Funções da linguagem

453 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
453
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Funções da linguagem

  1. 1. FUNÇÕES DA LINGUAGEM
  2. 2. REFERENTE ↑ EMISSOR↔MENSAGEM↔RECEPTOR ↓ CÓDIGO ↓ CANAL
  3. 3. a) emissor: é aquele que envia a mensagem (pode ser uma única pessoa ou um grupo de pessoas). b) mensagem - é o contéudo (assunto) das informações que ora são transmitidas. c) receptor: é aquele a quem a mensagem é endereçada (um indivíduo ou um grupo), também conhecido como destinatário. d) canal de comunicação: é o meio pelo qual a mensagem é transmitida. e) código: é o conjunto de signos e de regras de combinação desses signos utilizado para elaborar a mensagem: o emissor codifica aquilo que o receptor irá descodificar. f) contexto: é o objeto ou a situação a que a mensagem se refere.
  4. 4. ÊNFASE NO EMISSOR FUNÇÃO EMOTIVA ou EXPRESSIVA
  5. 5. CARACTERÍSTICAS  SUBJETIVIDADE – Predomínio da primeira pessoa  VISÃO INTIMISTA  UNILATERALIDADE  PREOCUPAÇÃO COM O “EU”  OPINIÕES E RELATOS PESSOAIS
  6. 6. Não sei quem sou, que alma tenho. Quando falo com sinceridade não sei com que sinceridade falo. Sou variamente outro do que um eu que não sei se existe (se é esses outros)... Sinto crenças que não tenho. Enlevam-me ânsias que repudio. A minha perpétua atenção sobre mim perpetuamente me ponta traições de alma a um carácter que talvez eu não tenha, nem ela julga que eu tenho. Sinto-me múltiplo. Fernando Pessoa
  7. 7. ÊNFASE NO REFERENTE ASSUNTO FUNÇÃO REFERENCIAL INFORMATIVA COGNITIVA
  8. 8. FUNÇÃO REFERENCIAL  OBJETIVIDADE  ÊNFASE NA INFORMAÇÃO  CONHECIMENTO E ESCLARECIMENTO  LINGUAGEM DENOTATIVA  VISÃO UNIVERSAL  PREFERÊNCIA PELA 3ª PESSOA  TESES, TEXTOS JORNALÍSTICOS, CIENTÍFICOS
  9. 9. 20/08/2009 - 14h00 Mulher diz que foi atacada por David Copperfield da Associated Press, em Seattle Uma mulher entrou com um processo contra o mágico David Copperfield alegando que foi ameaçada e atacada sexualmente por ele enquanto passava alguns dias como hóspede da ilha particular de Copperfield nas Bahamas. Os advogados do mágico, Angelo Calfo e Parry Eakes, negam as acusações e afirmam que o processo é uma "extorsão de dinheiro planejada e simples". O jornal "Seattle Times" afirma que a mulher é uma modelo de 22 anos e antiga candidata ao Miss Washington. Ela diz que conheceu Copperfield quando ele se apresentou na cidade de Kennewick, em 2007, e naquele ano foi convidada para visitar sua ilha particular. O jornal também afirma que o processo foi registrado em 29 de julho de 2007 em um tribunal de Seattle contra David Seth Kotkin, nome de batismo de Copperfield.
  10. 10. ÊNFASE NO RECEPTOR FUNÇÃO CONATIVA APELATIVA
  11. 11. FUNÇÃO CONATIVA  MUDAR HÁBITOS  INFLUENCIAR  CONVENCER / PERSUADIR  ORDENAR  CONVIDAR  APELAR  SUGESTIONAR
  12. 12. CARACTERÍSTICAS  Verbos no imperativo  Orações optativas (expressam desejos)  Referência direta ao receptor
  13. 13. ÊNFASE NO CÓDIGO FUNÇÃO METALINGUÍSTICA
  14. 14. FUNÇÃO METALINGUÍSTICA  Código abordando o próprio código  Poema que fala de poema  Música que fala de música  Teatro que fala de teatro
  15. 15. Escher (1898-1972 )
  16. 16. Gastei uma hora pensando em um verso que a pena não quer escrever. No entanto ele está cá dentro inquieto, vivo. Ele está cá dentro e não quer sair. Mas a poesia deste momento inunda minha vida inteira. Drummond
  17. 17. ÊNFASE NO CANAL FUNÇÃO FÁTICA
  18. 18. FUNÇÃO FÁTICA  Testar o canal de comunicação  Avaliar o nível de entendimento
  19. 19. -Alô -Alô -Hummm -Heinnn? -Alô
  20. 20. -E aí, cara, tudo bem? - Tudo, e lá? - Indo, tipo assim, né? - Pô, e a meninada? - É, sei lá, vai
  21. 21. ÊNFASE NA MENSAGEM LINGUAGEM POÉTICA
  22. 22. FUNÇÃO POÉTICA  Preocupação estética  Linguagem repleta de figuras  Combinações sonoras, visuais  Provoca impacto quer seja visual, emotivo ou mesmo sonoro  Jogo de palavras  Pode agir conjuntamente em quase todas as outras funções
  23. 23. No peito a mata aperta o pranto do olhar do louco pra meia-lua. O clímax da noite, escorrendo orvalho como estrelas, refletindo nas águas da cachoeira gelada. Cabeça caída, cabelos escorridos, pêlos eriçados pela emoção nativista. Segurem as florestas, mãos fortes, decididas! Ficar o vazio é não ter a noite é não ter o clímax. O clímax da vida!
  24. 24. Marcelo Moura

×