ÉDIPO REI
SOFÓCLES
DISCENTES
• ANA CARLA CUNNHA DA SILVA
• CAMILA RIBEIRO
• DÉBORA EVELIN SANTOS RODRIGUES
• ELIZABETH DE SOUZA OLIVEIRA
• JA...
TEATRO GREGO
• O QUE ERA?
O teatro teve sua origem no século VI a.C., na Grécia,
surgindo das festas dionisíacas realizada...
QUANDO FOI CRIADO?
• Seu florescimento ocorreu entre 550 a.C. e 220 a.C., sendo
cultivado em especial em Atenas, que neste...
LOCAL DAS PRIMEIRAS
APRESENTAÇÕES
• Julga-se que antes disso as primeiras representações teatrais
seriam realizadas em loc...
DISPOSIÇÃO DO TEATRO
GÊNEROS DO TEATRO GREGO
• Os primeiros gêneros estabelecidos no teatro foram
“criados” por volta do século V antes de Cris...
ORIGEM DA TRAGÉDIA
• Apesar das fontes estarem em grande parte, perdidas, a
tragédia grega tem sua origem no Coro trágico,...
FESTAS DÍONISICAS
• Eram festas em homenagem ao deus Dionísio; eram realizadas
três grandes festas – Dionísia rurais, o fe...
AS MULHERES E O DRAMA
• Acredita-se que durante as apresentações das peças teatrais
fossem permitidas a entradas das mulhe...
SÓFOCLES
• Natural de Colona, na Ática, foi filho de um rico fabricante de
armas e armaduras;
• Recebeu a mais fina educaç...
PRINCIPAIS OBRAS
• Sófocles deixou cerca de cento e vinte peças, das quais
infelizmente só restam sete: Antígona (442 - 44...
A OBRA
• ÉDIPO REI
Édipo não sabe o motivo por que tão grande multidão se
reúne diante de seu palácio real. Explica-lhe o ...
PERSONAGENS
• ÉDIPO, rei de Tebas; JOCASTA; O SACERDOTE; O
MENSAGEIRO; CREONTE, irmão de Jocasta; O SERVO;
TIRÉSIAS, o adi...
RESUMO DA OBRA
A história da obra é sobre a tragédia de um homem que tem seu
destino traçado pelos deuses. Devido a esta m...
FONTES
http://www.infoescola.com/teatro/edipo-rei/
http://biografia.ahistoria.com.br/sofocles-resumo-e-obras/
http://cultu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slide Édipo Rei

477 visualizações

Publicada em

Seminário apresentado para a disciplina História Antiga I, do curso de licenciatura em História, sobre o teatro Grego e uma das mais célebres histórias da escrita literária sobre a Grécia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
477
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slide Édipo Rei

