Gêneros literários

44.639 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
2 comentários
22 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
44.639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.190
Comentários
2
Gostaram
22
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gêneros literários

  1. 1. GÊNEROS LITERÁRIOS A LITERATURA É A ARTE QUE SE MANIFESTA PELA PALAVRA, SEJA ELA FALADA OU ESCRITA. Prof.ª: Carolina Loçasso Pereira
  2. 2. GÊNEROS LITERÁRIOS <ul><li>Conjuntos de elementos semânticos, estilísticos e formais utilizados pelos autores em suas obras, para caracterizá-las de acordo com a sua visão da realidade e o público a que se destinam. </li></ul> Lírico (sentimental, poético)  Dramático (teatro)  Épico (narrativo)
  3. 3. GÊNERO LÍRICO
  4. 4. <ul><li>É a manifestação literária em que predominam os aspectos subjetivos do autor. É, em geral, a maneira de o autor falar consigo mesmo ou com um interlocutor particular (amigo, amante, fantasia, elemento da natureza, Deus...) </li></ul><ul><li>Não confundir “eu-lírico” com o autor. O “eu-lírico” ou “eu-poético” é uma espécie de personalidade poética criada pelo autor que dá vazão a sensações e/ou impressões. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Seu nome vem de lira, instrumento musical que acompanhava os cantos dos gregos. </li></ul><ul><li>Textos de caráter emocional, centrados na subjetividade dos sentimentos da alma. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Predominam as palavras e pontuações de 1ª pessoa. </li></ul><ul><li>Segundo Aristóteles, a palavra cantada. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>É importante ressaltar que o “eu - lírico” </li></ul><ul><li>pode ser masculino </li></ul><ul><li>ou </li></ul><ul><li>feminino </li></ul><ul><li>independente do autor. </li></ul>
  8. 8. EU - LÍRICO <ul><li>Assim, podemos encontrar: </li></ul><ul><li>Autor masculino  eu-lírico masculino </li></ul><ul><li>Autor masculino  eu- lírico feminino </li></ul><ul><li>Autor feminino  eu- lírico feminino </li></ul><ul><li>Autor feminino  eu- lírico masculino </li></ul>
  9. 9. EXEMPLO DE GÊNERO LÍRICO Autor masculino – eu lírico masculino Ainda uma vez adeus... Gonçalves Dias &quot;Enfim te vejo! - enfim posso, Curvado a teus pés, dizer-te Que não cessei de querer-te, Pesar de quanto sofri. Muito penei. Cruas âncias, Dos teus olhos afastado, Houveram-me acabrunhado A não lembrar-me de ti! (...)
  10. 10. EXEMPLO DE GÊNERO LÍRICO Autor masculino – eu lírico feminino <ul><li>Com açúcar, com afeto Chico Buarque </li></ul>Com açúcar, com afeto Fiz seu doce predileto Pra você parar em casa Qual o quê Com seu terno mais bonito Você sai, não acredito Quando diz que não se atrasa. Você diz que é um operário, sai em busca do [salário
  11. 11. <ul><li>EXEMPLO DE GÊNERO LÍRICO Autor feminino – eu lírico feminino </li></ul>GARGANTA Ana Carolina Sei que não sou santa Às vezes vou na cara dura Às vezes ajo com candura Pra te conquistar Mas não sou beata Me criei na rua E não mudo minha postura Só pra te agradar
  12. 12. GÊNERO DRAMÁTICO GÊNERO DRAMÁTICO
  13. 13. <ul><li>Drama, em grego, significa “ação”. Ao gênero dramático pertencem os textos, em poesia ou prosa, feitos para serem representados. Compreende as seguintes modalidades: </li></ul><ul><li>Tragédia: é a representação de um fato trágico, apto a suscitar compaixão e terror. </li></ul><ul><li>Comédia: é a representação de um fato inspirado na vida e no sentimento comum, de riso fácil, em geral criticando os costumes. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Tragicomédia: é a mistura do trágico com o cômico. Originalmente, significava a mistura do real com o imaginário. </li></ul><ul><li>Farsa: pequena peça teatral, de caráter ridículo e caricatural, criticando a sociedade e seus costumes; baseia-se no lema latino Ridendo castigat mores (“Rindo, corrigem-se os costumes.”). </li></ul>
  15. 15. GÊNERO ÉPICO
  16. 16. <ul><li>A palavra &quot;epopeia&quot; vem do grego épos, ‘verso’+ poieô, ‘faço’ e se refere à narrativa em forma de versos, de um fato grandioso e maravilhoso que interessa a um povo. </li></ul><ul><li>O gênero épico: narrações de fatos grandiosos, centrados na figura de um herói. Tem a presença de um narrador </li></ul><ul><li>Segundo Aristóteles, a palavra narrada. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>é provavelmente a mais antiga das manifestações literárias. Surgiu quando os homens primitivos sentiram necessidade de relatar suas experiências, centradas na dura batalha de sobrevida num mundo caótico, hostil e ameaçador. </li></ul>
  18. 18. Os elementos essenciais <ul><li>Na estrutura épica temos: o narrador , o qual conta a história praticada por outros no passado; a história , a sucessão de acontecimentos; as personagens , em torno das quais giram os fatos; o tempo , o qual geralmente se apresenta no passado e o espaço , local onde se dá a ação das personagens. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Neste gênero, geralmente, há presença de figuras fantasiosas que ajudam ou atrapalham no curso dos acontecimentos. </li></ul><ul><li>Presença de mitologia greco-latina - contracenando heróis mitológicos e heróis humanos. </li></ul><ul><li>Quando as ações são narradas por versos, temos o poema épico ou Epopeia. </li></ul>
  20. 20. GÊNERO NARRATIVO É visto como uma variante moderna do gênero épico, caracterizando-se por se apresentar em prosa. Manifesta-se nas seguintes modalidades: Romance : narração de um fato imaginário mais verossímil, que representa quaisquer aspectos da vida familiar e social do homem. Podemos dividi-lo em: romance de cavalaria, romance de costumes, romance policial, romance psicológico, romance histórico etc. Novela : breve, mas viva narração de um fato humano notável, mais verossímil que imaginário. É como um pequeno quadro da vida, com um único conflito. Em geral, apresenta-se dividida em alguns poucos capítulos.
  21. 21. <ul><li>Conto : narração densa e breve de um episódio da vida; mais condensada do que a novela e o romance. Em geral, não apresenta divisão em capítulos. </li></ul><ul><li>Fábula : narrativa inverossímil, com fundo didático; tem como objetivo transmitir uma lição de moral. </li></ul><ul><li>Crônica: o seu nome já nos dá uma dica: crônica deriva do radical latino crono , que significa “tempo”. Daí o seu caráter: relato de acontecimentos do tempo de hoje, de fatos do cotidiano. Desde a consolidação da imprensa, a crônica se caracterizou como uma seção de jornal ou revista em que se comentam acontecimentos do dia-a-dia. </li></ul>

×