Reciclagem eReaproveitamentode MateriaisAlessandra SaavedraAlessandra SaavedraDayana Renalli Fausto da SilvaDayana Renalli...
LixoLixoÉ tudo aquilo que não nos serve mais e jogamosÉ tudo aquilo que não nos serve mais e jogamosfora.fora.DefiniçãoDef...
Mas afinal, o que é lixo?Mas afinal, o que é lixo?Tudo aquilo que foi descartado e que, apósTudo aquilo que foi descartado...
Materiais ReaproveitáveisMateriais Reaproveitáveis:: ainda podem ser usadosainda podem ser usadospara outros fins mesmo de...
Que problemão, hein!Que problemão, hein!A situação econômica do Brasil melhorou de 10A situação econômica do Brasil melhor...
Mas o que o lixo tem a verMas o que o lixo tem a vercom isso?com isso?Com a possibilidade de comprar mais, muitasCom a pos...
Todo processo de geração, coleta, processamentoTodo processo de geração, coleta, processamentoe armazenamento do lixo resu...
E agora? Como resolver?E agora? Como resolver?Ao invés de fórmulas complexas ou soluçõesAo invés de fórmulas complexas ou ...
Coleta SeletivaColeta SeletivaSeparação e recolhimento dos materiaisSeparação e recolhimento dos materiaispotencialmente r...
Etapas da Coleta SeletivaEtapas da Coleta Seletiva1. Quem irá receber?1. Quem irá receber?Procure saber se existem na regi...
2. Como separar?2. Como separar?Para a separação do material, basta ter emPara a separação do material, basta ter emcasa d...
 Azul – Papel.Azul – Papel. Verde – Vidro.Verde – Vidro. Amarelo – Metal.Amarelo – Metal. Vermelho – Plástico.Vermelho...
3. O que separar?3. O que separar?Alguns produtos e embalagens recicláveis jáAlguns produtos e embalagens recicláveis jápo...
Mesmo que o produto não contenha o símboloMesmo que o produto não contenha o símbolode reciclagem ele pode ser reciclável....
ReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelJornais, folhas deJornais, folhas decaderno, formulários decaderno, formu...
VIDROVIDROReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelRecipientes em geral,Recipientes em geral,garrafas, copos egarr...
METALMETALReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelLata de óleo, lata deLata de óleo, lata deleite em pó, lata del...
PLÁSTICOPLÁSTICOReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelEmbalagem deEmbalagem derefrigerante,refrigerante,embalag...
4. Para onde vão os materiais?4. Para onde vão os materiais?O material separado, ao ser entregue aosO material separado, a...
Atenção!Atenção!O resultado mais relevante de um processo deO resultado mais relevante de um processo decoleta seletiva é ...
Pratique essa ideia!Pratique essa ideia!TEORIA DOS 3 RSTEORIA DOS 3 RS Redução do uso de matéria-prima, energia eRedução ...
Curiosidades!Curiosidades!** Tempo de decomposição de certos materiais:Tempo de decomposição de certos materiais:Papel - D...
Borracha - Tempo indeterminado.Borracha - Tempo indeterminado.Vidro - Tempo indeterminado.Vidro - Tempo indeterminado.Lata...
** Um terço do lixo doméstico brasileiro éUm terço do lixo doméstico brasileiro écomposto de embalagens que poderiam serco...
ProjetosProjetosPROJETO COCO VERDEPROJETO COCO VERDEA empresa Coco Verde fornece coco a pontosA empresa Coco Verde fornece...
O consumo de coco vem aumentando no país:O consumo de coco vem aumentando no país:só na cidade do Rio de Janeiro foi const...
PROJETO RECICLAGEM DE ÓLEOPROJETO RECICLAGEM DE ÓLEOMuitas empresas recebem óleos e gordurasMuitas empresas recebem óleos ...
O óleo despejado sem tratamento adequadoO óleo despejado sem tratamento adequadoem rios e mares polui estes locais.em rios...
O acúmulo de óleos e gorduras nosO acúmulo de óleos e gorduras nosencanamentos pode causar entupimentos,encanamentos pode ...
Consciência e Ação!Consciência e Ação!Faça você também a sua parte!Faça você também a sua parte!O FUTURO SE FAZ AGORA!O FU...
