EDITORIAL                          modelar, preparação e degustação de gelatina,     Aproximar a Família do CEI: meta de 2...
O currículo acontece e dinamiza as                                                     aprendizagens       quando      as ...
opção por trabalhar este tema no PEA – Projeto        grande familiaridade com os materiais e processosEspecial de Ação – ...
Projeto Entorno, durante a rotina de                  - Discutir a diferença entre ler/contar e apoiar oatendimento.      ...
o horário da manhã e tarde, possibilitando a                  Desde  a   inauguração   do    CEUintegração dos dois colegi...
PARA REFLETIR                         MOMENTOS ESPECIAIS     Para você ganhar belíssimo Ano Novo     cor do arco-íris, ou ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim Informativo - 3ª Edição

498 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
498
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
109
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim Informativo - 3ª Edição

  1. 1. EDITORIAL modelar, preparação e degustação de gelatina, Aproximar a Família do CEI: meta de 2011! circuito com obstáculos, cama elástica, teatro, etc. Percebemos a alegria e satisfação das A qualidade da Educação Infantil crianças durante a participação nas atividades.depende, cada vez mais, da parceria entre a Foram feitas em espaços diferenciados e issoescola e a família. Abrir canais de comunicação, despertou grande expectativa por parte delas.respeitar e acolher os saberes dos pais e ajudar-semutuamente. São algumas ações em que asúnicas beneficiadas são as nossas criançaspequenas. A participação dos pais na educaçãodos filhos deve ser constante e consciente. A vidafamiliar e escolar se completa. Cuidar e educar envolve estudo,dedicação, cooperação e cumplicidade de todosos responsáveis pelo processo, que é dinâmico eestá sempre em evolução. Aqui fica o convite, para que os pais efamiliares estejam presentes na vida educacionalde seu filho! Ao retornarem para a sala as mesmas VEJA TAMBÉM: comentaram o que haviam feito e do que mais tinham gostado.  I Encontro de formação CEU CEI Dirce Foto diferenciada Uma semana que Migliaccio e PEA 2010, p. 2 proporcionou integração entre as crianças das  Festa da Família, p. 3 diferentes faixas etárias.  Fique por Dentro e Equipe Terceirizada, p. 5  Para Refletir, p.6  Prêmio Paulo Freire, p. 6 O QUE ACONTECEU NO CEI Semana da Criança Durante os dias 10, 11, 13 e 14 deOutubro de 2011 foram desenvolvidas atividadesem comemoração a Semana da Criança que foimarcada por uma diversidade de atividades queincluíram pintura, confecção de massa de Foto
  2. 2. O currículo acontece e dinamiza as aprendizagens quando as experiências I ENCONTRO DE FORMAÇÃO CEU CEI DIRCE pedagógicas são envolventes e possuem sentido MIGLIACCIO: para as crianças. Elas aprendem a partir da ação, COMPARTILHANDO O NOSSO FAZER COM AS da fantasia, imitação, emoção, das linguagens e FAMILIAS são os modos de aprender e construir conhecimento. No dia 01/09/2011, no espaço do Existem diferentes formas de organizar oanfiteatro do CEU ARICANDUVA, aconteceu o I currículo na Educação Infantil, e essa organizaçãoEncontro de Formação CEU CEI DIRCE deve considerar a brincadeira infantil como umMIGLIACCIO: Compartilhando o nosso fazer com campo privilegiado de experiências. A elaboração de um currículo é importante porque nos faz refletir e avaliar nossas escolhas e nossas concepções: de educação, de conhecimento, de infância e de criança. Para orientar o nosso trabalho a Secretaria Municipal de Educação, através da Portaria 4507 /2007 instituiu o programa “Orientações Curriculares: Expectativas de Aprendizagens e Orientações Didáticas para a Educação Infantil”. No documento as expectativas de aprendizagens devem subsidiar as unidades educacionais no processo de seleção e organização de conteúdos de aprendizagem a serem desenvolvidos na educação infantil. Estão organizadas em experiências:  Experiências voltadas ao conhecimento eas famílias. cuidado de sí, do outro, do ambiente;  Experiências de brincar e imaginar; A proposta do encontro foi divulgar as  Experiências de exploração da linguagem“Orientações Curriculares: Expectativas de corporal;Aprendizagens e Orientações Didáticas para a  Experiências de exploração da linguagemEducação Infantil” e conversar sobre o nosso fazer verbal;cotidiano. Falar sobre tudo isso é falar sobre o  Experiências de exploração da natureza eCURRICULO. da cultura; O currículo emerge da