Guião de laboratório

3.771 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.771
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
126
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guião de laboratório

  1. 1. Manual de Laboratório Carolina Guedes de Andrade 7º A Número 6
  2. 2. Índice <ul><li>Regras de Segurança e Higiene do Laboratório </li></ul><ul><li>Símbolos químicos dos reagentes do Laboratório </li></ul><ul><li>Material e equipamento do Laboratório </li></ul><ul><li>Estudo da Microscopia </li></ul>
  3. 3. Regras de Segurança do Laboratório <ul><li>Veste sempre uma bata. </li></ul><ul><li>Usa luvas ou óculos de protecção. </li></ul><ul><li>Prende os cabelos se forem compridos. </li></ul><ul><li>Não comas no laboratório. </li></ul><ul><li>Examina o material e reagentes/ingredientes antes de o utilizares. </li></ul><ul><li>Não deves manipular substâncias ou material sem conhecer antes as suas características e riscos. </li></ul><ul><li>Fecha todos os reagentes/ingredientes depois de utilizados. </li></ul><ul><li>Não abandones o local de trabalho sem desligar os equipamentos que utilizaste. </li></ul><ul><li>Não deixes o gás ligado: liga-o assim que necessites a sua utilização e desliga-o logo de seguida. </li></ul><ul><li>Não coloques fios eléctricos em locais de passagem nem entupas locais de livre circulação. </li></ul><ul><li>No final do trabalho desliga todos os equipamentos eléctricos de que te serviste. </li></ul>
  4. 4. Regras de Higiene do Laboratório <ul><li>Verifica se todos os teus ingredientes se encontram em bom estado. </li></ul><ul><li>Certifica-te que o material e os equipamentos a utilizar estão limpos. </li></ul><ul><li>Deves lavar as mãos com frequência. </li></ul><ul><li>Protege adequadamente alguma ferida, corte ou arranhão quer possas ter. </li></ul><ul><li>Mantém a área de trabalho limpa e ordenada. </li></ul><ul><li>Separa o lixo produzido e coloca possíveis reagentes químicos utilizados nos recipientes próprios. </li></ul><ul><li>Não deves comer ou beber no teu local de trabalho. </li></ul><ul><li>Usa uma bata branca. </li></ul>
  5. 5. Símbolos químicos dos reagentes do Laboratório
  6. 6. Material e equipamento do Laboratório <ul><li>Vidro de Relógio </li></ul><ul><li>É um vidro côncavo que serve para armazenar substâncias/quantidades. </li></ul><ul><li>Balão Erlenmeyer </li></ul><ul><li>Serve para medir volumes, com pouco rigor, mas é sobretudo para estudar soluções líquidas. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Balão de vidro </li></ul><ul><li>É muito útil para fazer suspensões. Podemos no seu conteúdo colocar uma solução nutritiva e estudar a reprodução de um ser vivo. </li></ul><ul><li>Tubo de ensaio e suporte de ensaio </li></ul><ul><li>O tubo de ensaio serve para estudar o comportamento de pequenos volumes ou as características e ainda observar as reacções químicas. O suporte de ensaio serve para segurar o tubo de ensaio. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Lamparina de álcool </li></ul><ul><li>Contêm álcool e servem para efectuar aquecimentos. A chama tem três intensidades que correspondem a três cores. A chama mais externa é a amarelada e é a menos quente, a intermédia é alaranjada e há um aumento de temperatura , a chama azul é a mais quente de todas e a mais interna. </li></ul><ul><li>Pinça de madeira ou mola de madeira </li></ul><ul><li>Serve para segurar com firmeza tubos de ensaio quando se procede ao aquecimento destes. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Tabuleiro de Plástico </li></ul><ul><li>Serve para transportar material de laboratório e como recipiente de alguma experiências. </li></ul><ul><li>Suporte Universal </li></ul><ul><li>Serve para apoiar balões de vidro e tubos de ensaio em estudos de soluções. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Cadinho de porcelana e cápsula de porcelana </li></ul><ul><li>São recipientes para elevar a altas temperaturas (500º). </li></ul><ul><li>Tina de Vidro </li></ul><ul><li>Serve para armazenar soluções e realizar infusões (meio líquido com reprodução de protozoários). </li></ul><ul><li>Almofariz com Mão </li></ul><ul><li>Serve para moer, extrair substâncias, pressionando a mão contra as paredes do almofariz. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Gobelé </li></ul><ul><li>Serve para medir líquidos em grandes volumes, sem precisão e serve para guardar líquidos para ser estudados. </li></ul><ul><li>Proveta </li></ul><ul><li>Serve para medir volumes superiores a 10 ml com precisão. A medição deve ser feita colocando 0 campo de visão ao nível do volume que se pretende medir. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Caixa de Petri </li></ul><ul><li>Serve para criar colónias de substâncias; </li></ul><ul><li>Pipeta Pasteur </li></ul><ul><li>Serve para adicionar líquidos, mas sem graduação; </li></ul><ul><li>Pipeta Graduada </li></ul><ul><li>Serve para pipetar líquidos com volumes bem definidos. