Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias

3.966 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.966
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
131
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias

  1. 1. PLURALIDADE DAS EXISTENCIAS II
  2. 2. SORTE DAS CRIANÇAS APÓS A MORTE
  3. 3. <ul><li>Que significado ou valor espiritual pode ter a vida de alguém que desencarnou ainda bebê? </li></ul><ul><li>Essa curta vida teve também sua finalidade e proveito, do ponto de vista espiritual. Pode ter sido, por exemplo: </li></ul><ul><li>Uma complementação de encarnação anterior não aproveitada integralmente; </li></ul>
  4. 4. <ul><li>2. Uma tentativa de encarnação que encontrou obstáculos no organismo materno, nas condições ambientes ou no desajuste perispiritual do próprio reencarnante; serviu, então, para alertar quanto às dificuldades e ensejar melhor preparo em nova tentativa de encarnação; </li></ul><ul><li>3. Uma prova para os pais (a fim de darem maior valor à função geradora, testemunharem humildade, resignação), ou para o reencarnante (a fim de valorizar a reencarnação como bênção ). </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Qual é, no Além, a situação espiritual de quem desencarnou criança? </li></ul><ul><li>- É a mesma que merecia com a a existência anterior ou que já tinha na vida espiritual porque na curta vida como criança, nada pôde fazer de bom ou de mal que alterasse sua evolução, que representasse um desenvolvimento, um progresso. </li></ul><ul><li>- Mas pode estar melhor na sua conscientização e no seu equilíbrio espiritual, e, também, ter reajustado, no processo de ligamento e desligamento com o corpo, algum problema espiritual de que fosse portador. (anomalias, desajustes no perispírito) </li></ul><ul><li>. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Como são vistos os espíritos de quem desencarnou criança? </li></ul><ul><li>- Uns se apresentam &quot;crescidos&quot; perispiritualmente e até já em forma adulta, pois como espíritos não têm a idade do corpo. </li></ul><ul><li>- Se desejam se fazer reconhecidos pelas pessoas com quem conviveram, podem se apresentar com a forma infantil que tiveram. </li></ul><ul><li>- Se vão ter de reencarnar em breve, poderão conservar a forma infantil no seu perispírito, que facilitará o processo de nova ligação à matéria. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  7. 7. Sexo nos espíritos
  8. 8. <ul><li>Pergunta nº. 200: Têm sexos os Espíritos? </li></ul><ul><li>Resposta: Não como o entendeis, pois que os sexos dependem da organização. Há entre eles amor e simpatia, mas baseados na concordância dos Sentimentos. </li></ul>LIVRO DOS ESPIRITOS
  9. 9. LIVRO DOS ESPIRITOS <ul><li>Pergunta nº. 201 : Em nova existência, pode o Espírito que animou o corpo de um homem animar o de uma mulher e vice-versa?  </li></ul><ul><li>Resposta: Decerto; são os mesmos os Espíritos que animam os homens e as mulheres. </li></ul>
  10. 10. LIVRO DOS ESPIRITOS <ul><li>Pergunta nº. 202: Quando errante, que prefere o Espírito: encarnar no corpo de um homem, ou no de uma mulher?  </li></ul><ul><li>Resposta: Isso pouco lhe importa. O que o guia na escolha são as provas por que haja de passar”. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  11. 11. OS ESPÍRITOS TÊM SEXOS?”
  12. 12. <ul><li>A ciência, através do estudo do embrião humano, relatando uma gônada indiferenciada ou primordial, contendo em potencial ambos os sexos, atesta e comprova a realidade do espírito que, em verdade, não tem sexo e, ao reencarnar, dá a vida a indivíduos do sexo masculino ou feminino. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Mais uma vez o caráter científico da Doutrina Espírita é comprovado pela Ciência, permitindo-nos louvar a figura majestosa e importante do grande Codificador, Allan Kardec. </li></ul>
  14. 14. GÔNADA INDIFERENCIADA
  15. 15. SÃO OS MESMOS OS ESPÍRITOS QUE ANIMAM OS HOMENS E AS MULHERES?”
  16. 16. <ul><li>À luz da reencarnação podemos entender que o Espírito passa por muitas fileiras de renascimento e pode encarnar vivificando um corpo masculino ou feminino. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Quando o ser espiritual participa do processo do “nascer de novo”, exterioriza vibrações energéticas compatíveis com o padrão do sexo masculino ou feminino, preponderante dentro de si. </li></ul><ul><li>Embora saibamos que, na sua essência, a individualidade espiritual tenha os dois sexos em potencial, um deles se torna mais marcante no decorrer das inúmeras existências terrenas. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>A inteligência extra-física, como artífice da sua própria vestimenta física, atrai o gameta com a sua devida e necessária cromossomia sexual (X e. Y). A individualidade espiritual, dentro das suas contingências sexuais, na faixa evolutiva em que se encontra, define o sexo que será portador. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Estando presente, já jungido à sua futura mãe, na matriz genital, o Espírito, com suas irradiações, passa a influenciar e selecionar o espermatozóide que lhe é afim vibratoriamente. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Se o Espírito tem uma tonalidade sexual mais destacada para o sexo masculino, suas expressões vibratórias energéticas de teor essencialmente masculino exercem atração sobre um espermatozóide com carga genética Y, dando vida a um homem. </li></ul><ul><li>Com efeito, uma entidade espiritual, com experiências na carne marcadamente do sexo feminino, atrai um gameta contendo um cromossoma X e vivificará um corpo do sexo feminino. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Assim, a conjugação ou fecundação, a partir desse conceito deixa de ter uma conotação casual, passando a ser dirigida por uma força energética determinante. </li></ul><ul><li>Todo ser, de acordo com as suas experiências e aquisições evolutivas possui dentro de si os dois sexos, embora um deles ainda seja predominante, isto por ter tido maior vivência num desses sexos, em suas múltiplas existências. </li></ul>
  22. 22. Idéias Inatas
  23. 23. <ul><li>Segundo a filosofia, são as idéias com as quais a gente nasce, que não se aprende. </li></ul><ul><li>Para o Espiritismo, são o resultado dos conhecimentos adquiridos nas existências anteriores; são idéias que se conservam no estado de intuição para servirem de base à apreciação de outras novas. As idéias inatas não são mais do que a herança intelectual e moral que vêm das nossas vidas passadas. </li></ul>
  24. 24. LIMITES DA ENCARNAÇÃO
  25. 25. 5 O CORPO FÍSICO O PERISPÍRITO -MENOS COMPACTO -MENOS PESADO -MENOS GROSSEIRO DIÁFANO... QUASE FLUÍDICO TRANSFORMA-SE : - CADA VEZ MAIS ETÉREO - ATÉ DEPURAÇÃO COMPLETA ACABA POR CONFUNDIR-SE COM O PERISPÍRITO “ ESPÍRITOS PUROS” “ ...CONFORME O MUNDO EM QUE É LEVADO A VIVER, O ESPÍRITO REVESTE O INVÓLUCRO APROPRIADO À NATUREZA DESSE MUNDO (...)” - § 24 ACOMPANHAM A PURIFICAÇÃO DO ESPÍRITO:

×