vida, propicia o  Experiências de apropriação doespaço do encontro entre as crianças e as conhecimento matemático;professoras... Acontece na participação das  Experiências com a expressividade dascrianças nos processos educacionais: - nos linguagens artísticasmomentos de cuidado físico, de contar e ouvir O trabalho desenvolvido no PEA (Projetohistórias, nas brincadeiras, no parque e sala, na Especial de Ação) contextualiza as ações dohora de cantar, de desenhar... ou seja, ele está CEI. (veja a seguir).continuamente em ação! Assim devemos dar uma olhada para otrabalho e observar:  A forma como organizamos o cotidiano do EM FOCO: PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO CEI; PEA 2010 – O BRINCAR A PARTIR DAS  A maneira como atendemos as crianças, LINGUAGENS ARTÍSTICAS NO CEI famílias e a comunidade;  O planejamento das diversas O Projeto Especial de Ação trouxe para a possibilidades de intervenções com as discussão a importância da criança vivenciar as crianças na rotina; diferentes linguagens artísticas por meio da  As decisões que são tomadas em brincadeira, para o seu desenvolvimento. Nossa diferentes situações;
  3. 3. opção por trabalhar este tema no PEA – Projeto grande familiaridade com os materiais e processosEspecial de Ação – ocorreu após refletirmos sobre que estão implicados nos diferentes fazeresa necessidade que temos de aprofundar o nosso artísticos. Deve-se reconhecer o que as crianças jáconhecimento sobre o papel que as linguagens sabem, como se expressam, o que gostam deartísticas ocupam na construção do conhecimento produzir, olhar, escutar, reconhecer a intenção, opela criança e também da necessidade de propósito, o prazer que está por trás de cadaprocurarmos superar algumas dificuldades com gesto, de cada traço ou movimento e saberessas linguagens. propor desafios que façam sentido para elas.O Projeto Pedagógico desenvolvido nesse CEI Além disso, é fundamental para o professor“Nosso CEI respeita o direito da criança”, procura incentivar expressões em linguagens diferentes,garantir, através do trabalho realizado, o brincar lembrando que a criança é uma totalidade edas mais variadas formas, com os mais poderá organizar suas percepções sensoriais dediversificados materiais, nos diferentes espaços e modo extremamente criativo, articulandomomentos da rotina. diferentes linguagens, quem sabe, criando novas. Envolvidos no Projeto: - A Direção, a (Orientações curriculares – Expectativas deCoordenação Pedagógica e as Professoras do CEU Aprendizagens e Orientações Didáticas – pág. 116CEI Dirce Migliaccio. e 117)OBJETIVOS: - Ampliar o repertório das educadorasnas linguagens artísticas, contemplando, inclusive, Para saber mais: REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASa diversidade cultural; - Transformar em prática os COELHO, M.T. F e PEDROSA, M.I. (2000). Faz-de-conhecimentos construídos pelas educadoras, conta: Construção e Compartilhamento deproporcionando experiências significativas e significados in A criança e seu desenvolvimentoprazerosas às crianças; - Valorizar o complexo (org.) Zilma de M. R. de Oliveira. São Paulo, Cortezprocesso criativo das crianças nas atividades Editora.cotidianas do CEI; - Reconhecer, aceitar e acolher CRIDY, C. e KAERCHER, G.E. (2001) Promovendo oas iniciativas e as escolhas das crianças no desenvolvimento do faz-de-conta in Educaçãotrabalho com as linguagens artísticas; - Respeitar Infantil Pra que te quero? Porto Alegre, Artmed.as produções das crianças como a expressão do LOWENFELD, V. (1977). Porque é importante aseu pensamento; - Incluir nas atividades com as criança desenvolver uma atividade criadora?In Alinguagens artísticas momentos de apreciação de criança e sua arte. Editora Mestre Jou.diferentes obras e das produções das crianças. SME – Orientações Curriculares – Expectativas deAVALIAÇÃO: - Foi realizada a partir dos registros Aprendizagens – Educação Infantil – 2007dos encontros, das sínteses das leituras e das REVISTA AVISA LÁ: - Nº39 – agosto/2009 – Oatividades realizadas com as crianças. sentido das coisas na educação infantil; N°40 – novembro/2009 – Brincar de olhar; Nº41 –O que a equipe Gestora tem a dizer? fevereiro/2010 – Sentir e observar para desenhar. O tema para formação no Projeto Especialde Ação foi o “Brincar a partir das linguagensartísticas no CEI”. Destacamos a práticapedagógica nesta etapa da educação comosignificativa para as experiências das crianças de FESTA DA FAMILIAzero a três anos. Com essa formação, propomosampliar o olhar sobre o