  1. 1. ÉDIPO REI SOFÓCLES
  2. 2. DISCENTES • ANA CARLA CUNNHA DA SILVA • CAMILA RIBEIRO • DÉBORA EVELIN SANTOS RODRIGUES • ELIZABETH DE SOUZA OLIVEIRA • JAMILE DE OLIVEIRA SANTOS • JÉSSICA ALVES FARIAS • JOSÉ BOSCO FIGUEIREDO FILHO
  3. 3. TEATRO GREGO • O QUE ERA? O teatro teve sua origem no século VI a.C., na Grécia, surgindo das festas dionisíacas realizadas em homenagem ao deus Dionísio, deus do vinho, do teatro e da fertilidade. Essas festas, que eram rituais sagrados, procissões e recitais que duravam dias seguidos, aconteciam uma vez por ano na primavera, períodos em que se fazia a colheita do vinho naquela região.
  4. 4. QUANDO FOI CRIADO? • Seu florescimento ocorreu entre 550 a.C. e 220 a.C., sendo cultivado em especial em Atenas, que neste período também conheceu seu esplendor, mas espalhou-se por toda a área de influência grega, desde a Ásia Menor até a Magna Grécia e o norte da África. Sua tradição foi depois herdada pelos romanos, que a levaram até as suas mais distantes províncias, e é uma referência fundamental na cultura do ocidente até os dias de hoje.
  5. 5. LOCAL DAS PRIMEIRAS APRESENTAÇÕES • Julga-se que antes disso as primeiras representações teatrais seriam realizadas em locais públicos como a ágora de Atenas. • Os teatros situavam-se ao ar livre, nos declives das encostas, locais que proporcionavam uma boa acústica. Inicialmente os bancos eram feitos de madeira, mas a partir do século IV a.C. passaram a ser construídos em pedra. • Dos teatros da Antiga Grécia alguns dos mais importantes são o Teatro de Epidauro, o Teatro de Dodoma, o Odeon de Herodes Ático, o Teatro de Delfos, o Teatro de Segesta, o Teatro de Siracusa e o Teatro de Dionísio.
  6. 6. DISPOSIÇÃO DO TEATRO
  7. 7. GÊNEROS DO TEATRO GREGO • Os primeiros gêneros estabelecidos no teatro foram “criados” por volta do século V antes de Cristo. Esses gêneros, que fizeram com que o teatro ganhasse força, perduram até os dias atuais e são a tragédia e a comédia. Também surgiu nessa época o gênero de ação, mas não fazia tanto sucesso como os outros já citados. As peças tratavam de temas do cotidiano da época (assim como continua sendo nos dias atuais), com muitos personagens e diversos temas.
  8. 8. ORIGEM DA TRAGÉDIA • Apesar das fontes estarem em grande parte, perdidas, a tragédia grega tem sua origem no Coro trágico, que era apenas Coro e não tinha em si, a apresentação teatral. O Coro é o espectador ideal ou que deve representar o povo em face da região principesca. (Nietzsche, p. 52, 2007) • A tragédia grega originada do ditirambo, que seria uma espécie de coro/hino especial dançado em homenagem ao deus do vinho Dionísio, que não só originou a tragédia, mas também os outros dois gêneros dramáticos: a comedia e o drama satírico. • A literatura grega reúne três grandes tragediógrafos, cujos trabalhos ainda existem: Ésquilo, Sófocles e Eurípedes.
  9. 9. FESTAS DÍONISICAS • Eram festas em homenagem ao deus Dionísio; eram realizadas três grandes festas – Dionísia rurais, o festival de Lenaea e a grande festa a Dionísia urbana ou a grande Dionísia • Eram três dias de festa, dedicada à tragédia; • Cada autor de tragédia tinha que contribuir com três peças ligadas ou separadas; • Havia premiação para as melhores tragédias, comédias, como também para o melhor ator trágico • Eram processos com rituais de cunho cívico, político e militar.
  10. 10. AS MULHERES E O DRAMA • Acredita-se que durante as apresentações das peças teatrais fossem permitidas a entradas das mulheres; • A tragédia apresentava muitas famosas heroínas da tradição grega em papéis de destaques e o interesse pelas mulheres dominava muitas comédias; • No entanto a tragédia era escrita e representada exclusivamente por homens e vista nos festivais de Dionísio por um público predominantemente masculino.
  11. 11. SÓFOCLES • Natural de Colona, na Ática, foi filho de um rico fabricante de armas e armaduras; • Recebeu a mais fina educação, principalmente na parte artística, onde demonstrava talento musical; • Tornou-se amigo de Péricles e exerceu cargos oficiais; • Teve dois filhos: Lofon (da mulher legítima) e Ariston (de uma concubina). • Famoso teatrólogo trágico grego; 24 das suas teatrologias conquistaram o primeiro prêmio nos certames dramáticos (que compreendiam em quatro peças – três tragédia e uma sátira) • Juntamente com Ésquilo e Eurípides formou o trio de grandes poetas dramáticos da Grécia antiga.
  12. 12. PRINCIPAIS OBRAS • Sófocles deixou cerca de cento e vinte peças, das quais infelizmente só restam sete: Antígona (442 - 444), Ajax (a mais antiga obra dele, escrita em 441), Édipo Rei (cerca de 427- 430, origem incerta), Electra (420), As Traquínias (414), Filoctetes (409) e Édipo em Colona (representação póstuma em 406).
  13. 13. A OBRA • ÉDIPO REI Édipo não sabe o motivo por que tão grande multidão se reúne diante de seu palácio real. Explica-lhe o Sacerdote que a cidade “jaz numa inundação mortal”; “a peste” devasta-lhe as entranhas. Édipo, moço e autossuficiente, apresenta-se como salvador: já tomara a única providência cabível – enviara seu cunhado Creonte ao Óraculo de Delfos. De lá viria a solução. Sófocles é muito hábil. Seu drama se passa em dois planos: no do ator e naquele do espectador (Brandão, p. 40, 1985).
  14. 14. PERSONAGENS • ÉDIPO, rei de Tebas; JOCASTA; O SACERDOTE; O MENSAGEIRO; CREONTE, irmão de Jocasta; O SERVO; TIRÉSIAS, o adivinho cego; O PASTOR da casa de Laio; O ARAUTO do palácio real e o CORO DOS ANCIÃOS DE TEBAS.
  15. 15. RESUMO DA OBRA A história da obra é sobre a tragédia de um homem que tem seu destino traçado pelos deuses. Devido a esta maldição, ele mata o pai e se casa com a mãe. Édipo governa uma cidade que está sendo dizimada por uma praga. Após receber pedidos de ajuda da população, envia Creonte (seu cunhado e posteriormente, seu tio), para consultar o Oráculo de Apolo/Delfos. A resposta que recebe é que o homem responsável pela morte de Laio, rei anterior a Édipo, vive entre eles e deve ser morto para findar o terror. Tirésias, um ancião adivinho, acusa Édipo pela morte de Laio, pois existia uma profecia na qual Édipo assassinaria seu pai para casar com sua mãe. Neste momento, um mensageiro revela que Édipo tem pais adotivos. Então ele descobre que é filho de sua esposa Jocasta e que matou Laio, seu pai, em uma de suas viagens.
  16. 16. FONTES http://www.infoescola.com/teatro/edipo-rei/ http://biografia.ahistoria.com.br/sofocles-resumo-e-obras/ http://cultura.culturamix.com/curiosidades/teatro-grego- como-tudo-comecou SÓFOCLES. Édipo Rei; Antígona / Sófocles. São Paulo: M. Claret, 2010. 143 p. (Coleção a obra-prima de cada autor; 99). BRANDÃO, Junito de Souza. Teatro Grego: tragédia e comédia. Petrópolis: Ed. Vozes, 1985 NIETZCHE, Friedrich. O Nascimento da Tragédia. Trad. I. Guinsburg. São Paulo: Companhia das letras, 2007

×