Cor1 110814191209-phpapp01

267 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
267
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cor1 110814191209-phpapp01

  1. 1. TABELASCORESPRIMÁRIASSECUNDÁRIASCOMPLEMENTARES
  2. 2. José Antonio Suarez Lodoño 2010
  3. 3. : ARTE MODERNA : Manet RENASCIMENTO : IMPRESSIONISMO COR E LUZ 1874 Salão dos Recusados Monet- “Impressão, sol PERSPECTIVA : nascente” 18721413 Fillipo Brunelleschi : SeuratNa arquitetura : Gauguin........Fauvismo Van Gogh.....Expressionismo } Vertentes Expressivas1435 Leon Battista : : Cézane.............Cubismo Tendências Geométricas ........................................................................... Alberti : PICASSO CUBISMO “Demoiselles d’Avignon” 1907 No tratado “Da COLAGEM 1912Pintura” : ........................................................................... : ABSTRACIONISMO 1910 Wassily Kandinsky : Abstração Geométrica Informal : : 1917 Mondrian- Neoplasticismo Construtivismo Russo : : : :
  4. 4. RENASCIMENTO Perspectiva Visão monocular Cores tonalizadas X IMPRESSIONISMO Cor e luz Contorno fragmentadoContrastes entre complementares
  5. 5. BARROCOCARAVAGGIO uso de umfundo sempre raso, muitasvezes totalmente negro eagrupava a cena em primeiroplano com focos intenso deluz sobre os detalhes,geralmente os rostos. Esteuso da iluminação recebeuum nome de TENEBRISMO Michelangelo Merisi da CARAVAGGIO- A vocação de S. Mateus, 1599-1600, óleo s/tela, Capela Contarelli, Roma.
  6. 6. ROCOCÓ JEAN ANTOINE WATTEAUEmbarque para a ilha de Citera, 1717, óleo s/tela, 129 x 194 cm,Museu do Louvre.
  7. 7. Ferdinand-Victor Eugène DELACROIX, A Liberdade guiando o povo,1830Delacroix se interessou tambémpelos temas políticos do momento.Sentindo-se um pouco culpadopela sua pouca participação nosacontecimentos do país, pintouA Liberdade Guiando o Povo,um quadro que o estado adquiriu e que foi exibido poucas vezes,por ter sido consideradoexcessivamente panfletário.Depois de uma viagem aoMarrocos, o pintor renovousua linguagem pictórica.A cor parece ter-se tornado independente da composição e mesmo quando beiravaperigosamente os limites dodecorativo ganhou uma forçaexpressiva. A importância deDelacroix exprime-se napesquisa de cores por eledesenvolvida: Eugènerepresentava a sombra dassuas figuras não mais seguindo o sfumato renascentista, masaplicando a cor complementarà cor local. Desta forma, aplicava o verde para sombrear overmelho, por exemplo. Romantismo
  8. 8. ÉDOUARD MANETAnuncia o impressionismoAlmoço na relva, 1863, óleo s/ tela, 81 x 101 cm, Musée d´Orsay, Paris.Olympia 1863 óleo s/ tela 130 x 190 cm Musée d’Orsay ParisO Pífaro, 1866, óleo sobre lienzo, 160 x 98 cm, Musée d ´Orsay, París.
  9. 9. IMPRESSIONISMOinfluência de pesquisas científicas (física eótica), fotografia, estudos da cor, pinceladasrápidas, uso do contorno múltiplo no desenho,manchas, início do processo rumo à abstração.Degas e Renoir são dois outros artistas comtrabalhos relevantes neste período. CLAUDE MONET“Impressão sol nascente”, 1872, óleo s/ tela, Musée Marmottan, París.
  10. 10. CLAUDE MONET Montes de trigo no final do verão 1890-1891.
  11. 11. CLAUDE MONET catedral de Rouen entre 1892 a 94
  12. 12. Uso decontrastesentre corescomplementares e isoladasem áreasdefinidas PÓS IMPRESSIONISMO: PAUL GAUGUIN visão após o sermão 1888