direito que as crianças Em 26 de novembro deste ano, foitêm de se expressarem, qualificando dessa forma, realizado em nosso CEI a III “Festa da Família”,o atendimento na educação infantil. além de promover a integração família - CEI, o Consideramos que as linguagens objetivo deste encontro foi apresentar o Projetoartísticas apóiam as crianças na ampliação de sua Entorno, composto pela SSL (Sessão Simultâneasensibilidade e capacidade de lidar com os sons, de Leitura) e Poemas para brincar, recitar, ouvir eritmos, melodias, formas, cores, imagens, gestos, se deliciar.falas, tanto por meio das produções das crianças Os pais e familiares presentes foramquanto obras elaboradas por artistas, que acolhidos com um agradável café da manhã, ememocionam e constituem o humano. seguida foram convidados a assistir um vídeo que A expressividade pressupõe, acima de apresentava a participação das crianças notudo, muita pesquisa e experimentação, e uma
  4. 4. Projeto Entorno, durante a rotina de - Discutir a diferença entre ler/contar e apoiar oatendimento. planejamento das atividades; Foram momentos de grande emoção ao - Acompanhar a execução das atividades em sala;ouvir os pequenos recitando: Cecília Meirelles, -Fornecer bons modelos e tematizar boasVinicius de Moraes, Mário Quintana, entre outros atividades;ícones de nossa cultura literária. - Garantir a circulação do acervo; Os pais e familiares participaram de uma - Garantir conhecimento do acervo por todos;sessão simultânea de leitura, oportunizando aos - Garantir a vivência e o planejamento de boasparticipantes vivenciar tal experiência presente na situações de intercâmbio após a leitura.rotina das crianças. A festa foi encerrada com uma Para o diretor:bela exposição dos fazeres aqui no CEI voltada - Planejar o uso de verba considerando a comprapara essa experiência. de livros; A participação da família é de - Garantir a circulação desse acervo;fundamental importância para conhecer melhor -Apoiar o trabalho logístico de realização donossa prática, acompanhar os projetos projeto.desenvolvidos e prestigiar as atividades realizadas “... A prática de leitura que procuramos deve-sepelas crianças. realizar num processo de valoração e trabalho em Saiba um pouco mais sobre o Projeto parceria, tanto entre os alunos, destes com oEntorno: professor e de todos com o livro, buscando assim, através dos diversos tipos de textos, fazer com queINDICADORES DO PROCESSO DE FORMAÇÃO DE o ensino e a aprendizagem da leitura se LEITORES ATRAVÉS DO TRABALHO COM constituam em uma atividade dinâmica, viva e PROJETOS INSTITUCIONAIS DE LEITURA produtiva. José Morais em seu livro A arte de Ler, afirma que Os prazeres da leitura são múltiplos.Para as crianças: Lemos para saber, para compreender, para- Manifestam ter preferências; refletir. Lemos também pela beleza da linguagem,- Fazem escolhas com mais critérios; para nossa emoção, para nossa perturbação.- Estabelecem relações entre livros e autores; Lemos para compartilhar. Lemos para sonhar e- Desejam conhecer livros de uma mesma coleção para aprender a sonhar (há várias maneiras dee autor; sonhar...). A melhor maneira de começar a sonhar- Indicam livros e justificam essas escolhas; é por meio dos livros...”. Trecho extraído do texto- Percebam a diferença entre o que é lido e o que Práticas de Leitura: O que Aprendemos e o quecontado, então, quando o professor pega um Ensinamos - Dra. Denise Aparecida Brito Barreto –livro, saibam que as palavras são do livro e que UESBtenham comportamentos leitores como folhear o Para Saber Mais:livro, e, quando o professor conta histórias, ALVES, Rubens- O Prazer da leitura. Livro Por umasaibam que as palavras são escolhidas pelo educação Romântica. São Paulo: Papirus, 2002.contador; MORAIS, José. A arte de ler. São Paulo: Ed. –- Denotam que diante do livro sabem se é para ler Universidadeou para escutar; KLISYS, Adriana e FONSECA, Edi – Brincar e ler,- Mostram interesse em participar dos para viver.intercâmbios após a leitura.Para o professor:- Garantir que a leitura seja uma atividade diária;- Saber a diferença entre ler/contar e planejar as FIQUE POR DENTROatividades; O Conselho de Escola e a APM (Associação- Garantir o uso dos livros em sala; de Pais e Mestres) formado por representantes de- Oferecer acervo diversificado e de qualidade; pais e funcionários do CEI trabalhou intensamente-Garantir o planejamento e execução de boas durante o ano e aproveita o espaço para divulgarsituações de intercâmbio após a leitura. a importância da participação em todas asPara o coordenador pedagógico: decisões do CEI. As reuniões agendadas- Discutir nos encontros de formação a previamente no calendário escolar foramimportância da leitura como atividade diária; marcadas conjuntamente e procurando intercalar
