A maior fadista portuguesa
Amália Rodrigues Nasceu em 1920, no bairro da Mouraria, em  Lisboa. Os seus pais eram naturais da Beira  Baixa e foram pa...
Amália Rodrigues Em 1929 cantou pela primeira  vez. Este ano também é  marcado pelo regresso dos  seus pais a Lisboa, emb...
Amália Rodrigues No ano de 1935, Amália começou a trabalhar com a  sua irmã Celeste e com a sua mãe na venda de  fruta. E...
Amália Rodrigues Em 1939 estreou-se no Retiro da Severa,  como fadista profissional. E é um sucesso.  Imediatamente passo...
Amália Rodrigues 1941 - Cantou na Cervejaria Luso,  recebeu um conto de réis por  actuação, quantia nunca antes  paga. Fo...
Amália Rodrigues                       1943 inicou a sua                                           carreira fora de      ...
 Em 1944 actuou pela primeira  vez no Brasil, no casino de  Copacabama. Estava prevista  uma estadia de seis semanas  e, ...
Amália Rodrigues Em 1946 regressou a  Portugal, a Lisboa. Em 1947 participou na  revista “Se aquilo que a  gente sente” ...
Amália Rodrigues               1949 cantou pela primeira                vez em Paris, (no Chez                Carrère), L...
Amália Rodrigues   1953 cantou no México e foi a primeira cantora portuguesa a aparecer na televisão NBC em Nova York. 1...
Amália Rodrigues Em 1956 cantou na Bélgica, Argélia, México e  Brasil e no ano de 1957 cantou em França,  Suécia, Suíça e...
Amália Rodrigues 1961 casou-se o brasileiro  César Seabra, engenheiro,  que conheceu seis anos  antes. Nesse ano jurou qu...
Amália Rodrigues Em 1966 participou num júri para o Festival da  Canção do Rio de Janeiro. Nesse ano, actuou em  Israel, ...
Amália Rodrigues 1968 cantou na Roménia, Espanha, França e  Canadá. Recebeu do estado espanhol a Ordem  de Isabel, a Cató...
Amália Rodrigues Desde 1986 até 1995 gravou várias canções, que  contribuíram para o seu grande sucesso, como as  canções...
Amália Rodrigues Em 1999 Amália Rodrigues morreu, em Lisboa, no dia 6 de Outubro, com 79 anos de idade.
 Cristina Alves, Abril de 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amália Rodrigues

1.117 visualizações

Publicada em

Uso de uma biografia para o estudo dos dois tempos passados (pretérito perfeito e pretérito imperfeito)

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.117
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
17
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amália Rodrigues

