Trabalho de ciencias - eduarda

257 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
257
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho de ciencias - eduarda

  1. 1. PROFE:MARLENE TURMA:4ª SERIE 43 COMPONENTES: Eduarda,e Patrícia. TRABALHO DE CIENCIAS
  2. 2. O IBAMA é Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos recursos naturais renováveis. Ele está vinculado ao ministério do meio ambiente-MMA está sendo o responsável pela execução da política nacional do meio ambiente e desenvolve diversas atividades para a preservação e conservação do patrimônio natural.
  3. 3. Biodiversidade ou diversidade biológica é a diversidade da natureza viva. Desde 1986, o termo e conceito têm adquirido largo uso entre biólogos, ambientalistas, líderes políticos e cidadãos informados no mundo todo. Este uso coincidiu com o aumento da preocupação com a extinção, observado nas últimas décadas.
  4. 4. FLORA: A vegetação do município caracteriza-se pela transição entre matas densas,matas ciliares,banhados,várzeas,campos nativos, e melhorados,reflorestamento com espécies nativas e exóticas e áreas agrícolas. Ao longo dos cursos de água,as matas de galeria são estreitos e densas predominando espécies como o timbó,angico-branco e vermelho,açoita-cavalo,unha –de -gato, camboatá -branco e vermelho , cocão , etc.
  5. 5. Fauna é o conjunto de espécies animais quem vivem numa determinada área (floresta, país, ecossistema específico). A fauna de uma determinada região pode ser muito variada, dependendo das condições ambientais existentes. A fauna brasileira, por exemplo, é extremamente rica e variada, pois nosso país possui uma enorme variedade de ecossistemas.
  6. 6. A destruição de habitat é um processo de mudança no uso da terra, através do qual um tipo de habitat é removido e substituído por outro. No processo da mudança, as plantas e animais que utilizavam o local, são deslocalizados ou destruídos. Geralmente isto resulta na alteração ou redução da biodiversidade.
  7. 7. A degradação de uma área, independentemente da atividade implantada, verifica-se quando: a) a vegetação e, por conseqüência, a fauna, são destruídas, removidas ou expulsas; e b) a camada de solo fértil é perdida, removida ou coberta, afetando a vazão e qualidade ambiental dos corpos superficiais e/ou subterrâneos d’água. Quando isso ocorre, reflete-se na alteração das características físicas, químicas e biológicas da área, afetando seu potencial sócio-econômico.
  8. 8. Energia solar é a designação dada a qualquer tipo de captação de energia luminosa(e, em certo sentido, da energia térmica) proveniente do SOL, e posterior transformação dessa energia captada em alguma forma utilizável pelo homem, seja diretamente para aquecimento de água ou ainda como energia,elétrica ou mecânica.
  9. 9. A energia eólica é a energia que provém do vento. O termo eólico vem do latim aeolicus, pertencente ou relativo a Éolo, Deus dos ventos na mitologia grega e, portanto, pertencente ou relativo ao vento.
  10. 10. Mata ciliar é a designação dada à vegetação que ocorre nas margens de rios e mananciais. O termo refere-se ao fato de que ela pode ser tomada como um espécie de "cílio", que protege os cursos de água do assoreamento.
  11. 11. A cultura da sustentabilidade originou-se na economia e na ecologia, para inserir- se no campo da educação, sintetizada no lema "uma educação sustentável para a sobrevivência do planeta". Uma sociedade sustentável, é aquela que assegura a saúde e vitalidade da vida e cultura humana e o capital natural, para a presente e as futuras gerações. Tal sociedade deve encorajar atividades que servem para conservar o que existe, recuperar o que foi destruído, e prevenir o mundo de futuros danos."
  12. 12. A caatinga é o tipo de vegetação que vive no nordeste. Estas plantas só conseguem se adaptar em lugares onde tem muita seca, como nesta região. Caatinga na língua dos índios significa "mata branca", devido a falta de água as plantas da caatinga ficam quase brancas . A planta é muito especial para os nordestinos, possui um pouco de água dentro dela, mas isso ainda não é suficiente, para as pessoas que vivem no sertão nordestino.
  13. 13. Cerrado é um bioma do tipo biócoro savana que ocorre no Brasil. O Cerrado é um dos seis grandes biomas brasileiros.
  14. 14. MATA ATLANTICA é um bioma brasileiro. As florestas atlânticas são ecossistemas que apresentam árvores com folhas largas e perenes. Abriga árvores que atingem de 20 a 30 metros de altura. Há grande diversidade de epífitas, como bromélias e orquídeas. Não deve ser confundida com a Floresta Amazônica, ou Selva Amazônica, que é um outro bioma do Brasil
  15. 15. Litoral é as praias perto da areia e da margem da praia.
