Apre.visão subnormal

2.156 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.156
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
70
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apre.visão subnormal

  1. 1. Seminário Virtual Inclusão e Tecnologias Assistivas Grupo:Adriana N. Barreto Lima Doraci M.Medeiros Santos Marcelo Souza Torres Turma: RJ02 ITA Mediador: Fábio Lapolli Visão Subnormal
  2. 2. Visão subnormal ou baixa visão é um comprometimento da função visual que impossibilita uma visão útil para os afazeres habituais. O que pode ser visto por pessoas com visão subnormal. O que é Visão Subnormal?
  3. 3. Pais e professores devem estar atentos a alguns sinais ou sintomas físicos, característicos de pessoas com baixa visão. <ul><li>Crianças com constantes dores de cabeça </li></ul><ul><li>Crianças que aproximam objetos aos olhos, para visualizarem melhor </li></ul><ul><li>Crianças com dificuldades de ler na lousa </li></ul><ul><li>Crianças que piscam além do normal </li></ul><ul><li>Intolerância a claridade </li></ul>Cuidados e Atenção!
  4. 4. <ul><li>Recursos ópticos são lentes de uso especial que tem por objetivo ampliar a margem da retina, melhorando a visão residual. ( Deve ser usado mediante orientação médico oftalmológico).Não são indiacados a todos os individuos com baixa visão. </li></ul>Óculos especial para perto Lupa manual Telescópio manual Telelupa montada para óculos Recursos Ópticos
  5. 5. São recursos que melhoram as condições do ambiente com a finalidade de aumentar a resolução visual. Pode ser usados em conjunto com os recursos ópticos. <ul><li>Iluminação adequada; </li></ul><ul><li>Apoio adequado para leitura e escrita; </li></ul><ul><li>Cadernos com pautas ampliadas; </li></ul><ul><li>Lápis 6B ou 3B; </li></ul><ul><li>Canetas hidrográficas que permitem maior contraste. </li></ul>Recursos Não Ópticos
  6. 6. <ul><li>Lupa Eletrônica : Usado por pessoas que necessitam de grande ampliação de texto e imagem </li></ul><ul><li>Computador : Permite o acesso a programas que possibilitam a ampliação de caracteres e sintetizadores de voz. </li></ul>Temos também os Recursos Eletrônicos
  7. 7. <ul><li>Sentar o aluno na parte central da sala, aproximadamente um metro do quadro negro; </li></ul><ul><li>Caso seja indicado pelo médico o uso do óculos, estimular para que seu aluno use constantemente; </li></ul><ul><li>Evitar que a claridade vá direto nos olhos do aluno; </li></ul><ul><li>Organizar seu trabalho de acordo com a condição visual de seu aluno. </li></ul>Cuidados que se deve ter com alunos de Baixa Visão
  8. 8. <ul><li>O Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) vem nos últimos anos se dedicando à criação de um sistema de computação destinado a atender aos deficientes visuais. O sistema operacional DOSVOX permite que pessoas cegas utilizem um microcomputador comum (PC) para desempenhar uma série de tarefas, adquirindo assim um nível alto de independência no estudo e no trabalho. </li></ul><ul><li>Retirado do: </li></ul><ul><li>http://intervox.nce.ufrj.br/dosvox/ </li></ul>
  9. 9. Continuação ... <ul><li>O sistema DOSVOX é hoje usado por mais de 2000 pessoas de baixa visão ou cegas em todo Brasil. Através do sistema Dosvox essas pessoas podem, editar textos em tinta e em Braille, ler jornais e livros, acessar a Internet, ou realizar outras funções profissionais e de lazer. Esta independência através dos computadores é algo bem recente e estimulador. </li></ul>
  10. 10. Centro de Estudos Prof° José Antônio Borges O SISTEMA DOSVOX ajuda a melhorar vida das pessoas com deficiência visual, porque lhes permite utilizar a computação no seu cotidiano e também estimula as pessoas com visão subnormal. Prof. José Antonio Borges coordenador do Projeto DOSVOX da Universidade Federal do Rio de Janeiro
  11. 11. <ul><li>DOSVOX_01. wmv </li></ul><ul><li>Ant_2001.mp3 </li></ul><ul><li>Ren_2003.mp3 </li></ul>Links de Vídeos e Áudios
  12. 12. Ter conhecimento do diagnóstico e avaliação funcional da visão de seu aluno, dos recursos disponíveis, do envolvimento da família, facilitará o planejamento pedagógico, e irá proporcionar a seu aluno um ambiente facilitador de sua inclusão. Conclusão
  13. 13. http://www.auxiliosopticos.fcm.unicamp.br/auxilios_opticos.php http://www.visaolaser.com.br/doencas_cirurgia/doencas/baixavisao.htm http://www.sed.ms.gov.br/index.php?templat=vis&site=98&id_comp=284&id_reg=57&voltar=lista&site_reg=98&id_comp_orig=284 http://visaosubnormaldeficitcongnitivo.blogspot.com/ http://www.sac.org.br/CEN_DOS.htm Referências Bibiográficas

×