Tripé da educação tecnologia, civilidade e diálogo

703 visualizações

Publicada em

Projeto do professor David Crabbe Teixeira para o posto de Professor Orientador de Informática Educativa (POIE)

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
703
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tripé da educação tecnologia, civilidade e diálogo

  1. 1. EMEF JARDIM MITSUTANI I – JORNALISTA PAULO PATARRA DAVID CRABBE TEIXEIRA TRIPÉ DA EDUCAÇÃO: tecnologia, civilidade e diálogo SÃO PAULO 2012
  2. 2. DAVID CRABBE TEIXEIRA TRIPÉ DA EDUCAÇÃO:tecnologia, civilidade e diálogo Projeto desenvolvido com o intuito de formalizar candidatura para o cargo de Professor Orientador de Informática Educativa da EMEF Jardim Mitsutani I - Jornalista Paulo Patarra. SÃO PAULO 2012
  3. 3. APRESENTAÇÃO O ser humano, em sua essência, sempre teve uma deficiência que o coloca numgrau inferior aos outros predadores: sua fragilidade. Nos primórdios, quando saia à caça,não tinha os dentes de um leão, assim como não tinha a força física de um gorila. Eleentão precisou pensar para superar essa sua dificuldade. Criou as primeiras ferramentasque serviam, a um só tempo, para conseguir alimento e para se defender de predadoresmais robustos. Começava a se desenhar a manifestação que o Homem moderno iria daro nome de tecnologia, que nada mais é do que algo criado pelo homem, a partir doestudo da técnica, que tem como objetivo melhorar e facilitar sua vida. 1 Com o passar da história, devido ao desenvolvimento cada vez maior datecnologia, a sobreposição do Homem a outras espécies de animais ocorreu de maneiranatural, e a maior marca de sua evolução foi a organização em sociedade, ou seja,civilização, de onde tirarei a palavra civilidade, que podemos interpretar como sendo asações positivas que podemos realizar enquanto cidadãos. Alguns séculos a frente, Século XXI, tecnologia e civilidade são questõesfundamentais para o desenvolvimento do ser humano. Temos hoje inúmeraspossibilidades de nos desenvolvermos em várias áreas do conhecimento humano. E oque nos leva ao conhecimento é a capacidade que adquirimos de nos expressar, de trocarrelações com outros seres a partir do diálogo. No âmbito da educação, podemos considerar que a escola é o ponto em que essastrês palavras se fundem, formando, assim, um tripé, sobre o qual podemos nos apoiar erealizar os mais variados tipos de ações com o intuito de formar o aluno para o exercíciode sua cidadania. É impensável realizar um trabalho satisfatório se ignorarmos algumadessas três palavras em nossas metas e objetivos. Este escrito tem como objetivo formalizar minha proposta a vaga de ProfessorOrientador de Informática Educativa (POIE) da escola EMEF Jardim Mitsutani I –Jornalista Paulo Patarra, baseando-me nestas três palavras: tecnologia, civilidade ediálogo, e como a junção delas pode ajudar no desenvolvimento da escola. PROPOSTA DE TRABALHO – Articular relações com os docentes e seus conteúdos;1 É importante ressaltar que, neste parágrafo, debrucei-me no significado da palavra tecnologia em três sites da Internet. São eles: http://nossalinguaportuguesa.com.br/dicionario/tecnologia/#.UKwr8uQ0WSo; http://www.dicionarioinformal.com.br/tecnologia/; http://www.significados.com.br/tecnologia-2/.