  13. 13. PAUL GAUGUIN Café em Arles, 1888
  14. 14. PAUL GAUGUIN
  15. 15. PAUL GAUGUIN"Vahine no te Vi"(1892) óleo sobre telaMuseu de Arte de Baltimore,EUA.
  16. 16. VAN GOGH quarto em Arles 1889
  17. 17. SEURAT Domingo na ilha grande jatte
  18. 18. Georges SeuratLa Parade (1889) - detalhe
  19. 19. PICASSOfase azul
  20. 20. PICASSOfase azul
  21. 21. PICASSOfase azulLa vie 1903
  22. 22. PICASSOFase rosaFamília deSaltimbancos1905
  23. 23. PICASSOFamília do acrobata comum macaco 1905
  24. 24. PABLO PICASSO, Guernica, 1937, 349 x 776 cm., óleo s/ tela, Museo Nacional Rainha Sofía, Madrid.
  25. 25. PIET MONDRIAN Brodway Boogie Woogie1942-43NEOPLASTICISMO -Uso de ortogonais, cores primárias, preto e branco.A partir destes elementos podemos construir “tudo”.
  26. 26. Victor Vasarely Pintor e escultor húngaro de origem francesa, considerado o "paida OP ART“. Estudou em Budapeste e depois foi para Paris, onde trabalhou comográfico em várias empresas de publicidade.Entre 1946 e 1948, depois de um período de expressão figurativa, decidiu optar por umaarte construtivista e geométrica abstrata.Seus quadros combinam variações de círculos, quadrados e triângulos, por vezes comgradações de cores puras, para criar imagens abstratas e ondulantes. OP ART
  27. 27. HENRIMATISSE
  28. 28. MATISSE, A dança, 1910, Óleo s/t FAUVISMOThe Hermitage, St. Petersburg.
  29. 29. Henri MatisseMusica, 1910
  30. 30. Henri Matisse, "Mesa posta (harmonia em vermelho)".Óleo sobre tela, 1908. 180x220 cm, Hernitage, São Petersburgo (Rússia).
  31. 31. MATISSE
  32. 32. Tristeza do rei
  33. 33. O cavalo, o ginete e o palhaço. 1947
  34. 34. MATISSE Estúdio vermelho 1911
  35. 35. DAVID HOCKNEY
  36. 36. DAVID HOCKNEY the 11th 1992
  37. 37. FRANK STELLA
  38. 38. FRANK STELLAkastura
  39. 39. FRANKSTELLAto prince Edward
  40. 40. FRANK STELLA
  41. 41. YVES KLEINInternational Klein Blue
  42. 42. Box bólide 11 1964-65HÉLIO OITICICA
  43. 43. CILDO MEIRELLES desvio para o vermelho
  44. 44. • PINTURA NO BRASIL • ANOS 80
  45. 45. Jorge GuinleNos confinsda cidade(Homenagema Man Ray).1984200x200
  46. 46. BEATRIZ MILHAZES avenida brasil 2003 4 299x397
  47. 47. BEATRIZMILHAZESo sonhode josé 2003 4250x250
  48. 48. BEATRIZ MILHAZES panamericano 2004
  49. 49. HENRI MATISSE Capela do Rosário, em Vence, Françahttp://www.snpcultura.org/tvb_capela_matisse.html LUCIA KOCH Galpão no cais- Bienal do Mercosul
  50. 50. BIBLIOGRAFIAARGAN, Giulio Carlo. Argan. Arte Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.BECKETT, Wendy. História da Pintura. São Paulo: Ática, 1997CORONA, Marilice. Revista AS PARTES nº2- pg6- P.Alegre. Revista da Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre: 2007.STANGOS, Nikos. Conceitos de Arte Moderna.Rio de Janeiro:Jorge Zahar Editor, 1991WALTHER, Ingo F. (org.). Obras primas da pintura ocidental. Lisboa: Taschen, 2002.VIEIRA DA CUNHA, Susana Rangel. 5ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul/ Ação Educativa. Encontro com professores/as. Faculdade de Educação – UFRGS, 2005.PROJETO PEDAGÓGICO DA 6ª EDIÇÃO DA BIENAL DO MERCOSUL, ENCONTRODE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES, 2007.SITESwww.spanisharts.comwww.itaucultural.org.br/http://sobrearte.blog.com/http://www.vggallery.com/international/portuguese/index.html

×