Jornadas boas práticas Lean 2013

933 visualizações

Publicada em

3ª Comunicação apresentada nas Jornadas Boas Práticas Lean, 20 de Setembro de 2013. Or

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
933
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornadas boas práticas Lean 2013

  1. 1. WE.MOVE.FUTURE. Implementação Lean na KIRCHHOFF Gametal Portugal V1.0
  2. 2. 2 Jornadas Boas-Práticas Lean “Implementação Lean na KIRCHHOFF Portugal Gametal” 20 de Setembro de 2013 Nelson Alves Lean Manager da KPG
  3. 3. Conteúdo • História da KIRCHHOFF Automotive e da KIRCHHOFF Portugal Gametal • KIRCHHOFF Automotive Production System (KAPS) • Implementação do KAPS na KPG • SFM e comportamentos de liderança • Evolução dos indicadores e lições aprendidas
  4. 4. O Grupo KIRCHHOFF Datas históricas 4 1894 Fundação da primeira empresa de estampagem Iserlohn 1785 Fundação da Witte 1984 Aquisição M. Kutsch, Attendorn 1993 Primeira Internacionalização 1999 Joint Venture VRK Querétaro today 30 fábricas em 11 Países de três continentes from 2007 Fundação de três centros tecnológicos. Europa, Asia, América Norte 2011 Aquisição de uma posição maioritária da Van-Rob 24.09.2013
  5. 5. 5 Presença da KIRCHHOFF Automotive no Mundo Production plants S & TD offices 24.09.2013
  6. 6. 6 KIRCHHOFF Gametal Portugal Gametal – Metalúrgica da Gandarinha, S.A Empresa de origem Portuguesa, fundada em 1963 Actividade: Produção de componentes metálicos usando tecnologias de estampagem, soldadura, tratamento de superfície e montagem. 100% dedicada à industria automóvel À 35 anos que é fornecedor directo de OEMs Desde 1993 que pertence a 100% á KIRCHHOFF Automotive Dados de 2012: Vendas: 50 M€ Colaboradores: 520 Dados históricos 24.09.2013
  7. 7. 7 KIRCHHOFF Gametal Portugal Cucujães: Área: 10.000 m2 Área Construção: 5.200 m2 • Principais infra-estruturas • Soldadura • Linha Pintura Localizações: Ovar: Área: 40.000 m2 Área de Construção: 14.700 m2 • Principais infra-estruturas • Prensas • Soldadura • Expedição • Ferramentaria • Centro de formação (KTC) Lisboa Cucujães Porto Ovar 24.09.2013
  8. 8. Conteúdo • História da KIRCHHOFF Automotive e da KIRCHHOFF Portugal Gametal • KIRCHHOFF Automotive Production System (KAPS) • Implementação do KAPS na KPG • SFM e comportamentos de liderança • Evolução dos Indicadores e lições aprendidas
  9. 9. 9 O compromisso da Administração da KIRCHHOFF Automotive - Junho de 2010 24.09.2013
  10. 10. 10 O Perito KAPS e os 7 princípios Melhoria contínua Apren dizagem contínua NivelamentoFluxo Standards 0-defeitos 0-desperdícios 24.09.2013
  11. 11. 11 Os factores de sucesso garantem a sustentabilidade Organização KAPS KAPS Comunicação Key performance indicators Vontade de mudar Visão do processo Actual situation Vision Métodos/ferramentasWorkshop/roteiro de projecto SMED1 TPM2 5-S3 24.09.2013
  12. 12. Conteúdo 12 • História da KIRCHHOFF Automotive e da KIRCHHOFF Portugal Gametal • KIRCHHOFF Automotive Production System (KAPS) • Implementação do KAPS na KPG • SFM e comportamentos de liderança • Evolução dos Indicadores e lições aprendidas
  13. 13. Inicio do processo de implementação Maio de 2011 1324.09.2013
  14. 14. 24.09.2013 14 Workshops duas semanas de formação intensiva Workshops: 2 semanas Foco numa área Equipa multidisciplinar Entre 4 a 8 colaboradores Formação intensa Actividade intensa Até ao momento 39 realizados Formação: Básicos do KAPS Simulação fábrica 520 colaboradores já formados + formação teórica e prática em ferramentas Lean
  15. 15. 15 Exemplo de actividades em diferentes WS… Antes Depois Redução de stock na área de produção 4,9 dias de cobertura 2,2 dias de cobertura (-55%) Referência Quantidade Dias de cobertura 9478.70.801 1981 3,5 9478.70.601 2287 4,1 9386.70.605 1087 7,2 9386.70.805 1565 10,4 9386.71.606 330 2,2 9386.71.806 264 1,8 Média 4,9 Referência Quantidade Dias de cobertura 9478.70.801 1004 1,8 9478.70.601 2904 5,2 9386.70.605 267 1,8 9386.70.805 384 2,6 9386.71.606 137 0,9 9386.71.806 132 0,9 Média 2,2 24.09.2013