Reciclagem e reaproveitamento de materiais
Reciclagem e reaproveitamento de materiais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reciclagem e reaproveitamento de materiais

468 visualizações

Publicada em

Apresentação em Power Point sobre reciclagem e suas utilidades, o qual fez parte de um trabalho proposto pela disciplina Tecnologias Educacionais para o Ensino de Ciências e Biologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reciclagem e reaproveitamento de materiais

  1. 1. Reciclagem eReaproveitamentode MateriaisAlessandra SaavedraAlessandra SaavedraDayana Renalli Fausto da SilvaDayana Renalli Fausto da SilvaLiliane Dimas da CostaLiliane Dimas da Costa
  2. 2. LixoLixoÉ tudo aquilo que não nos serve mais e jogamosÉ tudo aquilo que não nos serve mais e jogamosfora.fora.DefiniçãoDefinição:: coisas inúteis, imprestáveis, velhas,coisas inúteis, imprestáveis, velhas,sem valor; aquilo que se varre para tornarsem valor; aquilo que se varre para tornarlimpa uma casa ou uma cidade; entulho;limpa uma casa ou uma cidade; entulho;qualquer material produzido pelo homem quequalquer material produzido pelo homem queperde a utilidade e é descartado.perde a utilidade e é descartado.
  3. 3. Mas afinal, o que é lixo?Mas afinal, o que é lixo?Tudo aquilo que foi descartado e que, apósTudo aquilo que foi descartado e que, apósdeterminado processo, pode ser útil edeterminado processo, pode ser útil eaproveitado pelo homem.aproveitado pelo homem.
  4. 4. Materiais ReaproveitáveisMateriais Reaproveitáveis:: ainda podem ser usadosainda podem ser usadospara outros fins mesmo depois de serempara outros fins mesmo depois de seremdescartados.descartados.Exemplo: Puff feito de garrafas pet.Exemplo: Puff feito de garrafas pet.Materiais RecicláveisMateriais Recicláveis:: precisam ser descartados,precisam ser descartados,mas após sofrerem transformações podem sermas após sofrerem transformações podem serusados novamente pelo homem.usados novamente pelo homem.Exemplo: Transformação química e física da garrafaExemplo: Transformação química e física da garrafapet em fibras de poliéster para a fabricação depet em fibras de poliéster para a fabricação detecido para roupas.tecido para roupas.
  5. 5. Que problemão, hein!Que problemão, hein!A situação econômica do Brasil melhorou de 10A situação econômica do Brasil melhorou de 10anos para cá, resultando em aumento daanos para cá, resultando em aumento dademanda/procura tanto de bens de consumodemanda/procura tanto de bens de consumoquanto de bens duráveis. A produção teve quequanto de bens duráveis. A produção teve queacompanhar este crescimento e para isso foiacompanhar este crescimento e para isso foipreciso aumentar a extração de matéria-primapreciso aumentar a extração de matéria-primae o consumo de energia.e o consumo de energia.
  6. 6. Mas o que o lixo tem a verMas o que o lixo tem a vercom isso?com isso?Com a possibilidade de comprar mais, muitasCom a possibilidade de comprar mais, muitasvezes adquirimos produtos desnecessários ouvezes adquirimos produtos desnecessários ounos desfazemos com mais facilidade do que jános desfazemos com mais facilidade do que játemos.temos.A quantidade diária de lixo urbano coletado noA quantidade diária de lixo urbano coletado noBrasil é de 228.413 toneladas, o queBrasil é de 228.413 toneladas, o querepresenta 1,25 Kg diários por cada um dosrepresenta 1,25 Kg diários por cada um doscerca de 182.420.808 habitantes.cerca de 182.420.808 habitantes.
  7. 7. Todo processo de geração, coleta, processamentoTodo processo de geração, coleta, processamentoe armazenamento do lixo resulta em problemase armazenamento do lixo resulta em problemassociais, ambientais e econômicos.sociais, ambientais e econômicos.Como quase todas as atividades humanas geramComo quase todas as atividades humanas geramresíduos, em quase todos os lugares há aresíduos, em quase todos os lugares há apossibilidade do lixo estar causando problemas.possibilidade do lixo estar causando problemas.Mesmo quando o lixo é tratado adequadamenteMesmo quando o lixo é tratado adequadamentealguns problemas persistem, mas no Brasil 76% doalguns problemas persistem, mas no Brasil 76% dolixo produzido são lançados a céu aberto – lixões.lixo produzido são lançados a céu aberto – lixões.