  4. 4. – Unificar projetos ligados à Imprensa Jovem; – Realizar trabalhos com alunos monitores; – Trabalhar em parceria com o POIE José Rosemberg; – Dar prioridade aos gêneros textuais. ARTICULAR RELAÇÕES COM OS DOCENTES E SEUSCONTEÚDOS O foco principal em meu projeto será a tentativa de aproximar a Sala de Informáticados professores de todas as disciplinas. Aliar o conteúdo do professor ao uso dasTecnologias da Informação e Comunicação pode ser uma importante ferramenta que, sebem planejada, ajudará sobremaneira o aluno e o desenvolverá de maneira mais ampla. Para ilustrar a ideia, suponhamos que o professor de português da 8ª Série/9º Anotrabalhe o tema Artigo de Opinião com sua sala. O POIE, no uso de suas atribuições,pode utilizar, em sua aula, a ferramenta Microsoft Word e mostrar como se organiza umtexto, desde a utilização de espaços de maneira correta, paragrafação, até mostrar paraque serve o corretor ortográfico e sintático que o software oferece, e como ter um olharcrítico aos dois. É importante observar, porém, que não é possível articular muitos trabalhosindividualmente, pois sobrecarregaria e impossibilitaria qualquer tentativa de sedesenvolver a atividade de maneira proveitosa. Por causa disso, darei preferência aosprojetos elaborados por mais de um professor. UNIFICAR PROJETOS LIGADOS À IMPRENSA JOVEM Desde 2010, a EMEF Paulo Patarra desenvolve o Projeto Nas Ondas do Rádio,iniciado pelo Professor José Rosemberg. Em 2011 participei do Projeto em parceria com oentão POIE Marcos Zanella, realizando inclusive uma atividade interescolar com osalunos da EMEF Fagundes Varella, com o importante apoio da POIE daquela UnidadeEscolar, Fátima Barbosa. No mesmo ano de 2011, a professora Leides Daiana Fonseca iniciou na escola oProjeto Imprensa Jovem, realizado atividades com notícias do bairro e da escola (oPatarra News), pesquisa de campo, fotografia, este último contando com uma Oficinaministrada pelo fotógrafo Calixto Fausto.
  5. 5. Em 2012, desenvolvi um trabalho experimental com alguns alunos, o Videolog, umespaço criado para que eles pudessem emitir suas opiniões a respeito da escola eapontarem soluções para problemas existentes no espaço escolar. Um dos vídeosproduzidos por eles com a minha ajuda culminou em uma diálogo de muita valia com osprofessores dos grupos de JEIF da manhã e da noite. A escola, então, já tem experiência, ainda que pequena, em projetos deste porte, oque lhe dá condições de ampliar e renovar o trabalho feito em anos anteriores. Minhaproposta é a da unificação dos projetos, conversando com o POIE José Rosemberg apossibilidade de integração entre os turnos da manhã e da tarde. PROJETOS ENVOLVENDO MÚSICA Na Unidade Escolar temos três projetos voltados à música: curso de Bateria,comigo; curso de Violão, com o professor Marcos Zanella; aula de Canto Coral, com aprofessora Magdala Rego. Será estudada uma maneira de se utilizar os programasAudacity e Windows Movie Maker para fins de registro dos trabalhos destes professores,assim como maneiras alternativas de captação do som. PROJETO ALUNO MONITOR Sobre o Projeto Aluno Monitor, seguirei um ponto importante mencionado nasOrientações Curriculares: O objetivo do programa é permitir e incentivar o protagonismo juvenil e envolver o aluno protagonista em atividades de apoio e orientação na área de tecnologia aplicada à educação, em colaboração com os professores da escola. Ele também apoia o professor responsável pelo Laboratório de Informática no gerenciamento do laboratório e participa das atividades pedagógicas ali realizadas, ajudando seus colegas. 2 No princípio, o Projeto será planejado e estudado, com o intuito de que se evitetentativas malsucedidas de implementação. Buscarei informações com o POIE JoséRosemberg, que já desenvolve o Projeto na Unidade Escolar, nos grupos de formação dePOIEs nas plataformas de discussão destinadas ao compartilhamento de ideias, para ver,2. Orientações curriculares: proposições de expectativas de aprendizagem - Tecnologias de Informação e Comunicação:p. 49