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Esguicho </li></ul><ul><li>Serve para adicionar água; </li></ul><ul><li>Lamelas </li></ul><ul><li>Servem para cobrir o material biológico. São quadrantes e muito finas. As lâminas e as lamelas, juntas formam uma preparação microscópia. </li></ul><ul><li>Lâminas de vidro </li></ul><ul><li>São grossas e rectangulares e servem para colocar material biológico. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Material de Dissecação: </li></ul><ul><li>Tesoura – Serve para fazer cortes com pouco rigor; </li></ul><ul><li>Agulhas – Servem para manipulas material biológico consoante a ponta; </li></ul><ul><li>Bisturi – Serve para fazer cortes com muita precisão, de uma só vez; </li></ul><ul><li>Espátula – Serve para conduzir cortes no material biológico ou para manipular solutos; </li></ul><ul><li>Pinças – Servem para manipular e agarrar material biológico. </li></ul>
  15. 15. Constituição de um microscópio <ul><li>Parte Mecânica: </li></ul><ul><li>Base - Placa de apoio do microscópio que assenta sobre a mesa garantindo-lhe estabilidade; </li></ul><ul><li>Braço - Haste vertical , fixada à base, que suporta as restantes partes componentes do microscópio. Parte por onde se pega no microscópio; </li></ul><ul><li>Platina - Plataforma onde se colocam as preparações a observar. Tem no centro uma abertura – janela da platina – destinada à passagem dos raios luminosos. A preparação é fixada por duas molas ou pinças. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Revólver - Suporte de objectivas, fixado à extremidade inferior do tubo, que serve para facilitar a substituição de uma objectiva por outra, colocando-as por rotação em posição de observação; </li></ul><ul><li>Tubo ou canhão - Suporte cilíndrico da ocular; </li></ul><ul><li>Parafuso Macrométrico - Permite movimentos de grande amplitude, rápidos, por deslocação vertical da platina; </li></ul><ul><li>Parafuso Micrométrico - Permite movimentos lentos da deslocação da platina para focagens mais precisas; </li></ul><ul><li>Parte Óptica : </li></ul><ul><li>Sistema de aplicação - Consiste na associação de dois sistemas de lentes (objectiva e ocular) constituindo um sistema óptico; </li></ul><ul><li>Objectiva - É uma associação de lentes, situada no revólver, que é colocada na extremidade mais próxima do objecto, ampliando a imagem do objecto (projecta uma imagem real, ampliada e invertida).; </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Objectiva de Imersão - (100x) A lente frontal da objectiva é mergulhada num óleo de imersão. A imersão tem por fim aumentar o valor da abertura numérica e portanto, o poder de resolução da objectiva. Quanto maior for o índice de refracção, maior é a abertura numérica; </li></ul><ul><li>Ocular - É uma associação de lentes que é colocada na extremidade do tubo, mais próxima do olho do observador e que recebe a imagem da objectiva, ampliando-a e tornando-a visível; </li></ul><ul><li>Espelho Duplo ou Fonte de Luz - O espelho destina-se a reflectir a luz que recebe da fonte luminosa para a platina (usa-se a face plana para reflectir luz natural e a face côncava para reflectir luz artificial); </li></ul><ul><li>Diafragma - Regula a quantidade de luz que vai atingir o campo do microscópio; </li></ul><ul><li>Condensador - É um sistema de duas lentes que distribui regularmente no campo visual do microscópio, a luz reflectida pelo espelho ou directamente da fonte luminosa. </li></ul>
  18. 18. Cuidados Gerais na Utilização do Microscópio <ul><li>Antes de pegar na caixa do microscópio verifica sempre se está fechada. </li></ul><ul><li>Transporta o microscópio com ambas as mãos apoiando uma sob a base e outra segurando o braço. </li></ul><ul><li>O microscópio deve ser colocado na mesa, suficientemente afastado do bordo desta.. </li></ul><ul><li>Mantém sempre o microscópio em perfeito estado de limpeza e conservação: </li></ul><ul><li>Evita molhá-lo; </li></ul><ul><li>Protege-o das poeiras, humidades ou vapores de reagentes; </li></ul><ul><li>Tem especial cuidado na limpeza das suas lentes; </li></ul><ul><li>5. Antes de arrumar o microscópio, verifica se tem colocada a objectiva de menor ampliação no prolongamento do tubo. </li></ul>
  19. 19. Elaboração de preparações <ul><li>Existem dois tipos de preparações que podemos realizar para vermos no microscópio: preparação definitiva e preparação temporária. </li></ul><ul><li>Preparação definitiva </li></ul><ul><li>É uma preparação em que se observa o material morto depois de ter sofrido uma fixação, de forma a manter intactas as suas características. </li></ul><ul><li>Preparação Temporária </li></ul><ul><li>É uma preparação feita no momento, de material vivo, sem qualquer tratamento, que só pode ser observado nas horas seguintes. </li></ul>

×