Hipoteses origem vida

3.881 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.881
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
215
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
82
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hipoteses origem vida

  1. 1. Origem da vida
  2. 2. TEORIAS Criacionismo ou Fixismo Panspermia Big Bang
  3. 3. PANSPERMIA Se a vida só pode surgir da vida, de onde surgiu o primeiro ser vivo. Os primeiros seres vivos veio do espaço. Problema: Não diz de onde surgiu o primeiro ser vivo. Apenas transfere o problema para o espaço
  4. 4. BIG BANG Explosão de matéria Há 12 – 15 bilhões de anos Matéria em expansão / “FRAGMENTOS DE UMA BOMBA” Força Gravitacional Aglomeração de matéria / Surgimento do Sol, Terra...
  5. 5. SOL Estrela dentre várias 5 bilhões de anos Aglomeração dos fragmentos em expansão Calor do Sol: H + H He
  6. 6. TERRAAglomeração da mesma matéria4,5 bilhões de anos“Bola de Fogo”Aumento de tamanho / Retenção de gases /Atmosfera terrestre primitiva / “HIDROGÊNIOe HÉLIO”
  7. 7. CICLO DAS CHUVAS Emissão de gases : CO2 , NH3 , CH4 , N2 H2, H2O... Evaporação Condensação Resfriamento da Terra Formação da crosta Acúmulo de água / “LAGOS PRIMITIVOS”
  8. 8. LAGOS PRIMITIVOS Água + Gases + Relâmpagos QUEBRAS RELIGAÇÕES “Novas moléculas”
  9. 9. Origem da vida Até meados do séc. XIX, acreditava-se que seres podiam surgir espontaneamente da matéria não-viva. Hoje, sabe-se que um ser vivo surge somente através da reprodução. Biogênese versus abiogênese
  10. 10. Origem da vida Defensores da Críticos da abiogênese abiogênese Redi Helmont Joblot Needham Spallanzani Aristóteles William Harvey Louis Pasteur Isaac Newton René Descartes
  11. 11. Origem da vida Jan Baptista van Helmont(1577-1644)“(...)coloca-se, num canto sossegado e pouco iluminado, camisas sujas. Sobre elas espalham-se grãos de trigo, e o resultado será que, em 21 dias, surgirão ratos.”
  12. 12. Origem da vida Francesco Redi(1626-1697) Um dos primeiros a empregar o método experimental Uma das principais evidências da abiogênese era o aparecimento “espontâneo” de “vermes” em carne podre Hipótese de Redi: “Os seres vermiformes que surgem na carne em putrefação são larvas, um estágio do ciclo de vida das moscas. As larvas devem surgir de ovos colocados por moscas, e não por geração espontânea a partir da putrefação da carne”
  13. 13. Origem da vida Meados do século XVII: descoberta dos micróbios(Antonie van Leeuwenhoek) Reanimação da hipótese da geração espontânea Os abiogenistas achavam que seres tão pequenos e simples como os micróbios não se reproduziam, surgindo por geração espontânea
  14. 14. Origem da vida Louis Joblot(1645-1723) Em 1711, ferveu um caldo nutritivo à base de carne e repartiu-o entre duas séries de frascos: uns abertos e outros tampados com pergaminho Após alguns dias, os frascos abertos estavam repletos de micróbios, enquanto os frascos tampados continuavam inalterados. Conclusão de Joblot: Os micróbios surgiam de “sementes” provenientes do ar, e não por geração espontânea a partir do caldo
  15. 15. Origem da vida John Needham(1713-1781) Hipótese da geração espontânea ganha novo impulso Colocou caldo nutritivo em diversos frascos, fervendo-os por 30 min e tampou os frascos com rolhas Depois de alguns dias, os caldos estavam repletos de micróbios. Argumentou então que os seres presentes nos caldos surgiram por geração espontânea.
  16. 16. Origem da vida Lazzaro Spallanzani(1729-1799) Realizou experimentos semelhantes aos de Needham, mas obteve resultados diferentes As infusões preparadas por Spallanzani, muito bem fervidas e cuidadosamente arrolhadas, continuaram livre de micróbios
  17. 17. Origem da vida Needham versus Spallanzani Argumento de Spallanzani: Needham não ferveu o caldo por tempo suficiente ou não vedou os frascos de forma eficiente Resposta de Needham: A fervura por tempo prolongado destruía a “força vital” presente no caldo François Appert: Aproveitou as experiências de Spallanzani e inventou a indústria de enlatados
