Religião Afro-brasileira. Orixas mitos

5.989 visualizações

Publicada em

Espiritualidade, Religião Afro, Iorubá, Orixás, OXALÁ , EXU,
OGUM, OXUM, XANGÔ, IEMANJÁ,

Publicada em: Espiritual
0 comentários
18 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.989
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
505
Comentários
0
Gostaram
18
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000, página 21
  • 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000, página 21
  • 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000, página 21
  • 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000, página 21
  • 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000, página 20
  • Religião Afro-brasileira. Orixas mitos

    1. 1. ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPÍRITA MITOS DOS ORIXÁS
    2. 2. 1. Religiões Afro- brasileiras 2. Orixás 3. Umbanda RELIGIÕES
    3. 3. No começo não havia separação entre o ORUM, o céu dos orixás, e o AIÊ, a Terra dos humanos. Homens e divindades iam e vinham, coabitando e dividindo vidas e aventuras. Conta-se que, quando o ORUM (Céu) fazia limite com o AIÊ (Terra), um ser humano tocou o ORUM com as mãos sujas. Efoiinventadoocandomblé...
    4. 4. O céu imaculado do Orixá fora conspurgado. O branco imaculado de Obatalá (criador do homem) se perdera. Oxalá foi reclamar a ordem. OLORUM, Senhor do Céu, Deus Supremo, irado com a sujeira, o desperdício e a displicência dos mortais, soprou enfurecido seu sopro divino e separou para sempre o Céu da Terra. Efoiinventadoocandomblé...
    5. 5. Assim, o ORUM (Céu) separou-se do mundo dos homens e nenhum homem poderia ir ao ORUM e retornar com vida. E os orixás também não poderiam vir a terra com seus corpos. Agora havia o mundo dos homens e o dos orixás, separados. Isolados dos humanos habitantes do AIÊ (Terra), as divindades entristeceram. Efoiinventadoocandomblé...
    6. 6. Os orixás tinham saudade de suas peripécias entre os humanos e andavam tristes e amuados. Foram queixar-se com OLODUMARE (Deus Supremo), que acabou consentido que os orixás pudessem vez por outra retornar à Terra. Para isso, entretanto, teriam que tomar o corpo material de seus devotos. Foi a condição imposta por OLODUMARE. E foi inventado o candomblé... (Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás) Efoiinventadoocandomblé...
    7. 7. • EXU – LEGBA – ELEGUÁ - BARÁ • OGUM • OXÓSSI - ODÉ • IEMANJÁ • OXUM • XANGÔ • OIÁ - IANSÃ • OXALÁ – OBATALÁ - ORIXANLÁ - OXALUFÃ • OBALUAÊ – OMULU - XAPANÃ - SAPATÁ • OSSAIM • NANÃ • OXUMARÉ • EUÁ • OQUÊ • OTIM • OBÁ • IBEJIS • ORANIÃ • AJÊ XALUGÁ • EUÁ • ODUDUA • ORANIÃ • AJALÁ • IÁ MI OXORONGÁ • OLOCUM • ONILÉ • ORUNMILÁ OU IFÁ • ERINLÉ – INLÉ - IBUALAMA • ORI • ERINLÉ - INLÉ - IBUALAMA • OXAGUIÃ - AJAGUNÃ • OBÁ • LOGUNEDÉ MITOSDOSORIXÁS
    8. 8. EXU LEGBA ELEGUÁ BARÁ MITOSDOSORIXÁS
    9. 9. • (...) EXU é o orixá sempre presente, pois o culto de cada um dos demais orixás depende de seu papel de mensageiro. • Sem ele orixás e humanos não podem se comunicar. • Responsável pelo movimento, mudança ou reprodução, trocas mercantis e fecundação biológica. EXU
