www.slideshare.net/Demetrio33
Os Curdos e o Curdistão         Os Curdos representam a maior etnia no mundo sem Estado, 30milhões de pessoas que partilha...
Localização dos Curdos no Oriente Médio
Os Palestinos         A área correspondente à antiga Palestina até 1948 encontra-se hojedividida em três partes: uma parte...
Os Refugiados Palestinos
República Islâmica do Afeganistão          O Afeganistão foi invadido e ocupado pela União Soviética em 1979.             ...
A Difícil Situação do Afeganistão                          Osama Bin Laden –                         morto no Paquistão em...
TROPAS DE OCUPAÇÃO
Ruanda                                        Paul Kagami                                    Presidente de Ruanda         ...
República de Ruanda         PAÍSE DE 10 MILHÕES DE HABITANTESEm 6 de Abril de 1994, Juvénal Habyarimana (hutu) eCyprien Nt...
Conflitos Territoriais no Sudão                                                           Grupos armados do Sulhttp://exam...
Conflito do SudãoForam 46 anos de guerra civil. O conflito entre o governo muçulmano eguerrilheiros não-muçulmanos, basead...
Cáucaso: Um Barril de Pólvora
República da Chechênia1991: fim da União Soviética, reacende os ânimos em váriasrepúblicas por separação formal da Rússia;...
Históricoentre russos e chechenos não são    Desde então as relações                            do Conflito    amistosas:•...
TERRORISMO               CHECHENOPara ver o vídeo acima acesse:http://www.youtube.com/watch?v=ccwZ7_7R7LA
Geórgia X Rússia:Um Inimigo Poderoso
República da Geórgia             País com mais de 4 milhões de habitantes•   Membro do Conselho da Europa desde 27 de abri...
PRIMEIRAS NOTÍCIAS DA GUERRAPara ver o vídeo acima acesse:http://www.youtube.com/watch?v=iMnLm0vJBoo
Regiões Autônomas do País Basco
País Basco          A Luta pela Independência: A luta basca pela autodeterminação se intensificoua partir do final do sécu...
BONS ESTUDOSACESSEMwww.melo-geografia.blogspot.comwww.slideshare.net/Demetrio33
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Prof demétrio melo movimentos etnicos separatistas

2.144 visualizações

Publicada em

Aula sobre movimentos separatistas: curdos, chechenos, bascos e sudaneses. Além dos conflitos do Afeganistão, Ruanda e da Geórgia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.144
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Prof demétrio melo movimentos etnicos separatistas