  18. 18. Origem da vida Em fins do século XVIII: descoberta do gás oxigênio e seu papel essencial à vida Novo ponto de apoio para os abiogenistas, que argumentavam que o aquecimento prolongado e a vedação hermética excluíam o oxigênio necessário à geração espontânea e à sobrevivência dos seres.
  19. 19. Origem da vida Nova disputa travada entre biogenistas e abiogenistas Abiogenistas: A presença de ar fresco era fundamental para a geração espontânea da vida Biogenistas: O ar era a fonte de contaminação dos caldos Academia Francesa de Ciências: prêmio para quem apresentasse um experimento definitivo sobre essa questão
  20. 20. Origem da vida Louis Pasteur(1822-1895) Experiência nos Alpes – Pasteur Levou frascos de vidro fechados completamente contendo caldo nutritivo até as altitudes dos Alpes Abriu os frascos para que os caldos ficassem expostos ao ar das montanhas; depois, foram novamente derretidos e fechados De volta ao laboratório, verificou que apenas um 1 dos vinte frascos abertos nas montanhas havia se contaminado
  21. 21. Origem da vida Argumento de Pasteur: O ar das montanhas continha muito menos “sementes” de organismos microscópicos do que o ar da cidade, onde qualquer frasco aberto sempre se contaminava Na presença de membros da academia, quebrou o gargalo de alguns frascos, expondo os caldos ao ar da cidade; 3 dias depois, todos os frascos haviam sido contaminados Comissão julgadora solicitou mais provas
  22. 22. Origem da vida Os frascos com pescoço de cisne: novo experimento Pasteur amoleceu os gargalos no fogo, esticando-os e curvando- os em forma de pescoço de cisne; em seguida ferveu os caldos até que saísse vapor pela extremidade dos gargalos À medida que esfriava, o ar penetrava pelo gargalo, mas as partículas do ar ficavam retidas nas paredes do gargalo em forma de pescoço; Nenhum frasco se contaminou Derrubada definitiva da hipótese da geração espontânea
  23. 23. EVOLUÇÃO QUÍMICA “Como surgiu o 1º ser vivo?” Condições da Terra Primitiva Compostos inorgânicosMoléculas orgânicas simplesMoléculas orgânicas complexas
  24. 24. COACERVADOSMoléculas orgânicas complexasAgregação das moléculas orgânicas Coacervatos“AGLOMRADOS DE PROTEÍNAS QUE SEFORMAM ESPONTANEAMENTE EMSOLUÇÕES AQUOSAS”
  25. 25. COACERVADOSAglomerado de proteínas com película deáguaEvidência: “SISTEMAS ISOLADOS”Célula / Membrana Plasmática
  26. 26. EXPERIMENTO DE MILLER Simulou as condições da terra primitiva Obteve aminoácidos: alanina, glicina e outras moléculas orgânicas simples
  27. 27. HIPÓTESE HETEROTRÓFICA “Sopas Orgânicas” constituição dos seres alimento dos seres FermentaçãoC6H12O6 2 C2H5OH + 2 CO2 + ENERGIA
  28. 28. HIPÓTESE HETEROTRÓFICA Alimentos escasso / linhagens evoluem para fotossíntese “não tinham sistemas evoluídos para processos fotossintéticos”
  29. 29. HIPÓTESE AUTOTRÓFICA É a mais aceita atualmente “QUIMIOLITOAUTOTRÓFICOS” FeS + H2S FeS2 + H2 + ENERGIA “Arqueas “ FeS e H2S foram substituídos pela H2O / muito abundante na Terra
  30. 30. HIPÓTESE AUTOTRÓFICA “não havia moléculas orgânicas em quantidade suficiente para sustentar a multiplicação dos 1º seres até o aparecimento da fotossíntese”
  31. 31. ORIGEM DA FOTOSSÍTESE Sulfobactérias Trocaram H2S por H2O (abundância)6 CO2 + 6 H2O 1 C6H12O6 + 6 O2 + ENERGIA Conseqüência : O2 Metais oxidados, mortes...
  32. 32. RESPIRAÇÃO AERÓBICA Desenvolvimento de sistema antioxidantes Uso do alto poder de oxidação do O21 C6H12O6 + 6 O2 6 CO2 + 6 H2O + ENERGIA Equilíbrio na Terra: “reagentes e produtos” Aparecimento da camada de O3
  33. 33. HIPÓTESE ENDOSSIMBIÓTICA Célula eucariótica primitiva Englobamento de células procarióticas Simbiose vantajosa: abrigo e alimento / energia Relação bem sucedida Aparecimento de organelas: MITOCÔNDRIA E CLOROPLASTO
  34. 34. HIPÓTESE ENDOSSIMBIÓTICA EVIDÊNCIAS; autoduplicação DNA mitocôndrial e cloroplástico

×