Histologia Vegetal
Tecidos vegetais
 Conjunto de células diferenciadas e especializadas na
realização de determinadas funções;
 Organizam-s...
Origem dos tecidos
vegetais
Meristemas
 Conjunto de células
embrionárias capazes de
intensa divisão celular
(mitose).
 Originam a maior parte
dos te...
Meristemas
 Os principais meristemas são:
 embrionários - ápice caulinar e radicular
 Primários: alta capacidade de mul...
Meristemas Primários
 Formados por células embrionárias, que
mantêm as características meristemáticas.
 Crescimento prim...
Origem dos tecidos das plantas
Sistema de revestimento
Estrutura primária
Epiderme - funções
 Tecido de revestimento e proteção das plantas
 Nas raízes e caules das plantas com crescimento secun...
Epiderme - estruturas
 Tecido uniestratificado
 Células justapostas, achatadas, sem cloroplastos e com um
grande vacúolo...
Cutícula
Epiderme - Estômatos
Cortes histológicos de epiderme
Tricomas (pelos)
Hidatódios
Acúleos
Sistema fundamental
Estrutura primária
Parênquimas
 Tecidos localizados entre a epiderme e os tecidos
condutores.
 Eles desempenham várias funções, tais como a...
Parênquimas
 Parênquimas cortical e medular: preenchimento
 Localizados no córtex e medula, respectivamente
 Parênquima...
Colênquima
 Tecido de sustentação e resistência mecânica
formado por células vivas.
 Paredes bastante espessas com muita...
Esclerênquima
 Tecido de sustentação e resistência mecânica
formado por células mortas.
 Intensa lignificação nas parede...
Sistema vascular
Estrutura primária
Tecidos Condutores
 Transportam as substâncias que devem ser trocadas
entre os vários órgãos das plantas.
 Suas células ...
Tecidos Condutores
 Vasos lenhosos: condutores de seiva bruta.
 Seiva bruta: solução de água e sais absorvida pelas raíz...
A B C D E
Xilema ou Lenho
 Tecido responsável pelo transporte de seiva bruta.
 Amplo espaço interno que permite o desloc...
Floema ou Líber
 Tecido responsável pelo transporte de
seiva elaborada.
 Formados pela sobreposição de células
vivas, al...
Visualização em cortes de órgãos
vegetais
Estrutura primária
Raiz
 Estrutura primária:
 Epiderme com pêlos
absorventes
 Zona cortical espessa com
parênquima de reserva e
endoderme
...
Caule
 Estrutura primária
 Epiderme com cutícula e
estômatos
 Zona cortical fina com
clorênquima e tecidos de
suporte
...
Caule
 Monocotiledônea  Dicotiledônea
Folha
 Estrutura primária monocotiledônea
 Epiderme superior e inferior com estômatos
 Mesófilo com parênquima clorofil...
Folha
 Estrutura primária dicotiledônea
 Epiderme inferior com estômatos
 Mesófilo com parênquima clorofilado assimétri...
Estrutura Secundária
Meristemas Secundários
 Originam-se por desdiferenciação celular.
 Células embrionárias se diferenciaram  tecidos primá...
A
Epiderme
Súber
Felogênio
Feloderme
PERIDERME
Tecidos Secundários
 Felogênio: câmbio da casca.
 Feloderme: tecido vivo ...
Estrutura Secundária
Estrutura secundária
 Cerne: xilema interno não-
funcional (escuro)
 Impregnado de substâncias
como óleos, resinas e tan...
Germinação
Semente
Germinação
 Fatores biológicos
 Qualidade do embrião
 Estado das reservas
 Estado do tegumento
 Fatores ambientais
 ...
Germinação Epígea
Germinação Hipógea
Composição vegetal
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Composição vegetal

438 visualizações

Publicada em

Muito bom!

