Metáforas

1.100 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metáforas

  1. 1. PMI 1 Metáfora e Retórica Metáfora e Retórica Projecto Multidisciplinar I Trabalho realizado por: Diogo Magalhães, 351207012 WS2
  2. 2. PMI 2 Metáfora e Retórica Índice Introdução PÁG.3 Características da Máfia PÁG.4 Símbolo escolhido para caracterizar a Máfia PÁG.5 Significado do símbolo escolhido PÁG.5
  3. 3. PMI 3 Metáfora e Retórica Introdução Na sequência dos trabalhos que temos vindo a realizar, foi proposto esta semana um trabalho referente às metáforas, sendo que nos foi facultado um texto que incidia num tema referente à Máfia. O titulo do Texto é “ Discurse, Espitemology and Organization : A Discursive Footnote” de Tom Keenoy, Cliff Oswick e de David Grant e descreve detalhadamente esta organização. O autor começa por dizer que a Máfia surge com uma metáfora para a Sicília e a Sicília para o estado Italiano e, por fim , de que todo o livro pode ser uma metáfora para uma organização contemporânea.
  4. 4. PMI 4 Metáfora e Retórica Características da Máfia Após uma leitura exaustiva do excerto, era-nos pedido que listássemos um conjunto de características da Máfia em Sicília. Resolvi destacar aquelas que, na minha opinião, definem exactamente o que é a Máfia e as suas aptidões. A primeira característica que encontrei diz que os membros da “organização” não falam, publicamente, sobre a Máfia a não ser que seja em frente a um juiz, estranhamente, pois um tribunal seria o ultimo lugar onde se esperaria a verdade por parte desta “Organização”. Pode-se verificar que a “palavra” é algo muito importante no seio da Máfia, este facto é também descrito no texto, quando o autor refere que se pode confiar nos “homens de honra” e que estes dizem sempre a verdade, percebe-se a importância deste facto mais tarde quando Peter Robb explica que na Máfia os acordos escritos não existem (afirma mesmo que: “O discurso é um recurso primário da organização. Não há registos (…)”) mas para que a organização possa continuar eficaz é necessário que a comunicação verbal seja exacta e verdadeira. Outra característica diz respeito à hierarquia dentro da Máfia, o texto diz-nos que esta é linear, mas todo o processo que implica continua a ser obscuro, pode mudar a qualquer momento e pode por vezes ser mutável. Mesmo sendo uma organização mundialmente conhecida, esta gosta sempre de manter a descrição, desta forma, não há logótipos nesta organização, nem declarações de missão da rede mafiosa nem esta lança produto ao público em geral. Outro facto interessante que encontrei no texto refere-se ao fluxo palpável desta agência e ao seu alcance temporal e espacial, que segundo o autor é algo muito extenso que se torna difícil acreditar que esta organização não tem uma estrutura organizacional que a limite ou direccione. A Máfia como instituição cultural e sócio- psicológica, é considerada uma plataforma com uma estrutura muito poderosa, com uma durabilidade extraordinária bem como uma enorme capacidade de se reestruturar em resposta a alterações no “mercado”. Já quase no final do excerto, Peter Robb descreve detalhadamente algumas imagens estereotipadas do grande grupo que é a Máfia que representam também a grandiosidade deste organismo na vida social em Sicília e além dela. As imagens gráficas a que me refiro são: mulheres vestidas de preto; órfãos; cor berrante no túmulo de um artista famoso; o método que eles usaram para fazer o café expresso, em Nápoles; uma fotografia esquecido que se
  5. 5. PMI 5 Metáfora e Retórica torna uma prova crítica; alcunhas; um beijo hipotético entre dois homens numa reunião que nunca aconteceu. Todas estas evidências (e muitas mais) são um fragmento que aparecem como representativos do conjunto. Símbolo escolhido para caracterizar a Máfia ~ Significado do símbolo escolhido Escolhi este logo pois parece o mais indicado para descrever o que é a Máfia. Analisando a imagem ao detalhe poderemos observar no centro do logótipo um homem de negro segurando duas armas. Comparando o logótipo com as características referidas no texto constatamos que há uma figura desconhecida pois não lhe conseguimos ver a cara, sendo esta uma das características da Máfia, ou seja, poucas são as pessoas que sabem a identidade dos mafiosos. Outra característica da Máfia é a brutalidade com que resolve todos os problemas, recorrendo quase sempre à violência e na imagem o homem segura duas pistolas com silenciadores que caracteriza o tipo de morte dos mafiosos (fatal e silenciosa). Podemos também comentar o facto de o indivíduo estar de fato com gravata vermelha, sinal de poder e
  6. 6. PMI 6 Metáfora e Retórica dinheiro, visto que controlam todo o monopólio do poder e do dinheiro. Na Máfia cada pessoa sabe o que tem a fazer mesmo não tendo regras formais. A imagem transmite a força da Máfia e também a união que há na Máfia daí a imagem estar iluminada por todo podendo ser um sinal de apoio entre os mafiosos.

×