  1. 1. A maior fadista portuguesa
  2. 2. Amália Rodrigues Nasceu em 1920, no bairro da Mouraria, em Lisboa. Os seus pais eram naturais da Beira Baixa e foram para Lisboa, em busca de uma melhor qualidade de vida. Amália foi a quinta filha deste casal e tinha mais oito irmãos e irmãs. Em 1921 os seus pais regressaram à Beira Baixa, por graves dificuldades económicas. Amália ficou com os seus avós, e os seus pais e irmãos partiram.
  3. 3. Amália Rodrigues Em 1929 cantou pela primeira vez. Este ano também é marcado pelo regresso dos seus pais a Lisboa, embora Amália continue a viver com os seus avós. 1932 começou a trabalhar como bordadeira, depois de sair da escola. 1934 voltou à casa dos seus pais e irmãos, perto do Rio Tejo, em Lisboa.
  4. 4. Amália Rodrigues No ano de 1935, Amália começou a trabalhar com a sua irmã Celeste e com a sua mãe na venda de fruta. E, numa festa, cantou pela primeira vez, e nunca mais deixou de o fazer! Em 1938 competiu num concurso Da rainha do Fado do Bairro mas, acabou por desistir pois as restantes concorrentes ameaçaram a organização que não cantavam, se Amália cantava. No mesmo ano conheceu Francisco da Cruz com quem se casou em 1940.
  5. 5. Amália Rodrigues Em 1939 estreou-se no Retiro da Severa, como fadista profissional. E é um sucesso. Imediatamente passou a cabeça de cartaz. Em 1940 estreou-se nos palcos no Teatro Maria Vitória na revista Ora Vai Tu!. Amália foi a atracção convidada. Inventa a fadista vestida de negro com xaile negro.
  6. 6. Amália Rodrigues 1941 - Cantou na Cervejaria Luso, recebeu um conto de réis por actuação, quantia nunca antes paga. Foi atracção da revista do Teatro Variedades Espera de Toiros, onde Amália interpreta três fados. 1942 – Estreou-se no Variedades da revista Boa Nova, interpretou quatro fados e cuja canção –”Título” é mais um êxito.
  7. 7. Amália Rodrigues  1943 inicou a sua carreira fora de Portugal, em Madrid, onde conheceu, também, a música flamenga, a qual muito gostou. Separou-se de Francisco Cruz e regressou a casa dos seus pais.Estreia do filme “Capas negras” (1947)
  8. 8.  Em 1944 actuou pela primeira vez no Brasil, no casino de Copacabama. Estava prevista uma estadia de seis semanas e, com o sucesso que obteve, ficou cerca de três meses. Regressou a Portugal somente com a promessa de regressar no ano seguinte. No ano de 1945 regressou ao Brasil, onde foi a protagonista de de “Boa Nova”. Amália nesse ano os seus primeiros discos, o que não lhe era recomendado pelo seu agente, em Portugal, que preferia que cantasse ao vivo.
  9. 9. Amália Rodrigues Em 1946 regressou a Portugal, a Lisboa. Em 1947 participou na revista “Se aquilo que a gente sente” e no filme “Capas Negras”. Participou, também, em Madrid num outro filme, chamado “10 Fados”. Em 1948 recebeu um premio SNI por melhor actriz no filme “História de uma cantadeira”.
  10. 10. Amália Rodrigues  1949 cantou pela primeira vez em Paris, (no Chez Carrère), Londres (no Ritz), Rio de Janeiro e S. Paulo.  1952 cantou em Nova Iorque, na boite La Vie En Rose, por cuatro meses . Recibeu convites para cantar na Broadway, em inglês. Cantou, também, em Genebra, Lausana e Madrid.
  11. 11. Amália Rodrigues 1953 cantou no México e foi a primeira cantora portuguesa a aparecer na televisão NBC em Nova York. 1954 cantou em Hollywood no Mocambo; foi convidada para participar como actriz no filme “Os amantes do Tejo”, um filme francês e realizado em Lisboa e Lisboa. Em Portugal o filme estreou em 1955. Nesse ano Amália foi viver para a rua S. Bento onde permaneceu até à sua morte.
  12. 12. Amália Rodrigues Em 1956 cantou na Bélgica, Argélia, México e Brasil e no ano de 1957 cantou em França, Suécia, Suíça e Venezuela. Em 1958 cantou pela primeira vez na televisão portuguesa. 1959 recebeu uma medalha de honra na cidade de Paris. Neste ano cantou em França, Espanha, Tunísia, Argélia, Grécia e Israel.
  13. 13. Amália Rodrigues 1961 casou-se o brasileiro César Seabra, engenheiro, que conheceu seis anos antes. Nesse ano jurou que se dedicava ao lar e que deixava de cantar. Viveu 10 meses no Brasil. Em 1962 participou em muitos outros filmes e cantou novas canções como “Estranha Forma de Vida”, “Povo Que lavas No Rio”.
  14. 14. Amália Rodrigues Em 1966 participou num júri para o Festival da Canção do Rio de Janeiro. Nesse ano, actuou em Israel, Brasil, África do Sul, Angola e Moçambique. Também cantou na inauguração da Ponte sobre o Rio Tejo. Recebeu o prémio Pozal Domingues pelo seu disco "Fandangueiro“ Em 1967 foi considerada a melhor cantora de música ligeira pela enciclopédia Laurosse. Serge Reggiani afirmou mesmo que Amália é alguém que pertence aos portugueses, mas também pertence ao mundo.
  15. 15. Amália Rodrigues 1968 cantou na Roménia, Espanha, França e Canadá. Recebeu do estado espanhol a Ordem de Isabel, a Católica, laço de dama. Entre 1969 a 1985 continuou o seu percurso pelo mundo, como Itália, Holanda, África do Sul, Zimbabué, Argentina. Recebeu, igualmente, muitos prémios, por exemplo, a medalha de ouro da cidade de Lisboa e de França recebeu a Ordem das Artes e das Letras. Em Toronto, o dia de sua morte, 6 de Outubro, está consignado como dia oficial de Amália Rodrigues.
  16. 16. Amália Rodrigues Desde 1986 até 1995 gravou várias canções, que contribuíram para o seu grande sucesso, como as canções: “Cantigas da Boa Gente”, “Fado Português”, “Oiça Lá ó Senhor Vinho”, “Amália”, “Maldição”, “Cantigas numa Língua Antiga” . Manteve o seu percurso artístico por todo o mundo, por exemplo, Japão, Luxemburgo, Reino Unido. Em 1996 encontrava-se bastante doente. Em 1997, o seu marido, César Seabra, morreu, colocando fim a um casamento de 36 anos.
  17. 17. Amália Rodrigues Em 1999 Amália Rodrigues morreu, em Lisboa, no dia 6 de Outubro, com 79 anos de idade.
  18. 18.  Cristina Alves, Abril de 2012

×