Lobisomem - PDF (+ tablatura)

1.554 visualizações

Publicada em

Cifras e Tablaturas de Viola Caipira
Vai aqui uma Moda de Viola Interpretada por Tião Carreiro e Pardinho, uma bela canção caipira onde o suspense e a cultura brasileira se misturam.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.554
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lobisomem - PDF (+ tablatura)

  1. 1. Cifra elaborada pelo Prof. César Viola Lobisomem Moda de Viola Composição: Piracicaba- Zé Dourado Repique da Viola entre os Versos Cantados: E---5-5-5-5-0-0-5-5-5-5 B---5-5-5-5-0-0-5-5-5-5 G#-5-5-5-5-0-0-5-5-5-5 E---5-5-5-5-0-0-5-5-5-5 B---5-5-5-5-0-0-5-5-5-5 Primeira Parte: E-------------------------------------------------------------------------------------------------------5 B------------------5-5h7-5---------------------5----------------------------------------------------5 G#-5-5-5-5-6---5-5h6-5---7-5-3-3-5-6—5-6-5-3-1-1-1-1-0-0-0-0-----------------------5 E---5-5-5-5-7-----------------6-5-4-4-5-7-----7-5-4-2-2-2-2-0-0-0-0—2-2-2-0-0-0-0---5 B-----------------------------------------------------------------------------------3-3-3-2-0h2-2---5 Segunda Parte: E------------------------------------------------------------------------------------------------5 B------------------------------------------------------------------------------------------------5 G#-1-1-1-1-0-0--------1-1-0-0--------------1-1-1-1-3-1-0-0-1-0---------------------5 E---2-2-2-2-0-0-2-2—2-2-0-0-2-2-0-0—2-2-2-2-4-2-0-0-2-0-2-2-2-0-0-0-0---5 B-------------------3-3-------------3-3-2-2------------------------------3-3-3-2-0h2-2--5 Parte Final: E---------------------------------------------5 B---------------------------------------------5 G#-0-0-0h1-1-2-0-1-0------------------5 E---0-0-0h2-2-2-0-2-0-0-0-0-0-0-0--5 B---------------------------2-0-0-2-0-0---5
  2. 2. Cifra elaborada pelo Prof. César Viola Parte Distinta de Repique e Verso menor: Repique da Viola E---5-5-5-5-5-5/7-7-7-7-7-0-0-0-0-0-0-0-0-0-5-5-5-5 B---5-5-5-5-5-5/7-7-7-7-7-0-0-0-0-0-0-0-0-0-5-5-5-5 G#-5-5-5-5-5-5/7-7-7-7-7-0-0-0-0-1-0-0-0-0-5-5-5-5 E---5-5-5-5-5-5/7-7-7-7-7-0-0-0-0-2-0-0-0-0-5-5-5-5 B---5-5-5-5-5-5/7-7-7-7-7-0-0-0-0-0-0-0-0-0-5-5-5-5 Verso Menor: E-------------------------------------------------------------5-5-5-5-5---------5 B------------------5-5h7-5---------------------------------5-5-5-5-5---------5 G#-5-5-5-5-6---5-5h6-5---7-5-3-1-1-1-1-0-1/5----5-5-5-6-5h6p5--5 E---5-5-5-5-7-----------------6-5-4-2-2-2-2-0-2/5---5-5-5-7-5h7p5--5 B-------------------------------------------------------------5-5-5-5-5---------5 (Foi por boca de um Baiano que eu fiquei bem informado, De um caso assombroso que se deu no seu estado) Primeira Parte (Morava em Vila Velha um moço muito alinhado, E por toda redondeza era bem considerado) Segunda Parte (Por ter boa posição e ser filho do delegado) Parte Final De todas moças que tinha o seu sonho adorado, Foi a filha do prefeito que caiu no seu agrado, O grande acontecimento por todos era esperado, Porque faltavam dois meses para ser realizado, Na igreja do lugar seu casamento marcado. Foi neste meio de tempo que surgiu no povoado, Causando diversos danos um bicho desfigurado, Tudo quanto não prestava por ele era fim dado, Dizia ser Lobisomem porque tinha atropelado, A tal filha do prefeito que voltava de um bailado.
  3. 3. Cifra elaborada pelo Prof. César Viola A moça ficou doente do grande susto levado, não comia e nem dormia em grito desesperado, Dizia que estava vendo aquele vulto ao seu lado, três doutor em volta dela não achavam o resultado, O seu noivo não sabia por que tinha viajado. O prefeito aborrecido combinou com o delegado, Formaram uma quadrilha de boiadeiro e soldado, Regulava meia noite estava tudo preparado, Dali a pouco aquela fera pulava dando uivado, Por se ver numa prisão de quatro laços trançado. (No tronco de uma paineira ele pousou amarrado ai) Verso Menor Quando foi no outro dia foram ver o resultado, Uns gritavam de pavor outros caiam desmaiados, Por ver que aquela fera em gente tinha virado, E a pessoa que ali estava toda nua e envergonhado, Era o noivo de Susana o filho do delegado. Para duvidas e consulta de mais cifras entre outras coisas vai abaixo a URL do blog: http://cesarviolas.blogspot.com.br/

×