Diferença entre HIV-1 e HIV-2

9.366 visualizações

Publicada em

Pesquisa de grupo realizado para avaliação na discilpina de Biologia em 2014.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.366
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
133
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Diferença entre HIV-1 e HIV-2

  1. 1. Vírus Hiv-1 e Hiv-2 Amanda ApªFerrari Cinthyan Santos Elisamari Dias Pedro Henrique
  2. 2. Características do HIV  Capacidade de mutação muito grande  Tipo 1 é mais incidente no mundo Em 2008: HIV-1  34 milhões de infectados HIV-2  2 milhões de infectados  HIV-1 é mais agressivo, afetando o sistema imunológico mais facilmente  Tipo 2 possui taxa de replicação menor (produzindo menos células infectadas, diminui a chance de transmissão). Por isso também não é identificado nos exames de HIV-1.
  3. 3. A evolução da doença é mais rápida nos infectados com HIV-1, comparado aos que tem HIV-2 O período assintomático de infecção é em média, de 10 anos para o HIV-1 e de 30 anos para o HIV-2 (logo, o HIV-2 demora mais para se manifestar) O HIV-1 tem mais chances de transmissão pela maior replicação das células (logo, mais incidente) Existe grande preocupação quanto a resistência do HIV-2 aos tratamentos usados ao tipo 1
  4. 4. O vírus HIV-2 Sendo o vírus do tipo 2 a forma mais lenta e resistente a certas classes antirretrovirais, e de acordo com o infectologista E professor da UFRJ Edimilson Migowski: “A doença pode ter uma evolução pior se o vírus desenvolver resistência aos medicamentos, sendo assim, o paciente fica mais predisposto a ter infecções oportunistas”. Tanto o HIV-1 quanto o HIV-2 estão sujeitos as mesmas infecções
  5. 5. Semelhanças  Forma de transmissão  Os infectados estão sujeitos as mesmas infecções  A incidência do tipo 1 varia por região  HIV-2 tem menor capacidade de transmissão  A frequência de pacientes assintomáticos com o HIV-2 é maior  Evolução da doença no HIV-1 é mais rápida Diferenças
  6. 6. O HIV-2 está mais presente em regiões da África Ocidental, como Guiné, Bissau, Gâmbia e Costa do Marfim, e em alguns países da Europa, como Portugal, França e Espanha
  7. 7. Curiosidades: Antirretrovirais: Surgiu na década de 80 para impedir a multiplicação do vírus no organismo. Eles não matam o HIV, porém, ajudam a evitar o enfraquecimento do sistema imunológico. Pacientes soropositivos devem sempre se prevenir usando preservativo, pois correm o risco de se reinfectar com tipos de vírus do HIV diferentes e mais resistentes. No Mundo, existem muito mais pessoas infectadas pelo HIV-1 do que pelo HIV-2
  8. 8. O vírus HIV-2 é resistente a duas classes de antirretrovirais. Os análogos da transcriptase reversa e os inibidores de fusão/entrada. O HIV-2 foi identificado pela primeira vez em 1985, em pacientes do Senegal, e, logo após, casos foram detectados também em Cabo Verde. O HIV-2 é endêmico e pandêmico em alguns países como na África Ocidental, como Guiné Bissau, Gâmbia, Costa do Marfim e Senegal, dentre outros. Um paciente pode ter o vírus do tipo 1 e não ter o tipo 2, e vice-versa. Não é preciso ter o HIV-1 para se adquirir o tipo 2 da doença
  9. 9. Dúvidas Duas pessoas que possuem o vírus do HIV podem ter relaçoes sexuais sem camisinha? Não! O HIV é um virus que sofre mutações muito rapidamente. Existem duas mutações do HIV (HIV1, HIV2), e caso uma das pessoas já esteja fazendo o tratamento, ele pode tornar-se resistente aos medicamentos, que não terão mais efeito sobre ele. Usar o preservativo evita o que chamam de Infecção Conjunta ou Superinfecção. Quantos anos de vida tem uma pessoa soropositiva? É muito variável. A evolução da infecção não é igual em todas as pessoas. Desde o momento em que se adquire a infecção até que surjam sintomas de doença decorre um período de tempo, designado como fase assintomática da infecção pelo HIV. Após o aparecimento de uma infecção oportunista, ou seja, após se entrar na fase de SIDA, o tempo médio de sobrevência é de cerca de um ano e meio, na ausência de tratamento antirretrovírico, caso contrário, se a pessoa cumprir rigorosamente com o tratamento, seu tempo de vida pode ser muito mais longo. Atualmente existem algumas pessoas que vivem com esta infecção há mais de 20 anos
  10. 10. Bibliografia http://vacinas.crt.saude.sp.gov.br/index.php?pags=o-que-e-o-hiv http://falandosobrehiv.tumblr.com/post/21911726663/entrada-do-virus- hiv-2-no-brasil http://www.soropositivo.net/faq-/#ancora11 http://clinicor.com.br/noticias/diferencas-e-semelhancas-entre-os- virus-hiv-1-e-hiv-2/ http://www.roche.pt/sida/faq/respostas.cfm

×