  8. 8. E agora? Como resolver?E agora? Como resolver?Ao invés de fórmulas complexas ou soluçõesAo invés de fórmulas complexas ou soluçõesmágicas ou ainda passar a responsabilidademágicas ou ainda passar a responsabilidadepara o governo, a solução para esta questãopara o governo, a solução para esta questãopassa pelo cotidiano de cada um de nós.passa pelo cotidiano de cada um de nós.A educação é a melhor e mais confiável saídaA educação é a melhor e mais confiável saídapara esta encrenca e, por incrível que pareça,para esta encrenca e, por incrível que pareça,há uma filosofia muito simples que éhá uma filosofia muito simples que éconsiderada a solução mais completa.considerada a solução mais completa.REAPROVEITAMENTO e RECICLAGEM!REAPROVEITAMENTO e RECICLAGEM!
  9. 9. Coleta SeletivaColeta SeletivaSeparação e recolhimento dos materiaisSeparação e recolhimento dos materiaispotencialmente reaproveitáveis e/oupotencialmente reaproveitáveis e/ourecicláveis.recicláveis.
  10. 10. Etapas da Coleta SeletivaEtapas da Coleta Seletiva1. Quem irá receber?1. Quem irá receber?Procure saber se existem na região grupos deProcure saber se existem na região grupos decatadores, sucateiros, ferros-velhoscatadores, sucateiros, ferros-velhos(geralmente eles só pegam grandes(geralmente eles só pegam grandesquantidades de material), ou iniciativasquantidades de material), ou iniciativascomunitárias e de organizações não-comunitárias e de organizações não-governamentais.governamentais.
  11. 11. 2. Como separar?2. Como separar?Para a separação do material, basta ter emPara a separação do material, basta ter emcasa dois recipientes: um para o lixo úmido ecasa dois recipientes: um para o lixo úmido erejeitos a serem recolhidos pela Companhia derejeitos a serem recolhidos pela Companhia deLimpeza da Cidade e outro recipiente para oLimpeza da Cidade e outro recipiente para olixo seco: plástico, metal, vidro e papel, todoslixo seco: plástico, metal, vidro e papel, todosdevidamente lavados e/ou limpos e secos.devidamente lavados e/ou limpos e secos.No caso de condomínios, escolas ou empresas,No caso de condomínios, escolas ou empresas,pode-se aumentar o número de recipientespode-se aumentar o número de recipientesdestinados à coleta seletiva, identificando-osdestinados à coleta seletiva, identificando-ospor cores e tipos de material.por cores e tipos de material.
  12. 12.  Azul – Papel.Azul – Papel. Verde – Vidro.Verde – Vidro. Amarelo – Metal.Amarelo – Metal. Vermelho – Plástico.Vermelho – Plástico. Marrom – Orgânico.Marrom – Orgânico. Cinza – Material sujo e que não serve para aCinza – Material sujo e que não serve para areciclagem e/ou reaproveitamento.reciclagem e/ou reaproveitamento.PapelPapel VidroVidro MetalMetal PlásticoPlástico OrgânicoOrgânico RejeitoRejeito
  13. 13. 3. O que separar?3. O que separar?Alguns produtos e embalagens recicláveis jáAlguns produtos e embalagens recicláveis jápossuem o símbolo de reciclagem para facilitarpossuem o símbolo de reciclagem para facilitarna hora de saber o que vai ou não para a coletana hora de saber o que vai ou não para a coletaseletiva.seletiva.
  14. 14. Mesmo que o produto não contenha o símboloMesmo que o produto não contenha o símbolode reciclagem ele pode ser reciclável.de reciclagem ele pode ser reciclável.
  15. 15. ReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelJornais, folhas deJornais, folhas decaderno, formulários decaderno, formulários decomputador, caixas emcomputador, caixas emgeral, fotocópias, provas,geral, fotocópias, provas,envelopes, papel de fax,envelopes, papel de fax,cartazes, rascunhos,cartazes, rascunhos,aparas de papel, papelaparas de papel, papeltimbrado, copostimbrado, coposdescartáveis edescartáveis eEtiqueta adesiva, papelEtiqueta adesiva, papelcarbono, fita crepe,carbono, fita crepe,papéis sanitários, papéispapéis sanitários, papéismetalizados, papéismetalizados, papéisparafinados, papéisparafinados, papéisplastificados,plastificados,guardanapos, tocos deguardanapos, tocos decigarro e fotografias.cigarro e fotografias.PAPELPAPEL
  16. 16. VIDROVIDROReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelRecipientes em geral,Recipientes em geral,garrafas, copos egarrafas, copos e“cacos” de vidros.“cacos” de vidros.Espelhos, vidros planos,Espelhos, vidros planos,lâmpadas, cerâmica,lâmpadas, cerâmica,porcelana, tubos de TV,porcelana, tubos de TV,copos de cristal, vidroscopos de cristal, vidrosde automóveis ede automóveis eampolas de remédios.ampolas de remédios.
