Situação de aprendizagem aparecida moreira

61 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
61
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Situação de aprendizagem aparecida moreira

  1. 1. SITUAÇÃO DEAPRENDIZAGEMA PARTIR DA LEITURA DO TEXTO “MEUPRIMEIRO BEIJO”, DE ANTONIOBARRETOPÚBLICO ALVO: 8º e 9º anos do EnsinoFundamental
  2. 2. Meu Primeiro BeijoAntonio BarretoÉ difícil acreditar, mas meu primeiro beijo foi num ônibus, na volta da escola. E sabem com quem?Com o Cultura Inútil! Pode? Até que foi legal. Nem eu nem ele sabíamos exatamente o que era "o beijo". Só defilme. Estávamos virgens nesse assunto, e morrendo de medo. Mas aprendemos. E foi assim...Não sei se numa aula de Biologia ou de Química, o Culta tinha me mandado um dos seus milhares debilhetinhos:" Você é a glicose do meu metabolismo.Te amo muito!Paracelso"E assinou com uma letrinha miúda: Paracelso. Paracelso era outro apelido dele. Assinou com letrinhatão minúscula que quase tive dó, tive pena, instinto maternal, coisas de mulher...E também não sei por que: resolvidar uma chance pra ele, mesmo sem saber que tipo de lance ia rolar.No dia seguinte, depois do inglês, pediu pra me acompanhar até em casa. No ônibus, veio com oseguinte papo:- Um beijo pode deixar a gente exausto, sabia? - Fiz cara de desentendida.Mas ele continuou:- Dependendo do beijo, a gente põe em ação 29 músculos, consome cerca de 12 calorias e acelera ocoração de 70 para 150 batidas por minuto. - Aí ele tomou coragem e pegou na minha mão. Mas continuou salivandoseus perdigotos:- A gente também gasta, na saliva, nada menos que 9 mg de água; 0,7 mg de albumina; 0,18 g desubstâncias orgânica; 0,711 mg de matérias graxas; 0,45 mg de sais e pelo menos 250 bactérias...Aí o bactéria falante aproximou o rosto do meu e, tremendo, tirou seus óculos, tirou os meus, e ficamosnos olhando, de pertinho. O bastante para que eu descobrisse que, sem os óculos, seus olhos eram bonitos eexpressivos, azuis e brilhantes. E achei gostoso aquele calorzinho que envolvia o corpo da gente. Ele beijou apontinha do meu nariz, fechei os olhos e senti sua respiração ofegante. Seus lábios tocaram os meus. Primeiro deleve, depois com mais força, e então nos abraçamos de bocas coladas, por alguns segundos.E de repente o ônibus já havia chegado no ponto final e já tínhamos transposto , juntos, o abismo doprimeiro beijo.Desci, cheguei em casa, nos beijamos de novo no portão do prédio, e aí ficamos apaixonados por vária semanas. Atéque o mundo rolou, as luas vieram e voltaram, o tempo se esqueceu do tempo, as contas de telefone aumentaram,depois diminuíram...e foi ficando nisso. Normal. Que nem meu primeiro beijo. Mas foi inesquecível!BARRETO, Antonio. Meu primeiro beijo. Balada do primeiro amor. São Paulo: FTD, 1977. p. 134-6.
  3. 3. LEITURA DO TEXTOLer o texto fazendo algumas paradas para criaralgumas expectativas, perguntando se jáconseguem saber se o narrador da história émenino ou menina.Questionar se já vivenciaram esta experiência e oque sentiram no momento.
  4. 4. DEPOIS DA LEITURAQuestionamentos a respeito de foco narrativo,personagens, tempo, espaço.Situar o aluno no contexto de produção do texto e levá-loa pesquisar sobre o autor do mesmo.
  5. 5. DEPOIS DA LEITURAEstabelecer relações de INTERTEXTUALIDADE eINTERDISCURSIVIDADE.O professor pode propor a leitura de duas músicas e de outrostextos, em seguida, fazer alguns questionamentos a respeitodo modismo “ficar”, trabalhando, assim a argumentação pormeio da oralidade.1- Em qual das duas músicas encontramos a mesma temáticado texto “Meu primeiro beijo”? Justifique sua resposta.2 – Após a leitura dos textos, qual é a sua opinião sobre ocampeonato de beijos, mencionado no texto “Geração Beijona Boca”?3 - Você é a favor ou contra a “Ficação”? Por quê?4 – Segundo o texto “Descubra os riscos de sair beijando todomundo durante folia”, o ato de beijar desta forma podetrazer consequências sérias. Quais são elas? Por quê?
