Fichas de apoio 7.º ano

212 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
212
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fichas de apoio 7.º ano

  1. 1. COLÉGIO MANUEL BERNARDES Ano Lectivo de 2008/2009 História – 7.º Ano Lisboa, Março de 2009 Professora Cristina Mariano O TRABALHO SERVIL O Calendário do Vilão
  2. 2. O primeiro serviço do ano, Pelo S. João () o devem prestar, Devem o feno ceifar, Medir e juntar, E no meio dos prados atar. Quando tudo amontoado estiver, Ao solar o devem levar, Quando lhes fizerem saber. Depois devem limpar o canal: Aí vão todos, forcado ombro, Levantar o estrume, o duro e o mole. E vem o mês de Agosto: Um serviço a não esquecer, É que devem a corveia, Que cumprida tem que ser. O trigo devem ceifar, Amontoar e aparelhar, E No meio dos campos empilhar. Devem levá-lo à granja, Fazem este serviço desde criança. Tudo se exige ao vilão, E o seu trigo fica à chuva e ao vento, E já sem alento, Amaldiçoam esta herança De má sorte. Depois vem a Nossa Senhora, Em Setembro. Se o vilão oito porcos tiver, Os dois mais belos levará, E o outro a seguir é do Senhor, Que não ficará com o pior, E ainda é preciso pagar, PeIa sobra deles, Um dinheiro. Depois vem o S. Dinis, Os vilãos aterrados estão, É preciso o censo pagar. Depois devem os campos cercar E a respectiva renda, Ao senhor, ainda pagar Depois vem a corveia, Quando a terra lavrada estiver. a trigo ao celeiro devem ir buscar, Semear e gradar,Um acre cada um. Depois devem as oferendas. Toucinho pelo Santo André, Três semanas antes do Natal. No Natal devem as galinhas, Que têm que entregar, boas e finas. Depois vem a braçagem. Vá! levem os cavalos, As vacas, os Veados, Empenhem a casa, Tragam-me bastante! Depois vem o Domingo de Ramos, Festa por Deus estabelecida, E o direito dos carneiros para pagar! Na Páscoa devem a corveia: Podem ir à forja, E os cavalos ferrar, Pois a lenha têm que ir buscar. Depois vão ao moinho banal, E o moleiro a farinha mal medirá, E o seu quinhão tirará. Depois vão ao forno banal. Este direito ainda á pior! Quando a mulher do vilão aí vai, E mesmo que pague bem a sua fornada, Nunca o vilão Comerá bom pão, Pois ela será mal preparada E o pão, cru ficará. in Recueils de textes d'histoire, Le Moyen Age, dir. de Louis Gothier e Albert Troux

×