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Composição vegetal

  1. 1. Histologia Vegetal
  2. 2. Tecidos vegetais  Conjunto de células diferenciadas e especializadas na realização de determinadas funções;  Organizam-se em três sistemas básicos: - Dérmico ou Revestimento: camada mais externa do corpo das plantas vasculares, protegendo os tecidos internos – Epiderme e Periderme - Preenchimento: ocupam os espaços internos da planta – Parênquima, Colênquima e Esclerênquima - Vascular: tecidos condutores , transporte e distribuição de substâncias pela planta – Xilema e Floema
  3. 3. Origem dos tecidos vegetais
  4. 4. Meristemas  Conjunto de células embrionárias capazes de intensa divisão celular (mitose).  Originam a maior parte dos tecidos da planta.  Continuam ativas durante toda a vida do organismo.
  5. 5. Meristemas  Os principais meristemas são:  embrionários - ápice caulinar e radicular  Primários: alta capacidade de multiplicação celular  Secundários: protoderme meristema fundamental procâmbio câmbio interfascicular felogênio
  6. 6. Meristemas Primários  Formados por células embrionárias, que mantêm as características meristemáticas.  Crescimento primário (em comprimento).  Meristemas primários tecidos primários.  Protoderme Epiderme  Meristema fundamental  Procâmbio Parênquimas Colênquima EsclerênquimaXilema (lenho) Floema (líber)
  7. 7. Origem dos tecidos das plantas
  8. 8. Sistema de revestimento Estrutura primária
  9. 9. Epiderme - funções  Tecido de revestimento e proteção das plantas  Nas raízes e caules das plantas com crescimento secundário, a epiderme é substituída pela periderme.  Recobre toda a planta: raiz, caule, folhas, flores e frutos.  Impede a perda excessiva de água.  Permite as trocas dos gases necessários à respiração e à fotossíntese.
  10. 10. Epiderme - estruturas  Tecido uniestratificado  Células justapostas, achatadas, sem cloroplastos e com um grande vacúolo.  Pode apresentar substâncias impermeabilizantes.  Cutícula (formada pela cutina) e cera.  Anexos especializados.  Estômatos: controle da transpiração e trocas gasosas.  Tricomas: evitam perda de água e secretam substâncias.  Pêlos: absorção de água e sais minerais da raiz.  Acúleos: estruturas pontiagudas para proteção.
  11. 11. Cutícula
  12. 12. Epiderme - Estômatos Cortes histológicos de epiderme
  13. 13. Tricomas (pelos)
  14. 14. Hidatódios
  15. 15. Acúleos
  16. 16. Sistema fundamental Estrutura primária
  17. 17. Parênquimas  Tecidos localizados entre a epiderme e os tecidos condutores.  Eles desempenham várias funções, tais como as de preenchimento, assimilação, reserva e secreção.  Características:  Células vivas, geralmente poliédricas e isodiamétricas  Vacúolos grandes  Paredes celulares delgadas, com pequenos poros ou perfurações através dos quais os protoplasmas de células vizinhas entram em contato.
  18. 18. Parênquimas  Parênquimas cortical e medular: preenchimento  Localizados no córtex e medula, respectivamente  Parênquima clorofilado ou clorênquima: assimilação  Possui células clorofiladas  Parênquima aqüífero: reserva de água  Presente em plantas de ambientes secos ou salinos  Parênquima aerífero ou aerênquima: reserva de ar  Presente em plantas aquáticas (flutuação e respiração)  Parênquima amilífero: reserva de amido  Presentes em raízes e caules subterrâneos
  19. 19. Colênquima  Tecido de sustentação e resistência mecânica formado por células vivas.  Paredes bastante espessas com muita celulose.  Não possui células lignificadas.
  20. 20. Esclerênquima  Tecido de sustentação e resistência mecânica formado por células mortas.  Intensa lignificação nas paredes celulares.