  6. 6. Aquele beijo que te deiRoberto CarlosAquele beijo que te deiNunca, nunca mais esquecereiA noite linda de luarLua testemunha tão vulgarAquele beijo que te deiNunca, nunca mais esquecereiA noite linda de luarLua testemunha tão vulgarLembro de você e fico tristeAté me dá vontade de chorarDe lembrar que o amor não mais existeNão mais existe mas eu sempre hei de te amarLembro de você e fico tristeAté me dá vontade de chorarDe lembrar que o amor não mais existeNão mais existe mas eu sempre hei de te amarAquele beijoNunca mais esquecereiO beijo que te deiLembro de você e fico tristeAté me dá vontade de chorarDe lembrar que o amor não mais existeNão mais existe mas eu sempre hei de te amarLembro de você e fico tristeAté me dá vontade de chorarDe lembrar que o amor não mais existeNão mais existe mas eu sempre hei de te amarAquele beijoNunca mais esquecereiO beijo que te deiNunca mais esquecereiO beijo que te deiLink: http://www.vagalume.com.br/roberto-carlos/aquele-beijo-que-te-dei-1965.html#ixzz2Pdq4LfB7Beijar na bocaCláudia LeiteEu estava numa vida de horrorCom a cabeça baixa sem ninguém me dá valorAndava atrás (thururu) da minha paz (thururu)Agora que mudou a situaçãoChoveu na minha horta vai sobrar na plantaçãoDeixei pra traz (thururu), pois tanto faz (thururu)(Refrão)Eu quero mais é beijar na bocaEu quero mais é beijar na boca (eu quero mais)Eu quero mais é beijar na bocaE ser feliz daqui pra frente... Pra sempre (2x)Já me livrei daquela vida tão vulgarMe vacinei de tudo que podia me pegarCorri atrás (thururu)Quem tenta faz (thururu)Eu ando muito a fim de experimentarMeter o pé na jaca sem ter que me preocuparEu quero mais mais mais mais...(Refrão)Eu quero mais é beijar na bocaEu quero mais é beijar na boca (eu quero mais)Eu quero mais é beijar na bocae ser feliz daqui pra frente...pra sempre (2x)Link: http://www.vagalume.com.br/claudia-leitte/beijar-na-boca.html#ixzz2PdqtNtw5
  7. 7. Descubra os riscos de sair beijando todo mundo durantefoliaCom uma mistura de ritmos, o maior bloco carnavalesco de João Pessoa, Muriçocas doMiramar, pretende atrair aproximadamente 450 mil foliões durante o desfile queacontece logo mais à noite, segundo os organizadores. A concentração será a partir das19h, na Praça das Muriçocas, no bairro Miramar. Os foliões devem ficar atentos aosriscos de beijar muitas bocas durante a folia.O beijo na boca pode transmitir desde uma simples gripe ou resfriado, até doenças maisgraves como hepatite B e turbeculose. O alerta para o período do carnaval, época emque as pessoas beijam vários parceiros desconhecidos, é do clínico geral e professor dodepartamento de medicina da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)Bernardino Geraldo Alves Souto. “Se estiver com sangramento, o risco aumenta aindamais”, afirmou.Segundo Souto, as doenças podem ser transmitidas pela cavidade oral ou nasal. “As virosesrespiratórias podem ser transmitidas pelo beijo na boca. Gripe, meningite, tuberculose,herpes é muito frequente e também a mononucleose, uma doença que começa com febre,ínguas pelo corpo, e pode evoluir para hepatite ou inflamação no baço”, explicou oprofessor.O ambiente escuro e úmido é propício para o desenvolvimento de várias bactérias. Deacordo com o cirurgião dentista Silvio Segnini, só na boca há mil bactérias diferentes.“Sem contar as que são desconhecidas. E o mau hálito pode ser um indicativo dessasbactérias ou de alguma afecção na garganta”, falou Segnini. A má conservação dentáriaé outro fator que amplia a probabilidade de transmissão.http://www.noticiapb.com/2013/02/descubra-os-riscos-de-sair-beijando-todo-mundo-durante-folia/
  8. 8. OUTRAS LINGUAGENSO professor pode perguntar aos alunos se eles selembram de filmes, quadros, fotos, livros em que atemática fosse a questão do primeiro beijo.Ler o texto meu primeiro beijo , fazendo algumasparadas para criar expectativa , ler
  9. 9. A escultura "O beijo" (1887), doartista francês Auguste Rodin
  10. 10. A escultura "O beijo" (1887), doartista francês Auguste Rodin

×