  17. 17. METALMETALReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelLata de óleo, lata deLata de óleo, lata deleite em pó, lata deleite em pó, lata dealumínio e outrasalumínio e outrassucatas de reforma.sucatas de reforma.Clips, grampos,Clips, grampos,esponjas de aço eesponjas de aço ecanos.canos.
  18. 18. PLÁSTICOPLÁSTICOReciclávelReciclável Não-ReciclávelNão-ReciclávelEmbalagem deEmbalagem derefrigerante,refrigerante,embalagem de produtosembalagem de produtosde limpeza, copinhosde limpeza, copinhosdescartáveis,descartáveis,embalagem deembalagem demargarina, canos emargarina, canos etubos, sacos plásticostubos, sacos plásticosem geral.em geral.Cabo de panela,Cabo de panela,tomadas, embalagem detomadas, embalagem debiscoito, misturas debiscoito, misturas depapel, plásticos epapel, plásticos emetais.metais.
  19. 19. 4. Para onde vão os materiais?4. Para onde vão os materiais?O material separado, ao ser entregue aosO material separado, ao ser entregue aoscatadores é levado para um depósito, onde elecatadores é levado para um depósito, onde eleé triado, prensado e enfardado com o auxílioé triado, prensado e enfardado com o auxíliode prensas hidráulicas.de prensas hidráulicas.Os fardos separados por material são entãoOs fardos separados por material são entãovendidos para os grandes sucateiros ouvendidos para os grandes sucateiros ouaparistas, que por sua vez vendem para asaparistas, que por sua vez vendem para asindústrias.indústrias.
  20. 20. Atenção!Atenção!O resultado mais relevante de um processo deO resultado mais relevante de um processo decoleta seletiva é a postura de atençãocoleta seletiva é a postura de atençãopermanentepermanente CONTRA O DESPERDÍCIOCONTRA O DESPERDÍCIO..O retorno financeiro, no entanto, nem sempreO retorno financeiro, no entanto, nem sempreé expressivo.é expressivo.
  21. 21. Pratique essa ideia!Pratique essa ideia!TEORIA DOS 3 RSTEORIA DOS 3 RS Redução do uso de matéria-prima, energia eRedução do uso de matéria-prima, energia egeração de lixo.geração de lixo. Reutilização dos materiais do nosso cotidiano.Reutilização dos materiais do nosso cotidiano. Reciclagem dos materiais que podem serReciclagem dos materiais que podem seraproveitados.aproveitados.
  22. 22. Curiosidades!Curiosidades!** Tempo de decomposição de certos materiais:Tempo de decomposição de certos materiais:Papel - De 03 a 06 meses.Papel - De 03 a 06 meses.Pano - De 06 meses a 01 ano.Pano - De 06 meses a 01 ano.Filtro de cigarro - 05 anos.Filtro de cigarro - 05 anos.Goma de mascar - 05 anos.Goma de mascar - 05 anos.Madeira pintada - 13 anos.Madeira pintada - 13 anos.Nylon - Mais de 30 anos.Nylon - Mais de 30 anos.Plástico - Mais de 100 anos.Plástico - Mais de 100 anos.Metal - Mais de 100 anos.Metal - Mais de 100 anos.
  23. 23. Borracha - Tempo indeterminado.Borracha - Tempo indeterminado.Vidro - Tempo indeterminado.Vidro - Tempo indeterminado.Lata de Aço - 50 anos.Lata de Aço - 50 anos.Garrafa plástica - 450 anos.Garrafa plástica - 450 anos.Copo plástico - 50 anos.Copo plástico - 50 anos.Lixo radioativo - 250.000 anos.Lixo radioativo - 250.000 anos.Caixa de papelão - 02 meses.Caixa de papelão - 02 meses.Lata de alumínio - 200 anos.Lata de alumínio - 200 anos.Linha de nylon - 650 anos.Linha de nylon - 650 anos.Bóia de isopor - 80 anos.Bóia de isopor - 80 anos.