    10. 10. • (...) Conta o mito que EXU foi aconselhado a ouvir todos os dramas vividos pelos seres humanos. • Exu juntou um nº incontável de histórias e assim tinha todo o conhecimento necessário para desvendar os mistérios sobre a origem e o governo do mundo dos homens e da natureza. • Este conhecimento foi passado a um adivinho de nome ORUNMILÁ (IFÁ) que transmitiu as seus seguidores este saber. ( Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás) EXU
    11. 11. • Orixá mensageiro, dono das encruzilhadas e guardião da porta de entrada da casa, sempre o primeiro a ser homenageado. • Na época dos primeiros contatos de missionários cristãos com os iorubás na África, Exu foi grosseiramente identificado pelos europeus com o diabo e ele carrega esse fardo até os dias de hoje. (6) EXU
    12. 12. EXU • É o guardião dos tempos, casa, cidades e pessoas. • Sincretismo: São Gabriel (1) Santo Antonio (8) • Saudação: Laroê Exu • Nomes: Exu-Elegbá, Exu-Alaketo • Dia: Segunda-feira • Cores: Vermelho e preto • Domínio: Virilidade • Instrumento: Porrete (Ogo) (1)
    13. 13. EXU • Data Comemorativa: 13 de junho • Cores: Preto e Vermelho • Comidas: Padê (farofa de farinha de milho, azeite de dendê, cebola, carne), carne crua, frango assado, farofa de miudos • Bebida: Cachaça • Domínios: Caminhos e encruzilhadas • Elemento: Terra (8)
    14. 14. Santo Antônio São Gabriel EXU–STOANTÔNIOeSÃOGABRIEL
    15. 15. OGUM MITOSDOSORIXÁS
    16. 16. • Governa o ferro, a metalurgia, a guerra. (6) • É dono dos caminhos, da tecnologia e das oportunidades de realização pessoal. (1) OGUM–SÃOJORGE
    17. 17. No sincretismo religioso, São Jorge corresponde ao orixá Ogum, é o arquétipo do guerreiro. Associado às forças armadas, como da sua figura de comandante supremo iorubá. (3) OGUM–SÃOJORGE
    18. 18. OGUM–SÃOJORGE
    19. 19. OXÓSSI ODÉ MITOSDOSORIXÁS
    20. 20. OXÓSSI Orixá da caça • O Rei da Mata • Senhor dos Animais e Plantas • Sincretismo: São Jorge (1) São Sebastião (8) • Saudação: Okê Arô • Nomes: Ibualamo, Gogobira • Dia: Quinta-feira • Cores: Verde ou Azul • Domínio: Matas e Caças • Instrumento: Ofá – arco e flecha
    21. 21. OXÓSSI–SÃOSEBASTIÃO • Como resultado do sincretismo (...), cada orixá foi também associado a um santo católico.(2) • ODÉ nome genérico para os orixás da caça. Denominação de OXÓSSI na nação nagô do xangô pernambucano e no batuque gaúcho. (6)
    22. 22. IEMANJÁ MITOSDOSORIXÁS
    23. 23. • Orixá do rio Níger, dona das águas, mãe dos orixás. (6) • Senhora das grandes águas, mãe dos deuses, dos homens e dos peixes, aquela que rege o equilíbrio emocional e a loucura. IEMANJÁ–N.SRADOSNAVEGANTES
    24. 24. • NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES ou IEMANJÁ é padroeira de Porto Alegre (2). • A tradicional Festa de Iemanjá na cidade de Salvador, capital da Bahia, tem lugar na praia do Rio Vermelho todo dia 2 de Fevereiro. (7) IEMANJÁ–N.SRADOSNAVEGANTES
    25. 25. IEMANJÁ–N.SRADOSNAVEGANTES
    26. 26. OXUM MITOSDOSORIXÁS
    27. 27. Orixá do rio Oxum, deusa das águas doces, do ouro, da beleza e da vaidade, uma das esposas de Xangô. OXUM preside o amor e a fertilidade, é dona do ouro e da vaidade e senhora das águas doces. (6) OXUM
    28. 28. • Sereia da água doce • Mãe da riqueza e do Amor • Sincretismo: N. Sra. das Candeias • Saudação: Ora Yeyê • Nomes: Aziri, Iyalode • Dia: Sábado • Metal: Latão • Instrumento: espelho (abebé) OXUM
    29. 29. OXUM