  16. 16. 16 Antes Depois Melhorias no processo – Redução de retrabalho Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  17. 17. 17 17 Antes Depois Tempo do operador (ciclo) e output por hora (balanceamento de actividades) 130 93 130 207 80 180 Posto 3 Posto 4Posto 2Posto 1 Posto 5 (2 op) 98 126 144 114 119 180 15,6 pares / hora (16.05.11 - 27.05.11) 16,6 pares / hora (turno da noite 07-08.06.)* Postos de trabalho não balanceados Retrabalho em acima do objetivo Productividade: 2,6 pares/hora/operador Postos de trabalho mais balanceados Todos trabalham abaixo do objetivo Productividade: 3,3 pares/hora/operador (+27%) Objetivo Objetivo segundos segundos Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013 Posto 1 Posto 2 Posto 3 Posto 4 Posto 5 (1 op)
  18. 18. 18 Antes Depois Mudanças de Layout Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  19. 19. 19 Antes Depois Melhorias aplicadas aos braços transfêr Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  20. 20. 20 Buracos da aparadeira tapados Protecção ao normal stop Protecção de lona do tapete Colocação de tampas para fosso Gestão Visual dos níveis oleoGestão Visual de manometros Evitar que degrade… e a gestão visual! Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  21. 21. 21 Perceber o pormenor: • Definir pontos de verificação • Melhorar acessos para verificação • Implementar gestão visual • Ajustar pontos na manutenção preventiva • Ajustar frequência na manutenção preventiva Perceber os vários canais de lubrificação do sistema Hidráulico Entendimento das condições iniciais de funcionamento As causas do mau funcionamento do sistema Hidráulico Pormenor do circuito de lubrificação para definição de manutenção de 1º nível e manutenção preventiva. Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  22. 22. 22 Ponto unico de retorno de óleo Suporte para comando do carro Quadro de indicadores Várias actividades e … Quadros de indicadores Exemplo de actividades em diferentes WS… 24.09.2013
  23. 23. 23 Projecto KAIKAKU diminuição do rácio colaboradores / líderes 24.09.2013
  24. 24. Conteúdo 24 • História da KIRCHHOFF Automotive e da KIRCHHOFF Portugal Gametal • KIRCHHOFF Automotive Production System (KAPS) • Implementação do KAPS na KPG • SFM e comportamentos de liderança • Evolução dos Indicadores e lições aprendidas
  25. 25. 25 KPI’s Reuniões SFM Trabalho Standard para Líderes Melhoria diáriaEscalação SFM 1 2 3 45 O shopfloor management como ferramenta de ajuda diária na sustentabilidade e melhoria continua 24.09.2013
  26. 26. 26 Criação de um fluxo diário de informação Reuniões SFM: • No chão de fábrica • Frequência Standard, hora de início, duração, participantes, agenda. • Reuniões por níveis, desde o pormenor do centro de custo até ao geral da fábrica. • Filtro dos problemas a escalar. • Desde o operador até ao director, todos têm a informação que precisam! • Equipa em torno de soluções e não de problemas Quadro de equipa Quadro do Supervisor Quadro do Coordenador Quadro do DiretorQuadro de equipa Quadro de equipa Quadro de equipa Quadro do Supervisor0 Quadro do Supervisor Quadro do Coordenador 24.09.2013
  27. 27. 27 A chave do SFM: o plano de acções de 48H Melhoria diária: • Seguimento diário de ações em aberto • Divisão de uma ação em pequenas ações, que no máximo durem 48H • Principal foco no processo. • Responsabilidade transparente. • Gestão visual de distribuição de ações e cumprimento de prazos 5 Planear a paragem CC Xpto em 4H Segunda 23/09/13 Terça 24/09/13 Quarta 25/09/13 Quinta 26/09/13 Sexta 27/09/13 Sábado 28/09/13 Domingo 29/09/13 CCB Mondeo 42 Sr. Branco Logística Manutenção Sr. Rosa Sr. Azul Sr. Castanho Garantir que o prestador de serviços recebeu a encomenda Plano de ações a 48h Seman a Área 24.09.2013 XXX XXX XXX Feedback da logistica para a paragem CC XPTO