  24. 24. ** Um terço do lixo doméstico brasileiro éUm terço do lixo doméstico brasileiro écomposto de embalagens que poderiam sercomposto de embalagens que poderiam serrecicladas.recicladas.** Reciclar pneus é lei no Brasil. Com a borrachaReciclar pneus é lei no Brasil. Com a borrachadeles são produzidos asfalto, enchimento paradeles são produzidos asfalto, enchimento parabancos de carro, pisos, etc.bancos de carro, pisos, etc.** Fraldas descartáveis são o terceiro produtoFraldas descartáveis são o terceiro produtomais encontrado no lixo. Elas levam mais demais encontrado no lixo. Elas levam mais de300 anos para se decompor. Usá-las com300 anos para se decompor. Usá-las com
  25. 25. ProjetosProjetosPROJETO COCO VERDEPROJETO COCO VERDEA empresa Coco Verde fornece coco a pontosA empresa Coco Verde fornece coco a pontosde venda por toda a cidade. Após o consumo, ade venda por toda a cidade. Após o consumo, aempresa coleta as cascas e as encaminha àempresa coleta as cascas e as encaminha àreciclagem, resultando em vasos, placas,reciclagem, resultando em vasos, placas,palitos, material de decoração, etc.palitos, material de decoração, etc.As outras vantagem do projeto são: a reduçãoAs outras vantagem do projeto são: a reduçãodo grande volume de resíduos edo grande volume de resíduos e aa substituiçãosubstituiçãodo xaxim.do xaxim.
  26. 26. O consumo de coco vem aumentando no país:O consumo de coco vem aumentando no país:só na cidade do Rio de Janeiro foi constatadosó na cidade do Rio de Janeiro foi constatadoum consumo diário médio (inverno/verão) deum consumo diário médio (inverno/verão) de420 mil cocos. Se cada coco gera 1,5 kg de420 mil cocos. Se cada coco gera 1,5 kg delixo, isso corresponde a 630 toneladas/dia.lixo, isso corresponde a 630 toneladas/dia.
  27. 27. PROJETO RECICLAGEM DE ÓLEOPROJETO RECICLAGEM DE ÓLEOMuitas empresas recebem óleos e gordurasMuitas empresas recebem óleos e gordurasvegetais em troca de materiais de limpeza ouvegetais em troca de materiais de limpeza ouprodutos a serem escolhidos, com o objetivoprodutos a serem escolhidos, com o objetivode contribuir para que as futuras geraçõesde contribuir para que as futuras geraçõesvivam num ambiente muito melhor.vivam num ambiente muito melhor.
  28. 28. O óleo despejado sem tratamento adequadoO óleo despejado sem tratamento adequadoem rios e mares polui estes locais.em rios e mares polui estes locais.1 LITRO DE ÓLEO CONTAMINA 1 MILHÃO1 LITRO DE ÓLEO CONTAMINA 1 MILHÃODE LITROS DE ÁGUA.DE LITROS DE ÁGUA.O óleo é mais leve que a água, fica naO óleo é mais leve que a água, fica nasuperfície e cria uma barreira que dificulta asuperfície e cria uma barreira que dificulta aentrada de luz e a oxigenação da água,entrada de luz e a oxigenação da água,comprometendo assim, a base da cadeiacomprometendo assim, a base da cadeiaalimentar.alimentar.Essa contaminação gera graves problemas deEssa contaminação gera graves problemas dehigiene e mau cheiro, atraindo baratas, ratoshigiene e mau cheiro, atraindo baratas, ratose ainda prejudica o funcionamento dase ainda prejudica o funcionamento dasestações de tratamento de água.estações de tratamento de água.
  29. 29. O acúmulo de óleos e gorduras nosO acúmulo de óleos e gorduras nosencanamentos pode causar entupimentos,encanamentos pode causar entupimentos,refluxo de esgoto e até rompimentos nasrefluxo de esgoto e até rompimentos nasredes de coleta. Para retirar esse material eredes de coleta. Para retirar esse material edesentupir os encanamentos são empregadosdesentupir os encanamentos são empregadosprodutos químicos tóxicos.produtos químicos tóxicos.
  30. 30. Consciência e Ação!Consciência e Ação!Faça você também a sua parte!Faça você também a sua parte!O FUTURO SE FAZ AGORA!O FUTURO SE FAZ AGORA!

×