    30. 30. XANGÔ MITOSDOSORIXÁS
    31. 31. XANGÔ • Sincretismo: São Jerônimo Saudação: Kawô Kabiesilé Nomes: Sogbo, Kibuco Dia: Quarta-feira Cores: Vermelho e Branco Domínio: Fogo e a Justiça Instrumento: Oxé – machado de 2 gumes (1) • Data Comemorativa: 30 de setembro Cores: Marrom Comidas: Amalá, quiabo, arroz com carne seca, rabada Bebida: Cerveja preta (8)
    32. 32. XANGÔ • Orixá do trovão e da justiça, teria sido rei de Cossô e o quarto rei de Oió. • Conhecedor dos caminhos do poder secular, governador da justiça. (6) • Senhor da Justiça Senhor dos raios e trovões (1)
    33. 33. XANGÔ
    34. 34. XANGÔ–SÃOJERÔNIMO
    35. 35. OIÁ IANSÃ MITOSDOSORIXÁS
    36. 36. • OIÁ ou IANSà dirigem o vento, a tempestade e a sensualidade feminina. • É a senhora do raio e soberana dos espíritos dos mortos, que encaminha para o outro mundo. • Literalmente, a mãe de nove filhos. (6) IANSÖSANTABÁRBARA
    37. 37. • Deusa dos ventos e tempestade, impulsiva e guerreira • Orixá das paixões e aventuras • Sincretismo: Santa Bárbara • Saudação: Êparrei Yansã • Nomes: Oiá Yansã, Matamba • Dia: Quarta-feira • Cores: Vermelho e preto • Domínio: Matas e Caças • Instrumento: Adaga e Eruexim – crina de rabo de boi (1) IANSÖSANTABÁRBARA
    38. 38. • Data Comemorativa: 4 de dezembro • Comidas: Acarajé, inhame, broto de bambu • Bebida: Champanhe • Domínios: Ventos, cemitérios, taquaral, caminhos, águas • Elemento: Fogo (8) IANSÖSANTABÁRBARA
    39. 39. IANSÖSANTABÁRBARA
    40. 40. OXALÁ OBATALÁ ORIXANLÁ OXALUFÃ MITOSDOSORIXÁS
    41. 41. • OXALÁ encabeça o panteão da Criação, formados de orixás que criaram o mundo natural, a humanidade e o mundo social. • Senhor absoluto do princípio da vida. • Respeitados pelos seus filhos – demais orixás – e pelos seus devotos humanos. OXALÁ
    42. 42. • Sincretismo: Jesus Cristo • Saudação: Epa Babá - Oxalá Meu Pai. • Dia da semana: Domingo • Data Comemorativa: 25 de dezembro. • Cores: Branco e Prata • Símbolo: Mão de pilão, opaxorô (cajado). • Comidas: Canjica, acaçá de inhame, arroz com peito de frango, arroz doce. • Bebida: Água mineral, ou vinho branco doce ou vinho tinto doce • Domínios: Praias desertas, colinas, campos, montanhas • Elemento: Ar (8) OXALÁ
    43. 43. OXALÁ
    44. 44. OSSAIM MITOSDOSORIXÁS
    45. 45. • Senhor das Poções Mágicas • Saudação: Eu EÔ • Nomes: Ossanha, Ossanê, Catende • Dia: Sábado • Cor: Verde • Domínio: As Ervas e a Medicina • Instrumento: Sete Hastes de Ferro com um pombo no centro (1) OSSAIM
    46. 46. • Orixá das folhas. • OSSAIM é conhecedor do poder mágico e curativo das folhas e sem sua ciência nenhum remédio mágico funciona. (6) • Sincretismo: São Sebastião (8) OSSAIM
    47. 47. • Data Comemorativa: 20 de janeiro • Comidas: Axoxô (milho com fatias de coco), fruta, inhame, mandioca, milho • Bebida: Vinho tinto, aluá (bebida de milho fermentado), caldo de cana • Domínios: Florestas, matas, terras virgens • Elemento: Terra (8) OSSAIM
    48. 48. NANÃ MITOSDOSORIXÁS
    49. 49. NANÃ Orixá do fundo dos lagos, dona da lama com que OBATALÁ modelou o homem. Teria sido a mãe dos orixás OMULU e OXUMARÊ, que com ela formam a tríade de voduns do Daomé incorporados ao panteão dos orixás. (6)
    50. 50. NANÃ • Senhora da Vida e da Morte • Sincretismo: N. Sra. de Santana • Saudação: Saluba • Nomes: Nanã Burucu • Dia: Sábado • Cores: Lilás • Domínio: As águas dos pântanos (1)
