O RIO DE JANEIRO CONTINUA
LINDO...E POR QUE NÃO?
Catedral, Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã e
Copacabana.
 O Forte Duque de Caxias
Forte Duque de Caxias
 O Forte Duque de Caxias, anteriormente denominado como Forte da Vigia, Forte da
Espia e Forte do Leme, localiza-se no ba...
 Em 1913, estando quase concluídas as obras do Forte de
Copacabana o então presidente da República, Hermes da Fonseca,
de...
Curiosidade
Alguns soldados da atual guarnição, envergam o uniforme histórico
da época da inauguração, em 1914.
O museu pr...
 No campo da instrução militar, foi sede da primeira Escola de Fogo a
partir de 1935, bem como também foi pioneiro no Bra...
Imagens
Napoleão Bonaparte
Major Elsa
Cansaçâo
Medeiros
 Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella
 601
 Profª Vania - Informática
 Wikipédia
 Google Imagens
Fontes de pesquisas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella

188 visualizações

Publicada em

Projeto 1° Bimestre - 2015
"O Rio continua lindo ... E por que não?"
Tema: Forte Duque de Caxias

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
188
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
71
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella

  1. 1. O RIO DE JANEIRO CONTINUA LINDO...E POR QUE NÃO? Catedral, Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã e Copacabana.
  2. 2.  O Forte Duque de Caxias Forte Duque de Caxias
  3. 3.  O Forte Duque de Caxias, anteriormente denominado como Forte da Vigia, Forte da Espia e Forte do Leme, localiza-se no bairro do Leme, na cidade do Rio de Janeiro, no estado homônimo, no Brasil.  Construção: Maria I de Portugal (1776) .  Sob o governo do Vice-rei D. Luís de Almeida Portugal (1769-1779), na iminência de uma invasão espanhola que se materializou em 1777 contra a Colônia do Sacramento e a ilha Catarina, no sul da Colônia, foi ordenada a construção de um pequeno forte para defesa de qualquer desembarque naquele trecho ao Sul da cidade, o que teve lugar entre 1776 e 1779. A fortificação ficou conhecida como Forte da Vigia.  O Vice-Rei, D. José Luís de Castro (1790-1801), determinou retirar a sua guarnição, por razões de economia, em 1791.  No contexto da Guerra da Independência do Brasil (1822-1823), o forte foi novamente guarnecido e artilhado com cinco peças de ferro de diversos calibres (1823).  Foi desguarnecido, juntamente com as demais fortificações brasileiras, à época da Período Regencial, em 1831.  Após a Proclamação da República Brasileira, passou a se chamar Forte do Leme em 1825 e, por fim, em 1935, passou a adotar o nome atual: Forte Duque de Caxias.  A história
  4. 4.  Em 1913, estando quase concluídas as obras do Forte de Copacabana o então presidente da República, Hermes da Fonseca, determinou erguer no local do antigo forte colonial, uma moderna fortificação para a defesa da barra da baía de Guanabara.  À semelhança do de Copacabana, o projeto do Forte do Leme ficou a cargo do Coronel Engenheiro Augusto Tasso Fragoso, com a coordenação do Major Arnaldo Pais de Andrade.Concluído e aprovado, o projeto foi enviado para a Krupp, em Essen (Alemanha), para fins de atualização e orçamento. Os alemães reprojetaram-no de modo a que fosse executado com peças de concreto pré-moldadas na Alemanha, recomendando quatro obuseiros de 120 mm, cujos projéteis transporiam as elevadas barreiras constituídas pelos morros da Urca e do Pão de Açúcar, armas a serem fabricadas sob medida para esta estrutura. A parte elétrica da instalação ficou a cargo da empresa AEG, de Berlim. História: O atual Forte.
  5. 5. Curiosidade Alguns soldados da atual guarnição, envergam o uniforme histórico da época da inauguração, em 1914. O museu preserva em acervo itens curiosos, como uma mecha dos cabelos de Napoleão Bonaparte e fragmentos da bandeira do Brasil, portados pelos revoltosos de 1922. Eduardo Gomes , um dos sobreviventes da revolta de 1922, teve a genitália atingida por um tiro. Posteriormente, fez da bala que o castrou um chaveiro (porta-chaves). Durante muito tempo, no espaço do Museu reservado à Força Expedicionária Brasileira, o destaque foi a figura da oficial Major- enfermeira Elza Cansanção Medeiros. Um monumento em bronze em homenagem a Siqueira Campos, de autoria de H. Bertazoni com baixos relevos de José Rangel e I. Paraná foi inaugurado em 1936. Constitui-se em uma herma sobre um pedestal revestido em granito, atrás da qual, numa placa de mármore está afixado um alto relevo, também em bronze.
  6. 6.  No campo da instrução militar, foi sede da primeira Escola de Fogo a partir de 1935, bem como também foi pioneiro no Brasil em exercícios de levantamento de rota com o apoio de holofotes, a partir de 1937.  Foi palco de acontecimentos importantes da História do Brasil, como o levante dos "Dezoito do Forte" (de 2 a 6 de julho de 1922), tendo os revoltosos disparado sofre o Forte do Leme e outras fortalezas, e sofrido o bombardeio da Fortaleza de Santa Cruz.  Nele esteve detido o presidente da República deposto, Washington Luís, de 24 de outubro a 8 de novembro de 1930(GARRIDO, 1940:125), assim como ao Prefeito do então Distrito Federal, Antônio Prado Júnior, tendo ambos dali partido rumo ao exílio na Europa. A evolução do Forte
  7. 7. Imagens Napoleão Bonaparte Major Elsa Cansaçâo Medeiros
  8. 8.  Giovanna Lobo, Maria Clara Vilas e Rafaella  601  Profª Vania - Informática
  9. 9.  Wikipédia  Google Imagens Fontes de pesquisas

×