Células estaminais<br />Clonagem<br />
O QUE SÃO CÉLULAS ESTAMINAIS?<br />As células estaminais são as células mestras do corpo humano. Elas podem dividir-se par...
PORQUE É QUE AS CÉLULAS ESTAMINAIS SÃO UTEIS?<br />Como as células estaminais são tão versáteis, podem potencialmente ser ...
QUE DOENÇAS TRATA?<br />Para já as células estaminais estão a ser usadas para tratamento nas seguintes áreas:<br /><ul><li...
Transplantes para disfunções hereditárias que afectam o sistema imunitário e outros órgãos;
Transplantes para disfunções do metabolismo hereditárias;
Disfunções leucodistróficas ;
Doenças do armazenamento lisossómico ;
Outras disfunções hereditárias;
Leucemia aguda;</li></li></ul><li><ul><li>Transplantes para disfunções da proliferação celular;
Transplantes para doenças do sistema nervoso central;
Linfomas;
Anomalias hereditárias dos glóbulos vermelhos;
Anemias;
Anomalias hereditárias das plaquetas;
Disfunções mieloproliferativas;
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Celulas estaminais

2.090 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.090
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Celulas estaminais

  1. 1.
  2. 2. Células estaminais<br />Clonagem<br />
  3. 3.
  4. 4. O QUE SÃO CÉLULAS ESTAMINAIS?<br />As células estaminais são as células mestras do corpo humano. Elas podem dividir-se para produzir cópias de si mesmo e muitos outros tipos de célula. Elas são encontrados em várias partes do corpo humano em cada fase do desenvolvimento do embrião a adulto. As células estaminais retiradas de embriões com poucos dias de idade, podem se transformar em qualquer um dos 300 tipos diferentes de células que compõem o corpo do adulto. <br />
  5. 5. PORQUE É QUE AS CÉLULAS ESTAMINAIS SÃO UTEIS?<br />Como as células estaminais são tão versáteis, podem potencialmente ser usadas para reparar e substituir os tecidos humanos. Esta capacidade de transformação das células estaminais pode representar tratamento para muitas doenças que afectam milhões de pessoas no mundo.<br />São já várias as utilizações possíveis para as células estaminais e muitas outras estão a ser investigadas neste momento, devendo o leque de terapias acessíveis ampliar-se rapidamente nos próximos anos, estando essa informação a ser constantemente actualizada nos sites das empresas especializadas em preservar células estaminais.<br />
  6. 6. QUE DOENÇAS TRATA?<br />Para já as células estaminais estão a ser usadas para tratamento nas seguintes áreas:<br /><ul><li>Transplantes para tumores malignos;
  7. 7. Transplantes para disfunções hereditárias que afectam o sistema imunitário e outros órgãos;
  8. 8. Transplantes para disfunções do metabolismo hereditárias;
  9. 9. Disfunções leucodistróficas ;
  10. 10. Doenças do armazenamento lisossómico ;
  11. 11. Outras disfunções hereditárias;
  12. 12. Leucemia aguda;</li></li></ul><li><ul><li>Transplantes para disfunções da proliferação celular;
  13. 13. Transplantes para doenças do sistema nervoso central;
  14. 14. Linfomas;
  15. 15. Anomalias hereditárias dos glóbulos vermelhos;
  16. 16. Anemias;
  17. 17. Anomalias hereditárias das plaquetas;
  18. 18. Disfunções mieloproliferativas;
  19. 19. Imunodeficiências combinadas graves;</li></li></ul><li><ul><li>Leucemia crónica;
  20. 20. Síndromas mielodisplásicos;
  21. 21. Neutropenias ;
  22. 22. Disfunções de fagócitos;
  23. 23. Cancros na medula óssea;
  24. 24. Doenças autoimunes;
  25. 25. Doenças do sistema nervoso central;
  26. 26. Reparação de orgãos como os rins e o figado;
  27. 27. Terapia genética.</li></li></ul><li>COMO SE FAZ A CRIOPRESERVAÇÃO?<br />O processo de criopreservação é relativamente simples. O 1º passo é consiste em solicitar o kit de recolha a uma das empresas que disponibilizam o serviço em Portugal. O kit deve preferencialmente ser encomendado com dois meses de antecedência para o caso do bebé nascer mais cedo que o previsto.  <br />No momento do parto a colheita de sangue deverá ser efectuado pelo profissional de saúde que estiver a assistir o parto, para isso deverá ter previamente entregue o kit e informado sobre a sua intenção de recolher sangue do cordão umbilical. <br /> <br />