    51. 51. NANÃ • Data Comemorativa: 26 de julho • Cores: Roxo • Símbolo: Ibiri (apetrecho de folha de dendezeiro, ornado com búzio, palha da costa, fios de conta e cabaça) • Comidas: Pirão, jaca, sarapatel • Bebida: Champanhe, vinho • Elemento: Água (8)
    52. 52. • NANÃ é a guardiã do saber e participa com outros orixás do panteão da Terra. • A s atribuições de ONILÉ (Mãe Terra, senhora do nosso planeta) foram redistribuídas entre NANÃ e outros orixás que muitos consideram seus filhos. NANÃ
    53. 53. • NANÃ é dona da lama que existe no fundo dos lagos e com a qual foi modelado o ser humano. • Família: –OXUMARÊ –OMULU –EUÁ NANÃ
    54. 54. NANÃ
    55. 55. OBALUAÊ OMULU XAPANÃ SAPATÁ MITOSDOSORIXÁS
    56. 56. • Guia dos Mortos, Senhor do interior da Terra • Sincretismo: São Lázaro • Audição: Atôtô Baluaê • Dia: Segunda-feira • Cores: Branco, preto e vermelho • Domínio: Saúde e doença • Instrumento: Xaxará (1) OMULU
    57. 57. • Orixá da varíola, das pestes, das doenças contagiosas, da doença infecciosa, o conhecedor da cura. OMULU
    58. 58. OMULU
    59. 59. OXUMARÉ MITOSDOSORIXÁS
    60. 60. OXUMARÉ OXUMARÊ É o deus da serpente que controla a chuva, a fertilidade da terra. OXUMARÉ
    61. 61. OXUMARÉ Orixá do arco-íris. Em Cuba é o nome da coroa de Iemanjá. • Senhor do Movimentos • Mensageiros da Chuva • Sincretismo: São Bartolomeu • Saudação: Arro Bo Boi • Nomes: N’Tyana, Dambalah • Dia: Terça-feira • Cores: Arco-Íris • Domínio: Arco-Íris e cobra • Instrumento: uma cobra de ferro
    62. 62. OQUÊ orixá da montanha. Esquecido no Brasil. MITOSDOSORIXÁS EUÁ orixá das fontes, dona dos cemitérios.
    63. 63. MITOSDOSORIXÁS OTIM orixá do rio Otim, cultuado no batuque do Rio Grande do Sul como mulher de Odé ou Oxóssi. OBÁ dirige a correnteza dos rios e a vida doméstica das mulheres, no contínuo fluxo do cotidiano.
    64. 64. MITOSDOSORIXÁS AJÊ XALUGÁ orixá da riqueza EUÁ Orixá das fontes, dona do cemitérios.
    65. 65. MITOSDOSORIXÁS IBEJIS orixás gêmeos, protetores das crianças. ORANIÃ orixá das profundezas da Terra, filho de Odudua e rei de Ifé.
    66. 66. MITOSDOSORIXÁS ODUDUA Orixá da Criação. Criador da Terra. Masculino ou feminino. ORANIÃ Orixá das profundezas da Terra, filho de Odudua e rei de Ifé.
    67. 67. MITOSDOSORIXÁS AJALÁ Orixá da Criação, é encarregado de fabricar as cabeças, ORI, está esquecido no Brasil e em Cuba IÁ MI OXORONGÁ Feiticeiras, mães ancestrais
    68. 68. MITOSDOSORIXÁS OLOCUM Orixás dos mares. Mãe de Iemanjá. Também aparece como orixá masculino. No Brasil é uma qualidade de Iemanjá.
    69. 69. MITOSDOSORIXÁS ONILÉ Literalmente Dona de ILÊ, Dona da Terra. Orixá feminino pouco conhecido do Brasil, homenageado, contudo, em candomblés tradicionais da Bahia e candomblés africanizados, especialmente no início do xirê (ritual de dança). Também chamada AIÊ
    70. 70. MITOSDOSORIXÁS ORUNMILÁ ou IFÁ é o conhecedor do destino dos homens, o que detém o saber do oráculo, o que ensina como resolver toda sorte de problema e aflição
    71. 71. MITOSDOSORIXÁS ERINLÉ INLÉ IBUALAMA Orixá da caça, pai do orixá LOGUM EDÉ. Está esquecido do Brasil, onde Oxóssi tomou seu lugar em muitos mitos, e é raramente cultuado em Cuba.
