Como preparar Má educação recheada com desrespeito ao magistério e decorada com redução                    de respeito à c...
Não se assuste se começar a ebulir com protestos, reivindicações egreves. Primeiro finja que não percebeu o movimento – o ...
Como preparar Má educação recheada com desrespeito ao magistério e decorada com redução de respeito à cidadania (receita à...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como preparar Má educação recheada com desrespeito ao magistério e decorada com redução de respeito à cidadania (receita à moda baiana)

200 visualizações

Publicada em

Ensaio

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como preparar Má educação recheada com desrespeito ao magistério e decorada com redução de respeito à cidadania (receita à moda baiana)

  1. 1. Como preparar Má educação recheada com desrespeito ao magistério e decorada com redução de respeito à cidadania (receita à moda baiana) Dina Maria RosárioIngredientes: escolas com estrutura física deteriorada; professores etécnicos concursados que atuam na educação básica; professores e técnicoscom contrato temporário; alunos; pais; péssimas condições de trabalho;baixo salário; manipulação da opinião pública; discursos de incompetênciada instituição escolar pública; teorias científicas que atribuam à escola aorigem e a solução de todos os males sociais.Elaboração: coloque professores, técnicos e alunos na pressão deuma escola com estrutura de prisão ou manicômio (janelas, portase corredores com acessos precedidos por grades e sistema devigilância) durante 200 dias letivos. Não esqueça de separar osgrupos amarrando-os com cordões da marca eu me oponho a vocêe nem sei porque. Separe, também, os professores dos técnicoscom fios do tipo eu sou melhor e mais importante que você.Tanto no grupo dos professores quanto dos técnicos separe osconcursados dos contratados amarrando firmemente cada grupocom uma linha tipo trabalhamos juntos mas eu tenho mais direitosque você. Arrume em camadas hierárquicas colocando osfuncionários da segurança, da higienização e da cozinha bem nofundo e separados dos outros por uma folha transparente da marcafinja que eles não existem.Enquanto isso, ponha de molho os salários (por 10 anos). Piqueem pedaços pequenos a estrutura física e pedagógica das escolas –quanto maior a desértica aparência de campo de guerra melhor.Frite os direitos trabalhistas dos técnicos, funcionários eprofessores. Torre a paciência dos pais com os discursos sobre aincompetência dos professores e da escola. Salpique tudo comnotícias sobre violência na escolar (Fica ótimo!). Aqueça umafrigideira com os resultados das avaliações em larga escala e osem refogue uma reunião de colegiado.
  2. 2. Não se assuste se começar a ebulir com protestos, reivindicações egreves. Primeiro finja que não percebeu o movimento – o silênciogovernamental opera milagres. Se não funcionar esfrie a fervurautilizando os veículos de comunicação para culpabilizar asprofessores pela má qualidade da educação – vale a pena afirmar aincompetência dos profissionais e a insinuar que a categoria temvida mansa pois sempre funciona. Se eles resistirem apele para apressão dos pais e responsáveis lembrando-os que os alunos dofinal do ensino médio estão se preparando para o vestibular eserão prejudicados – essa é infalível. Para evitar que volte a ebulircontrate alguns especialistas para entoar os hipnóticos cânticosdas teorias científicas que atribuem à escola a origem e a soluçãode todos os males sociais.Está pronto o prato que serve a todos os governos neoliberais quebuscam uma eficiente forma de colonizar as mentes e os bolsosdos cidadãos.Obs: As quantidades para os ingredientes da receita podem variarde acordo com o partido político no poder. O segredo para garantiruma excelente má educação é caprichar na manipulação daopinião pública (pais e alunos), na desestruturação do sistema deensino e na insatisfação docente.

×