A história dos pingos

1.602 visualizações

Publicada em

PARA AS CRIANÇAS

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.602
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • NO fim houve uma grande festa
  • A história dos pingos

    1. 1. Pingo-de-Céu e Pingo-de-Lua
    2. 2. Pingo-de-Céu e Pingo-de-Lua moravam na mesma casa.
    3. 3. Pingo-de-Céu era muito organizado, sempre estava arrumando tudo.
    4. 4. Pingo-de-Lua não arrumava nada, estava sempre dormindo. Nem a cama ele arrumava!
    5. 5. Certo dia, Pingo-de-Céu disse: - Pingo-de-Lua! Ou você arruma um emprego ou não mora mais comigo! - Está bem! Eu vou procurar um trabalho.
    6. 6. A única solução foi arrumar um trabalho. Pingo-de-Lua deu uma olhada nos classificados do jornal do Reino Encantado e viu que os anões da Branca de Neve precisavam de um ajudante. - Vejam só! Os Sete Anões estão precisando de um auxiliar! Eu quero trabalhar com eles!
    7. 8. No mesmo dia ele foi ver se poderia trabalhar com os anões. - Bom dia seu Mestre! Eu vi os anúncios nos classificados do jornal e estou muito interessado em trabalhar com vocês! -Claro que pode ser você! – disse Mestre, o anão comandante.
    8. 9. Pingo-de-Lua ficou maravilhado em trabalhar com os Sete Anões. Descobriu que esse trabalho era muito bom e com ele poderia ajudar nas despesas da casa.
    9. 10. - Nunca pensei que seria tão legal ter meu próprio emprego e ajudar meu amigo Pingo-de-Céu a cuidar da nossa casinha! – disse Pingo-de-Lua.
    10. 11. Pingo-de-Céu ficou muito feliz com a conquista do amigo, pois ele tinha deixado de ser preguiçoso e agora os dois eram trabalhadores, juntos mantinham a casa toda arrumada e conseguiam dividir as despesas.
    11. 12. - Parabéns Pingo-de-Lua! Você conseguiu deixar a preguiça de lado! Até que enfim! – saudou Pingo-de-Céu.
    12. 13. Com o passar dos dias, os pingos perceberam que seus vizinhos, os Três Porquinhos, eram muito relaxados, não cuidavam de suas casas e o lixo se acumulava no quintal. Vendo o descuido dos Porquinhos, os Pingos decidiram dar uma ajudinha para que eles também se tornassem trabalhadores.
    13. 14. - O que você acha Pingo-de-Céu, se nós fôssemos dar uma mãozinha aos nossos vizinhos Porquinhos, para que eles, assim como eu, se tornassem trabalhadores? – sugeriu Pingo-de-Lua. - Boa idéia Pingo-de-Lua! Vamos fazer isso agora mesmo! – concordou Pingo-de-Céu.
    14. 15. Então, os pingos foram fazer uma visita aos Três Porquinhos, tiveram uma longa conversa e sugeriram que os Porquinhos também começassem a trabalhar para os Sete Anões.
    15. 16. - Nós estávamos percebendo, que ultimamente o quintal de vocês anda muito bagunçado... Vocês não arrumam a casa? Não limpam o quintal? – falou Pingo-de-Céu.
    16. 17. - Aqui em casa ninguém gosta de fazer faxina e não temos dinheiro para pagar uma arrumadeira. – explicou o porquinho mais velho. - Então, por que vocês não vem comigo, trabalhar para os Sete Anões da Branca de Neve? – disse Pingo-de-Lua.
    17. 18. Os Porquinhos, no início, não gostaram muito da ideia de trabalhar, mas, depois, acharam que seria melhor para eles se arrumassem sua casa e tivessem um emprego. - Está certo! Nós iremos trabalhar nas minas dos Anões! – falaram os Três Porquinhos.
    18. 19. No primeiro dia de trabalho com os Anões, os Porquinhos cansaram muito. Porém adoraram. E assim continuaram no emprego e se tornaram trabalhadores como os Pingos.
    19. 20. Para comemorar o sucesso que todos tiveram, decidiram fazer uma grande festa e convidaram todos os que moravam no Reino Encantado.

    ×