    72. 72. MITOSDOSORIXÁS ORI Divindade da cabeça de cada indivíduo. Recebe oferendas no ritual do BORI (sacrifício à cabeça, primeiro rito de iniciação no candomblé).
    73. 73. MITOSDOSORIXÁS • ERINLÉ INLÉ IBUALAMA Orixá da caça, pai do orixá LOGUM EDÉ, o mesmo que INLÉ. Está esquecido no Brasil, onde OXÓSSI tomou seu lugar em muitos mitos, e é raramente cultuado em Cuba.
    74. 74. MITOSDOSORIXÁS OXAGUIÃ AJAGUNÃ Orixá jovem. Orixá da Criação. Inventou o pilão para comer inhame mais facilmente, criando assim a cultura material. No Brasil e em Cuba é considerado uma qualidade de Oxalá, na África é o orixá que teria sido rei de EJIGÔ, o ELEJIGBÔ
    75. 75. • Orixá do rio Obá, uma das esposas de Xangô. • Rainha guerreira • Sincretismo: N. Sra. Das Neves • Saudação: Obá Xirê • Dia : Sábado • Cores: Vermelho e Branco • Domínio: A Queda Dágua • Metal: Cobre • Instrumento: Lançpa e Escudo OBÁ
    76. 76. Orixá da caça e da pesca, filho de Erinlé ou Oxóssi com Oxum. • Príncipe das Matas, metade do ano é homem e na outra metade, mulher – filho de Oxóssi e Ogum • Sincretismo: Santo Expedito • Saudação: Lossi, Lossi, Logun • Cores: Azul Turquesa e Amarelo • Domínio: Matas e cachoeiras • Metal: Latão • Instrumento: Abebé de Oxum e Ofá de Oxossi • Signo: Touro e Libra LOGUNEDÉ
    77. 77. MITOSDOSORIXÁS • EGBÉ: orixá também considerado uma espécie de egungum (antepassado, espírito de morto) feminino cultuado por mulheres em Ibadã, muito ligada aos problemas de saúde das crianças. A cana-de-açúcar é seu atributo. • OXU: orixá da Lua. • IEMU: orixá esposa de Obatalá. Foi substituída na maioria dos mitos por Iemanjá. Seu culto está restrito à cidade de Ifé , na Nigéria. • ORIXÁ ÔCO: orixá da agricultura. Esquecido no Brasil. • OIÁ, OBÁ E OXUM, esposas de Xangô, originalmente orixás de rios africanos.
    78. 78. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS 1 – Pau Brasil : Artista Aurilda Sanches 2 - Osun Eyin, Pai Cido. Candomblé. A panela do segredo. Editora Arx, 2000. ISBN 8535402160 http://ocandomble.wordpress.com/os-orixas/ em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Orix%C3%A1, 17/01/2013 - 21h13 3. Prefeitura Municipal de PortoAlegre – SMED. http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/04raca/index.ht m. 4. – http://jornalistain-formacao.blogspot.com.br/2012/10/umbanda.html, 18/01/2013 -16h 5 - VERGER, Pierre. 1987. Fluxo e Refluxo do tráfico de escravos entre o Golfo do Benin e a Bahia de Todos os Santos. Salvador: Currupio, 1987. EM: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tambor_de_Mina, 18/01/2013 - 16h41. 6 – Prandi, Reginaldo. Mitologia dos Orixás. São Paulo: Companhia da Letras, 2000 7 - http://tvilebrasil.blogspot.com.br, 28/01/2013 – 21h31 - Entrevista com Reginaldo Prandi autor de Mitologia dos Orixás. 8 – http://www.centroespiritaurubatan.com.br/fundamentos/nana.html 9- Prandi, Reginaldo. Os candomblés de São Paulo : a velha magia na metrópole nova / Reginaldo Prandi. -- São Paulo : HUCITEC : Editora da Universidade de São Paulo, 1991.
    79. 79. Muito obrigada! deni.aguiar.silva@gmail.com Florianópolis - 2013

    ×