  6. 6. em primeiro lugar, as experiências deles, quais os sucessos e os pontos a serem melhortrabalhados. Embora não tenha nada definido a respeito deste projeto, minha intenção éprepará-los a trabalhar com os programas básicos do Microsoft Office (Word, Excel,Power Point) e mostrar as vantagens de se utilizar essas ferramentas, que podem serúteis na vida escolar e, futuramente, na profissional. TRABALHO EM PARCERIA COM O POIE JOSÉ ROSEMBERG Nos parágrafos iniciais, afirmei que o diálogo seria uma das três palavras-base demeu projeto. Então é de muita importância a comunicação entre os POIEs da UnidadeEscolar para que o trabalho aconteça da melhor maneira possível. Trabalhar em sintonia com o outro POIE pressupõe responsabilidades mútuas,respeito e zelo com o espaço, e principalmente profissionalismo. O trabalho em conjuntofacilita na construção de um pensamento uniforme que consiga abranger Fund I e II noque diz respeito aos conteúdos e Projetos desenvolvidos. PRIORIDADE AOS GÊNEROS TEXTUAIS Darei uma importância maior aos gêneros textuais, visto que uma das propostas daSME para a melhoria da qualidade de ensino aponta a necessidade do aluno ler eescrever em todas as áreas, algo fundamental para o seu desenvolvimento. A utilização dos programas disponíveis, portanto, acontecerá de acordo com ogênero textual da série do aluno e estará relacionado com o que ele aprendeu na Sala deInformática em anos anteriores. Dependendo da necessidade e das circunstâncias,ocorrerá o ensinamento de um programa novo ou um aprofundamento de um que já sejade conhecimento deles. CONSIDERAÇÕES FINAIS Neste texto, coloquei os pontos mais importantes daquilo que pretendo desenvolvercaso seja selecionado POIE da EMEF Jardim Mitsutani I – Jornalista Paulo Patarra. O quenão pode ser conferido em texto algum, porém, é o quanto irei me esforçar para realizar omelhor trabalho possível. Isso procurarei mostrar no dia a dia, no trabalho realizado commeus colegas docentes e principalmente junto aos alunos. Para isso, o tripé tecnologia-
  7. 7. civilidade-diálogo será de fundamental importância. Com um canal de comunicaçãoeficiente, acredito que a qualidade de tudo o que for feito ficará ainda mais evidente. É importante ressaltar também que tenho conhecimento das dificuldadesencontradas pelos POIEs que fazem parte da Unidade Escolar no que diz respeito àmanutenção dos computadores e o curto período de tempo com cada sala, além daquelasque terei no início do meu trabalho, caso assuma. Ciente disso, então, como já registradono parágrafo anterior, tentarei fazer aquilo que estiver ao meu alcance. Para encerrar, quero dizer que acredito no meu potencial, assim como confio naqualidade do corpo docente que temos hoje na escola, e que, graças a isso, podemosformar uma grande parceria. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DICIONÁRIO INFORMAL. Significado da palavra tecnologia. Disponível em<http://www.dicionarioinformal.com.br/tecnologia/>. Acesso em 22 nov. 2012. NOSSA LÍNGUA PORTUGUESA. Significado da palavra tecnologia. Disponívelem http://nossalinguaportuguesa.com.br/dicionario/tecnologia/#.UKwr8uQ0WSo>. Acessoem 22 nov. 2012. SÃO PAULO (SP). Secretaria Municipal de Educação. Diretoria de OrientaçãoTécnica. Orientações Curriculares Tecnologias da Informação e Comunicação:Proposições de Expectativas de Aprendizagem. Secretaria Municipal de Educação.São Paulo: SME / DOT, 2010. SIGNIFICADOS.COM.BR. Significado da palavra tecnologia. Disponível em<http://www.significados.com.br/tecnologia-2/.> Acesso em 22 nov. 2012.

×