  5. 5. o horário da manhã e tarde, possibilitando a Desde a inauguração do CEUintegração dos dois colegiados. Foram tratados os ARICANDUVA em setembro de 2003 o CEI contaassuntos: com as empresas terceirizadas de serviços:Fevereiro: Eleição dos representantes do Merenda Escolar, Limpeza, Segurança eConselho de CEI, Definição das prioridades de Lavanderia.gastos e aplicação dos recursos financeiros para2011, Divulgação do calendário de atividades e Merenda Escolar: A empresa APETECEAprovação do calendário escolar; é responsável pela alimentação das crianças noMarço: Eleição dos representantes da APM, CEI. O cardápio utilizado nas escolas é publicadoFormação da diretoria executiva e Conselho Fiscal; periodicamente no Diário Oficial da Cidade e noAbril: Definição das normas regimentais para Portal da Educação. O cardápio atende asfuncionamento do Conselho de necessidades nutricionais nas diferentes faixasCEI, Planejamento e Definição dos painéis de etárias, buscando qualidade e diversidade deazulejo confeccionados nas oito salas, alimentos. O processo de produção e distribuiçãoInformações e Leitura sobre o parecer jurídico da merenda é acompanhado e fiscalizado porreferente ao recesso escolar; nutricionistas da empresa, do departamento deMaio: Prestação de contas do 1° repasse do PTRF; merenda, por profissionais da SecretariaJunho: Apresentação dos candidatos e eleição Municipal de Educação e pelo diretor da escola.para substituição do período de férias da diretora, Nossa cozinha conta com a colaboração eDefinição do destino dos bens patrimoniais competência das cozinheiras que atendemencaminhados para processo de baixa; prontamente as crianças e ajudam a construir o Julho: Organização e planejamento do encontro projeto pedagógico da escola. Fazem do cardápioentre pais e funcionários do CEI, Apresentação do um sabor agradável com boa apresentação eparecer favorável da supervisora escolar quanto à variedade de alimentos.baixa dos bens inservíveis;Agosto: Prestação de contas do 2° repasse do Limpeza: A empresa TONANNI – Responsável pelaPTRF, Elaboração do plano de aplicação da verba execução dos serviços de limpeza, higienização,do PDDE, Encaminhamentos do processo de baixa conservação dos espaços internos e externos ede bens patrimoniais, Organização do Encontro de jardinagem do CEU ARICANDUVA.formação de pais e funcionários; A prestação de serviço da limpeza garanteSetembro: Análise dos orçamentos e gastos do um serviço ágil e de qualidade. Os funcionáriosPDDE, Avaliação do 1° Encontro de formação de estão sempre dispostos a nos atender, mantendopais e funcionários, Projeção de salas para 2012, o ambiente limpo, agradável e conservado.Apresentação PORTARIA Nº 3.479, de 08/07/2011- Institui os Padrões Básicos de Infra estrutura Segurança: A empresa POWER Segurança epara as Instituições de Educação Infantil de SME ; Vigilância – Responsável pela segurançaOutubro: Prestação de conta verba do Repasse do patrimonial do CEU ARICANDUVA.PDDE, Apresentação do horário de funcionamentodo CEI e atendimento as crianças em 2012; Lavanderia: A empresa MARTINS & LOCOCONovembro: Eleição para o cargo designado de Lavanderia - Responsável pela higienização diáriaCoordenadora Pedagógica; de toalha, lençol, colcha e cobertor dasDezembro: Prestação de contas do 3° repasse da crianças em nosso CEI.verba do PTRF e baixa de bens patrimoniais. Todos esses serviços são comprometidos com as ações coletivas, dando às crianças proteção, cuidados e promovendo saúde. É por isso que agradecemos o empenho de todos os Conhecendo os Serviços Prestados no CEI- funcionários que fazem parte das equipes. Serviços Terceirizados São nossos colaboradores que fazem adiferença no cotidiano do CEI. Vale à penaconferir!
  6. 6. PARA REFLETIR MOMENTOS ESPECIAIS Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido ( mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha,você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?) Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver. Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre. Parabéns CEU CEI Dirce Migliaccio pela participação no Prêmio Paulo Freire/2011 Receita de ano novo com o Projeto “O brincar a partir das Carlos Drummond de Andrade linguagens artísticas no CEI”.

×