
suscetíveis à oxidação durante o intemperismo
Decomposição por oxidação (enferr...
Decomposição por queluviação (redução)
Os íons (átomos ou moléculas que perderam ou
ganharam elétrons) de ferro e alumínio...
São dois processos que se
complementam.
Pela hidratação a água é incorporada
pelo mineral, fazendo parte da parte
cristali...
Decomposição pelo ácido carbônico
A água da chuva dissolve o carbono da atmosfera
sendo que uma parte se combina com a águ...
Os minerais são dissolvidos por água pura ou
misturados com ácido carbônico.
Conte mais professor!
?
?
?
?
?
?
?
Processo ...
Uma pequena revisão agora antes de
fazermos exercícios.
Intemperismo FísicoIntemperismo Biológico Intemperismo Químico
Variação de temperatura
Alívio de pressão
Cristalização de ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação

434 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
434
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação

  1. 1. SILÊNCIO PLENO CLASSE...
  2. 2. Apresentando a professora Romilda
  3. 3. Intemperismo é um conjunto de fenômenos que levam à transformação dos minerais, e portanto, as rochas.
  4. 4. Os fenômenos podem ser: Físicos ou mecânicos Biológicos Ou Químicos
  5. 5. O fator primordial para determinar o tipo de intemperismo que o mineral sofrerá é o clima da região.
  6. 6. Serão abordados também os fenômenos da cristalização de sais e congelamento da água.
  7. 7. Comecemos então com o Intemperismo Físico!
  8. 8. Com a professora Paula
  9. 9. No Brasil o Intemperismo Físico é muito comum no nordeste brasileiro.
  10. 10. Variação de temperatura Todos os corpos se expandem quando aquecidos e se contraem quando resfriados.
  11. 11. Desta forma, rochas submetidas a um processo contínuo de expansão e contração tendem a se fragmentar pelo enfraquecimento da sua estrutura.
  12. 12. Alívio de pressões Algumas rochas são formadas nas profundezas da crosta terrestre sob uma pressão muito elevada. Conforme a camada sobreposta vai sendo removida pela erosão, a pressão é liberada e a rocha tende a se expandir, podendo gerar uma série de grandes fraturas.
  13. 13. Veremos agora a Cristalização de Sais e Congelação.
  14. 14. Com a professora Helena E seu bico de papagaio...
  15. 15. A cristalização de sais, assim como a congelação, é um fenômeno do Intemperismo Físico.
  16. 16. Cristalizações de Sais Este tipo de intemperismo ocorre sempre que se dão as condições propícias de clima quente e úmido e a presença de sais dissolvidos nas rochas.
  17. 17. Os sais são provenientes da brisa marinha, respingos das ondas e ressacas.
  18. 18. A solução salina ao encontrar a superfície da rocha penetra em suas microfraturas, abertas devido à fadiga por aquecimento e resfriamento solar.
  19. 19. A água da solução se evapora rapidamente em virtude da presença de vento e sol. Esta evaporação leva ao aumento da concentração dos sais, tendo início o crescimento de cristais, que desenvolvem pressões sobre as paredes das fraturas e poros das rochas, produzindo seu enfraquecimento e, finalmente, sua ruptura.
  20. 20. Congelação A água da chuva ou de derretimento, facilmente penetra em fraturas ou em planos diversos existentes nas rochas. Quando congela, ela expande seu volume em cerca de 9% exercendo uma grande pressão nas paredes das rochas que as contém. O stress (tensão) produzido cada vez que a água congela é de cerca de 110 kg/cm2, equivalente ao produzido por uma bola de ferro deixada cair de uma altura de 3 metros.
  21. 21. Este tipo de intemperismo ocorre em regiões com inverno rigoroso (temperaturas abaixo de 0°C) e verão relativamente quente.
  22. 22. Veremos agora o Intemperismo Biológico. MORRI!
  23. 23. Com a professora Janes
  24. 24. Exemplo de Intemperismo Biológico causado pela ação das raízes das plantas na fendas das rochas.
  25. 25. Exemplo de Intemperismo Biológico causado por animais, no caso, ouriços do mar.
  26. 26. Veremos agora o Intemperismo Químico.
  27. 27. Com o professor Douglas
  28. 28. O principal agente do intemperismo químico é a água.
  29. 29. No Brasil é um fenômeno muito comum na Amazônia.
  30. 30. Existem três estádios na evolução intempérica. Estádios são estações, transformações, etc.
  31. 31. Da dissolução do feldspato surge a argila.
  32. 32. O segundo estádio se dá quando os minerais estão totalmente decompostos mas ainda se percebe a textura original da rocha.
  33. 33. O terceiro estádio se dá na decomposição total da rocha, sem a permanência da textura original, ao qual chamamos simplesmente de solo. Veremos agora como são classificados os diversos tipos de Intemperismo Químico.
  34. 34. O ferro e o manganês são os elementos mais suscetíveis à oxidação durante o intemperismo Decomposição por oxidação (enferrujar)
  35. 35. Decomposição por queluviação (redução) Os íons (átomos ou moléculas que perderam ou ganharam elétrons) de ferro e alumínio, ao contato do húmus são quebrados.
  36. 36. São dois processos que se complementam. Pela hidratação a água é incorporada pelo mineral, fazendo parte da parte cristalizada, afrouxando os capilares do mineral. No segundo passo, acontece a hidrolise, com a quebra da parte cristalizada, decompondo o mineral. Decomposição por hidratação e hidrólise Um exemplo de fórmula química que explica esse processo: 3KAlSi3O8 + 12H2O + 2H+ → KAl3Si3O10(OH)2 + 2K+ + 6H4SiO4 → → 3(OH)4Al2Si2O5 + 2K+ Isso aqui é aula de geografia PUOOORRAAA!!!!
  37. 37. Decomposição pelo ácido carbônico A água da chuva dissolve o carbono da atmosfera sendo que uma parte se combina com a água, transformando-se em ácido carbônico.
  38. 38. Os minerais são dissolvidos por água pura ou misturados com ácido carbônico. Conte mais professor! ? ? ? ? ? ? ? Processo muito comum, sofrido pelo mármore em cidades com clima úmido. Em profundidade, a água subterrânea circula por fendas podendo gerar cavernas calcárias. Dissolução
  39. 39. Uma pequena revisão agora antes de fazermos exercícios.
  40. 40. Intemperismo FísicoIntemperismo Biológico Intemperismo Químico Variação de temperatura Alívio de pressão Cristalização de sais Congelação Oxidação Redução Hidratação e Hidrólise Ácido Carbônico Dissolução Ação dos vegetais Ação dos animais

×