  1. 1. www.slideshare.net/Demetrio33
  2. 2. Os Curdos e o Curdistão Os Curdos representam a maior etnia no mundo sem Estado, 30milhões de pessoas que partilham uma língua comum: – o curdo, umareligião comum: - muçulmana sunita e uma história comum que se reflete noseu sonho de autonomia. Apoiaram os Estados Unidos nas duas invasões ao Iraque de SaddanHussein, em 1990 uma coalizão do Ocidente (contando ainda com ArábiaSaudita, Egito e apóio da ONU e a última em março de 2003, mas nessaúltima uma aliança Anglo-Americana) acreditavam que teriam o apóionecessário à criação de um Estado Nacional curdo. A maioria vive no sudoeste da Turquia e no norte do Iraque, emcomunidades rurais cultivando algodão, tabaco e beterraba, criando ovelhase fabricando tapetes. Os restantes vivem e trabalham em cidades de onde sedestacam: Mahabad, Sanandaj e Bakhtaran, no Irã, Irbil, Kirkuk, Mossul eSulaymaniyah, no Iraque, e Diyarbakir, Erzurum e Van, na Turquia.
  3. 3. Localização dos Curdos no Oriente Médio
  4. 4. Os Palestinos A área correspondente à antiga Palestina até 1948 encontra-se hojedividida em três partes: uma parte integra o Estado de Israel; duas outras, asaber, a Faixa de Gaza e a Cisjordânia, de maioria árabo-palestina, deveriamintegrar um estado palestiniano-árabe a ser criado - de acordo com a leiinternacional, bem como as determinações das Nações Unidas e da anteriorpotência colonial da zona, o Reino Unido. Todavia, em 1967, essas duas áreas foram ocupadas militarmente porIsrael após a Guerra dos Seis Dias, que foi uma dentre várias guerras movidaspelos países árabes contra Israel por não aceitarem a determinação da partilhada Palestina pelas Nações Unidas, por não reconhecerem o direito dos judeus,que haviam sido massacrados na Europa pela aliança nazi-fascista, terem seupróprio estado nacional situado na região. A população palestina dispersa pelos países árabes ou em campos derefugiados, situados nos territórios ocupados por Israel é estimada em4.000.000 de pessoas.
  5. 5. Os Refugiados Palestinos
  6. 6. República Islâmica do Afeganistão O Afeganistão foi invadido e ocupado pela União Soviética em 1979. PAÍS DE 32 MILHÕES DE HABITANTES Em 1997, as forças talibãs mudaram o nome do país de EstadoIslâmico do Afeganistão para Emirado Islâmico do Afeganistão.Nos últimos dois anos o país sofre com a seca. Estas circunstânciasconduziram três a quatro milhões de afegãos a sofrerem de inanição. E hámais de 1 milhão de refugiados espalhados nos países vizinhos. Em resposta aos ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001 aoWorld Trade Center, em Nova York, e no Pentágono, supostamente ordenadospor Osama Bin Laden, líder da Al Qaeda, no dia 7 de Outubro de 2001, osEstados Unidos e forças aliadas lançaram uma campanha militar, como partede sua política antiterrorismo, caçando e prendendo suspeitos de atividadesterroristas no Afeganistão e mandando-os para a base de Guantánamo, emCuba.
  7. 7. A Difícil Situação do Afeganistão Osama Bin Laden – morto no Paquistão em Tropas talibãs 2011
  8. 8. TROPAS DE OCUPAÇÃO
  9. 9. Ruanda Paul Kagami Presidente de Ruanda TutsiA redução dos preços do café e assecas de 1993 adiantaram os Juvénal Habyarimanaconflitos étnicos Hutu
  10. 10. República de Ruanda PAÍSE DE 10 MILHÕES DE HABITANTESEm 6 de Abril de 1994, Juvénal Habyarimana (hutu) eCyprien Ntaryamira, o presidente do Burundi, foramassassinados quando o seu avião foi atingido por fogo quandoaterrissava em Kigali.Durante os três meses seguintes, os militares e milicianosligados ao antigo regime mataram cerca de 800 000 tutsis(minoria) e hutus oposicionistas, naquilo que ficou conhecidocomo o Genocídio de Ruanda.Entretanto, a RPF (Frente Patriótica Ruandesa) sob a direçãode Paul Kagame (tutsi) ocupou várias partes do país e, em 4de Julho entrou na capital Kigali, enquanto tropas francesasde manutenção da paz ocupavam o sudoeste, durante a“Opération Turquoise”.
  11. 11. Conflitos Territoriais no Sudão Grupos armados do Sulhttp://exame.abril.com.br/mundo/noticias/uniao-africana-separacao-no-sudao-deve- Refugiados em Darfur esperamacabar-com-conflito ajuda humanitária