  16. 16. Algumas aves mudam de região na época de inverno, à procura de regiões mais quentes. O Brasil recebe muitas dessas aves. Parece evidente que um dos fatores relacionados com a migração das aves é o da abundância ou escassez de alimento. Em muitas regiões do globo, a sua alimentação escasseia durante certas épocas do ano. A maioria das aves morreria se permanecesse nestes locais. É a situação verificada nas regiões com invernos muito rigorosos. Durante esta época, as aves migram para regiões mais amenas com maior abundância alimentar, retornando na Primavera quando o clima e os recursos alimentares lhes são de novo favoráveis. Por sua vez, as espécies não migradoras são espécies capazes de sobreviver com os recursos alimentares disponíveis nesta época. Com a descida acentuada das temperaturas no Inverno, os insetos escasseiam; é por esta razão que a maioria das aves insectívoras migram.
  17. 17. Salinas é um sal salgado que tem debaixo do mar.
  18. 18. SERINGUEIRA é uma arvore é uma árvore de folhas compostas, flores pequeninas e reunidas em amplas panículas, ...
  19. 19. O uso sustentável das espécies nativas coloca-se ao mesmo tempo como uma alternativa em potencial para a geração de renda das comunidades e um desafio a ser enfrentado do ponto vista técnico e legislativo.
  20. 20. Recursos naturais são elementos da natureza com utilidade para o Homem, com o objetivo do desenvolvimento da civilização, sobrevivência e conforto da sociedade em geral. Podem ser renováveis, como a energia do Sol e do vento. Já a água, o solo e as árvores que estão sendo considerados limitados, são chamados de potencialmente renováveis. E ainda não renováveis, como o petróleo e minérios em geral.
  21. 21. Um recurso não renovável é um recurso natural que não pode ser produzido, regenerado ou reutilizado a uma escala que possa sustentar a sua taxa de consumo. Esses recursos existem muitas vezes em quantidades fixas, ou são consumidos mais rapidamente do que natureza pode produzi-los. Os combustíveis fósseis são um exemplo, enquanto que recursos como madeira (quando colhida de forma sustentável) ou metais(que podem ser reciclados) são considerados recursos renováveis
  22. 22. Erosão é a destruição do solo e seu transporte em geral feito pela água da chuva, pelo vento ou, ainda, pela ação do gelo, quando este atua expandindo o material no qual se infiltra a água congelada. A erosão destrói as estruturas (areias, argilas, óxidos e húmus) que compõem o solo. Estas são transportados para as partes mais baixas dos relevos e em geral vão assorear cursos d‘ água. A erosão destrói os solos e as águas e é um problema muito sério em todo o mundo. Devem ser adaptadas práticas de conservação de solo para minimizar o problema. Em solos cobertos por floresta a erosão é muito pequena e quase inexistente, mas é um processo natural sempre presente e importante para a formação dos relevos. O problema ocorre quando o homem destrói as florestas, para uso agrícola e deixa o solo exposto, porque a erosão torna-se severa, e pode levar a desertificação.
  23. 23. Assoreamento é a obstrução, por sedimentos, areia ou detritos quais quer, de um estuário, rio, ou canais. Pode ser causador de redução da correnteza. No Brasil é uma das causas de morte de rios, devido à redução de profundidade. Os processos erosivos, causados pelas águas, ventos e processos químicos, antrópicos e físicos, desagregam solos e rochas formando sedimentos que serão transportados. O depósito destes sedimentos constitui o fenômeno do assoreamento.
  24. 24. Desflorestação, desflorestamento ou desmatamento é o processo de desaparecimento de massas florestais, fundamentalmente causada pela atividade humana. A desflorestação é diretamente causado pela ação do homem sobre a natureza, principalmente devido à destruição de florestas para a obtenção de solo para cultivos agrícolas e pela extração da indústria madeireira.
  25. 25. O termo reflorestamento tem sido utilizado para todo o tipo de implantação de florestas, porém não é correto falar em reflorestamento em uma área que nunca foi coberta por floresta. Por isso, o termo aplica-se apenas à implantação de florestas em áreas naturalmente florestais que, por ação antrópica ou natural, perderam suas características originais. Chama-se "florestamento" à implantação de florestas em áreas que não eram florestadas naturalmente
  26. 26. Viveiro de mudas é plantas Os frutos devem ser coletados antes da dispersão, para evitar a perda de sementes.
  27. 27. Biocombustível é o combustível de origem biológica não fóssil. Normalmente é produzido a partir de uma ou mais plantas. Todo material orgânico gera energia, mas o biocombustível é fabricado em escala comercial a partir de vegetais com potencial econômico aproveitável, como a cana-de-açúcar, mamona,soja,canola,mandioca,milho,beterraba.

×