  28. 28. Após a recolha o kit deverá ser enviado à empresa conforme as instruções recebidas juntamente com o kit. O sangue será então analisado e se tudo estiver conforme será criopreservado , os pais serão informados do sucesso da operação.  <br />A partir daqui o sangue ser preservado por 20 a 25 anos em caso de necessidade de fazer uso das células estaminais para uso terapêutico deverá informar o laboratório.  <br />A criopreservação é um método de conservação de células estaminais que estão no sangue do cordão umbilical de um bebé. As células estaminais são guardadas a uma temperatura muito baixa, cerca de 196ºC abaixo de zero, de modo a que garanta a sua viabilidade durante muitos anos.<br />
  29. 29. CLONAGEM<br />Clonagem é a produção de indivíduos geneticamente iguais. É um processo de reprodução assexuada que resulta na obtenção de cópias geneticamente idênticas de um mesmo ser vivo – microorganismo, vegetal ou animal.<br />A reprodução assexuada é um método próprio dos organismos constituídos por uma única ou por um escasso número de células, por via de regra absolutamente dependentes do meio onde vivem e muito vulneráveis às suas modificações.<br />
  30. 30. Clonagem em biologia é o processo de produção das populações de indivíduos geneticamente idênticos, que ocorre na natureza quando organismos, tais como bactérias, insectos e plantas reproduzirem assexuadamente. Clonagem em biotecnologia refere-se aos processos usados para criar cópias de fragmentos de ADN (Clonagem molecular), células (Clonagem Celular), ou organismos. Mais genericamente, o termo refere-se à produção de várias cópias de um produto, tais como os meios digitais ou de software.<br />
  31. 31. O QUE É O ADN?<br />A sigla ADN é a abreviatura de Ácido Desoxirribonucleico. É no ADN que está contida toda a nossa informação genética, sob a forma de genes. A forma como cada um de nós é resulta da interacção dos nossos genes com o ambiente que nos rodeia, desde o momento em que somos concebidos até à  morte. <br />
  32. 32. COMO SE FAZ UM CLONE?<br />Inicia-se com a recolha de ADN em células fetais, células embrionárias ou mesmo da pele de animais adultos. Uma das técnicas de clonagem com mais sucesso acontece numa sala mantida a 43ºC - a mesma temperatura do útero de uma vaca. A criação do clone acontece numa placa Petri sob a potente lente dum microscópio.<br />
  33. 33. Com os braços dum micro-manipulador o núcleo do óvulo é extraído, criando um ovo sem instruções genéticas, para mais tarde receber o ADN de outra célula. Um choque eléctrico estimula o material genético a criar vida. Mas para chegar ao nosso mundo os clones precisam ainda de uma "barriga de aluguer".Uma vez implantados no útero da "barriga de aluguer", os clones em crescimentos são monitorizados. E apenas uma em cada noventa e cinco gestações resulta num clone que acaba por nascer. Enquanto isso, os geneticistas assumem o papel de mães nervosas e verificam o progresso do clone com ecografias de rotina.<br />
  34. 34. CLONAGEM NATURAL<br />A clonagem é natural em todos os seres originados a partir de reprodução assexuada (ou seja, na qual não há participação de células sexuais), como é o caso das bactérias, dos seres unicelulares e mesmo da relva de jardim. A clonagem natural também pode ocorrer em mamíferos, como no tatu e nos gémeos univitelinos. Nos dois casos, embora haja reprodução sexuada na formação do ovo, os descendentes idênticos têm origem a partir de um processo assexuado de divisão celular. Os indivíduos resultantes da clonagem têm, geralmente, o mesmo genótipo, isto é, o mesmo gene, ou património genético.<br />
  35. 35. CLONAGEM INDUZIDA<br />A clonagem induzida é feita a partir de um processo no qual é retirado de uma célula o núcleo, e de um óvulo a membrana. A junção dos dois depois é colocada numa barriga de aluguer, ou mesmo em laboratório, para a clonagem terapêutica.<br />A clonagem induzida artificialmente é uma técnica da engenharia genética aplicada em vegetais e animais, ligada à pesquisa científica. <br />A partir de uma célula mãe, ocorre a produção duma ou mais células (idênticas entre si e à original), que são os clones. Os indivíduos resultantes desse processo terão as mesmas características genéticas do indivíduo "doador", também denominado "original".<br />

×