  12. 12. Conflito do SudãoForam 46 anos de guerra civil. O conflito entre o governo muçulmano eguerrilheiros não-muçulmanos, baseados no sul do território, revela asrealidades culturais opostas da Nação.1956 consegue independência do Egito, após isso começaria os conflitos entreo Norte árabe e mulçumano com o sul negro e cristão.Foram duas grandes guerras sudanesas: 1955 a 1972; 1983 a 2005.A guerra e prolongados períodos de seca e deixaram mais de 2 milhões demortos milhares de refugiados.Ocorreu na região da Darfur uma limpeza étnica, onde o governo tentavaexpulsar a população negra para o Sul.O conflito chegou ao fim com a separação territorial da porção sul, em 09 dejulho de 2011, após um plebiscito em janeiro daquela ano.O problema atual é o transporte do petróleo do Sul para o porto de Sudan noNorte.
  13. 13. Cáucaso: Um Barril de Pólvora
  14. 14. República da Chechênia1991: fim da União Soviética, reacende os ânimos em váriasrepúblicas por separação formal da Rússia;1991: em setembro chechenos, liderados por Dzhokhar Dudayevdeclaram independência da República Chechena1993: há a criação da independente República Chechena da daIchkeria. A Rússia de Boris Yeltsin não admite.1994: Tropas Russas, comandadas por Vladmir Putin ocupamGrozny, mas não controlam a região. Boris Yeltsin Vladimir Putin Dzhokhar Dudayev
  15. 15. Históricoentre russos e chechenos não são Desde então as relações do Conflito amistosas:• em agosto de 2000, 13 pessoas morreram e 118 ficaram feridas devido a uma bomba;• em fevereiro de 2001, uma explosão feriu 20 na estação de Belorusskaya;• setembro em 2004 de na grupo terrorista invadiu uma escola em Beslan (Capital da Ossétia do Norte), na Rússia, fazendo mais de 1.500 pessoas reféns. Massacre de mais de 330 pessoas, entre elas muitas crianças.• em março de 2010 na estação do metro de Moscou ocorreu um terrível atentado, matando mais de 30 pessoas e ferindo outras 57. Shamil Basayev Aslan Maskhadov
  16. 16. TERRORISMO CHECHENOPara ver o vídeo acima acesse:http://www.youtube.com/watch?v=ccwZ7_7R7LA
  17. 17. Geórgia X Rússia:Um Inimigo Poderoso
  18. 18. República da Geórgia País com mais de 4 milhões de habitantes• Membro do Conselho da Europa desde 27 de abril de 1999. O país se integrou à Comunidade de Estados Independentes em 1994, mas o seu parlamento aprovou por unanimidade em 14 de agosto de 2008 a sua saída da comunidade, devido ao apoio militar russo às causas de independência da Abkházia e da Ossétia do Sul.• Os conflitos que ocorreram em agosto de 2008 contra tropas russas deriva do antigo regime de Stalin, que para equilibrar o poder na região do Cáucaso enviou várias etnias à região da Ossétia do Sul e Abkházia. Os conflitos entre Geórgia e Rússia começaram quinta-feira (7), quando a Geórgia, que é aliada dos EUA, enviou tropas para retomar o controle sobre a Ossétia do Sul, uma região separatista que declarou independência no começo dos anos 90. Moscou reagiu à ofensiva porque apóia a secessão do pequeno território e mantêm forças de paz na região.
  19. 19. PRIMEIRAS NOTÍCIAS DA GUERRAPara ver o vídeo acima acesse:http://www.youtube.com/watch?v=iMnLm0vJBoo
  20. 20. Regiões Autônomas do País Basco
  21. 21. País Basco A Luta pela Independência: A luta basca pela autodeterminação se intensificoua partir do final do século XIX , se arrastou pelo século XX, chegando ao século XXI.Entre as organizações envolvidas neste luta , destaca-se o ETA - Euskadi ta Askatasuna (Pátria Basca e Liberdade ). Tendo como principal objetivo a independência do PaísBasco e a incorporação, ao seu território, de todas as áreas onde se fala o "euskera" ouvasconço, na Espanha e na França. O ETA - Euskadi ta Askatasuna (Pátria Basca e Liberdade): foi formado em1959, pretendia, inicialmente, defender a língua e as tradições culturais bascas. Nadécada de 1970, surgiu a facção armada que lutava pela autonomia territorial, quea exemplo do IRA, na Irlanda do Norte, sua atuação passou a se caracterizar pelasações terroristas. Embora a redemocratização espanhola tenha dado maior autonomia àregião, que em 1975, ganhou status de região autônoma, o ETA continuou atuante. Comquarenta anos de existência, o movimento já matou centenas de pessoas em sua buscapela independência.O capitulo mais recente da guerra nacionalista basca foi o atentado ao metro de Madridem 11 de março de 2004 vitimando 191 pessoas e mais de 1.700 ficaram feridas Grupo separatista basco ETA declara cessar-fogo: O grupo separatista bascoETA declarou um cessar-fogo permanente a partir de 24 de março de 2006, anunciando ofim de quase quatro décadas de uma luta por independência que envolveu atentados abomba e ataques com armas de fogo, após detonarem um carro-bomba, num piso deestacionamento do moderno Terminal 4, do aeroporto de Barajas em 30 de dezembro de2006 (dia do enforcamento de Saddan Hussein
  22. 22. BONS ESTUDOSACESSEMwww.melo-geografia.blogspot.comwww.slideshare.net/Demetrio33

×