  21. 21. Sistema vascular Estrutura primária
  22. 22. Tecidos Condutores  Transportam as substâncias que devem ser trocadas entre os vários órgãos das plantas.  Suas células estão organizadas em feixes vasculares.  Vasos lenhosos e liberianos: tecidos condutores.  Fibras de sustentação  Procâmbio: meristema que produz novas células.
  23. 23. Tecidos Condutores  Vasos lenhosos: condutores de seiva bruta.  Seiva bruta: solução de água e sais absorvida pelas raízes.  Também conhecidos como xilema  Vasos liberianos: condutores de seiva elaborada.  Seiva elaborada: solução orgânica com produtos da fotossíntese e outras substâncias que são distribuídas para nutrir os outros órgãos da planta.  Também conhecidos como floema
  24. 24. A B C D E Xilema ou Lenho  Tecido responsável pelo transporte de seiva bruta.  Amplo espaço interno que permite o deslocamento de um grande volume de seiva bruta.  Traqueídes: células lignificadas.  Função de sustentação em plantas com crescimento secundário
  25. 25. Floema ou Líber  Tecido responsável pelo transporte de seiva elaborada.  Formados pela sobreposição de células vivas, alongadas, de paredes finas, sem lignificação.  Placas crivadas: comunicação entre as células anucleadas.  Células companheiras: vivas, dão manutenção às células anucleadas.
  26. 26. Visualização em cortes de órgãos vegetais Estrutura primária
  27. 27. Raiz  Estrutura primária:  Epiderme com pêlos absorventes  Zona cortical espessa com parênquima de reserva e endoderme  Cilindro central grande com periciclo, feixes condutores e, às vezes, parênquima medular e tecidos de suporte.
  28. 28. Caule  Estrutura primária  Epiderme com cutícula e estômatos  Zona cortical fina com clorênquima e tecidos de suporte  Cilindro central com feixes vasculares, parênquimas e tecidos de suporte
  29. 29. Caule  Monocotiledônea  Dicotiledônea
  30. 30. Folha  Estrutura primária monocotiledônea  Epiderme superior e inferior com estômatos  Mesófilo com parênquima clorofilado simétrico
  31. 31. Folha  Estrutura primária dicotiledônea  Epiderme inferior com estômatos  Mesófilo com parênquima clorofilado assimétrico  Parênquima paliçádico acima e parênquima lacunoso abaixo
  32. 32. Estrutura Secundária
  33. 33. Meristemas Secundários  Originam-se por desdiferenciação celular.  Células embrionárias se diferenciaram  tecidos primários  Depois, retornam à condição meristemática  entram novamente em atividade de divisão celular  Finalmente, se diferenciam em novos tecidos (secundários)  Crescimento secundário (em espessura).  Meristemas secundários tecidos secundários.  Felogênio (câmbio da casca) feloderme e súber  Câmbio interfascicular xilema e floema secundários
  34. 34. A Epiderme Súber Felogênio Feloderme PERIDERME Tecidos Secundários  Felogênio: câmbio da casca.  Feloderme: tecido vivo cujas células são semelhantes às do parênquima cortical .  Súber ou felema: tecido morto pelo excesso de suberina  Isolante térmico e proteção mecânica.  Câmbio interfascicular  Xilema e floema secundários
  35. 35. Estrutura Secundária
  36. 36. Estrutura secundária  Cerne: xilema interno não- funcional (escuro)  Impregnado de substâncias como óleos, resinas e taninos  Alburno: xilema externo funcional (claro)
  37. 37. Germinação
  38. 38. Semente
  39. 39. Germinação  Fatores biológicos  Qualidade do embrião  Estado das reservas  Estado do tegumento  Fatores ambientais  Oxigenação  Luz  Umidade  Temperatura  Etapas  Embebição  Aumento do metabolismo  Emersão da radícula, do caulículo e das folhas embr.
  40. 40. Germinação Epígea
  41. 41. Germinação Hipógea

×