Argumentação e lógica formal 
Importância do estudo da logica: Aprender a pensar melhor, de modo mais claro, 
organizado e...
A observação regular de um facto permite construir um argumento que contém 
uma conclusão que exprime uma previsão. 
Induç...
Regra 4 – Nenhum termo pode ter maior extensão na conclusão que na premissa 
onde se encontra.(Falacia da ilícita maiormen...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Argumentação e lógica formal- resumos filosofia

262 visualizações

Publicada em

Resumos de 11º ano de filosofia

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Argumentação e lógica formal- resumos filosofia

  1. 1. Argumentação e lógica formal Importância do estudo da logica: Aprender a pensar melhor, de modo mais claro, organizado e rigoroso sobre diversas situações e assuntos. Noções básicas: Conceito- Representação mental que reúne características essenciais próprias de indivíduos de uma mesma classe. Termo- São palavras que exprimem os conceitos. Qualidade e Quantidade das proposições Qualidade- Refere-se ao carater afirmativo ou negativo de proposições; Quantidade- Refere-se á extensão em que sujeito da proposição é tomado. ( Todos, alguns, nenhuns) Proposições: Modo: Tipo A- Universal Afirmativa Tipo E- Universal Negativa Tipo I- Particular afirmativa; Tipo O- Particular negativa. Validade e verdade das proposições Noção de verdade – Refere-se á correspondência( ou não) entre o dito no argumento e a realidade( conteúdo). Noção de validade – Refere-se ao modo como o argumento é construído de tal modo que haja uma relação necessária entre as premissas e a conclusão. Noção de indução: a partir da observação de casos particulares é possível inferir que aquilo que se verifica nesses casos, se verificara em todos os casos do mesmo género ( geralparticular)
  2. 2. A observação regular de um facto permite construir um argumento que contém uma conclusão que exprime uma previsão. Indução probabilística: A sua validade reside num cálculo de probabilidades de modo a distinguir as induções validas das inválidas. Formas de inferência inválida Termo maior – Predicado da conclusão Termo menor- Sujeito da Conclusão Termo médio- Aparece em ambas as premissas mas não aparece na conclusão. Regras de validade silogística e falacias Regra 1 – O silogismo so pode ter três termos. Ex: Todas as rosas são flores A Rosa e fã de U2. Logo, alguns faz de U2 são flores – Este silogismo tem 4 termos. Regra 2- o termo medio nunca pode aparecer na conclusão Regra 3- O termo médio tem de ser tomado universalmente (estar distribuído) pelo menos uma vez.(falacia do termo não distribuído) Ex: Alguns seres vivos são gatos – seres vivos( P.A) Alguns seres vivos são cães – Seres vivos (P.A) Logo, alguns cães são gatos
  3. 3. Regra 4 – Nenhum termo pode ter maior extensão na conclusão que na premissa onde se encontra.(Falacia da ilícita maiormenor) Todos os artistas são aplaudidos Alguns espanhóis são artistas Logo todos os espanhóis são aplaudidos Regra 5- De duas premissas afirmativas não se pode extrair uma conclusão negativa Regra 6 –De duas premissas negativas nada se pode concluir Regra 7- De duas premissas particulares nada se pode concluir Regra 8 – A conclusão tem sempre que seguir a parte mais fraca Alguns cães são castanhos Nenhum urso-polar é castanho Logo, todos os ursos-polares são cães. Para ser correto a conclusão teria que ser particular negativa. Figura do silogismo Primeira figura – O termo médio é sujeito na premissa maior e predicado na premissa menor; Segunda figura – O termo médio ocupa o lugar de predicado em ambas as premissas Terceira figura – O termo medio ocupa o ligar de sujeito em ambas as premissas; Quarta figura – O termo medio é predicado na premissa maior e sujeito na premissa menor;

×