  28. 28. 28 5 24.09.2013 Exemplo de divisão de tarefas Causa raiz: pinça transfer partida Ação: Instalar uma pinça nova Causa raiz: pinça transfer partida Encomendar uma pinça nova Confirmar a data de entrega Instalar a pinça nova Verificar se a medida foi efetiva Modo tradicional: Shopfloor Management: 10 dias…? 48 horas 48 horas 48 horas 48 horas 48 horas
  29. 29. 29 A implementação do KAPS não está só ligada com workshops e ferramentas, mas principalmente com mentalidades e comportamentos SMED TPM 5-S OC VSM EPEI Continuous improve- ment Con- tinuous learning LevellingFlow Standards 0-defects 0-waste Mentalidades e comportamentosFerramentas e workshops “O sucesso de uma transformação Lean baseia-se 80% na mentalidade correta e apenas 20% em mudanças físicas”* *Fonte: “Creating a lean culture", David Mann 24.09.2013
  30. 30. 30 7 Comportamentos de um Líder no Grupo KIRCHHOFF Eu respeito os standards Eu atuo com respeito e justiça Eu comunico claramente Eu capacito e desenvolvo a minha equipa Eu partilho o meu conhecimento Eu promovo melhoria contínua Eu sou um bom exemplo 1 2 3 4 5 6 7 O meu comportamento diário como líder 24.09.2013
  31. 31. 31 Três pilares em implementação 24.09.2013 Disciplina Paixão pelo LEAN Orientação para gestão de projetos Compromisso e vontade de mudar Comunicação intensiva com os colaboradores Ferramentas KAPS (5S, SMED, TPM, VSD, CO, …) Visões para a fábrica (roteiro de workshops) Shop Floor Management Roteiro de transformação Ferramentas de formação KAPS Planos de formação Controlos visuais Normalização Métodos de resolução de problemas Processo de responsabilização diária Foco nos processos de acréscimo de valor
  32. 32. Conteúdo 32 • História da KIRCHHOFF Automotive e da KIRCHHOFF Portugal Gametal • KIRCHHOFF Automotive Production System (KAPS) • Implementação do KAPS na KPG • SFM e comportamentos de liderança • Evolução dos Indicadores e lições aprendidas
  33. 33. Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Setup time 0:32:1 0:39:0 0:40:1 0:41:1 0:39:2 0:37:2 0:39:2 0:36:3 0:38:3 Breakdowns 29,2% 33,3% 31,4% 32,3% 30,1% 27,3% 24,8% 29,0% 25,7% 0:25 0:30 0:35 0:40 0:45 0,0% 5,0% 10,0% 15,0% 20,0% 25,0% 30,0% 35,0% 40,0% OPA2 33 Como evoluíram os indicadores Transportes especiais, variâncias, breakdowns e reclamações Ano 2013 Meses valor - € Obj AIS Jan 175 € Fev 1.300 € Mar 2.900 € Abr 650 € Mai 2.563 € Jun 2.225 € Jul Ago Set Out Nov Dez 21,8% Total € 9.813 € 45.000 € 175 € 1.300 € 2.900 € 650 € 2.563 € 2.225 € - € 500 € 1.000 € 1.500 € 2.000 € 2.500 € 3.000 € 3.500 € Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez 2013 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 900.000 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 809.213 € 345.700 € 101.277 € 614.018 € 103.663 € 20.623 € 9.813 € Histórico de Transportes Especiais 3 Variâncias Breakdowns Prensas Automáticas 24.09.2013
  34. 34. 34 O que aprendemos: Positivos e deltas + Δ Apoio constante da gestão de topo Velocidade inicial (nº de WS) das actividades, foi excessiva pondo em risco alguns resultados de WS A administração e direcção perceber que é necessário primeiro implementar os conceitos básicos Ws sobre temas mais complexos fora da sequência, não respeitando os 4 passos da implementação Lean A implementação do SFM A maior resistência do STAFF O desenvolvimento dos comportamentos de liderança Algumas dificuldades em standardizar a nível corporativo Pro-actividade de algumas áreas Algumas iniciativas que não tiveram o envolvimento quando criadas, que deviam ter tido! O amadurecimento dos conceitos Lean dentro da organização Síndrome… fico á espera do WS para melhorar a minha área A motivação gerada em torno do KAPS a todos os níveis da empresa 24.09.2013
  35. 35. Fabricante de Classe Mundial O caminho é longo, mas isso… já sabemos! 24.09.2013 35
  36. 36. Obrigado pela sua atenção! © KIRCHHOFF Group A equipa da KPG 36

×